Início » Cultura » Review sem spoilers: Deadpool não é um filme de super-herói!

Review sem spoilers: Deadpool não é um filme de super-herói!

Deadpool sempre sofreu com o estigma de ser um personagem não comercialmente viável

Avatar Por
4 anos atrás

Hoje é comum ver a cultura pop do passado se misturando à do presente. Para sorte de todos nós, apaixonados por quadrinhos, filmes de super-heróis passaram a fazer sucesso, gerando rios de dinheiro em bilheteria.

Dois de meus personagens preferidos das revistinhas, no entanto, não são lá os mais populares entre crianças, nem em meio à família tradicional [insira aqui sua nacionalidade]: Lobo e Deadpool.

O primeiro, sequer imagino na tela grande sem que seu humor negro e violência visceral seja podada aos moldes de um PG-13 (que permite menores de 13 anos acompanhados pelos pais), quando claramente deve ser NC-17 (ninguém com 17 anos ou menos pode assistir).

Com o Deadpool não seria diferente. Ao menos foi o que nos fizeram acreditar desde os anos 90, quando Hollywood, em forma de entidade coletivamente individual, desprezava todo e qualquer roteiro do personagem. "Isso nunca vai virar um filme, nunca terá uma bilheteria decente", eles diziam. Já voltaremos a esse ponto.

As revistas do Deadpool nunca foram lá muito populares no mainstream. Ele sempre foi visto meio que como uma piada que faz piadas.

thanos_700

Para ilustrar essa falta de conhecimento do grande público sobre seu roteiro, vou contar o que aconteceu comigo pouco antes de começar a minha sessão: estava eu lá esperando a sala abrir, com minha camisa do Thanos enfrentando o Deadpool, quando um senhor americano no alto de seus 50 anos, que também estava na fila com seu ingresso em mãos, se aproxima e pergunta: "oi, me conta aí, esse tal de Deadpool, ele é um herói da época do Batman?"

Gentilmente expliquei para ele que não poderíamos chamar o Deadpool de herói, que ele transita entre a escrotidão e eventuais investidas ao lado dos X-Men, e que na verdade ele é um personagem que apareceu pela primeira vez nos Novos Mutantes, em meados de 1991.

Ele franziu a testa, e me fez mais algumas perguntas sobre super poderes e se algum dia Deadpool fez parte da Liga da Justiça. Nisso um garoto ao meu lado fez um som de desprezo, como quem bufa ao ouvir uma besteira.

Sim, geek mala de quadrinhos, tem bastante gente aí no mundão que não sabe diferenciar DC da Marvel ou da Vertigo ou de qualquer outra editora. Não venha com essa ranzinzice, respeite e ajude as pessoas a conhecerem mais, de forma convidativa, não arrogante.

Vive reclamando de ser colocado num ostracismo social, e quando alguém de fora se interessa pelos seus interesses você me dá uma dessa? Hoje você tem a informação. Informação é poder. E com grandes poderes, vêm grandes responsabilidades, você tá cansado de saber disso.

O que esperar de Deadpool, o filme?

A porta se abriu e entramos no cinema. E o que se viu a seguir foram cenas de encher os olhos de fãs desse retardado que veste vermelho. Piadas ácidas quase anárquicas, que flutuavam entre o humor impecável e brincadeiras engraçadonas, os tradicionais chistes de cunho sexual, cenas de sexo, autoflagelo, imortalidade, violência e porradaria cheia de sarcasmo. Afinal, isso é Deadpool.

deadpool_piada

O que vou dizer agora não chega a ser um spoiler, de tão esperado que foi, mas sim: ele quebra a quarta parede e conversa com o espectador em diversos momentos.

Para quem não conhece, Deadpool é um cara com problemas mentais, caçador de recompensa, eventual assassino de aluguel, que tem plena ciência de ser um personagem de quadrinhos. É como se uma pessoa super problemática da nossa realidade alegasse ser de outro mundo, tendo em sua vida a interferência constante de um ser superior que dita seu destino. Estou falando do roteirista.

morena_700

A atriz brasileira Morena Baccarin está, novamente, impecável. Sua personagem Vanessa (ou a Copycat) é uma prostituta, com habilidades de mudar de forma, que se apaixona pelo imprestável Wade Wilson e o desenrolar da história acontece de forma a fechar as motivações do roteiro. Como o papel pede, Baccarin está extremamente sensual.

francis_700

O vilão do filme é o Ajax, estrelado por Ed Skrein (sim, o Daario de Guerra dos Tronos), que dentro do filme tem papel importantíssimo na própria origem do nosso anti-herói. Ele está um pouco diferente dos quadrinhos, sem sua armadura de titânio, mas isso não causa nenhum impacto negativo na trama.

ed_700

Um dos pontos interessantes do filme está na relação entre o Deadpool e os X-Men, e você verá que isso sutilmente abre espaço para um possível Deadpool 2. O Colossus tá excelente, tanto em sua parte estética, como comportamental. A piada que o Deadpool faz com a mansão do Professor Xavier é hilária.

colossus_700

A edição do filme nos faz, de forma providencial, variar intermitentemente entre explicações da trama e cenas de combate. Isso dá dinamismo e ficou bem encaixado. O ritmo, a comédia, está tudo muito bem feito. E Stan Lee marca sua presença de forma, digamos, surpreendente para um senhor da sua idade.

Por último, se não ficou evidente até aqui, peço por favor que não levem crianças para assistir esse filme. Existem cenas de sexo, piadas com conotação sexual, linguagem corporal e toda uma gama de piadas que não se adequam ao público infantil.

Sobre expectativas e bilheteria

Como disse aqui em cima, Deadpool sempre sofreu com o estigma de ser um personagem não comercialmente viável. Só que o ator Ryan Reynolds discordava disso e resolveu tocar o filme como um projeto próprio. Até o dia em que ele conseguiu convencer a Fox a fazer um curta metragem, como teste.

Eventualmente esse Test Footage vazou na internet e os executivos da produtora ficaram enfurecidos. Os fãs, por sua vez, se apaixonaram imediatamente pelo projeto.

O ator fala um pouco disso nessa entrevista ao Jimmy Fallon:

Todo esse apelo popular fez com que a Fox percebesse que: "opa, tem público para essa porcaria". Não com essas palavras. Mas fato é que Deadpool virou um filme, teve um trabalho muito bom de publicidade e chegou aos cinemas.

Você deve estar se perguntando: "Mas... como foi a bilheteria, Toad?" — Let's talk numbers!

Tendo em vista que o orçamento da produção deste filme foi de algo em torno de US$ 50 milhões, acho que podemos dizer que foi um sucesso, certo? Toma essa, baixinho!

wolverine_deadpool

Aliás, evite passar vergonha e, por favor, não compare estes números com blockbusters como Star Wars. Não dá para comparar filmes de personagens em quadrinhos com uma das maiores franquias de crítica e público da história. Pode parecer engraçado na sua cabeça, mas não é. Laranjas e Maçãs aqui.

Apesar que seria divertido ver um crossover com o Deadpool e a Princesa Leia. Entenda como quiser.

E, senhor Ryan Reynolds, obrigado por sua perseverança em fazer esse projeto acontecer. Agora colha os fruto$, pois você merece.

PS: É um filme da Marvel. Você sabe o que fazer nos créditos. 😉

Mais sobre: