Início » Telecomunicações » Wi-Fi HaLow é o novo padrão de rede para a internet das coisas

Wi-Fi HaLow é o novo padrão de rede para a internet das coisas

Anunciada pela Wi-Fi Alliance, novidade tem alcance duas vezes maior e consome menos energia

Jean Prado Por

wifi-halow-iotNo esquenta para a Consumer Electronics Show (CES) deste ano, algumas novidades menores vão sendo reveladas. Esta é uma delas: a Wi-Fi Alliance anunciou nesta segunda-feira (4) o Wi-Fi HaLow, especificação feita para adaptar as tecnologias Wi-Fi à chamada internet das coisas (IoT, na sigla em inglês).

Isso possibilitaria o uso do Wi-Fi HaLow (a pronúncia é “halo”) em uma casa inteligente ou no painel de um carro, por exemplo. A tecnologia também poderia encontrar espaço em áreas como medicina e agricultura. Mas por que criar um novo padrão? Basicamente, porque o Wi-Fi tradicional é feito para dispositivos maiores, que têm maior autonomia de bateria (ou ficam permanentemente conectados na tomada) e, por isso, consomem mais energia, algo banal para um dispositivo minúsculo que fica, por exemplo, no seu pulso.

Além disso, o alcance das bandas de 2,4 GHz e 5 GHz é relativamente limitado em relação à outra frequência compatível com o Wi-Fi HaLow, de 900 MHz. O uso dessa banda, além de quase dobrar o alcance da conexão, oferece um Wi-Fi mais robusto, com melhor penetração em paredes ou outras barreiras que atrapalham a conexão. De quebra, como a rede passa a operar em uma frequência menor, o padrão consome menos energia, podendo funcionar de maneira mais eficiente em wearables, por exemplo.

wifi-spectrum-diagram

Como você pode ver no gráfico acima, o alcance do HaLow é bem maior que o oferecido atualmente. Tudo isso considera características similares em termos de autonomia de bateria na comparação com tecnologias atuais, segundo Kevin Robson, vice-presidente de marketing da Wi-Fi Alliance. Uma delas, o Bluetooth, é amplamente utilizada, mas tem alcance significativamente menor (e não se conecta diretamente com o seu roteador).

Apesar das vantagens em relação ao Bluetooth, este ainda deve ser mais rápido na transferência de dados. O Wi-Fi HaLow é feito principalmente para realizar pequenas transferências de vez em quando, e não para carregar uma página da web ou executar streaming de um vídeo, por exemplo. Caso ele seja usado para algo além dessas pequenas transferências, é de se esperar impacto na autonomia da bateria.

Será que o HaLow tem chance frente ao Bluetooth? Segundo Robinson, essa não é a proposta, uma vez que “ninguém espera que a internet das coisas se consolide em uma única tecnologia de conexão”. O propósito do HaLow, portanto, é oferecer uma opção mais eficiente, e não monopolizar os padrões.

Ainda assim, o HaLow não deve chegar tão cedo na sua casa. Para a tecnologia ser implementada, além de a Wi-Fi Alliance conseguir convencer fabricantes a usarem o Wi-Fi HaLow, roteadores e chips para redes sem fio devem ser adaptados para o padrão 802.11ah. Como aponta o The Verge, a novidade deve demorar pelo menos dois anos até ficar disponível para o público final.

A internet das coisas

Nós já falamos sobre essa tática de utilizar o que as conexões móveis têm de melhor para tornar as coisas que você usa todos os dias mais eficientes. A prática da internet das coisas abrange desde alarmes inteligentes, como o Mycroft, até geladeiras e termostatos. O conceito não é tão recente assim, mas vem crescendo muito nos últimos anos.

Conversamos sobre o assunto no Tecnocast 009 e explicamos como esses avanços tornam o nosso cotidiano melhor e automatizam as nossas tarefas. O botão de play fica logo abaixo!

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Theus Cardoso
eu acho que vai ser briga entre 4g e sinal digital terrestre com a 802.11.ah ou não ?
Theus Cardoso
eu acho que vai ser briga entre 4g e sinal digital terrestre com a 802.11.ah ou não ?..
David Diniz
Mas o 900MHz não é usado em redes 3G e 4G?
Will

Pelo que entendi, ele serve para pequenos dispositivos, e se eu usar nos "maiores" ele vai consumir menos energia que os atuais? Isso explica mais ou menos no texto, mas acho que ficou meio vago.

Weller Santibanez
Pelo que entendi, ele serve para pequenos dispositivos, e se eu usar nos "maiores" ele vai consumir menos energia que os atuais? Isso explica mais ou menos no texto, mas acho que ficou meio vago.