Início » Web » Chrome é o novo Internet Explorer

Chrome é o novo Internet Explorer

Conseguimos quebrar o monopólio da Microsoft nos navegadores... e colocamos o Google no lugar

Por
2 anos atrás

Quem acessava a web na década passada lembra da guerra de navegadores. O Internet Explorer reinava, estando presente em mais de 85% das máquinas. Os browsers alternativos, como Firefox e Opera, até conseguiam lentamente conquistar seus fãs, mas na prática eram utilizados apenas por quem “entendia de informática” ou tinha o computador consertado por um sobrinho convincente, cansado de dar suporte técnico aos tios que instalavam vírus de ActiveX.

Boa parte das páginas só funcionava corretamente no Internet Explorer, especialmente aquelas mais complexas ou que se arriscavam a incorporar recursos multimídia, como vídeos em formato Windows Media. Como os outros navegadores tinham participação de mercado quase irrelevante, não fazia sentido que as empresas gastassem dinheiro adaptando seus sites. Eram tempos sombrios.

Até que, em setembro de 2008, o Google lançou o Chrome. Em menos de três anos, a gigante das buscas atingiu uma fatia de mercado que os outros candidatos nunca chegaram perto. E foi por mérito próprio: eu lembro que, quando usava Windows XP no meu PC com 256 MB de RAM, o browser do Google impressionava pela rapidez com que abria (era mais rápido que o navegador nativo!), pela agilidade na navegação e pela simplicidade na interface, numa época em que os concorrentes se esforçavam para embutir funções mirabolantes e barrinhas que ocupavam metade da tela.

Não aparece aqui, mas o Netscape também exibia a previsão do tempo na interface

Não aparece aqui, mas o Netscape também exibia a previsão do tempo na interface

Quem lembra da época que o Opera era pago e mostrava um banner?

Quem lembra da época que o Opera era pago e mostrava um banner?

Com o Chrome, a tela passou a ser dominada pelos sites, não pelo navegador

Com o Chrome, a tela passou a ser dominada pelos sites, não pelo navegador

Outros navegadores seguiram a tendência da interface limpa

Outros navegadores seguiram a tendência da interface limpa

Hoje, o Chrome é o navegador mais popular do mercado. O StatCounter mostra que 77,33% dos brasileiros utilizaram o browser do Google em janeiro de 2016, contra apenas 10,39% do Firefox e 5,49% do Internet Explorer. A situação não é muito diferente no Tecnoblog. No mesmo período, nossa audiência ficou dividida assim:

  • Chrome: 71,54%
  • Safari: 11,73%
  • Firefox: 7,51%
  • Android Browser: 2,66%
  • Internet Explorer: 2,50%
  • Opera: 1,89%
  • Microsoft Edge: 1,16%

Repare que Chrome, Safari, Android Browser e Opera são navegadores que utilizam motor WebKit ou baseado no WebKit, portanto, eles renderizam as páginas de forma semelhante. Se somarmos tudo, a participação de mercado desses browsers chega a assustadores 87,82% do nosso público — isso é basicamente o que o Internet Explorer tinha há mais dez anos! E qual o problema?

A gente sabe que, em regra, monopólios são ruins. Não apenas na web, mas em qualquer mercado, como a entrega de correspondências (oi, Correios!) e o transporte individual de passageiros (oi, táxis!). No caso da web, ficamos parados no tempo, sem novas tecnologias durante anos, simplesmente porque o browser mais utilizado do mundo não as suportava.

E quem está fora do monopólio do Chrome sabe os problemas que enfrenta. Não é incomum que as páginas sejam renderizadas incorretamente no Firefox ou Internet Explorer, por exemplo. Eu uso Safari, que possui um motor de renderização muito parecido com o do Chrome (ambos têm como ponto de partida o WebKit, mas o motor de JavaScript é diferente) e mesmo assim sou obrigado a manter o navegador do Google instalado para eventuais problemas de compatibilidade.

Alguns sites vão além e restringem o acesso a determinados navegadores, uma prática que estava diminuindo no final da década passada, com Chrome, Firefox e Internet Explorer dividindo bem o mercado, mas parece ter voltado nos últimos tempos, à medida que o Google passou a dominar o bolo.

Como o Mega, que suporta Chrome, mas possui limitações no Firefox e Safari:

mega-safari

Ou o Inbox, do Google, que funcionava apenas no Chrome, do Google:

inbox-chrome

Tem o OneDrive, da Microsoft, que oferece upload de pastas no Chrome, mas não no Internet Explorer, da Microsoft (este é o caso mais absurdo que consigo me lembrar):

onedrive-safari

A web avançou tanto que agora podemos ter aplicativos complexos sem depender de nenhum plugin, como um emulador de DOS que roda diretamente no navegador. Digo, apenas no Chrome:

dosbox-chrome

Nós chegamos ao ponto de ter Angry Birds exclusivo para Chrome. E isso porque o único lugar onde Angry Birds ainda não roda é na sua geladeira (ops, desculpem, roda na geladeira também). Espere: nós não estamos acabando com o Flash e migrando para HTML5 e padrões livres justamente para termos uma web mais aberta? Isso não faz o menor sentido.

chrome-gif-ram

Se você lembrar que, na década passada, as pessoas estavam insatisfeitas com o Internet Explorer, mas não conseguiam migrar para os navegadores alternativos justamente por problemas de compatibilidade, acabamos de encontrar mais uma semelhança.

Não faltam relatos de usuários do Chrome que estão incomodados com o alto uso de memória e processamento — um dos motivos pelos quais eu uso Safari é que a duração da bateria do meu notebook cai pela metade com o Chrome. Não é por acaso que frequentemente o Google promete fazer alguma otimização para tornar o navegador menos guloso.

É inegável que a guerra dos navegadores e a quebra do monopólio do Internet Explorer fez muito bem para a web. Mas agora estamos voltando ao mesmo ponto de onde viemos. Só mudamos o protagonista do monopólio. Onde estão os outros?

  • enquanto o chrome suga a memoria e consome bateria do notebook eu uso M Edge

  • Cara aquela imagem da gosma consumindo o cubo me deu vários tipos de agonia. ;-;

    • Huuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuummmmmmmmmmmmm…
      Tô zuando, eu já achei legal, fiquei um tempão observando ahushaushuas

  • No Edge tem como enviar pastas pro OneDrive tranquilamente.

  • Discordo um pouco do texto, iria mais longe. Vejo da seguinte forma…

    Veio o MOSAIC para mudar a Internet e introduzir a Web, daí Marc Andreensen, funcionário da Mosaic saiu e criou o NETSCAPE, foi uma revolução e iria matar a Microsoft, matar o S.O.

    A Microsoft foi lá e comprou a SpyGlass, detentora do Mosaic, com código arcaico e defasado, criou o INTERNET EXPLORER, era uma porcaria. Assim como tudo na vida da Microsoft.

    A Microsoft embutiu o IE no Windows e essa concorrência desleal com o Netscape (que precisava ser baixado e instalado), apesar de ser melhor, foi sucumbindo.

    Em 2000 o Netscape definhava e por essa época abriu seu código fonte. Veio a Mozilla e o FIREFOX, a partir do código fonte aberto do Netscape. Foi outra revolução, muito mais sofisticado que o IE. As pessoas começaram a trocar o IE nativo do Windows para o FIREFOX. Foi o início do declínio do IE.

    O Google investia pesado na Mozilla e no Firefox, mas viu que o negócio era estratégico para eles, então praticamente abondaram o financiamento a Mozilla e criaram o CHROME.

    Como todo o poder de Marketing e de divulgação do Google e a óbvia integração forte com seus produtos, fizeram muito gente migrar para CHROME (eu inclusive).

    Com o passar do tempo, as pessoas foram se dando conta das desvantagens do Chrome e do quanto o Firefox também se integra bem com outros ecossistemas O Firefox vem retomando muito o espaço. Na minha opinião é o melhor.

    Em paralelo o SAFARI é um caso a parte do impecável ecossistema da Apple e faz todo sentido ser usado por quem tem iOS + OSX.

    É por aí…. 🙂

    • “O Firefox vem retomando muito o espaço.”

      Cara, os números não mostram isso. O Firefox perdeu muito mercado nos últimos anos e, do ano passado para cá, estabilizou, mas não conseguiu crescer. O Chrome, em compensação, só sobe (e deu uma guinada assustadora nos últimos meses).

      • De fato, essa parte do meu comentário foi sem base de estatística, só uma percepção pelas pessoas na minha volta que voltaram a usar. Seria muito ruim a história se repetir e ele sucumbir para o Chrome invasivo quanto a privacidade, consumidor de recursos e mais limitado de plataformas.

        • É bem por aí

          Concordo contigo @zanac_compile:disqus Zanac_Compile, Na época aqui no Brasil do Windows 95 a briga era pelo Internet Explorer e o Netscape inclusive com bronca do pessoal da Netscape por supostos bloqueios na codificação do windows para evitar o bom funcionamento dele no Windows. Mesmo o gráfico acima citar o Brasil não foi isso que percebi nesses anos, refletindo mais o comentado por você pela briga de IE e NE e a virada do jogo justamente pelo FF também pelo fato da popularização das páginas em jsp, php e outros padrões que liberaram as páginas do domínio do .asp !!
          O Chrome veio pela imensa propaganda da google pelo consolidado buscador google onde o pessoal que migrou de outros para ele foi graças e muito ao firefox, infelizmente passou por várias instabilidades nas suas versões que também motivou o pessoal a procurar outras opções.
          A popularização do próprio linux seja em servidores como computadores e notebook´s também contribuiu para a popularização tanto do FF quanto o GC, dessa forma não podemos dizer que foi apenas pelo navegador essa mudança de cenário mas um conjunto de tecnologias compatíveis com ele3s.

          • É bem por aí mesmo ! 🙂

          • Felipe Braz

            Só discordo da parte sobre php, jsp e asp que são linguagens server side, indeferido do navegador. Do resto, assino embaixo.

        • Gilson Filho

          Se for perceber o perfil de quem usa chrome e quem usa firefox é uma diferença grande. Boa parte de quem usa firefox são aqueles que tem consciência do que o chrome traz para a internet e tal. Muita gente usa chrome hoje porque ele foi melhor que o IE na época, mas que não querem aprofundar muito nisso porque são usuários e tem preguiça de pensar e questionar tal fato.

          • rbsouto

            Nem todo usuário tem preguiça em pensar. Alguns só precisam dele como veículo para acessar o que realmente interessa: uma aplicação ou conteúdo relevante para o trabalho.

            Imagine a frustração.

          • William Lima Crisostomo

            Eu estava usando o firefox, mas o chrome é mais rápido, o firefox ainda sofre do problema de ir ficando lento com o uso, o que eu quero mesmo agora é que o Edge suporte pluguins… creio que eu vá migrar para ele.

          • Johnny Walker Junior

            Sinceramente eu não acho isto e no smartphone troquei o chrome pelo firefox que vivia travando o aparelho por falta de memória, achei que melhorou a navegação. Pelo menos fiquei livre dos travamentos.
            O chrome é muito bom, mas come memória demais e também fica lento com o tempo, apesar que cada aba utiliza um thread diferente, isto não traz benefício, visto que o consumo de memória também sobe na mesma escala. Aliás, todos tem vantagens e desvantagens, apesar de gostar mais do firefox também utilizo o chrome.

          • William Lima Crisostomo

            Hoje saiu um comparativo de desempenho no adrenaline, e no meu julgamento o Opera se saiu bem, vou baixar e testar agora mesmo pra ver qual é dele.

          • antonio assis

            estava usando o ie11,firefox e chrome.todos não respondendo a toda hora.
            tirei o chrome e coloquei o ópera.agora fluindo normal.
            desktop lenovo windows 8.1 pro. intel i3 6gb de ram.

        • Louis

          Sei que as pesquisas indicam o crescimento do Chrone, mas, onde trabalho também noto o crescimento do Firefox.

      • Gabriel Tadeu

        Mas não estaria ai nesse bolo imenso acessos via mobile com Chrome vindo de bandeja em todo dispositivo Android? Pelo menos isso explicaria o fato de não parar de crescer mesmo o mercado de Desktop estagnado…

        • Ed

          Pelo que está no subtítulo do gráfico, foram considerados acessos por desktop, tablet e console (de videogame?), no Brasil. Então no que se refere ao Android, smartphones (maioria) ficaram de fora, mas tablets (minoria) entraram.

          • PPKX XD

            Pense que androids já vem com Chrome, que no iPhone/iPad/iProdutos não dá pra trocar o browser padrão e sempre abre o Safari, e aí pense como isso influencia um gráfico desses.
            Usuário de smartphone (barato, principalmente) é ainda mais usuário final do que quem usa um PC no trabalho, por exemplo, e nem imagina (ou quer saber) se existem outros navegadores.

          • Islan Oliveira

            Além de vir instalado, já tem um tempo que o melhor navegador no Android é o Chrome, pelo menos dos que eu conheço. O Opera Mobile perdeu a coroa ainda no “arcaico” 2014.

          • PPKX XD

            Tentei usar Dolphin e Firefox, não gostei deles.

          • Yasser Hanzi

            pq? firefox rula

          • PPKX XD

            Porque Chrome tem menos frescura e mais integração com o Android.

          • Islan Oliveira

            Dolphin e o vírus UCBrowser. Não tem comparação. Fora que sendo Android já faz sentido usar o Chrome mesmo.

          • Cachaça

            Chrome sem duvidas é o melhor! Apesar do alto uso de memória. O firefox é meio lentão e cheio de frescura buguizinho. Safari não não é aceito por muitos sites ou buga muito neles. Chrome é limpinho…

          • ThorThales

            UCBrowser é tão ruim assim para ser comparado como vírus ?

          • felipelsp

            UC eh mais rapido q o chrome

          • felipelsp

            Testa o UC Browser.. Deram uma repaginada e ta bem melhor e mais rapido

          • Islan Oliveira

            Continua tendo a questão da integração.

          • Don Ramón

            Não vamos esquecer que o Chrome é navegador padrão dos Androids puros ou quase puros. Nas UIs personalizadas, as fabricantes empurram seus navegadores próprios (única exceção é a Sony, se não estou enganado), não o Chrome.

          • Lucas Aranha

            Chrome não é tão leve assim não, esse bichano come uma memória que só! E assim como no PC não é boa alternativa pra quem tem pouca memória RAM, o Chrome é rápido mas eu ficaria com o Puffin Web Browser por ser compatível com flash e dar uma surra no Chrome no quesito velocidade de carregamento. Apesar de eu usar o Chrome pra ter uma interação maior entre o celular e o computador (salvo uma página nos favoritos e rapidamente acesso ela pelo PC). Uso o Chrome por necessidade mas não considero ele o melhor nem de longe!

          • Azazel

            Larguei o Chrome justamente pelo consumo obsceno de RAM. Voltei pro Firefox e não tenho nada a reclamar, tanto no Android quanto no PC.

          • Don Ramón

            Eu diria que o Android com pouca memória ram não é uma boa alternativa. Independentemente do navegador que se vá usar nele…
            Usava o Chrome no S2 Lite (com Lollipop) e não vou mentir dizendo que rodava bem, mas com certeza tinha desempenho melhor (e era muitíssimo mais útil) que aplicativos como o do Facebook (que tive que desinstalar também do Windows 10 Mobile pra economizar bateria e resfriar o telefone…).
            Aliás, a versão mobile do Chrome comparada ao Edge, é mais completa e mais simples de usar que o navegador da Microsoft, apesar da enormidade do avanço do Edge em relação ao IE do WP8.1. Acessar os favoritos do Chrome é muito mais simples, alternar entre as abas abertas também. O Edge tem o muito útil modo leitura (que pode “reservar” as páginas para mais tarde), mas o Chrome me permitia criar arquivos pdfs de maneira tão simples quanto o navegador do PC.
            Enfim, eu sei que o Chrome tem seus pontos fracos, mas não há um navegador que o supere em todos os quesitos. Portanto, na média geral, para o meu uso ele ainda é o melhor navegador. E muito provavelmente voltarei ao Android por causa dele (e do Inbox, e do Google Maps, e do Youtube, e do Itaucard…).

          • Lucas Aranha

            Sim, não digo que o chrome seja ruim mas há navegadores que funcionam bem em aparelhos mesmo de 512MB, se você tiver um aparelho 1GB> de RAM a melhor alternativa devido todos os recursos seria o chrome, hoje utilizo ele pois meu aparelho tem RAM pra suportar ele, mas quando eu tinha um aparelho 512MB foi quando eu reparei a real diferença entre os navegadores, e por incrível que pareça eu conseguia navegar muito bem pois depois de revirar a play store achei 2 browsers excelentes que são o Next Browser e o Puffin Web Browser. Mas pelo fato de usar chrome no PC e como eu disse antes pela interação entre os dois eu uso o chrome no android.

          • Daniel

            Cara nem me fala do Facebook, eita apps egoístas, querem ficar com a memória, a CPU e os dados só para eles.

      • Lucas

        Se continuar desse jeito, o Firefox será o novo Opera… =/

        Fiquei sabendo que o Opera vai se vender pra China pra um daqueles programas de antivírus.

        • Yasser Hanzi

          jah vendeu nao?

          • Lucas

            Não faço ideia. Bobear acho que sim.

        • Brunobliss

          Por 2 biliões :O ou eles venderam mais que o browser ou foi o melhor negócio possível para a ópera

          • Gertrudes, a Lhama

            Venderam a divisão de anúncios do Opera, que é o que realmente dá dinheiro pra empresa.

          • ochateador

            1,2 bi é o que os chinas ofereceram.
            A opera pedia só 900 mi.

          • Lucas

            Eu não duvido disso.

      • Pedra Pomes do Amor

        Coincide com a chegada do win10 ou é impressão minha?

        • tiagoluz8

          acredito que sim, o pessoal viu o Edge, achou uma bosta (que é mesmo) e foi pro Chrome.

      • Uma coisa a se analisar é que não se trata mais de uma guerra pelos desktops… Por mais que o Firefox ganhe usuários no desktop devido a comilança do Chrome, o Windows e o desktop estão perdendo espaço pro Android e o mobile. E no Android o o Chrome deixa a concorrência no chinelo (mais leve/rápido que o Firefox e menos bugado/incompleto que o Opera).

        • felipelsp

          Apesar no android ja temos opcoes melhores q o chrome.. Porem nao tem as facilidades

          • Don Ramón

            Se não tem as facilidades, então não é melhor. Ser leve e rápido é só uma parte do que um navegador tem de ser…

          • De fato. A grande maioria não sabe mais usar um navegador “pelado”. Só pelo fato de um navegador ter funcionalidades como pug-ins (A.K.A. AdBlock) já se torna o fator decisivo. As facilidades de integração do Chrome, associado a funcionalidades extras fazem muita gente esquecer ou fazer vista grossa ao quesito “leveza”.

          • Anderson Thiago Barbosa

            A maioria? Não. Com certeza, não.

        • Johnny Walker Junior

          Acabei trocando pelo firefox porque o chrome come memória demais no smartphone, tanto que começa a travar. Muito comilão de memória, achei o gerenciamento de memória do firefox melhor.

      • ochateador

        Mas será que os dados do chrome não incluem o android junto ? Porque aí é fácil ter alto market share….

      • Thiago

        o IE caiu nos últimos meses porque foi substituido pelo Edge e o povo não sabe para que serve

      • Caio Portella

        e o cara falou nada a ver.. Chrome é criação de uma versão deixada pela microsoft do IE. só papinho pseudo-inteletual.. ainda boto fé no Opera

      • rbsouto

        O que tem acontecido com o Chrome é adoção corporativa. Corporações são, normalmente, as últimas a aderirem formalmente a novas tecnologias. Consulte o Gartner Hype Cycle.

        Alguns projetos demoram anos a ficarem prontos e a queda do IE vem da percepção de inferioridade técnica dos usuários e da experiência da TI em apoiar essas aplicações internas.

        Existem corporações, como qualquer desenvolvedor web pode atestar, que exigem que a app funcione com browser “já-era-velho-antes-mesmo-da-sua-carreira-começar” porque tem algum aplicativo arcano que só funciona naquilo.

      • André Minhoto Lança

        Esses números levam em consideração Android… Que tem o chrome nativo, e que hoje é mais usado que PCs. Duvido que se a pesquisa levasse em consideração apenas PC, o IE não seria rei. Eu gostava muito do chrome em PC. Mas ultimamente está matando meu processamento. Voltei pro FF

      • azardo

        Usei o chrome desde a versão 0.X, mas lá pela versão 42 abandonei. E não foi pela interrupção do suporte a plugins npapi não, já fazia algum tempo que tava chateado com a gula dele por recursos. Voltei para o Firefox, que não usava desde 2009, e to bem satisfeito. Quando o Google resolver os problemas quem sabe eu volto.

    • Feripe Hatsune

      Tá aí uma parte da história que eu não havia lido, pra mim a Mozilla havia comprado a Netscape e usou o código dele no Firefox.
      Agora entendi porque o IE tem a má fama que tem, e o porque de seus infinitos bugs.

      • Marcelo Rodrigues

        Você entendeu errado. O cara do MOSAIC saiu e criou a Netscape (empresa e navegador) evoluindo o código do Mosaic. A Microsoft foi lá e comprou o que restou a empresa que ainda detinha parte do código antigo do Mosaic (e não o Netscape). A Netscape na verdade deu início ao desenvolvimento do Mozilla (navegador) com base no Netscape, e mais tarde foi criada a fundação Mozilla, que deu início ao desenvolvimento do Firefox a partir do Mozilla (navegador). Ou seja Netscape > Mozilla > Firefox.

        • É por aí, mas o Netscape abriu o código fonte para qualquer um dar continuidade no navegador, não foi algo fechado somente para a fundação Mozilla.

          • Marcelo Rodrigues

            Exatamente. Na verdade, criaram a fundação Mozilla (e o Mozilla) exatamente como uma iniciativa de código aberto 😉

    • tuneman

      embutir o IE no sistema operacional foi a maior cagada. aí vieram incontáveis brechas de segurança. só pra atualizar o browser já precisava reiniciar o computador. isso é absurdo hoje em dia.

    • Emmanuel Carvalho

      “Uma porcaria, assim como tudo na vida da Microsoft”

      O mundo, há décadas, discorda de você. https://www.netmarketshare.com/operating-system-market-share.aspx?qprid=10&qpcustomd=0

      Lembrando que essa não é minha opinião. Eu prefiro OS X a Windows, mas acho um pouco exagerado essa afirmação incisiva. Ah, eu uso o Chrome no Mac.

      • PPKX XD

        Tudo é exagero mesmo, Windows 98, XP e 10 salvam a história da M$

        • Emmanuel Carvalho

          Só um exemplo do market share atual da M$.

          • PPKX XD

            Eu acho que market share é complicado pra usar de comparação, quando o mundo usa uma plataforma (PC) que não tem outras opções de S.O. voltadas e otimizadas para usuário final (que não vai usar Linux), é o que acontece… O sucesso está condicionado à falta de opções que o usuário comum/final/acomodado tem.

          • Emmanuel Carvalho

            Usei a estatística só pra refutar a máxima usada pelo colega acima. Mas sei que quando algo vira “padrão”, dificilmente alguém utiliza algo diferente. Nem diria apenas o usuário final…. até hoje utilizamos o protocolo TCP IP pq ele se tornou um padrão, mesmo sem ser a melhor opção.

          • Opa ! TCP/IP foi construído para ser um padrão aberto e de fato ele se tornou padrão da industria pq era a melhor opção ! A Novell abandonou IPX/SPX, a Microsoft abandonou NetBeui, a IBM abandonou seus protocolos de redes, todas adotaram um padrão aberto de fato que é o TCP/IP em prol de todas as plataformas se comunicarem a Internet Heterogênea.

            O TCP/IP é tão bom que o TCP segue com o mesmo cabeçalho desde 1982, sem precisar ajustes. O IPv4 durou décadas e só agora vem sendo substituído pelo IPv6 que é muito bem projetado e durará décadas sem precisar de atualizações de tão bem ajustável que é.

            Não concordo com este seu exemplo 🙂

            Veja que na época que surgiu o TCP/IP também tinha o RM/OSI que era para ser o padrão da industria, mas ele era tão complexo, com mais camadas e requisitos que não teve aderência de ninguém.

          • brunocabral

            No Caso do Linux, o Ubuntu foi uma revolução. Antes dele, os sistemas operacionais Linux pra usuário doméstico eram todos amadores, feitos por entusiastas. Depois dele, hoje em dia, mesmo quem não gosta de Linux, acaba reconhecendo que está bem mais fácil usar Linux. Aliado a isso, há mais opções de software pra Linux. Muitos estão abandonando o Dual-boot (Linux + Windows), e ficando só com o Linux e o Wine (PES, Diablo III, Corel Draw e MS Office para casos extremos). Eu mesmo, fiquei 4 anos sem Dual-boot, só voltei pra converter uns VHS, mas já apaguei o Windows de novo.

          • PPKX XD

            O problema em se tratando de usuário final (não de TI ou que não seja fã de computadores) é: ninguém compra PC em loja com Linux, ninguém vai formatar pra trocar S.O., ou como disse o amigo acima, nem mesmo vão querer saber se existem outros, tudo isso faz com o que esforço da comunidade seja um pouco em vão, demoraram muito pra fazer uma versão amigável e agora “ninguém” vai trocar o que tem e o que está acostumado a usar.

          • brunocabral

            Isso é verdade.

          • Pois é, mas tu liga o Windows e salta um monte de coisa interessante na tela, um acervo grande de jogos casuais, loja de filmes, revistas, um ecossistema sólido, uma solução de cloud bem integrada, muita facilidade para usuário final consumir conteúdo.

            Aí tu vê o Ubuntu e está lá um belo desktop…. Mas… Total anos 90, aquele Desktop cheio de aplicativos e tu precisa correr atrás de como tu deseja que fique.

          • brunocabral

            Isso não é verdade! A maioria dos Apps do Ubuntu são fáceis de configurar e tem configurações padrões que agradam a maioria. Loja de filmes tem no Ubuntu também. Sobre Jogos e aplicativos, embora tenhamos evoluído muito, ainda faltam alguns jogos. Por exemplo, MMORPG só tem os indies e jogo de corrida se resume a Grid Autosport e os indies. Por outro lado o Ubuntu é mais fácil de administrar na maioria dos casos e mais fácil de manter saudável, ao contrário do Windows. No geral, dá pra se virar com os jogos existentes no Linux. Só sinto falta de uns poucos jogos.

          • Faz uns dois anos que não uso Ubuntu, talvez possa ter mudado, mas o que sentia falta era de tudo bem fácil e integrado para o usuário consumir e usufruir. Posso estar exagerando mesmo !

          • Alípio Afonso

            O Ubuntu está muito mais fácil do que ele era antes, mas o Windows não é só fácil, é ridiculamente fácil mexer nele. Chega a ser uma covardia de tão fácil que é mexer nele. O Ubuntu ainda não se compara ao Windows em questão de facilidade, lamentavelmente.

            Só tive problemas de Windows doente até o Windows 7, o WIndows 8, 8.1 e principalmente o 10 não me deram nenhuma dor de cabeça nem tela azul (kkkkk). Meu pc é lotado de programas e aplicativos da loja. Steam, Feem, Photoshop, Steam, Fable Legends, Corel, Sublime, NetBeans, Eclipse, etc, etc, etc… e não precisei ajeitar ele nenhuma vez sequer desde o Windows 8. Usei liso liso.

          • Yasser Hanzi

            tu usa origin no linux?

          • brunocabral

            Já usei sim. Como a Origin é bogada (até no Windows) não tenho usado muito, até pq tenho usado mais a battle.net do Diablo III

          • brunocabral

            Atualmente, das que só podem ser executadas via wine, uso a Battle.net.

          • PPKX XD

            Também tem tudo isso.

          • Acho que principalmente de 2010 pra cá que uma visão de ecosistema ficou mais forte e isso que o Linux sempre negligenciou. São muitas alternativas de tudo que é tipo de aplicativo, não tem uma integração tão grande, uma solução de cloud bem integrada que todos apps entendam, uma solução de autenticação na internet que teu perfil apareça igual indiferente de estação, que possa seguir fazendo o que parou de outra, com dispositivos móveis, com loja de aplicativos e forma de adquirir e instalar aplicativos… enfim… Apesar do Linux ter saltado muito a frente com APT-GET e uma “Loja de aplicativos centralizada”, sempre foi tudo muito pouco intuitivo e com interfaces arcaicas, aplicativos poluindo tudo, descrições ruins, uma bagunça frente a maturidade de Windows e OSX hoje nestes detalhes todos.

            Isso que me fez abandonar o Linux de vez.

          • O único problema Linux é a Galera que dizem que é difícil usar, fora o costume fo Windows, do pouco que usei o Linux gostei muito, hoje por não ter uma integração (smartphone e PC) uso o Windows 10 (Mobile)

            O certo seria “todos” usarem Linux no Pc para não usar Windows Pirata

          • Deilan Nunes

            O principal problema dos Linux hj, na minha opinião… São as frescuras com software fechado… Tipo o Ubuntu que não vem com os codecs de mp3 e tal… E tenta do deixar as ISO pequena pra PC velho não vem com vários idiomas completos na ISO, falta alguns programas padrão e a forma de instalação)(usar terminal não dá é a loja do Ubuntu é horrível)

          • brunocabral

            O mint vem com todos codecs.

          • tuneman

            a loja do ubuntu vai ser trocada pela elegante loja do gnome…, é só questão de alguns meses..

          • Deilan Nunes

            Opções o usuário tem varias… Ubuntu, Linux mint e vários outros OS que são piores que o Windows

          • brunocabral

            Pior? Fumou quanta erva hoje?

          • Deilan Nunes

            Sim, qualquer distribuiçao Linux hj é pior do que o Windows em questão de experiência de uso

          • Daniel

            Sim muita gente é obrigado a usar o Windows por questões de mercado, como softwares e drivers.

          • Yasser Hanzi

            desktop ta perdendo relevancia

      • Mas esse é o argumento, baseado em estatísticas desde os anos 90. Não é Pq mais gente usa Windows que ele é o melhor. O papo vai longe, discuto isso a décadas.

        O Bill Gates não viu o DOS, foi uma oportunidade com a IBM que fez ele correr e comprar algo pronto nas coxas. O IE idem, não enxergou, teve que correr atrás a comprar algo pronto nas coxas. Sempre a MS foi assim, nunca fez nada próprio com sua criatividade, visão de futuro e talento, tudo foi gambiarra em cima de gambiarra. O Win foi uma cópia descarada e pior o Mac OS. Bill Gates não se preocupa com qualidade, só quer faturar, sempre foi assim e sempre será. Só agora o Nadella esboçou uma MS diferenciada, mas é muito tarde, ela sobrevive a sombra do que foi nos anos 90, apesar de sempre ter sido péssima.

        • Alípio Afonso

          Acho que são as gambiarras que conquistam o “povão”, por isso o sucesso.

          • Tela azul é hipnotizante 😀

          • #VAICORINTHIANS

            Se for levar em consideraçao este ponto de vista, tirando o Mac OS a apple inventou o que? Iphone? Já existiam celulares touchscreen. Ipad? tablets ja existiam… No mundo quase tudo é melhorado e relançado, ganha aquele que tiver o maior apelo do mercado, foi assim com microsoft, apple e google, e continuara sendo. Visão de mercado, é metade do negócio, e não da pra falar que a MS não teve, talvez tenha perdido um pouco do brilho nos anos 2000, mas ainda é a rainha no corporativo, mercado de desktops, suites de produtividade….

          • Acho diferente, MS nunca copiou algo e aperfeiçoou, pelo contrário, toda vida copiou e piorou, vide Dos/Windows/IE, praticamente tudo. Já Apple, dizer que já existia touch e tablet é forçar a barra, nada perto do que os alienígenas trouxeram a terra após 2007. Não compara MS com Apple que é sacanagem. O Google sim, não criou nada, mas aperfeiçoou, pegou algo igual Yahoo e Altavista e fez o Google melhor, comprou o Youtube pronto e aperfeiçoou, comprou o Waze pronto e aperfeiçoou, pegou o World Wind da NASA e aperfeiçou (Maps). Tudo do Google é cópia, mas pelo menos melhorada e quando tentam inventar um óculos é um fiasco, mas pelo menos tentam. Na minha opinião, a MS sempre foi a pior.

          • Alexandre

            A Apple inovou em mastigar o uso para o consumidor. Fez isso com os PCs e fez de novo com os smartphones e um touch que valia a pena esquecer do teclado de um Nokia N70 ou de um Blackberry, que eram tão smartphone quanto o celular do Steve Jobs. Há quem inventa o produto. Há quem tem visão para transformar uma invenção em produto comercial com facilidade de uso, mas mais caro que a própria invenção, para poucos abonados. E há aqueles que trabalham para baratear o produto comercial dos visionários.

          • Rubens

            Nem o Mac OS foi “invencao” da Apple, todos os conceitos de interface grafica sao dos laboratorios da Xerox e a Apple copiou tudo. Isso inclusive está hoje na biografia do Steve Jobs.

      • Anakin

        vender mais nem sempre significa ser melhor né.

        • LeeEdwards2

          Android que o diga.

          • Anakin

            Apple nos USA.

    • PPKX XD

      Eu era fã do Netscape, não usava IE nem de graça, mas o Netscape 4 (Communicator) já estava pesado demais, era questão de tempo pra afundar mesmo sem intervenção da M$, usei Netscape firme e forte até aparecer o Firefox, depois mudei pra Chrome pela usabilidade e velocidade, e mesmo ainda usando o Firefox pra algumas coisas (preciso de algum browser pra sujar com plugins de bancos) não gosto da usabilidade dele.

    • Jefsnakepit

      Estou com meu Firefox lindão e nunca o abandonei. Só vejo as modinhas que vem e vão e continuo aqui.

      • Yasser Hanzi

        era ruim antes, agora ta file

      • Cachaça

        Era ruim antes e agora continua uma merda. Lento do carai, cheio de frescura, incompatível com muitos sites, cheio de bugs.
        Não tem nada de modinha no Chrome. Chrome é muitooo melhor; tem sincronização com a conta, privacidade muito melhor que Firefox.. só perde no uso da memória ram.

        • Azazel

          Acho os dois bons. Foi-se o tempo que o Firefox era lento, bugado ou incompatível.

        • Petró

          Privacidade no Google Chrome? LOL.

          • Cachaça

            Em se tratando de teorias conspiracionistas, que é aferida quando você vai no endereço about:mozila (ou algo assim) e aparece umas mensagens da besta meio escrotas… o chrome tem mais privacidade ainda.
            Esse seria, e de longe, um motivo da não privacidade

        • G. C.

          Não usa Firefox desde a versão 1.5, não é verdade?

          Todos os navegadores de hoje em dia tem diferença de velocidade de milissegundos. Não tem frescura alguma, Firefox é muito limpo há muito tempo. Site incompatível em plena Era do padrão W3C? Onde isso? Bugs? Uso tanto Firefox, quanto Chrome e Opera e todos são estáveis no mesmo nível.

          • Cachaça

            Há meses que deixei de usar o Mozila com frequência. Sempre que uso no meu notebook, ou no da minha irmã, ou nos da escola (faço voluntariado em manutenção técnica) o Mozila é uma merdinha.
            Agora mesmo, estou pelo Chrome e tá uma belesa, mas se eu abir o Mozila dá sono só de esperar carregar o programa e as páginas…

            “velocidade de milissegundos” Onde que isso acontece??? Chrome é muitooooo mais rápido. Só falta falar que é a mesma coisa do Google nas buscas, que demora na ordem de deci-segundos de tempo para buscar no servidor, mas pode chegar a dezenas de segundos ou mais para exibir na página. Uma coisa é a velocidade de busca dos servidores do Google Search, outra coisa é a velocidade da tua internet e a capacidade do tua máquina.
            Se pesquisar a mesma palavra no Google Search pelos dois navegadores, o Firefox sai chorando….

          • Cachaça

            Há meses que deixei de usar o Mozila com frequência. Sempre que uso no meu notebook, ou no da minha irmã, ou nos da escola (faço voluntariado em manutenção técnica) o Mozila é uma merdinha.

            Agora mesmo, estou pelo Chrome e tá uma belesa, mas se eu abir o Mozila dá sono só de esperar carregar o programa e as páginas…

            “velocidade de milissegundos” Onde que isso acontece??? Chrome é muitooooo mais rápido. Só falta falar que é a mesma coisa do Google nas buscas, que demora na ordem de deci-segundos de tempo para buscar no servidor, mas pode chegar a dezenas de segundos ou mais para exibir na página. Uma coisa é a velocidade de busca dos servidores do Google Search, outra coisa é a velocidade do teu navegador.
            Se pesquisar a mesma palavra no Google Search pelos dois navegadores, o Firefox sai chorando….

          • G. C.

            Não existe isso. A diferença entre os principais navegadores é mínima, na casa dos milissegundos: http://venturebeat.com/2015/09/10/browser-benchmark-battle-september-2015-chrome-vs-firefox-vs-edge/

            Nos dias de hoje dizer que um navegador é porcaria enquanto outro é divino é pra dar risada e chorar da situação.

          • Cachaça

            Mermão, sabe ler não? Já falei que Firefox é uma porcaria, demora para carregar as páginas. Agora mesmo se eu for entrar no MF vai demorar tanto para abrir como para carregar. E isso não é só aq no meu PC.

            Onde que eu falei que o Chrome é divino, tem demência? O Chrome é muito melhor, perde, principalmente, na uso da RAM.

          • G. C.

            Afirmar isso é cair no ridículo. Todos os grandes navegadores no mercado estão em pé de igualdade. E eu mostrei isso por benchmark.

          • Cachaça

            Pé de igualdade… não é o que parece.
            Digo: o que adianta ter diferença de milissegundos em relação ao Chrome e demorar para caralho para carregar o navegador e para carregar e exibir a página??? Tem algo erado nisso aí!

          • G. C.

            OK

      • Fernanda Santos

        Também uso o Firefox há pelo menos 5 anos e vi a clara evolução dele. O Google Chrome está na minha máquina, mas uso de vez em quando. Minha preferência é sempre pelo FF.

    • Microsoft embutir o IE é concorrência desleal. MacOSX embutir Safari e o Linux trazer Firefox não, né?

      • Sério que tu pensa assim mesmo e não consegue discernir a diferença de tempo espaço?

        • Um linha de argumento, para ser válida, tem que ser aceita em caso de contestação. Agora “do meu jeito pode, do seu não pode” não é argumentação, é falácia.

          Vc tem o direito de não gostar da Microsoft, mas “mimimi monopólio” NESSE CASO não vale. Ou vc vai querer como os JENEOS da justiça europeia que queriam que o Windows saísse sem navegador?

          Bem, Microsoft atendeu. Resultado: continuaram instalando Internet Explorer. Chora mais, querido macfag.

          • Tum compara duas décadas atrás com a atualidade e faz umas afirmações fortes e desequilibradas que simplesmente não dá pra dialogar. Esse cliche do “Chora mais” é ótimo !

            Tu é um clichê sem criatividade ! kkkk Segue no teu mundo de frases prontas que já perderam o verniz.

          • Há duas décadas não existia Linux nem OSX?

            Me xingar é legal, mas não invalida uma linha do que eu falei. Continue sapateando, mona

          • Cachaça

            Enquanto ele fica aí no ‘mimi concorrência desleal da microsoft’, eu fico aqui comendo minha pipoca vendo a treta desnecessária…

          • Cachaça

            hahaha o Zanac nem falou nada da concorrência desleal, quando o Hinotori disse o seguinte, aliás, CONCORDOU:

            “o Google conseguiu matar o altavista em popularidade, quando se entra no google.com com um outro browser que não seja o chrome, ele te mostra um fácil link de download. Imagina uma pessoa xingando o IE todo dia porque estava lerdo e uma solução na sua cara toda vez que for pesquisar naquele site confiável;”
            Ele deveria ter argumentado que era concorrência desleal do google, não??

          • G. C.

            Só uma correção. Para encerrar as investigações sobre uso abusivo de posição de mercado a Microsoft sugeriu a “tela de escolha de navegadores”. Foi a própria Microsoft que sugeriu e foi acatado pela UE, que suspendeu as investigações.

      • Sim, porque o Windows era considerado como monopólio de computadores domésticos. Se não houvesse monopólio, como é o caso dos outros dois sistemas, a UE não faria nada.

      • G. C.

        Mac OS X e Linux não dominam 90% do mercado. Situações completamente diferentes.

        • Ué? Apple determina que o OSX não pode ser instalado em hardware não-apple e a culpa é da Microsoft?

          Quanto ao Linux… bem, ninguém mandou não fazerem nada que preste pro desktop.

          • G. C.

            O quê??????????????????

            Você não entendeu. A situação é o seguinte. Houve uma denúncia na Comissão Europeia que a Microsoft estaria usando seu poder de mercado (mais de 90% com o Windows) para fazer o Internet Explorer ser líder mais facilmente, o que afetaria a livre concorrência. Houve uma denuncia e abriram um processo administrativo para averiguar.

            Antes que houvesse uma investigação para ver se a Microsoft teria violado o Tratado de Funcionamento da União Europeia, na parte de livre concorrência, a Microsoft sugeriu a “tela de escolha de navegador” para que as investigações encerrassem. A sugestão foi aceita pela Comissão Europeia.

            Houve violação da livre concorrência? Não se sabe, pois nem foi investigado. A sugestão da Microsoft de colocar a tela de escolha de navegadores encerrou o processo administrativo.

            Quanto a acusação do Linux, mais argumentos racionais e adultos, por favor.

    • Sophos Nsm

      tb achei a comparação injustificada. nem os celulares android (a maioria pelo menos) vem com o chrome como padrão. quem instala o chrome seja no pc, seja no android faz consciente do que vai encontrar. comparar com o IE que foi empurrado goela abaixo nao tem qualquer logica.
      quanto a nem todo site suportar todos os navegadores isso é obvio! em qualquer mercado isso é normal. ninguem lança jogos pra zeebo, quase ninguem pra wiiu. quase ninguem lança aplicativos pra blackbarry ou pra windows phone (huahuahau), nem todo mundo esta disposto a gastar dinheiro portanto seu aplicativo pra linux, ninguem deu suporte ao betamax e por ai vai.

    • Hinotori

      Lembranças de um desenv… (aliás, já joguei muito zanac viu?!)

      O Internet Explorer tinha tanta popularidade porque:

      1 – O Windows era o SO mais utilizado do mundo Ocidental (quiçá oriental também). Todo mundo tinha uma cópia pirata do win 95, 98 e depois do XP. Agora é que o preço do Windows tá menos assustador e as pessoas estão comprando o SO;
      2 – Ninguém sabia “mexer” no computador. Se o altavista e o cade abriam direitinho no IE, pra que eu vou instalar o Netscape? Além disso, rumores (era verdade) diziam que era mais lerdo e não abria uma PANCADA de páginas;
      3 – Como não abria as páginas, os desenvolvedores começaram a criar páginas para o IE! Sites de bancos, notícias e governo adotaram o Javascript MALDITO do IE;

      O Internet Explorer não tem tanta popularidade hoje em dia porque:

      1 – A Microsoft não sabe fazer nada direito para mobile;
      2 – A microsoft perdeu muito espaço. Só focou no desktop e se ferrou. Quando percebeu, tentou consertar e só se atrapalhou mais – Nokia que o diga;
      3 – O Chrome renderiza os dois javascripts, o padrão e o maldito; é mais limpo e o download bombava – como o Google conseguiu matar o altavista em popularidade, quando se entra no google.com com um outro browser que não seja o chrome, ele te mostra um fácil link de download. Imagina uma pessoa xingando o IE todo dia porque estava lerdo e uma solução na sua cara toda vez que for pesquisar naquele site confiável;

      Além disso, Internet Explorer é de fazer cara feia hoje em dia. Estragaram a marca do navegador.

      • Ótimo texto Pássaro de Fogo! Só acho que não abria bem no Netscape pq a solução da MS com o IE padrão dominava as corporações, só faltava a MS fazer um HTML proprietário. Era natural desenvolverem os sites com os códigos proprietários do IE, realmente nem rodava no Netscape.

        • Cachaça

          Ué cara, cadê que tu não fica de mimimi concorrência desleal devido á isso:
          “o Google conseguiu matar o altavista em popularidade, quando se entra no google.com com um outro browser que não seja o chrome, ele te mostra um fácil link de download. Imagina uma pessoa xingando o IE todo dia porque estava lerdo e uma solução na sua cara toda vez que for pesquisar naquele site confiável;”
          ??????
          Não seria concorrência desleal do google.com??

          • De fato!! Não acho legal serviços fantásticos como YouTube e Waze ficarem centralizados nas mãos do Google, é um monopólio perigoso, pra mim a muito tempo o Google não é a empresa moderninha, descolada, preocupada em mudar o mundo pra melhor, que pintava ser até lá por 2005. Ela vira cada vez mais uma Microsoft dos anos 90.

            Esse link que estampa é a forma mágica de prevalecer frente ao FIREFOX.

            Mas pelo menos o Google MELHORA os serviços. A Microsoft copiava e piorava.

            Essa era a revolta, algo pior, muito pior, prevalecer por estratégias de monopólio. No Google, pelo menos aprimoram o serviço (até agora). E as estratégias de monopólio existem, mas são menos agressivas.

    • slutwife2354
    • Manoel Verícimo

      Eu não entendi como um navegador iria matar a Microsoft e o SO. Poderia explicar?

      • Em 1995 se viu que tudo passava a ser pelo Browser. Já tinhas jogos por web, sites para tudo que é coisa, a previsão (bem correta) era que não instalariamos mais aplicativos, tudo seria na web e o SO apenas um coadjuvante pra rodar o Browser.

        O Netscape era líder absoluto, ele iria matar o Windows e os aplicativos da Microsoft… Ela chegou tarde, muito atrasada, mas conquistou terreno e o IE venceu.

        Acertaram bem, o TERMO NUVEM veio pra ficar, vemos filmes, ouvimos música, editamos texto, imagens, planilhas, controlamos finanças, tudo dentro da web. Naquela época era necessário winamp, Money, Vpic, office, pinnacle, tudo instalado no PC.

        • Manoel Verícimo

          Não é bem assim não, uma parcela muito pequena da população usa a Internet desta forma, a maioria ainda é offline, mesmo porque, são poucos os países que tem internet decente, então é impossível confiar nela.

          • Mas é a tendência, não é uma previsão absurda, já é muito real e em 1995 já se enxergava isso, se falava claramente este futuro e da forma que se encaminhava, seria de domínio da Netscape. Por isso a MS correu atrás e fez tudo que fez.

    • slutwife2354
    • Dudu Wandscheer

      Eu, no PC do trabalho com Windows 7, uso o Firefox mesmo. Chrome não dá, apenas para páginas específicas, como o emissor de NFe.
      Agora no meu PC com Windows 10, uso o Edge sem problemas.

  • Firefox antes, durante e depois do Chrome.

    Esse navegador do Google nunca me enganou.

    😛

  • Detetive

    Aqui ele roda feito uma folha ao vento… Nunca trocarei.

  • Feripe Hatsune

    Negócios, apenas negócios. Agora o OneDrive é somente para empurrar o Edge e a atualização do Windows 10 mesmo.

  • O Internet Explorer não é mais o navegador padrão da Microsoft, mas sim o Edge. O Internet Explorer foi mantido no Windows 10 apenas para uso em fins bem determinados, tanto é que ele vem “escondido” em “Acessórios do Windows”. O Microsoft Edge suporta envio de pastas no OneDrive. Eu prefiro usar o Edge por conta do desempenho, ele se dá melhor que o Chrome no Windows 10 e em consumo de bateria, no meu notebook, mas ainda não tem todos os recursos que os navegadores como o Chrome e Firefox têm, até pq são motores diferentes.

    • Deilan Nunes

      Queria mesmo era usar o MEGA no edge… Além de que em alguns site ele dá uma travada, por isso ainda uso o chrome

      • O mega pega no Edge, mas aparentemente, só não pega com arquivos gigantes.

        • Denis Padua

          Ele só não pega porque precisa de extensão pra suportar grandes arquivos (em alguns navegadores). Assim que o Edge suportar extensões o Mega vai suportar o Edge.

      • Sim. Tem a ver com o aplicativo universal. O Edge Engine roda bem muitas coisas, mas o aplicativo em si muitas vezes não consegue suportar o que o renderizador ta tentando processar. Conforme a plataforma Universal de aplicativos for melhorando, nós vamos ver menos bugs.

      • Anakin

        você confia no mega ou é mais pra um backup?

        • Deilan Nunes

          Uso para baixar alguns filmes e séries… Para backup uso o Onedrive

      • Deilan Nunes

        Uso mais para baixar alguns filmes e tal… Para backup uso o Onedrive

  • Marcos Paulo Pagano

    O que mais me impressiona é o Safari ter quase 12% dos leitores.

    • 12% dos leitores do Tecnoblog, que é um site sobre tecnologia acessado por entusiastas. A nivel de Brasil mesmo a participação deve ser menor

      • Marcos Paulo Pagano

        E mesmo assim, 12% é um número alto se tratando do Safari ser exclusivo do Mac e um Mac não ser nada barato em nosso país.

        A não ser que dentro desses 12% inclua os acessos por iPad e iPhone, aí faz sentido os valores.

        • Acredito que inclua mesmo assim como o Chrome inclua o Chrome for Android

        • Rodrigo Fogagnolo

          Sim com certeza inclui os acessos do Safari do iOS também, não só do OS X

    • Isso é no Tecnoblog.

      A nível de Brasil é só 3,18%. Tem o link do StatCounter ali. 🙂

      • tuneman

        ainda é assombroso.

  • Jonas S. Marques

    Uso o Firefox a quase 9 anos. É inegável a superioridade do Chrome

    em alguns aspectos, mas em outros ele apanha tanto que não da pra entender como ainda usam Chrome.
    Por exemplo, a alguns anos o W3C implementou como requisito de usabilidade e acessibilidade o WAi-aria, e o Firefox e suas distribuições até hoje ~são os únicos que dão suporte decente a essa funcionalidade.
    Lá em 2011, também, o Firefox foi o primeiro a renderizar páginas como o WCAG e o EMAG mandavam que fossem implementados. A época o motor de buscas renovado deu novo fôlego a ferramenta, que depois novamente foi vencido pelo Chrome.
    Hoje em dia uso o Firefox por que dependo da acessibilidade que ele me fornece e também por que o Chrome não apenas não tem isso como diferencial, mas sim como padrão. Além disso o Chrome vive dando um jeito de rodar 3, 4 até 5 processos sem se quer estar com uma aba aberta.
    Que esse monopólio caia o quanto antes.

  • Guilherme

    Não. A diferença é colossal. Alguns sites eram compatíveis apenas com o IE porque usavam a tecnologia de merda da Microsoft chamada ActiveX, ou usava algum componente proprietário do Javascript (que obviamente não era um padrão) que só o IE tinha. No caso de alguns sites funcionarem apenas no Chrome, é apebas porque ele está tão a frente de seus concorrentes. Simples. Eventualmente, quando estes outros navegadores incluirem o mesmo suporte que o Chrome tem à HTML5, os sites irão funcionar também. Graças à Deus que o Chrome está “monopolizando” a web, é o navegador com o melhor suporte a novas tecnologias (não proprietárias), o mais personalizável (olá, Microsoft Edge), e simplesmente hoje em dia não consigo viver sem extensões. Sobre a memória RAM, a partir do momento que você não tem um PC batata, não faz diferença o navegador que se usa: http://i.imgur.com/LDJPBq8.png

    • Há algumas questões, o Chrome atualmente não segue muito bem o padrão W3C, e adora implementar as coisas de forma “proprietária”. Não é plugin como no IE, mas tem um -webkit ali, pode ter certeza.
      O W3C foi criado para ser seguido, se não tá ali, salvo raras exceções, Chrome não deveria colocar. O Edge está tendo que adotar os padrões do WebKit (que é tecnicamente, errado) apenas por causa da compatibilidade.
      Se os navegadores só usasse apenas um padrão, os desenvolvedores só iriam seguir eles (pois não há outro) e muitos problemas seriam resolvidos.

      • Guilherme

        Amigo, esses prefixos (-webkit, -ms, -moz) todos os navegadores têm. Simplesmente eles servem (na maioria das vezes) para implementar uma feature que ainda não foi 100% definida pela W3C, mas que será um padrão. E é ótimo que o Chrome esteja implementando-as o mais rápido possível. Mas você poderia dar exemplos de “padrões do webkit” que o Edge está tendo que adotar.

        • A Microsoft está abandonando todos os prefixos dela (e agora é *proibido* adicionar qualquer prefixo -ms), e adotando os do WebKit. Qualquer WebKit não adotado no Edge, é visto como “bug”, e pode ser até reportado.
          O Edge usa até user agent do Chrome e Safari por causa disso.
          > https://blogs.windows.com/msedgedev/2016/01/21/microsoft-edge-2015-in-review/
          > https://msdn.microsoft.com/en-us/library/mt270097(v=vs.85).aspx
          O Firefox começou a ser mais agressivo com isso também:
          https://jeffclayton.wordpress.com/2016/01/18/firefox-follows-microsoft-edge-adds-webkit-prefixes/
          PS: Essa imagem é de uma build de Abril. Atualmente há menos prefixos -ms e mais webkit ainda no Edge.

          • Pedro Garcia

            Mas o ponto é que não há ninguém impedindo os outros navegadores de implementar o padrão definido pelo W3C com o prefixo do webkit. O problema é que os desenvolvedores web não adotam também o padrão da W3C.

          • O W3C foi criado justamente para nenhuma empresa ter um controle total. Foi criado para ter um padrao. A partir do momento que navegadores precisam seguir prefixos proprietários, há algo de errado.

          • Pedro Garcia

            Tldr: não existe nada errado com o que o Google está fazendo.

            Mano, é uma questão de colocar 6 letras a mais cada linha porra. E nenhuma empresa tem controle! Justamente por isso alguém pode ir na frente! Pela sua lógica, se todo mundo se recusar a implementar os padrões da W3C, o Google deverá ser impedido, pois senão haveria um monopólio. O caso do IE é justamente o contrário: eles se recusavam a implementar os padrões que existiam!

          • Bem, mas ninguém se recusou. Essa é a questão.

          • Pedro Garcia

            Aliás, o mais interessante é entender porque o Google está andando mais rápido que a comissão que faz os padrões da web, e ainda assim os padrões que implementam são abertos.
            O Google Chrome está tentando substituir um sistema operacional. Todas as limitações que o Google como um serviço poderia sofrer caso vier a depender de outra empresa para permitir que seus usuários recebem ads são mitigadas tendo o Google uma porta de entrada aberta. Para eles, estarem na frente com padrões abertos é mais uma estratégia defensiva que qualquer outra coisa. É só ver o caso do mecanismo de pesquisa padrão do iOS, por ex, onde eles pagaram $1bilhão a Apple para continuar como o padrão no Safari.
            Minha dúvidas ficam na hipótese de como o Google vai agir no caso de realmente atingir um monopólio. Até agora, parece que a cultura interna da empresa é ficar na frente oferecendo serviços de maior qualidade que os competidores.

          • Lucas Nascimento

            E você acha isso ruim? eu não te entendo cara… sério.

    • ochateador

      Os PC da empresa é um i3 4170, com w7. Tem mais de 400.
      Esse CPU roda muita merda sem engasgar.

      Mas vem com 4 GB de RAM, que são usados da seguinte forma:
      – 1 GB no windows.
      – 1 GB no sitema da empresa.
      – 50~300 MB do kaspersky.
      – de 50 MB a 1 GB só em planilhas do Excel ou LibreOffice Calc.

      Some tudo e verá que usa 3 GB em momento de pico.
      Outlook/thunderbird/etc abandonamos, migramos tudo para webmail.
      Se abro o webmail no IE a máquina continua suave. Se abro o webmail no Firefox a máquina continua suave. Se abro no chrome a máquina engasga e recebo ligação de máquina “lenta/travada”.

      E você acha bom o chrome monopolizar?

  • Ainda que o Chrome tenha ganhado essa fama de “engolidor de RAM” nos últimos tempos, ainda acho muito bacana que tantas pessoas o estejam utilizando. Sério, facilita tanto o meu trabalho como desenvolvedor front-end! Ao menos é o navegador onde você pode ter quase 100% de certeza que o que você colocar no CSS vai ser renderizado direitinho, e não destruir seu site como as versões do IE mais antigas fazem.

  • Arley Martins

    O que anda matando no Chrome é o uso exagerado de memoria RAM, vc abre 2 abas, aparece 4 processos executando, e la vai 400MB de memoria embora, de resto ele é bom, sem grandes reclamações. Eu utilizo Firefox e Chrome. IE neim lembro que abri ele pela ultima vez.

    • brunocabral

      Por ser usuário de Linux, fiquei viciado em economizar Memória RAM mas já aprendi a conviver com isso e passei a entender que desde que para o nosso conforto, memória RAM é pra se usar mesmo.

  • Matheus De Sena

    Faz mais de um ano que larguei o Chrome e passei a usar o Firefox como navegador principal e não poderia estar mais satisfeito. O alto consumo de ram e a lentidão cada vez mais frequente me irritavam bastante. A gota d’água pra mim foi quando o Chrome levou 30 segundos só pra abrir as configurações!
    No começo foi difícil me readaptar ao Firefox (usei ele de 2005 a 2010 quando passei a usar o Chrome) pois ainda tinha alguns bugs e limitações que eu não encontrava no Chrome, mas a medida que a Mozilla lançava novas atualizações os problemas eram corrigido e o desempenho era otimizado, passei a ficar satisfeito ao ponto de desinstalar o Chrome do meu pc.
    Eventualmente reinstalo o Chrome no PC para testar as melhorias nele, mas por enquanto ainda não me reconquistou, só volto pro Chrome quando o Firefox deixar de me satisfazer e o Google otimizar o navegador para que ele volte a ser tão bom quanto no passado.

    • Idem, mesmo caminho aqui e pela forma invasiva que o Chrome trata a privacidade, não volto pra ele nunca mais.

      • Alípio Afonso

        Safadinho, escondendo os porno, né? kkkkk (brincadeira)

    • brunocabral

      Estranho, aqui ta normal, o Chrome aqui é o mais rápido de todos navegadores que tenho.
      Minha maquina é bem fraquinha, tem um SSDzinho de 120GB 8GB de RAM e o Kubuntu, uma das versões do Linux mais pesadas (porém uma das mais completas e eficientes)

      • tuneman

        máquina “fraquinha”? quem dera se eu tivesse 8GB de RAM

        • Guto Revoredo

          Fraquinha com SSD e 8GB de RAM huahuahuahuahua

          • Flavio Barboni

            Acho que ele comentou isso pra dar uma esnobada haha

        • hahaha e eu me achando o badass aqui com meu 4GB + SSD de 128 😡

          • tuneman

            e eu com 4GB de RAM e 32GB de SSD,

          • hahaha

            mas tu tem um HD junto com esse SSD né?

            problema do Air é que não dá pra fazer upgrade depois :c

          • brunocabral

            Sim, tenho num Caddy

      • Ryderr3

        E eu aqui usando o Chrome de 64bits no Xubuntu com 2GB de RAM sem partição SWAP(pq o meu HD é uma merda e toda vez que tinha algo na memoria SWAP era uma travada atras da outra).

    • Anakin

      não entendo o que vocês fazem pra rolar essas coisas, deve ter muitas abas abertas (coisas que eu não tenho) então, realmente, o chrome não deve te atender.

      • Islan Oliveira

        Cara eu já abri 50 fucking abas no Chrome e não travou. Teve uma época que o Chrome tava com problema de travamento pra mim, mas eu usava a versão 32-bits sendo que meu notebook é 64-bits. Desde que mudei, nunca mais tive problema.

    • Alípio Afonso

      Quantos de RAM tem sua máquina? o.o A minha tem 8GB, estou querendo atualizar pra 16GB e abro DotA 2, GoChro com várias abas abertas e o Photoshop e não sinto nada. Tem que ver esse processador aí, ein.

  • HappyTravel Cesar

    Indiscutivelmente o melhor navegador é o Ópera, seguido pelo Firefox.

  • Marcus Borelli

    Eu uso primeiro o Firefox ESR e depois o Chrome. Detalhe: eu não uso o windows.

    • brunocabral

      O Chrome aqui no Linux (Kubuntu 14.04) não apresenta quaisquer sinais de lentidão, minha maquina não tem nada de especial, é a típica maquina de pobre (SSD 120GB, HD 1TB (via conversor de CD-ROM em entrada de HD), 8GB de RAM (qualquer um tem hoje em dia), e um core i3 bem fraquinho, a única coisa que salva é a placa de Vídeo nvidia.

      • Lucas Lopes

        kkkkkk, seus padrões para “pobre” são bem elevados!
        Eu continuo com meu HP-Pavilion com 2GB de RAM…

        8GB de RAM ainda não é para os pobres… vide onde a massa ainda compram PCs, é muito mais comum ver configurações mínimas de 4GB…

        • tuneman

          sim, minha mulher descolou um notebook emprestado e se vira nos 3GB de RAM e Pentium D.

        • Alípio Afonso

          Eu comprei 8GB de ram por menos de 300 reais (acho que foi 250-260), acho que as pessoas que não sabem mexer no PC ou não querem dar upgrade porque… sei lá.

      • Pedra Pomes do Amor

        Não entenda de maneira ofensiva, mas esta é uma idéia meio alienada da realidade. Essa sua configuração tá mais pra mid que pra low.

      • Marcelo

        Né por nada não… mas consulte quanto custa um kit, ou pente único, de 8gb para um note…

        Tá bem longe de ser barato…SSD no mesmo caminho…

      • felipelsp

        Pobre nos EUA ne kkkkkm

  • O Microsoft Edge é muito bom e muito leve. Vale a pena experimentar.

    • Dona do Tidal

      Realmente é bom e leve, mas falta muitas funcionalidades ainda, eu testei durante um periodo e senti muita falta das extensões.

    • #VAICORINTHIANS

      Só se for no PC, pq no celular é um LIXO

    • Pode ser TUDO DE BAUM, mas sem ADB não dá!

      Nem faço amizade, pra não me apegar. Só volto a clicar nele quando tiver esse complemento funcionando 100%.

  • Eliézer José Lonczynski

    Corrigindo os bugs do Edge (que ainda dá crash) e com a chegada dos plugins; ele é um candidato a pegar uma fatia maior. FF é bem robusto e completo mas ficou muito pesado.

  • Bruno

    Cara, não vejo isso, em casa uso Chrome e no trabalho o Firefox, e tudo roda liso em ambos. Enquanto existir os dois, não vejo como um monopólio.

    PS: No meu Mac, o Chrome não come memória ram.

    • brunocabral

      Ele é meio comilão sim, mas nada que me assuste, hoje em dia qualquer pobre pode comprar um pente de 8GB ou 2 de 4GB. Além disso um SSD é uma ótima pedida pra desempenho.

  • Jesse Queiroz

    pelo menos este monopólio é fruto de um trabalho sensacional que ja dura quase 10 anos. navegadores com webkit sempre evoluíram muito e se mantém atualizados com os padrões da web. isso é inegável. por isso, discordo parcialmente do texto, sobre como isso é ruim.

    se continuar assim, evoluindo, que tenham logo 100% do mercado.

    • Dona do Tidal

      Concordo plenamente.

  • brunocabral

    Sobre a Lentidão do Chrome, pode ser resolvida com uma dessas duas soluções:
    Se vc gosta de Linux, use-o, senão, compre um SSD.

  • Guto Revoredo

    Não consigo usar o Chrome como navegador principal de jeito nenhum

  • Dona do Tidal

    Eu não curto monopólio, mas querendo ou não apesar dos problemas de memória,é o melhor navegador do mercado.

  • Basquens

    Comecei a usar firefox quando o “cara que arrumava o computador” colocou o firefox e deletou todos os atalhos para o IE.

    Naquela época(Fx3) o firefox era horrível na minha opinião, mas usei porquê era o que tinha.

    Depois do Fx 4 ficou bem melhor, e ele começou a ser meu browser principal durante um bom tempo.

    Mas ele começou a ficar extremamente lento, a partir daí comecei a usar o chrome para navegação e o Fx para trabalho(desenvolvedor, gosto do firebug, etc).

    Até hoje divido assim: Chrome navegação, Fx trabalho.

    E como não costumo navegar em muitas abas silmultaneas, não tenho problema com a RAM.

    Tirando o Itau todos os sites que eu tenho acessar o chrome funciona perfeitamente, não vejo motivo algum para mudar de browser por enquanto.

  • Gabriel Tadeu

    Como desenvolvedor entendo que o o cenário pode piorar, mas não é o mesmo de antes. Hoje temos fragmentação porque o W3C fez com que o HTML5 fosse uma coisa mais “libertária”. Então cada dia que passa (leia-se cada update que você faz) você incorpora novas tecnologias alfa-beta-rc-etc que os concorrentes não necessariamente aplicaram ainda – e talvez nem aplicarão!

    Isso é bom: Faz com que a coisa evolua rapidamente, não é necessário consolidar tudo pra passar a régua igual foi o HTML4/CSS2.

    Isso é ruim: Pra quem desenvolve precisa ficar fazendo 1001 malabarismos para atender todo mundo. Para quem apenas usufrui é ruim porque as vezes nem sabe se o browser dá suporte ou não. Exemplo para APIs de copy/paste, acesso a hardware, geolocalização, webcam, mic, localstorage, etc…

    O lado ruim é: O dono da bola sempre dita pra que rumo a brincadeira vai. Com o monópolio na mão, fica fácil escolher o que e como adotar.

    Isso porque o pior nem chegou, pois antes o Webkit era um consorcio com muita gente por atrás que o Google falou que era muito lento, fez um fork (Blink) e saiu desenvolvendo um tanto de coisa sem consultar os demais envolvidos, com isso começou a fragmentação do próprio Webkit (safari / opera / chrome).

    Se o Blink passar o principal, pode ser que deixe de ser compatível com o webkit, ai o abismo aumenta mais ainda.

    • Opera usa Blink.

      • Gabriel Tadeu

        Opera não conta.

        • Você que havia mencionado o Opera :v

          • Gabriel Tadeu

            Rs, Opera nasceu e continua sendo browser de Nicho… Não digo que seja ruim, só digo que nunca decolou…

    • Dona do Tidal

      A solução seria atrasar a adoção dessas “novas tecnologias”, até que a mesma seja adotado por geral.

      • Gabriel Tadeu

        Não necessariamente, fazer isso é voltar no tempo e quando se tem muita gente tentando decidir nada sai.

        O certo seria a W3C ser mais funcional, pois no meu ver ela parece mais alegórica do que decisiva. Se as coisas se tornassem padrão mais rápido, seria pelo menos mais fácil, pois todo mundo teria que seguir o mesmo funcionamento. Enquanto é “draft”, cada um faz o que quer e vira bagunça. Flexbox era pra ser uma das coisas mais “revolucionárias” na hora de desenvolver site, foi tão mal implementado que já teve revisão. Ai tem a versão antiga, atual, a versão do IE, a versão do Firefox… uma dor de cabeça que não acaba mais.

      • Marcelo Rodrigues

        Se adotassem o atraso dessas novas tecnologias, certamente não teríamos metades dos recursos que temos hoje graças a evolução do HTML5, que estava previsto para meados de 2020. Imagine só com o atraso.

        • Dona do Tidal

          Esclarecendo que eu me referi aos desenvolvedores.

    • PPKX XD

      O problema é que o Chrome quebra um monte de coisa na sua página ou app de um dia pro outro num update, não corrige o bug, e você tem que se virar pra descobrir como consertar. Problemas de fontes, alinhamentos, etc, são constantes com updates do Chrome.

      • Marcelo Rodrigues

        Acho que isso depende do OS. É muito comum uma mesma versão ter diferenças entre OS (fontes por exemplo, é um problema mais relacionado ao OS em si que o navegador).

        • PPKX XD

          Mas o problema sempre quebra o Chrome no windows? Não acho que seja S.O. não, e o que tem de desenvolvedor reclamando que nos outros browsers não quebra… só quebra no chrome…

  • Guilherme Borges Cunha

    O quê me incomoda é que até hoje, mesmo com participação de mercado inexpressiva, ainda existem páginas que só funcionam adequadamente no Internet Explorer.

    • Dona do Tidal

      Na China, boa parte dos sites funciona melhor no IE.

    • Flavio Amorim

      Sites do governo que o digam…

    • O internet banking da Caixa, por exemplo. Funciona SOMENTE no IE.

      • Gabriel Tadeu

        Mas isso não é culpa do browser, é culpa de desenvolvedor meia boca. leia-se GAS Tecnologia que faz o plugin de segurança pra Caixa se não me engano…

        • PPKX XD

          Os plugins estão aí há tempos, usam plugin Java do navegador, a culpa não é do desenvolvedor se o plugin está sendo abandonado pelos navegadores.
          Não estou defendendo o desenvolvedor, esses plugins de segurança lixo comem memória pra caramba, isso qdo não travam o navegador.

      • brunocabral

        O da caixa funciona no Firefox e Chrome já.

        • Sério? Esses dias tentei no Chrome e nada… Nem no Edge abre.

          • PPKX XD

            Não funciona no Chrome pq depende de plugin Java.

    • Gerson

      O Conectividade Social ICP da Caixa funciona melhor no IE. E ainda é preciso ter o Java (morre diabo!) instalado.

  • “[…] ou tinha o computador consertado por um sobrinho convincente, cansado de dar suporte técnico aos tios que instavam vírus de ActiveX”
    Cara, foi exatamente assim que conheci o Firefox, em meados de 2000 hahaha. Eu era criança e não conhecia bem as coisas, mas o técnico falou “usa esse navegador aqui que é bem melhor” kkkk

  • Otávio C A Serra

    Ainda bem que o defeito mais importante do Chrome dito pelo texto é o consumo de memória RAM. A meu ver hoje em dia isso não é mais algo a se levar em consideração, ainda mais que memória RAM hoje em dia é muito barato. Mesmo no Brasil com dólar a R$ 4,00 qualquer um consegue um PC basicão com 8 GB de RAM que roda tranquilamente o Chrome.

    Outro ponto que achei meio dito nas coxas no texto, é que a web hoje em dia é pura multimídia com centenas de arquivos abertos ao mesmo tempo. Vide uma “scrollada” no Facebook, ou então os “gifs” animados no 9Gag. É tanto recurso aberto concomitantemente que é injusto falar que o Chrome é beberrão de RAM.

    Como desenvolvedor web, posso dizer que é uma delícia debugar no Chrome, que além de rodar muito bem CSS e JavaScript, tanto nativo como em bibliotecas como jQuery, te oferece uma ferramenta nativa de debugador em diversos níveis, desde de script, até acesso a CSS e elementos DOM de uma maneira maravilhosa e muito eficiente.

    • PPKX XD

      O Firefox tem a mesma ferramenta, e até antes de ambos oferecerem ela nativa o Firefox já tinha o Firebug.
      O complicado não é nem ter memória suficiente, quando o Chrome chega num consumo alto (pense em abrir 50 abas), ele começa a travar tudo mesmo tendo memória sobrando (tenho 16 GB), o engine V8 tá ficando velho, e começando a engasgar com muitos javascripts e vídeos em HTML 5. Não sei como o Firefox se comporta nesse caso porque não uso.

      • Marcelo Rodrigues

        Porque diabos alguém precisa de 50 abas abertas, ainda mais rolando coisas em background (scripts, etc..)? Aí também é pedir demais.

        • PPKX XD

          Pr0n, separar vídeos pra ir vendo…

          • brunocabral

            Abro umas 40 abas pra ir divulgando meus vídeos em comunidades e foruns de Linux.

          • PPKX XD

            Cada um gosta de uma sacanagem diferente kkkkk

        • ochateador

          Geralmente eu abro a home dos sites que acompanho e aí vou abrindo as matérias que quero ler.
          De 8 abas iniciais viram 50 abas sossegadas.

      • Otávio C A Serra

        Cacilda 50 abas!? Para que tudo isso? Risos. Dificilmente chego nas 20, e quando to nesse tanto com certeza não sei mais o que tem nem na metade das abas. Quiça 50 hehehehe. Eu já começo a fechar as abas porque perdi o foco do que to fazendo.

        Sobre erros de script, será que o problema é do navegador ou do programador? Aqui não tenho problema nenhum com isso, e olha q atualmente to num projeto que o script tah com 20 mil linhas e roda lindamente (650kb). Engasgar pode ser tanto erro de programação, quanto do Chrome, quanto do SO ou Hardware do cara. Mas particularmente naum tenho problemas.

        • PPKX XD

          Olha, num teste que eu fiz o Firefox travou menos com as mesmas páginas, mas foi um teste só, não uso o Firefox no dia-a-dia.

          • Otávio C A Serra

            Mas você usa 50 abas no seu dia dia? E pensando na maioria dos usuários você acha que 50 abas é um parâmetro importante ou entusiasta? Para mim menos de 1% dos usuários que são entusiastas usa 50 abas. Portanto, isso não é um parâmetro qualitativo que define que o Chrome trava ou é bom ou ruim.

          • PPKX XD

            Claro que não é no dia-a-dia ou um parâmetro, estou dizendo o que aconteceu, ele consome muita memória e trava com muitas abas, mesmo assim continuo usando… normalmente ele consome muita memória sim, vamos admitir o problema no produto e torcer que melhore, ao invés de ficar defendendo à toa.

        • brunocabral

          Eu frequentemente mantenho em média 15 abas abertas.
          Neste momento, tenho 18 abas abertas.

          • Otávio C A Serra

            Ok, 15 a 18 normal, agora 50 é exagero você não acha ehehehe

    • André Cardoso

      8GB de ram “basicao”? A maioria das pessoas usa PCs/notes com 2Gb, quando muito 4GB. Não é qualquer um que tem um dispositivo com 8 GB não.

      • Marcos Tony Lehmann

        exato. costumo deixar mais de 100 abas no chrome (desktop e bate 93% em 8Gb). comelão sim…

        • Anakin

          carai, entendi agora, chego nem a 8 abas.

          • brunocabral

            Em média uso 15 abas, agora to com 17 e ta em 4GB (os outros 500MB são o sistema operacional Linux)

          • Marcelo Rodrigues

            Velho 15 abas 4GB é um negócio surreal.

          • brunocabral

            Conforme fui atualizando algumas paginas aqui (sem fechar nenhuma), o consumo caiu pra 3,2GB.

      • Otávio C A Serra

        Nossa!!! Você tah no ano certo? 2GB como padrão foi muito para minhas vistas heheheh. Outra coisa, quem tem um note com tão pouca memória, terá problemas com outros aplicativos. E outra, se você não tem grana, com 30 reais você compra um pen drive e faz dele ser uma extensão da sua RAM e resolve o problema não só com Chrome. Agora se você quer rodar o Chrome num computador que era padrão a 10 anos atrás, é melhor mesmo vc nem usar navegador hehehe

        • Estou em 2016 e no Pinguim por exemplo, dos 10 notebooks mais vendidos do site, 6 possuem 2Gbs de Ram (nem pesquisei os demais sites)

          A realidade é que quem não entende do assunto vai apenas pelo preço… O PC/note abrindo/rodando Facebook, youtube, música e pr0n tá mais que suficiente para muitos desses!

          • Otávio C A Serra

            Cara procura por notebook no mercado livre, clica em novo e olha os resultados da primeira página. A maioria é 4gb para e alguns modelos 8gb. Agora 2 Gb soh achei 1 que custa 499 reais. Isso não é padrão! Isso é baixo custo. Padrão hoje em dia em informática é 8 Gb. 4 Gb é modelo simples, e 2 gb é modelo netbook, nem notebook é considerado 2 gb.

          • Otávio C A Serra

            Ai pensa comigo, uma pessoa que tem uma hardware de baixo custo quer desempenho no Chrome? Para mim isso não faz sentido algum. Falar que o navegador é ruim por o cara não ter no mínimo 8 Gb de RAM não é um problema do software e sim do hardware. Infelizmente no Brasil compramos gato por lebre e queremos que faça o máximo. Isso não existe!

  • Marcos Tony Lehmann

    Tá, mas quanto dessa fatia é de dispositivos móveis (Android ou iOS)?

  • Anakin

    Mas acontece que Google está sempre inventando algo novo para melhorar o Chrome, coisa que a Microsoft no seu auge de hegemonia com o IE nem pensava em fazer, simplesmente deixava as moscas.
    Sobre compatibilidade achei que hoje não rolava mais isso, ou pelo menos era mais raro, exemplo, se a página esta toda em HTML5 de acordo com o W3C, todos os navegadores deveriam abrir ou não? Os desenvolvedores estão usando recursos exclusivos do Chrome?

    • Exatamente. Os devs acabam usando muita coisa exclusiva do Chrome, pois bem… o marketshare é gigantesco.
      E também depende, nem todo navegador segue tudo da W3C (dando preferência a coisas proprietárias), então o dev seguir a W3C pode não mudar muito.
      Também há algumas problemas de certos frameworks como Polymer (do Material Design) só ter tido suporte ao Edge e Firefox recentemente.

    • Bruno Guerreiro

      Exato… no texto ele fala que “muitos sites agora estão limitando acesso somente ao Chrome”, e isso acontece justamente porque ele é o navegador tem mais suporte a novas funções e APIs.

      Por exemplo, a uns 4 anos atrás, aqui na empresa, precisávamos de uma forma de emitir “notificações” para os usuários a partir do nosso sistema web. Na época, a W3C já tinha alguns rascunhos sobre uma especificação chamada “desktop notifications” que fazia isso, e mesmo estando em rascunho o Chrome já tinha implementado a função, enquanto os outros navegadores sequer tinham incluído no roadmap de atualizações. A solução foi passar a recomendar expressamente o uso do Chrome, ao invés de reinventarmos a roda e ter que desenvolver algum plugin mirabolante ou aplicativo para isso…

  • 🔴 PinPortal 🔴 ✔️

    Não vejo isso como algo ruim, no Desktop (utilizando Windows, seja XP, Vista, 7, 8 ou 10) o melhor era e continua sendo o Chrome, na minha opinião.

    Diferente da época do IE, que tinha o monopólio, pois vinha embutido no SO, o Chrome conseguiu isso por mérito, hoje as pessoas não migram para outros navegadores, pois não querem.
    Só usuários geeks ficam reclamando de memória Ram, a maioria das pessoas (esses sim quem deram o monopólio para o Chrome, os geeks são minoria na internet) utilizam o navegador para fazer buscas no Google, acessar Facebook, Twitter, Tumblr e algumas páginas de humor, moda, etc.

    Essas pessoas abrem no máximo 5~6 abas do Chrome, não abrem 20~25 como eu e muitos outros, então o Chrome atende muito bem.
    Acredito que ele continua com o monopólio por continuar sendo o melhor. Já usei o Firefox e às vezes ele trava aqui e não tem todas as extensões que o existem na Chrome Store. Opera mesma coisa, é legal, mas não tem grandes novidades. IE parou no tempo. Edge fez muito barulho e até hoje não tem extensões, ele deveria ser melhor ou igual ao contrário (o número 1) e é pior, então ninguém vai mudar.

    Então diferente daquela época, hoje o Chrome continua sendo o número 1, pois continua sendo o melhor e nenhum outro browser apareceu para desbancá-lo com funções realmente inovadoras e uma qualidade muito superior à ele.

    • brunocabral

      Abas? Aqui 17 abas tão consumindo 4GB de RAM (após atualizar algumas paginas o consumo caiu pra 3,2GB). Eu disse DEZESSETE ABAS.

      • Denis Padua

        15 Abas no Edge estão consumindo 1,7GB de RAM. Eu disse QUINZE ABAS.

        • brunocabral

          Vish!!!

        • brunocabral

          Que vudo é esse???

          • Marcelo Rodrigues

            Extensões. Nego sempre acha que é só as abas que consomem RAM.

          • brunocabral

            Todas minhas extensões consomem juntas cerca de 400 MB.

          • brunocabral

            Sendo assim 17 abas – 400MB de Extensões = 3,6GB.
            Numero ainda bem maior que os 1,7GB do amigo ai de cima.

          • brunocabral

            No meu caso era o Facebook e o G+ mesmo FB 700MB, GPlus tava a 350 agora ta em 250.

      • Rafael Gil

        Abre uma aba e digita about://memory que vai dar pra ver exatamente o que está consumindo toda essa memória. Pode ser algum plugin seu.

        • brunocabral

          Era o Facebook. Insanos 700MB

  • Gerson

    Estou gostando do Edge, mas por padrão uso o Firefox (por enquanto).

  • costacafj

    Olha, a uns 2 ou 3 meses, resolvi abandonar o Chrome e utilizar o Firefox como navegador principal nas minhas duas máquinas de maior uso (uma com hardware top e Windows e um Mac Mini com hardware bem satisfatório). Não tenho tido problema em nenhum dos dois. Até que resolvi comprar um Surface 3, com o hardware mais simples (2gb de RAM e 64gb de SSD). E o Firefox ficou uma carroça! Pior do que o Chrome nas outras máquinas. Aí descobri que, neste caso, a MS otimizou ao máximo o Edge para o uso nesse tipo de dispositivo. E de fato o Edge roda perfeitamente nele.

    • O Edge realmente roda muito bem nos Atom, Core M e Core I mais recente (Skylake, Broadwell, Haswell). A MS otimizou ao máximo.
      Acabo usando aqui no Venue 11 Pro o Edge justamente por causa disso. Já testei todos, e todos ficam mais lentos e consomem mais bateria.

      • Pedro Zanini Pretto

        Tenho um Thinkpad 8 e nenhum outro browser chega aos pés do Edge, seja em desempenho, seja em usabilidade da interface touch. De fato a Microsoft fez um ótimo trabalho aqui. O Chrome, que uso como padrão no note com W10 e no Android, é péssimo, pra não dizer outra coisa. Lento, pesado, sem usabilidade nenhuma e muito consumidor de recursos. Até entendo a birra do Google com a Microsoft por questões comerciais, mas esperava alguma coisa diferente do Firefox, que é igualmente ruim no Tablet. Até me disporia a trocar o browser padrão nos outros gadgets pelo Firefox, caso tivesse bom desempenho com touch, mas vejo que falta muito. Sinto bastante falta das extensões no Edge e da possibilidade de sincronia de dados com outras máquinas, mas pelo ótimo desempenho, ainda fico com o browser da Microsoft.

  • Chicão ✓ᵛᵉʳᶦᶠᶦᵉᵈ

    TRETAAAA … “Google Chrome não é o novo Internet Explorer”
    http://googlediscovery.com/2016/02/10/google-chrome-nao-e-o-novo-internet-explorer/

    • Argumentos isentos de serem tendenciosos, do próprio fabricante… piada!

      • Chicão ✓ᵛᵉʳᶦᶠᶦᵉᵈ

        Chego aqui com a gasolina e ao invés de riscarem o fosforo vcs jogam agua.
        Afffff
        haahahhahaha

    • Marcelo

      googlediscovery…

      Nem precisa entrar pra saber que vai ser fanboy chorando as pitangas… assim como blogdoIphone ou Windows Central…

  • André Sales

    Mas vale lembrar que o uso intensivo do IE na década 90/2000 era pelo motivo dele vir pré instalado no Windows, sendo assim a pessoa já tinha um navegador pronto para uso e existia poucas opções para o usuário escolher outro. Já hoje eu vejo de modo diferente, as pessoas escolheram o Chrome, elas não são obrigadas a usá-lo, usam pq gostam, e por este motivo ele chegou onde está, não por pressão do Google, mas sim pela escolha das pessoas.

  • Ismael Pini Gonzales

    Eu usei o Firefox durante anos no meu antigo desktop, mas o meu PC ficou muito velho e nem tinha como atualizá-lo (placa mãe ruim + Athlon XP).
    Daí fiquei restrito ao smartphone e passei a usar o Chrome (até pq um tempo atrás não se tinha grandes opções). Agora também o uso em um notebook pois ele me atende melhor pela sincronização de contas!
    Ano retrasado tentei voltar ao Firefox quando o Chrome começou a dar problemas. Cheguei a sincronizar com o smart, mas acabei tendo problemas de compatibilidade (acho que com o internet banking) e tive que voltar para o Chrome…
    Bem, sobre o artigo, eu particularmente não vejo problemas com o Google dominar o mercado de navegadores. O problema é quando isso começa a fazer com que os outros navegadores tenham problemas de compatibilidade!
    O ideal seria se todos os sites funcionassem perfeitamente em todos os browsers e eles competissem se focando em melhorar aspectos como a usabilidade, rapidez e dimuir o uso dos recursos do sistema!

  • tuts

    Nunca, só pra começar o chrome é bom, não tem como nenhum ser humano negar que ele é, mesmo que para isso ele consuma muito do computador/tablet/smartphone.

  • Willian Tetsuo Shiratori

    Ué, pessoal reclama de RAM, mas acho que depende do uso. Eu deixo no máximo 6 abas abertas, tá tudo ok, cerca de 150MB.

    Eu até queria usar Firefox uma época por causa das extensões e da comunidade, mas vivia com problemas de crash, ou ter que esperar um pouco quando dou boot na máquina. Aí continuo com o Google Chrome pois é estável pra mim.

  • Eduardo RFS

    Mano sem ofensas você entende de browser +-. Chrome usa Blink não WebKit “puro”, opera usa blink, firefox usa gecko(pelo q lembro), safari sim usa webkit “puro”.
    A diferença é que a V8 engine atualmente é a melhor do mercado, tendo a Chakra(do Edge13) estando sendo melhor que a V8. O chrome não vai morrer igual o IE, porque a internet é do Chrome, você não é forçado usar ele igual era o IE.

    Sou programador de Web estou desenvolvendo um website para um cliente em Node.JS, e nos ultimos 3 meses tenho estudado sobre navegadores como nunca antes.

  • Cara, sinceramente. Eu uso o Google Chrome simplesmente por ele ser o mais rápido, não ter problemas, ser fluido e ter tudo o que eu preciso, pois é nele que tudo se encontra. As pessoas reclamam muito sobre consumo de memória RAM que o Chrome gasta, mas aqui no meu o Chrome só gasta muita memória RAM por causa das extensões e várias coisas que tenho no navegador. Se não fosse isso, não gastaria nem mesmo 50MB de RAM! E não estou mentindo, já que uma vez, acessando apenas o Twitter, o navegador estava gastando nada mais que 12MB de RAM. Quando o Chrome acaba gastando muita RAM, eu utilizo o Wise Memory Optimizer. Cara, o Chrome só gastará muita RAM se o usuário for daqueles que começou a usar o Google Chrome agora. Eu deixo várias abas abertas e não chega nem a gastar 500MB (tirando as extensões e outras coisas).

    Eu acho até uma ignorância, para dizer a verdade. Comigo, Opera sempre deu problemas, o Firefox é lento e tem coisas que não dá para fazer nele. Além disso, o Google Chrome realmente tem muito do que os outros não têm! Existem várias extensões que só existem no Chrome, além de várias outras funções.

    Com 6 abas abertas, o Chrome não gasta mais que isto:

  • Micheski

    continuo usando o opera e ouvindo radio online no winamp 😛

    • Yasser Hanzi

      e a compatibilidade com os sites?

  • Wesley S. Araújo

    Gostei da linha do tempo dos navegadores, porém em nada se assemelha o Chrome (Google) ao IE (Microsoft), justamente pq quem elegeu o Chrome o rei dos Browser foram os usuários, ninguém é obrigado a usar ele como era obrigado a usar o IE que já vinha embarcado ao Windows. Sem falar que o Chrome sincroniza e integra sua vida nele, é o que mais me faz tentar relevar o consumo de memória, e acho que isso tá melhorando aos poucos. E ao contrário da Microsoft que só atrasou o avanço da Web o Google fez totalmente ao contrário, assim como a Mozilla e Opera. Se temos a web que temos hoje devemos agradecer o Chrome, ele tem lá seus problemas? tem, mas a verdade é que ele tirou a pedra (IE) do caminho para o avanço da internet.

  • Henrique Da Gama Fernandes

    não sei se comentaram já, mas o pessoal do google discovery comentou sobre, e eu concordo 100% com o Tecnoblog, uma vez que o monopólio está sim se tornando do google (inbox é uma porcaria até hoje em outros navegadores) e a gente fica rendido a ter o Chrome pesado comendo bateria e memória do note pra utilizar alguns sites, uma vez que o FF não supre todas as necessidades.

    http://googlediscovery.com/2016/02/10/google-chrome-nao-e-o-novo-internet-explorer/

  • Luis Sabença

    Tenho muita vontade de largar o chrome(inclusive a alguns anos atrás usava o firefox),mas a integração com os serviços da google e com o android simplesmente não deixa!Acredito que seja por causa do android que o chrome continua crescendo,porque aqui,ele só serve pra comer a minha ram(já cheguei a lotar 8 gb de ram usando o chrome(sim,com bastante abas abertas,mas não abertas para testas como ele se comporta e sim,abertas no uso normal meu))

  • Concordo. O tempo passa e é lógico que um novo browser dominará em breve.

  • Fábio de Jesus

    Lembro bem qdo comecei no Netscape com meu K6-266, achei aquele navegador muito legal, isso lá por 2001, qdo o Firefox surgiu foi algo totalmente inovador, com extensões que faziam o navegador funcionar melhor e os temas q personalizavam ainda mais, qdo o Chrome surgiu eu tentei usar, mas foi indo desisti, mas infelizmente ele tem que ser instalado sempre, não tem como fugir, querendo ou não ele deve estar lá, do mesmo jeito que acontecia com o Internet Explorer antigamente, lembro que houveram vezes que o Firefox foi chamado de comedor de RAM e que o chrome era mais leve (parece que o jogo virou não?). Mas pra mim é difícil deixar a raposa, até mesmo no celular.

    • wyliamvassoler

      O meu maior problema com o Firefox é justamente com o app de Android deles. É feio e antiquado, eles precisam melhorar aquilo. Mas concordo com você, o Firefox continua sendo uma ótima alternativa e ainda bem continua sobrevivendo no meio dessa guerra dos navegadores.

      • Concordo que o app do Firefox pra Android é horrível, zero em usabilidade e o tamanho é grande demais pra algo “mobile”.

        No PC só uso o Firefox, já no celular (Android) vou de Gosthery, além de ser leve ainda conta com ADB nativo (sem root ou gambiarras).

  • GIZUIZ_DUCELL

    Tenho tido vários dissabores com o Chrome. Sites oficiais da Previdência, Receita, ele não funciona adequadamente, sites de banco como CEF, também começou a apresentar problemas com os softwares de proteção tipo GAS. Outros sites, às vezes ele não mostra as fotos, outras vezes trava a página. Em suma está começando a encher o saco do usuário médio de internet.

    • Otávio C A Serra

      GAS é a pior praga pós moderna, hehehehe! Vai tentar desinstalar essa praga e depois veja se o problema eh com o Chrome. Aliás hoje mesmo, no windows 10 64 com tudo atualizado teve erro de memória nessa praga risos!!! O duro que somos obrigados a usar GAS. Chrome naum, vc usa o que vc quiser!

      • GIZUIZ_DUCELL

        Uma dica: Aqui em casa, em uma única máquina, particionei o HD em dois, instalei o Win10 nas duas partições, em uma delas (pequena) coloquei apenas acessos a banco com um bom antivírus pago. Foi a solução para não afetar o desempenho das máquinas.

  • leualemax

    a diferença esta no como o chrome conseguiu essa share, a google não impôs nada, nem se usou de tecnicas escusas como embarcar o navegador dela em SOs, o chrome conseguiu o share dele por merito, num mercado livre onde o mesmo esforço pra instalar qualquer navegador deve ser empregado pelo usuario.

    • Concordo com vc, mas acho que o texto não quis comentar sobre os méritos da Google ou a forma com a qual ele conseguiu chegar ao topo. E sim o fato de termos novamente o mesmo cenário de monopólio montado, só que agora com um “líder” diferente. Ao meu ver essa disputa pelo mercado de browsers só voltaria a se equilibrar se a Google lançasse outro browser para competir com o próprio Chrome. O que seria impossível de acontecer, claro.

  • WALTER CARNEIRO

    Realmente eu não consigo imaginar meu PC sem o Browser do Google (CHROME) para renderizar páginas mais rápidas do que o Internet Explorer 11 que ainda demora muito tempo para começar a trabalhar quando está abrindo uma página, coisa que o EDGE ainda faz lento no meu PC, um dos motivos de eu ter voltado do Windows 10 para o super bem equilibrado Windows 7. Mas, às vezes, eu costumo ter problemas com o Chrome em alguns sites (os da Globo.com por exemplo) e então preciso lançar mão do Browser do Int. Explorer 11. Mas no Chrome eu tenho inúmeros recursos paralelos que me ajudam muito mais na navegação, como por exemplo um tradutor de texto, e outros Apps., bastante úteis no dia a dia que são ausentes nos da Microsoft.

  • Uso o Firefox desde a época do Orkut + greasemonkey e não troco por nada!

    Só tenho o Chrome instalado por questão de esconder/proteger meus favoritos/abas/histórico do patrão/povão de casa xD

  • E a situação é ainda pior nos dispositivos móveis, onde os sites verificam se é smart ou não da seguinte forma: WebKit = smart/touch, outros = desktop ou wap. Tanto que o IE e o Edge adotaram prefixos webkit na versão móvel (o que a longo prazo só piora a situação).

  • Daniel

    A diferença é que o Chrome não é um lixo como o IE e não conquistou sua parcela de mercado por vim pré-instalado no Ruindow$. E o Chrome segue padrões da Internet, tem grande parte do seu código fonte aberto e é realmente bom e inovador. Agora é uma pena que os outros navegadores estejam ficando para trás e que com isso muitos desenvolvedores só estejam testante e otimizando seus sites para o Chrome.

    • Raphael Silva

      Bom e inovador mais ou menos, eu uso Chrome, mas o bixo é guloso, tenho 16GB de RAM e com 6 abas o chrome tá com 800mb

      • Johnny Gabriel

        Ué você tem 16gb pra que então? Pra usar 2 e deixar o resto descansando?

        • Raphael Silva

          É que provavelmente eu só uso Chrome no pc =), meu Chrome roda na nuvem

      • Daniel

        Sim! Mas muito é memória virtual. Já usei ele em PC com <2GB de RAM, só é lento. De que adianta ter memória se não usa? huahua Eu tenho 8GB e rodo de boa.

  • O Chrome trouxe alguma coisa de boa que os navegadores não trouxeram quando disputavam com o Internet Explorer. Eu fui um dos que saí do Firefox nas versões depois do 3.6 devido a lentidão. Se quiserem que ele saia do topo é só as alternativas dele se mostrarem tão promissoras novamente como ele foi. E viva o liberalismo que vocês tanto gostam.
    Vou de Chrome por enquanto.

  • Ramon Almeida

    Se tem uma coisa que nunca vai mudar é que as extensões do Firefox são mil vezes melhores que a do Chrome.

    E esse é o principal motivo para que eu não saia dele.

  • Sophos Nsm

    vou ali chorar pq as empresas não querem dar suporte ao meu nintendo wiiu ( e nem ao meu zeebo), ao meu blackbarry e a minha distro obscura do linux.

    • brunocabral

      O Ubuntu não é nada obscuro. Mesmo não tendo todos jogos que tem no Windows, não deixa de ser um excelente sistema, até pra quem gosta de jogos. Obviamente ainda precisa aumentar o catalogo de jogos. Mas se a desculpa é a falta de jogos, pode tratar de arrumar outra.

      • Sophos Nsm

        eu nao falei do ubuntu, falei uma distro linux obscura qualquer. mas poderia inclui-lo. quantos % do mercado o ubunto tem? 1%? Com certeza não mais que isso já que todas as distros de linux juntas (tirando o android) não tem nem 2% do mercado (1,75%) – . Isso é menos que usuários de mac.
        Me perdoe se nem toda empresa está preocupada em gastar tanta grana pra portar tudo pra ele. Tem muitos jogos? talvez… mas não o suficiente. dos 7652 jogos do steam menos da metade ou seja 3767 estão disponiveis para linux, a maior parte jogos indies. A maior parte dos grandes lançamentos ainda não vai para linux. Eu comprei até o momento 752 jogos no steam dos quais menos de 1/3 pega no linux.

  • pascalbatzlijr

    Discordo. A história do Chrome mostra o poder do mercado. A própria ideia do monopólio, em um ambiente de altíssima concorrência como o digital, é um equívoco, já que podemos alterar a qualquer momento. O Google só foi mais competente e, se bobear, dança, como a Microsoft dançou.

  • ochateador

    Por isso só instalo Firefox nas (400+) máquinas da empresa, mas infelizmente vem o resto da T.I. colocar chrome e aí começa as reclamações de lentidão nas máquinas e o povo diz apenas para reiniciar -.-“

  • Lynx e Midori >> Escória da Sociedade >> Chrome e afins.

  • Hoje eu uso o UC Browser, que ele aceita extensões do Chrome e é tão rápido quanto sem ser comilão de RAM.

  • Nãoteinteressa

    É evidente que o monopólio existe, mas acredito que ele só está sendo expressado porque o Chrome está dando dor de cabeça para o usuário que já está cansado de pedir melhorias para o Google e nada de arrumar, caso contrário estaria todo mundo feliz e utilizando o Chrome.

    Pode até ser que esse tipo de matéria fosse abordado pelo tecnoblog mesmo ou por qualquer outro site, mas sem o pesar na consciência de estar reclamando de um browser que é bom mas que está monopolizando a internet.

    Nesse exato momento em que escrevo, estou recebendo mais uma atualização do Chrome que parece que virou diária (antes não era assim). Mas essas atualizações diárias arrumam o problema de consumo de memória? Não!

    Acredito que para muitos outros browsers ajudam com relação ao problema do Chrome, eu só posso falar do IE, Firefox e Chrome mesmo.

    O Firefox que seria a opção contrária está quase igual ao Chrome que tem atualização todo dia ou quase que todo dia, continua cheia de bug, utiliza tanto ou mais memória que o Chrome, o IE é a última opção eu um caso especifico, mas é ruim.

    O Safari eu acabei de descobrir que a Apple não disponibiliza mais a versão para Windows, caso queira utilizar, ainda possui uma versão para ser usada no Windows mas é desatualizada.

    Não sou defensor do Chrome, eu não sei a situação de cada um, qual configuração de computador possui, mas pra mim é ele que continua o menos bugado de todos, utilizo umas 10 abas abertas durante o dia todo, ou no trabalho ou em casa e não trava nenhuma vez, se ele começar a apresentar essa situação horrível que eu estou pensando que os reclamantes estão enfrentando parto para outro.

    Pra finalizar! Acredito que essa situação de compatibilidade. É claro que a Google cria um produto e pode pensar em fazer aquele produto funcionar somente no browser dela porque é do interesse dela que utilizem o seu navegador. Agora com relação ao produto de outras empresas, pode ser dinheiro que rola por fora, pode ser comodismo de quem está desenvolvendo e não querer ter o trabalho de fazer com que aquilo funcione em várias plataformas, e uma série de outras coisas (esse caso do Onedrive funcionar no Chrome e não em IE é um caso sobrenatural, que loucura) e por aí vai. Blz.

  • Se realmente se tornar um monopólio, como é o caso do próprio buscador deles, provavelmente será algo bem discreto: o impacto desse monopólio sobre os usuários é bem pequeno, todo mundo basicamente estará com o Chrome instalado para o que não funcionar nos demais navegadores.

    Como o objetivo do Google é atingir qualquer usuário, sua pratica monopolista não atrapalha muita gente, diferente da Microsoft que fazia de tudo para tudo só funcionar bem na sua própria plataforma e ferrava com usuários de outras plataformas.

    • Pedro Garcia

      O monopólio deles sendo baseado em padrões abertos basicamente inviabiliza que qualquer outra empresa consiga ganhar dinheiro vendendo padrões proprietários e trancando os usuários.

    • Cleyton verde

      o problema de um monopólio e que ele acaba com a competição o que leva a empresa que o tem a começar a não se preocupar com qualidade já que independe-te do que ela faça os outros não terão outra alternativa

      • Mas aí não é de fato o problema, já que se ele decair em qualidade, outro poderá fazer um produto melhor (foi o que o Chrome e o Firefox fizeram para destronar o IE).
        O monopólio começará a ser nocivo de fato a partir do momento em que a Google começar a comprar quaisquer concorrentes que venham a ameaçá-lo e fundi-los ao Chrome (prática que está começando a ser assustadora ultimamente).

  • O problema, na minha opinião, não é se tornar o principal, até porque sempre terá um que será o mais usado. Acho que o problema é acabar achando que chegou ao topo e todos tem que se render a ele e parar de inovar. O que aconteceu com o Internet Explorer.

  • Mikael Maya

    Na minha máquina o Chrome roda suave, em contra partida, o Firefox da um crash a cada 10 minutos.

  • Marcelo

    É um artigo interessante, mas como desenvolvedor tenho que dizer que já que nem todos os navegadores tem investimento ou interesse em se otimizarem e oferecerem performance e recursos que o chrome ofereceu, é muito bom ter um no topo que roda todas as aplicações web que desenvolvemos. Infelizmente a camada que usa IE é muito grande ainda (apesar do baixo número citado no artigo), então estamos sempre presos nessa carroça e temos que rebaixar nossas tecnologias sempre a IE9. No mais parabéns pelo artigo!

  • Don Ramón

    A Microsoft usou o Windows para empurrar o IE, e obteve enorme sucesso com sua estratégia. Mas a real é que a própria Microsoft demorou para entender a internet, e as alternativas ao IE, embora melhores que o navegador padrão do Windows, não tinham força para romper com a hegemonia da já gigante empresa do tio Bill.
    Quando uma empresa nascida da internet e para a internet entrou na jogada, o navegador deixou de ser mais um programa do sistema operacional para ser o principal programa de qualquer sistema operacional, e aí o Chrome expôs sem dó nem piedade todos os problemas do IE, obrigando a Microsoft a, finalmente, dar o devido valor ao navegador.
    O resultado dessa mudança de postura é o Edge, mas cá entre nós, enquanto uma empresa não revolucionar novamente o navegador de internet (ou seja, enquanto o Chrome não topar com seu “Chrome”), será muito difícil destronar o Google Chrome do seu posto.
    E mais um “pequeno” detalhe: o pessoal do Google, desde o princípio da empresa, pareceu sempre mais antenado às demandas dos seus usuários (e falhas dos seus produtos) do que a Microsoft, com uma estrutura mais engessada e com prioridades mais destacadas que o navegador (sistema operacional, aplicativos do Office…).

  • Ricardo Alves

    A matéria é interessante, mas qual é a conclusão afinal? Deixar de usar um navegador que atende as minhas expectativas, tanto como usuário quanto como desenvolvedor, e começar usar outro?

  • Sérgio Ricardo

    O novo o br tem dificuldades… EDGE é uma opção excelente, equilibra bem o uso de memória e lhe atende de forma perfeita.

  • Leo Freire

    Comigo foi diferente, depois do Windows 10, saí do Chrome e fui para o Edge, muito mais bonito e rápido (pelo menos pra mim), apesar de sentir falta de alguns recursos que só o Chrome tem, o Edge vem conseguindo compatibilidades conforme chegam atualizações, eu mesmo vi isso, e também logo logo ele vai aceitar extensões do Chrome, então vai melhorar bastante.

  • Hugo Almeida

    Utilizo certificado digital e simplesmente o Chrome baniu o javascript, portanto não consigo utilizar nenhuma página que eu precise assinar digitalmente. Lamentável pois gostaria de continuar usando o Chrome

    • Daniel Teixeira

      Você quis dizer: Flash

      • Hugo Almeida

        Não, eu quis dizer java mesmo, hoje nem mesmo uma pesquisa de satisfação do Bradesco seguros eu consegui responder, tive que ir para o Firefox. Todos os sites de tribunais no Brasil ainda utilizam Javascript para funcionar a autenticação da Certificação Digital, só consigo utilizar pelo Firefox oi Internet Explorer Chrome está excluído. Acredito que com o tempo os números do Chrome vão cair.

        • Lucas Nascimento

          Java*, Java e JavaScript não tem nada haver /o/

          • Hugo Almeida

            Faz o seguinte, tenta entrar em algum site que usa certificação digital pelo Chrome, que vai entender o que estou falando. Só rola pelo Firefox ou IE.
            No final o Chrome vai perder espaço.

          • Bem cara, isso na verdade é uma tendência. O Chrome só adotou isso mais cedo e não demorará muito para que o Firefox e outros façam o mesmo. Assim como o Flash, o JavaScript é uma praga que deve morrer!

          • Hugo Almeida

            Ok, mas antes de matar a praga tem que ter outra opção, pois simplesmente não rola de trabalhar com o Chrome.

          • mtblr

            Olá Hugo, como o pessoal falou a pouco isso é realmente é uma verdade: o plugin do Java vai morrer pois existe vários problemas de segurança.
            Agora sobre os sites que utilizam o plugin do Java para o usar o certificado digital eles terão que se adaptar.
            Um exemplo de um site que usa certificado digital mas não depende do plugin do java:
            https://cav.receita.fazenda.gov.br/eCAC/publico/login.aspx

          • Hugo Almeida

            mtblr funcionou muito bem, não pediu dezenas de permissões, não instalei nada apenas a senha do certificado e pronto, tomara que este futuro chegue logo aos outros sites que utilizo

          • Iiih rapaz, pelo o que conheço da lerdeza de órgãos públicos, empresas com pouco conhecimento em TI e devs mal acostumados, se prepare-se para uma dor de cabeça das grandes! O pessoal só vai se mexer quando verem que suas antigas ferramentas não funcionarão mais. Será um dia como nenhum outro!

          • Hugo Almeida

            Não quero entrar em detalhes quanto a ter Java para rodar um Javascript. Faça o seguinte, entre em qualquer site que exija assinatura por certificação digital que o Chrome não roda, apenas Firefox e IE. No final o Chrome vai perder muito espaço, a quantidade de profissionais que dependem disso esta cada vez maior, a exemplo todos os contadores e advogados no Brasil

          • Lucas Nascimento

            Foi só o Java mesmo que foi pro saco, mais especificamente falando os plugins NPAPI é que foram, eles eram usados por muitas instituições ( oi bancos) para tentar garantir maior segurança aos seus usuários provendo autenticação ativa.

            Certificado Digital não é bem o que você pensa que é, o chrome também não bloqueia isso, pra você ter uma ideia o tecnoblog que você acessa também usa um certificado digital 🙂 (https)

            Por fim, apesar do nome, JavaScript não precisa de Java para ser executado pelo navegador, são coisas totalmente diferentes… bem estranho né? é uma pérola do início da web 🙂

        • Daniel Teixeira

          Java é diferente de Javascript. E banir o plugin Java foi uma coisa boa do ponto de vista tecnológico.

          • Hugo Almeida

            Beleza, javas e etc O que eu digo é que todos os contadores, advogados, receita federal TJs, TRFs, TRTs, e demais tribunais Secretarias de Fazenda e afins, não utilizam mais o Chrome, acredito que seja um percentual que gere algum impacto na utilização do Chrome.

          • Daniel Teixeira

            Mas em breve eles ficarão sem opção, porque a própria Oracle (dona do Java) anunciou que vai descontinuar o plugin Java. A Google só acelerou o processo no Chrome. A Mozilla hora e meia também desativa o plugin.

  • Wilson Neto

    uso o chrome no mac, só pelo fato de usar o Ecossistema da google, GDocs e GDrive, tenho a impressão que as extensões funciona melhor nele tb, MAAAAS queria o modo Leitura do Safari nele =(

  • Compadre Washington

    No momento utilizo o Firefox (Meu Browser favorito) e o Spark Browser (Bastante Leve e rápido).

  • Uso o Chrome diariamente, mas preciso manter o Firefox instalado no Mac para poder acessar o Bradesco Net Empresa pois não rola no Chrome, e ainda preciso ter um PC para poder rodar, apenas no Internet Explorer, um sistema da Receita Federal que tenho que acessar com o e-CNPJ; estamos muito longe de poder ter apenas um navegador para poder fazer de tudo na internet.

  • Rômulo Silva

    Depois da atualização pro Windows 10, não tenho visto muita vantagem em utilizar o Chrome justamente por questão de memória. O IE 9 ta rodando levemente e super eficiente. Até mesmo o Edge, cuja interface não curto muito, tava dando menos problema q o Chrome.

    • ochateador

      IE9 no windows 10 ?

      WTF !!!

  • Marco Mannes

    Pessoal, os desenvolvedores não fazem sites para o Chrome. Nós fazemos sites para os padrões web definidos pelo W3C. O Chrome é o navegador que implementa as novidades dos padrões web com mais rapidez então para alguns recursos novos só ele funciona. Isso fica claro no exemplo da Microsoft.

    • Marco Mannes

      Só pra constar não defendo o Chrome e nem o monopólio de um navegador. Realmente espero que a Microsoft, que vem dando exemplo com seu novo navegador, consiga implementar as novidades dos padrões web com a agilidade do Google e se torne um competidor a altura.

  • Rodrigo MB Vougo

    Chrome é o disparado o melhor navegador !

  • Eu S2 Firefox!

  • Chromium (logo Chrome) usa Blink desde 2013, após fork do WebKit. Muita coisa mudou desde então (~3 anos!), agrupar Chrome e Safari numa mesma categoria “WebKit” não faz mais tanto sentido…

    http://www.theverge.com/2013/4/3/4180260/google-forks-webkit-with-new-blink-rendering-engine-for-chrome

  • Manoel Guedes

    Fizeram um texto gigante mas esqueceram de mencionar que o Google Chrome tem muita fatia de mercado por causa do acesso pelo celular! Esqueceram deste “detalhe”. Acho que em desktops a supremacia do Chrome não é tão grande, se é que existe supremacia. Os usuários ainda são preguiçosos e ficam com o navegador que já vier instalado no notebook deles

    • Manoel Guedes

      Queria ver os números separando Chrome desktop e mobile, e Safari desktop e mobile separados também! Aposto que 90% dos acessos via Safari são em iPhone e uns 70% dos acessos via Chrome são mobile (android e iOS)

  • Tales Cembraneli Dantas

    eu tive um sonho…. um sonho onde não importava qual navegador vc usasse, todos os sites rodavam da mesma maneira, um sonho onde o que realmente importava era o conteúdo do site, um sonho onde os recursos de memória eram estabelecidos pela programação em html5… Era um sonho onde todos navegadores andavam de mãos dadas, não precisavam sentar atrás no ônibus e usarem bebedores especiais… =P

  • Bárbarah Maryah (Shaza)

    💖Chrome

  • Adriano Garcez

    Em mobile, nem o Tecnoblog abre direito em navegadores senão o devorador de RAM e processamento que é o Chrome, sem contar o fato de nunca conseguir salvar nada no Pocket. :/

  • Tafarel Carvalho

    Sempre uso o Firefox e instalo ele para meus clientes, essa de que chrome é mais fácil de usar e mais rápido é só Market não sei da onde veio essa história (e usuários leigos caem nessa, é igual instalar baidu), antes pra mim chrome era só um driver de vídeo difícil pra caramba de instalar no linux.

  • Gustavo

    Discordo deste post. O motivo de as páginas não renderizarem direito nos outros navegadores é culpa dos outros navegadores que são mais atrasados em suportar novos recursos, como você mesmo vê no onedrive. Uma coisa errada no post é que o Chrome não usa mais WebKit, ele deixou de usar tem uns 2 anos, o Google fez um fork no código do WebKit e agora ele é evoluído separadamente.
    Diferente do que ocorreu na época do Internet Explorer, em que a Microsoft praticamente estagnou em evolução da web por causa do domínio, o Chrome é o navegador que mais evolui em termos de suportar novas tecnologias rapidamente. Entre no site http://www.html5test.com e verá que o Google está disparadamente na frente.
    Este post cheira mimimi de pessoa leiga que não entende do assunto e não está por dentro das mudanças, senão não tinha cometido a gafe sobre o WebKit no Chrome.

  • Manoel Verícimo

    Se isso é bom ou ruim, não sei. Mas mostra que não é preciso um navegador está integrado ao sistema operacional pra monopolizar o mercado, como muitas pessoas e instituições ficavam dizendo antes do lançamento do Chrome.

  • RaelXX

    Pelo título da reportagem eu pensei que o Chrome tinha tomado o lugar do IE nas piadas. Porque francamente, Chrome caiu tanto que desisti completamente de usar. Quero distância.

  • Jbr Corretora

    Popular, pode ser, mas em agilide….. É, mas anda uma bosta, lentidão em todos os sentidos. Quer dar o passo maior que as pernas, voltei a usar o IE, que está mais rápido, pouco mas está.

  • André Pessoa

    A questão, ao meu ver não tratada, é que para quem desenvolve, compatibilidade significa restrição e custo. Para desenvolvedores e empresas do setor,faz todo o sentido eleger um único browser como padrão.
    A ideia original de todos seguirem um padrão HTML se mostrou insuficiente pela velocidade de novas funcionalidades requeridas.

  • Isaac Scaramboni

    O problema do Chrome é que ele não tem mais suporte ao Java.

  • marcus lahoz

    O Chrome só gasta muita bateria no macbook, no windows não gasta.

  • mtblr

    De regra monopólios não são ruins. Existe monopólios bons( que surgem pela qualidade de seu serviços como: Google, Facebook, WhatsApp e entre outras, mas mesmo assim continua existindo serviços alternativos concorrendo diretamente) e monopólios ruins ( criados exclusivamente pela força estatal como: Corretos, Petrobras, as operadoras de telecomunicações no Brasil, transportes coletivos [táxis e ônius])

  • Victor Mantovani

    Firefox na veia, Chrome na cadeia.

  • fachetti

    Realmente o Chrome virou o IE, em todos os sentidos! Eu que o adotei pela velocidade ha muitos anos atrás, o abandonei justamente pela leseira que ele se tornou, resumindo, o chrome virou uma bosta…

  • Rudi Ristow

    Bom lembrar que são números para o Brasil. Na Europa, por exemplo, o mais utilizado é o Firefox, e na América do Norte o explorer ainda tem uma boa força. Essa variação é vista em todos os continentes, com relativo equilíbrio entre os principais navegadores, exceção à América do Sul onde o domínio Chrome destoa do equilíbrio no resto do mundo.

  • Leonardo de Pádua

    No Linux o Chrome consome menos RAM.

  • Marco Aurelio Stradolini

    32 GB de RAM resolve.

  • Túlio

    Que comparação ridícula.. as pessoas sempre foram obrigadas a ter o Internet Explorer.. as pessoas escolhem hoje o Chrome, simplesmente pois ele é melhor.. ele ganhou espaço oferendo um produto diferenciado, simples e rápido
    Os únicos prejudicados são os navegadores alternativos

  • Lu Bielefeld

    Bah! Usei muito o Netscape e o Firefox… Depois veio o Chrome e não mudei mais.

  • Eu uso Inbox no Firefox a quase um ano sem nenhum problema.

  • Danilo Soares

    O inimigo agora é outro. Hehe
    Uso o Firefox apenas no trabalho pois a solução daqui funciona melhor nele que em qualquer outro navegador. Em casa (desktop ou notebook) uso o Opera que consome um pouco menos de memória que o Chrome, mas é basicamente a mesma coisa, visto que o motor de renderização é o mesmo.
    Não tenho Mac, então Safari não é opção, ele é péssimo no Windows.
    Estou começando a usar com mais frequência o Edge, mas ele ainda sofre com sites de bancos por exemplo. Demora um pouco pra mostrar conteúdo em HTML 5. Mas pelo ritmo que ele tá, espero que bata de frente com o Chrome logo.

    • Tiago Ferrari

      Estou na mesma que você, tenho tentado usar o Edge na medida do possível mas estou assumindo o Vivaldi como primeira opção. Por algum motivo não simpatizo com o Opera.

  • Tiago Ferrari

    Eu sou um desses que largou o Chrome por ele ter se tornado um consumidor de processamento e memória RAM. Após o upgrade para o Windows 10 estou tentando usar o EDGE como principal mas ainda faltam muitos recursos nele. O Firefox, que é meu preferido, por algum motivo fica com a tela toda preta em alguns momentos e tenho que minimizar e maximizar ele para voltar ao normal (começou a acontecer depois do update pro Windows 10). Dito tudo isso, semana passada comecei a testar o Vivaldi beta, que também usa Webkit e é de um dos fundadores do Opera, e tenho gostado bastante dele.

  • Tiago Celestino

    Pra mim, o grande culpa não é do Chrome em si, mas sim dos desenvolvedores (pode ser empresa etc…) que estão olhando apenas para o Chrome como o único ambiente do uso. Implementando API’s dos browsers (Firefox também sofre com isso) sem pensar como de forma geral.

    Outra questão é a implementação que cada empresa vem implementando as melhorias nos seus browsers. Seja por ideologia, ou por ter outras ideias, acaba tornando a “padronização” algo difícil de ser mantida.

    É triste ver que o velho hábito de colocar no rodapé: “Melhor visualizado…” está de voltando.

  • Dudu Wandscheer

    Muito Bom o “novo Internet Explorer”, ops, Google Chrome. Só que não mesmo.

  • Eduardo Kraus

    Chrome é livre, aberto e todo dia com novidades. Chama-lo de IE é uma afronta ao desenvolvimento.

    IE foi criado para esmagar o NETSCAPE e parou assim que conseguiram.

    https://www.youtube.com/watch?v=0nz-lcuv3TM

    • Sidney Moraes

      Concordo amigo! O Chrome nunca veio pré-instalado em algum sistema de desktop (me refiro aos mais populares), sendo assim, é o mais usado porque os usuários escolheram ele como navegador padrão! Chrome é o navegador que implementa recursos novos mais rápidos que os outros, por isso os desenvolvedores olham para ele primeiro e ai esperam os outros fazerem as mesmas implementações!

  • Andrezão

    Viva o Firefox… Eu usei navegador Mozilla e depois o Firefox é nunca usei outro.

  • Anonymous

    Google pode ta na liderança, mais no geral prefiro o Opera.