A Microsoft anunciou oficialmente nesta segunda-feira (15) o Lumia 650, smartphone com Windows 10 Mobile, hardware básico e preço acessível, de US$ 199. Com tela OLED de 5 polegadas e um humilde processador Snapdragon 212, o aparelho é bastante focado em usuários corporativos e tem design caprichado, com estrutura em alumínio anodizado.

Microsoft, 2015.

comunicado da Microsoft para apresentar o Lumia 650 é todo focado em negócios. Segundo a empresa, você pode utilizar o aparelho para rodar os apps nativos do Office, sincronizar seus documentos no OneDrive, manter seus dados protegidos com criptografia e instalar os softwares da empresa no “sistema operacional mais produtivo”. No entanto, até por causa do hardware básico, ele não tem suporte ao Continuum, que faz seu smartphone se comportar como um PC.

Isso não significa que ele não possa ser interessante para um usuário comum, claro. Com preço sugerido de US$ 199, ele está quase na mesma faixa do Moto G, mas traz um design melhor: com apenas 6,9 mm de espessura (isso é mais fino que um iPhone 6s) e 122 gramas, a estrutura é de alumínio anodizado cortada por diamante — o que deve causar uma impressão melhor que o plástico do flagship Lumia 950.

Quanto ao hardware, temos um chip quad-core Snapdragon 212 de 1,3 GHz (Cortex-A7), 1 GB de RAM, 16 GB de armazenamento (com entrada para microSD de até 200 GB), câmeras de 8 MP (traseira) e 5 MP (frontal), bateria de 2.000 mAh e NFC. A tela de 5 polegadas tem painel OLED, uma característica que não estamos acostumados a encontrar nessa faixa de preço, e resolução de 1280×720 pixels.

lumia-650-aparelho

O Lumia 650 estará disponível nas cores preta e branca, com direito a uma variante com suporte a dois chips. Ele será inicialmente vendido na Europa a partir de quinta-feira (18). Procurada pelo Tecnoblog, a Microsoft informou que ainda não há previsão de lançamento no mercado brasileiro — o Lumia 950, apresentado em outubro, também não deu as caras por aqui, apesar de já ter sido homologado pela Anatel.

Reza a lenda que o Lumia 650 era o único Lumia em desenvolvimento para ser lançado em 2016 (e potencialmente o último smartphone com a marca Lumia). Para o final do ano, segundo o Windows Central, a empresa estaria planejando o “Surface Phone”, com design de metal e processador da Intel, o que também permitiria ao smartphone executar apps clássicos do Windows — basicamente um PC completo no seu bolso.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Odair Machado
falou tudo, microsoft ta deixando a desejar.
Fabio Lima
kkkkkkkkkkkk Bonito memso
Daniel
Meu próximo aparelho.
SR 71 Pássaro Preto

Bacana.

Anthony Fernando
Bacana.
Caleb Enyawbruce

nao vejo logica em criticar um preço que nem foi divulgado ainda (nem sequer foi confirmado que virá pro Brasil). A MS nunca vende aqui com o mesmo valor que seria convertido (sempre bem abaixo).

Ramon Gonzalez
nao vejo logica em criticar um preço que nem foi divulgado ainda (nem sequer foi confirmado que virá pro Brasil). A MS nunca vende aqui com o mesmo valor que seria convertido (sempre bem abaixo).
Vitor Mikaelson
Ai que tá, ambos usam Cortex A7, mesmo núcleos, então o comparativo entre frequência é valido.
Antony
Realmente, comparar dois sistemas que fazem exatamente as mesmas coisas é absurdo (ops, o WP não faz algumas!)
Keaton
"acessivel"... HAH Segundo o GSMArena, em torno de 180 euros...
David Diniz
Vem para o Brasil ou é apenas promessa igual ao 550/950?
Douglas B

WP pode até travar beeem de vez enquando... mas nada igual às travadas do Android. O Android tem um jeito especial de travar heheh

Baião, Douglas
WP pode até travar beeem de vez enquando... mas nada igual às travadas do Android. O Android tem um jeito especial de travar heheh
Douglas B

Eu fiquei mais preocupado com a bateria de 2000 mAh do que com o processador. Por ser focado em um usuário corporativo - que não quer o smart para jogos - ele executará todas as tarefas de forma fluida, coisa que é característica do Windows Phone.

Baião, Douglas
Eu fiquei mais preocupado com a bateria de 2000 mAh do que com o processador. Por ser focado em um usuário corporativo - que não quer o smart para jogos - ele executará todas as tarefas de forma fluida, coisa que é característica do Windows Phone.
Exibir mais comentários