ComfyLight

Lâmpadas inteligentes podem fazer mais do que iluminar o seu lar? Podem. É o caso da ComfyLight, que acaba de entrar em campanha de financiamento no Kickstarter: a lâmpada chega com a proposta de ajudar a proteger a sua casa. Isso pode ser feito de várias maneiras.

Para começar, a ComfyLight é capaz de monitorar os seus hábitos. Dessa forma, o dispositivo consegue identificar os horários que você costuma estar em casa. Ao assimilar esse padrão, a lâmpada pode se acender automaticamente em um dia que você estiver ausente. Você já sacou a ideia aqui, né? Simular a presença dos donos em casa quando ninguém estiver por lá.

O monitoramento de hábitos é feito a partir dos sensores que equipam a lâmpada. Mas esses mecanismos também podem ser usados em outras funções. Por exemplo, o sensor de movimentos detecta quando alguém entra na sala e acende a ComfyLight imediatamente. Esse sensor é bastante preciso, portanto, pode distinguir entre uma pessoa passando pela sala ou um animal de estimação (a lâmpada não acende para os bichinhos).

Se ninguém estiver em casa, o sensor de movimentos da lâmpada também pode ser usado para detectar a presença de intrusos. Se isso acontecer, a ComfyLight começa a piscar rapidamente para alertar os vizinhos e, claro, assustar o invasor.

Tem mais: em caso de movimentação suspeita no interior da casa, a ComfyLight pode mandar um alerta ao seu smartphone. Basta instalar o aplicativo do produto. Há versões para Android e iOS. Também é pelo app que você configura a lâmpada. A conexão é feita via Wi-Fi.

Ainda sobre o aplicativo, dá para usá-lo para saber se as demais pessoas que moram com você estão em casa. Esse recurso fica ainda mais preciso se você tiver mais de uma ComfyLight no local — uma em cada cômodo, por exemplo.

ComfyLight app

Não é só vigilância. A lâmpada pode ligar sozinha quando você entrar no recinto e regular a iluminação automaticamente para deixar o ambiente mais aconchegante. O sensor de iluminação consegue até distinguir luz artificial de solar para fazer ajustes mais precisos.

Como você deve ter imaginado, a lâmpada é de LED e os sensores têm baixo consumo, portanto, a novidade não vai trazer surpresas na conta de energia no final do mês.

ComfyLight

Por que é legal? A ComfyLight é uma lâmpada que, além de iluminar o ambiente de modo inteligente, ajuda a vigiar a casa.

Por que é inovador? Porque a lâmpada conta com uma série de sensores que respondem pelo monitoramento. Além disso, o dispositivo permite ao usuário acompanhar tudo em tempo real a partir do aplicativo.

Por que é vanguarda? Na verdade, não é, não totalmente. Há projetos com propostas similares por aí, como as lâmpadas BeON. Mas a ComfyLight se destaca por fatores como facilidade de uso. O produto chegou até a receber premiações na última CES por sua engenharia e design inovador.

Vale o investimento? Só para quem realmente vê vantagens no sistema de iluminação e na proposta de vigilância da ComfyLight. No Kickstarter, cada unidade custa a partir de 60 euros, ou seja, esse não é exatamente um produto barato. A boa notícia é que o dispositivo está praticamente finalizado, razão pela qual os compradores não demorarão muito para ter a lâmpada: o envio está previsto para abril.

Eu não sei se um dia será comum termos lâmpadas inteligentes em casa, mas a ideia parece agradar a muita gente. A ComfyLight mesmo, no primeiro dia de campanha, arrecadou mais de 40 mil euros. A meta está em 50 mil euros.

A internet das coisas

A ComfyLight é um exemplo de dispositivo que se encaixa na chamada internet das coisas. A essa altura, você certamente já ouviu falar disso, certo? Mas qual o real significado desse conceito? Estamos falando de novos gadgets? De geladeiras que fazem compras e acessam o Facebook, por exemplo? Será que a gente realmente precisa disso?

Tentamos encontrar as respostas para essas e outras questões no Tecnocast 009. Dê play e confira 😉

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Cássio Hübner
O produto já nasceu morto. Existem alternativas muito melhores no mercado: Phillips HUE, LIFX e Emberlight. Todas possuem uma API própria, o que te ajuda a extender as funcionalidades da lâmpadas. Sem contar que tanto a HUE quanto a LIFX possuem versões coloridas. O único diferencial da ComfyLight seria o sensor de movimento, algo que tu pode facilmente fazer com um arduino da vida ou um sensor de movimento wifi que tu compra por $10 da china e configura da forma que tu queira.
Cássio Hübner
Existe algo assim já, Emberlight. http://www.emberlight.co
Junior
Achei fantástica a ideia e gostaria que tivesse algo neste sentido no Brasil, principalmente no quesito monitoramento. Já tive a infelicidade de ter minha casa furtada, então a internet das coisas como estas ajudaria bastante a agilizar o pedido de socorro à polícia e afins. Hoje tenho CFTV completo + Alarme + outros itens, mas segurança e métodos alternativos nunca é demais. =)
Lucas Carvalho
Eu acho que o Cidopina quis dizer "virarem 60", não no sentido da cotação ficar mais equilibrada, mas em baixar o custo de produção das lâmpadas.
7csP9tkb

Se o produto fizer sucesso mesmo, pode ser que um dia seja lançado no Brasil, ou até produzido por aqui. Ou talvez alguma similar...

Cidopina™
Se o produto fizer sucesso mesmo, pode ser que um dia seja lançado no Brasil, ou até produzido por aqui. Ou talvez alguma similar...
Islan Oliveira
Ou seja, nunca. Na melhor época que eu me lembro, o euro estava uns R$2,30. Mesmo nessa cotação, adicionando os impostos, acredito que custaria uns 200.
7csP9tkb

Não sei se qualquer tipo de lâmpada poderia ter sua luminosidade regulada ou mesmo ficar piscando intermitentemente sem queimar (fluorescentes por exemplo).

Além do mais, acredito o preço não seria tão diferente.

Cidopina™
Não sei se qualquer tipo de lâmpada poderia ter sua luminosidade regulada ou mesmo ficar piscando intermitentemente sem queimar (fluorescentes por exemplo). Além do mais, acredito o preço não seria tão diferente.
7csP9tkb

Não compensa por enquanto, se um dia esses 60 euros virarem 60 reais, eu compraria sem pensar duas vezes...

Cidopina™
Não compensa por enquanto, se um dia esses 60 euros virarem 60 reais, eu compraria sem pensar duas vezes...
Keaton
Off again: o RSS aparentemente parou de atualizar, de novo... Ultima noticia? Alarme da Microsoft.
Emerson Alecrim

Há um projeto brasileiro bem bacana que tem uma proposta nessa linha (embora não seja focado em monitoramento):

https://tecnoblog.net/18673...

emersonalecrim
Há um projeto brasileiro bem bacana que tem uma proposta nessa linha (embora não seja focado em monitoramento): https://tecnoblog.net/186734/financie-isso-bluelux/
Renan Dias Serrou
Não seria mais fácil fazer um luminária, ou algum tipo de base pra alguma lampada comum do que fazer a lampada inteira inteligente? Tudo bem que a lampada de LED dura bem mais, mas uma hora ela queima, e com isso o investimento de 60 euros...
Exibir mais comentários