Início » Gadgets » Sony HUIS é um dispositivo e-ink que substitui todos os controles remotos da sua casa

Sony HUIS é um dispositivo e-ink que substitui todos os controles remotos da sua casa

Por
3 anos e meio atrás

Sony HUIS

Quando o assunto é e-ink, normalmente lembramos de e-readers, como a linha Kindle. Mas a tecnologia pode ser aplicada em uma grande variedade de dispositivos. Prova recente disso vem da Sony: a companhia lançou um controle remoto universal chamado HUIS que explora com maestria o potencial dessas telas.

Esse é o tipo de produto que a gente não estranharia nem um pouco se encontrasse em plataformas de financiamento coletivo, como Kickstarter e Indiegogo. Bom, o Sony HUIS (cuja pronuncia é a mesma da palavra em inglês “house”) não apareceu em nenhum desses serviços, mas é mesmo um projeto de crowdfunding.

Sony HUIS

Não que a Sony esteja precisando de dinheiro para bancar ideias como essa. No Japão, a companhia vem explorando há algum tempo o conceito de crowdfunding, mas para testar a aceitação de produtos diferentes e, principalmente, estimular a criatividade e a inovação por parte de seus funcionários. Foi assim que surgiu, por exemplo, o FES Watch, um relógio que tem tela e pulseira com e-ink.

A Sony tem conseguido resultados tão interessantes com essa abordagem que, no meio do ano passado, decidiu montar a sua própria plataforma de crowdfunding: a First Flight. O HUIS é um dos primeiros projetos dessa iniciativa.

O propósito do dispositivo é muito simples: substituir todos os controles remotos que você tem na sua casa (ou tantos quanto possível). Se a gente olhar bem, não é pouca coisa. Um lar pode ter controles para televisores, receptor de TV, sistema de som, ar condicionado, portão da garagem, lâmpadas inteligentes (como a ComfyLight) e por aí vai.

Uma grande quantidade de dispositivos é compatível com o HUIS. E é sempre possível adicionar mais. Contribui para isso o fato de a comunicação com os aparelhos poder ser feita tanto por infravermelho quanto por Bluetooth de baixo consumo.

Quando um dispositivo é escolhido, a tela se adapta para exibir o conteúdo correspondente. A interface de um aparelho de ar condicionado, por exemplo, mostrará controles para aumentar ou diminuir a temperatura do local. O display é sensível a toques, razão pela qual o controle remoto não tem botões físicos.

É fácil "clonar" controles remotos

É fácil “clonar” controles remotos

Até aqui, nenhuma grande novidade. Há vários apps por aí que permitem que o seu smartphone ou tablet faça as vezes de um controle remoto. Só que nem sempre isso é prático: se você estiver no meio de uma ligação, por exemplo, pode acabar se atrapalhando para baixar o volume da TV ou mesma deixá-la muda.

Sob essa óptica, um dispositivo dedicado vale mais a pena, mas as vantagens do HUIS não param por aí: a tela, por ser e-ink, consome muito pouca energia, logo, o controle remoto pode ficar ligado por vários dias seguidos. A autonomia depende da intensidade de uso, mas a carga da bateria deve durar pelo menos um mês, segundo a Sony. O dispositivo tem uma porta USB para permitir a recarga. A bateria possui 1.500 mAh, lembrando a capacidade encontrada em smartphones de entrada.

Além do baixo consumo — basicamente, só há gasto de energia quando o conteúdo da tela é mudado —, o e-ink oferece outro benefício: é possível exibir no display interfaces mais intuitivas. Via de regra, os controles remotos convencionais são confusos. Até mesmo quem tem grande afinidade com a tecnologia se atrapalha de vez em quando com tantos botões. No HUIS, os controles podem ser mostrados de modo mais organizado e, por meio de um app para PC, personalizados a qualquer momento.

É possível personalizar as interfaces

É possível personalizar as interfaces

Tem mais. A Sony também incluiu no HUIS um sensor de movimentos para permitir comandos rápidos e afirma ter aplicado um design ergonômico no dispositivo. Não sei se isso é suficiente para evitar que o HUIS escorregue da mão: algo me diz que é da natureza dos controles remotos cair no chão.

Só é uma pena a Sony não estar muito preocupada em comercializar a ideia. O HUIS até pode ser encontrado para compra, mas somente no Japão. Para piorar, o preço não é nada convidativo: 27.950 ienes, valor que equivale a US$ 250, aproximadamente.

A base é mais grossa para permitir que o controle fique em pé

A base é mais grossa para permitir que o controle fique ‘em pé’

Por ora, a companhia está mesmo mais interessada em estimular projetos inovadores do que transformá-los em produtos comerciais. Fora o HUIS, a First Flight assumiu o projeto do FES Watch e vem cuidando de pelo menos outras duas ideias: o MESH, um sistema modular para criação de dispositivos com sensores, e o inusitado Aromastic, um aparelho que emite cheiros variados para deixar o seu dia mais agradável (bota inusitado nisso).

Com informações: SlashGear, designboom