Início » Celular » HP Elite x3: um celular com Windows 10 que também pode ser o seu computador

HP Elite x3: um celular com Windows 10 que também pode ser o seu computador

Em vídeo: uma olhada no smartphone da HP com Continuum, hardware potente e tela de 6 polegadas

Por
3 anos atrás

Direto de Barcelona — Quando você menos esperava, a HP decidiu anunciar um novo smartphone. Com hardware poderoso, tela gigante de 6 polegadas e plataforma Windows, o Elite x3 quer estar dentro dos bolsos dos usuários corporativos, mas também pode funcionar como notebook ou desktop, graças ao Continuum, que faz o celular se comportar como PC.

O Elite x3 é um aparelho enorme, que certamente não agrada aos que preferem telas menores, como eu; é impossível manuseá-lo com apenas uma mão. O design é sóbrio, com exceção da parte inferior, que possui uma grade de alto-falante bem peculiar. Não há nada muito diferente ou fora de série no acabamento do smartphone, que mescla elementos de plástico e metal.

hp-elite-3-2

Mas a HP abriu os olhos de quem gosta de números grandes. Além do processador Snapdragon 820, o high-end mais recente da Qualcomm, ele tem 4 GB de RAM e nada menos que 64 GB de armazenamento interno (você pode expandi-lo, caso isso ainda não seja suficiente). A empresa também não economizou na bateria, que possui capacidade de 4.150 mAh.

Todo esse hardware roda o Windows 10 Mobile com direito ao Continuum, também presente nos Lumias 950. Basta conectar o Elite x3 a uma dock da HP, que possui conexões para monitor, teclado e mouse, para transformar seu smartphone num desktop. A HP planeja lançar um acessório em formato de notebook de 12,5 polegadas para o Elite x3, uma ideia que lembra bastante o velho Motorola Atrix.

Eis as minhas primeiras impressões em vídeo:

Infelizmente, as unidades que a HP expôs na Mobile World Congress ainda estavam muito instáveis. O aparelho até funcionava razoavelmente bem como smartphone, embora faltassem alguns recursos, como a versão com leitor de impressões digitais. Mas o Continuum era inutilizável: extremamente lento, o celular precisava de mais do que alguns segundos para fazer uma tarefa simples, como abrir o menu Iniciar. Acessar um site pelo Microsoft Edge exigia uma bela dose de paciência. Espero que as coisas melhorem antes que o aparelho chegue às lojas.

Por causa da arquitetura diferenciada do processador, o Elite x3 não consegue rodar softwares clássicos do Windows — talvez isso seja possível no suposto Surface Phone, que teria chip da Intel. Mas a HP quer resolver essa questão com o HP Workspace, um recurso que dá acesso a aplicativos virtualizados pesados, como o Excel para Windows, com direito a todos os macros, gráficos e recursos complexos da versão original. Isso também não estava disponível nos protótipos, que eram capazes apenas de exibir screenshots falsas.

Segundo a HP, o Elite x3 começará a ser vendido no verão do hemisfério norte (ou seja, em algum momento entre junho e setembro). O preço ainda não foi revelado.

Paulo Higa viajou para Barcelona a convite da Intel.