Início » Jogos » O que esperar da Nintendo nos próximos anos?

O que esperar da Nintendo nos próximos anos?

Por
3 anos atrás

Futuro_Nintendo_abre

Começo este texto dentro de uma dualidade incômoda: como escrever sobre o futuro de uma empresa que vive do passado? E escrevo isso me colocando atrás de um escudo protetor, sabendo que vai chover ódio na minha direção. Assim que você, fã da marca, se acalmar, por favor, continue lendo. Obrigado.

É preciso dizer inicialmente que eu adoro a Nintendo. Mesmo. De adorar no sentido bíblico. De ter vários produtos, de sempre ficar eufórico a cada “novo” lançamento, de ter em casa e jogar quase que diariamente consoles como o Nintendinho, Super Nintendo, Game Boy, GameCube, Wii e 3DS.

Sou apaixonado por suas principais franquias e as trato como verdadeiros clássicos. Se a Nintendo fosse o Rock and Roll, Super Mario, The Legend of Zelda, Donkey Kong e Metroid seriam Beatles, Rolling Stones, Queen e Led Zeppelin. Dito isso, lembro que nenhuma dessas bandas tem menos de 40 anos.

Todos sabemos que a Nintendo foi, durante muito tempo, o principal nome do mundo dos videogames. Não por isso, quando você faz pesquisas sobre seus consoles antigos e os principais concorrentes da época, ela se sai muito bem. Apenas para ilustrar, veja estes resultados:

Screen Shot 2016-02-03 at 12.53.43 PM

Não é de hoje que ela vem sangrando. E o que foi que aconteceu com essa Nintendo? No mundo todo, as vendas do Wii U vêm caindo a cada mês. Compare os gráficos abaixo:

ps4vsxb1-update.002

console-wars-q1-2015-update6.001-640x480

console-wars-Q3-2015.001-640x480

E mesmo quanto aos jogos, a companhia vendeu apenas 10,5 milhões de unidades nos últimos três meses, período que inclui feriados comerciais como o Natal. Isso é menos do que um jogo para cada console Wii U já vendido até hoje.

Não fossem os excelentes números atingidos pelos Amiibos (que, lembro, são bonecos de personagens de franquias antigas), o cenário seria muito pior, haja visto que eles representaram 71% do total de vendas da empresa no último período fiscal.

yarn-yoshi-amiibo-photo-06_1920.0

megayarnyoshi

O que nos leva a questionar algumas coisas em relação ao futuro da gigante japonesa.

Se a Nintendo vende mais Amiibos, então a Nintendo venderá mais consoles. Certo?

Não necessariamente, e é isso que algumas pessoas ainda não perceberam. Existe uma gigantesca parcela desses compradores que sequer usa os bonequinhos para jogar no Wii U, tampouco no Nintendo 3DS. Como eles são fofinhos e ficam muito bem na estante, muitos os veem apenas como artefato decorativo.

É bem legal utilizar um personagem físico em um universo virtual, mas não é todo mundo que vê nisso o principal atrativo.

A Nintendo se importa com isso? Duvido. Para ela, quanto mais Amiibos vendidos, melhor. Não rola um canibalismo de mercado entre seus produtos, afinal. É só um reforço da marca e mais dinheiro em caixa. Logo, podemos entender que ela deve apostar na venda dos bonequinhos, principalmente no ávido mercado ocidental.

Ela vai focar no mercado mobile?

Imagino que sim. Em outubro de 2015, a Nintendo anunciou seu primeiro game para smartphones, chamado Miitomo (o termo “tomo” se refere a amigo, em japonês). Imagine um bichinho virtual, na pegada do Tamagotchi, mas para os Miis, avatares de jogadores e seus amigos das plataformas Wii, Wii U, 2DS e 3DS.

1495303579910269843

1495303579992957587

1495303580037598611

O game, que será gratuito, deve ser lançado em março de 2016. Mas me pergunto sinceramente se eu quero jogar isso. Você jogaria? Use a área de comentários para deixar suas expectativas.

O que eu posso dizer é que os acionistas da Nintendo não estão felizes com esse momento. Para tentar acalmar os ânimos, a empresa anunciou que o game vai trazer pelo menos um de seus principais personagens. O que podemos entender como “vai ter Mario, ou vai ter o Link, de Zelda”.

Carlos_Lerma

Se isso será o suficiente para segurar os investidores, só o tempo dirá.

Eu ainda não entendi porque é que a Nintendo não lançou um emulador para seus jogos do NES e do Super Nintendo para Android, iOS e Windows, uma vez que outros apps já fazem isso sem que um centavo vá para os cofres da empresa.

maxresdefault-10

Existia uma promessa de que, pelo menos do Game Boy, iria rolar. Inclusive em telas de aviões, além dos smartphones. Eu já fiz as minhas malas. Continuo aqui esperando, tá?

E o que vai acontecer com os consoles?

Lembro quando o saudoso Satoru Iwata anunciou que teremos um novo videogame da Nintendo este ano. Seu codinome, por enquanto, é NX. Ao que tudo indica, ele será completamente diferente do Wii e Wii U, inclusive na usabilidade.

Nintendo_NX_700

O atual presidente, Tatsumi Kimishima, disse o seguinte em entrevista à revista Time: “Se olharmos para o início da nossa conversa hoje, nós falamos sobre a transição do Wii para o Wii U e na dificuldade que foi explicar aos consumidores o que era diferente e inédito sobre o novo hardware. Foi difícil convencê-los a mudar da sua plataforma atual para a próxima.”

nintendo-tatsumi-kimishima-457_1

O que sabemos hoje é que kits de desenvolvimento já foram enviados para diferentes estúdios e produtoras de games do mundo todo. Além disso, rumores indicam que o novo equipamento terá uma base fixa e outra móvel e as expectativas comerciais apontam que o NX chegue a um número entre 10 e 12 milhões de unidades vendidas este ano.

Nunca duvide da Nintendo

Se tem uma coisa que esta empresa demonstrou ao longo de sua existência é a capacidade de se renovar e de criar conceitos completamente diferentes. Quando o Wii foi lançado, foi um fenômeno de vendas e críticas.

Sei que este mesmo sucesso não se repetiu com o Wii U. Mas, a exemplo do que já aconteceu no passado, essa não vai ser a primeira e nem a última vez que a Nintendo sai de uma situação desfavorável para liderar o mercado. Assim espero, no sentido de ter esperança mesmo.

Mas o que vocês acham? Seria a Nintendo capaz de voltar aos holofotes do mundo dos games? Ou daqui, é ladeira abaixo?

Participe das conversas do Tecnoblog

Leia o post inteiro antes de comentar
e seja legal com seus amiguinhos.

Carregar Comentários Conheça nossa política de comentários aqui.