Início » Carro » Como é utilizar o Android Auto nas ruas de São Paulo

Como é utilizar o Android Auto nas ruas de São Paulo

Os detalhes do Android Auto no Brasil: carros, aplicativos e demonstração a bordo do Volkswagen Golf

Paulo Higa Por

O Google anunciou nesta quarta-feira (23) a chegada do Android Auto ao mercado brasileiro. Disponível em aparelhos com Android 5.0 Lollipop ou superior, a novidade será liberada oficialmente ao longo de abril para donos de veículos da Chevrolet, Honda e Volkswagen, levando os recursos do smartphone ao painel do automóvel.

Com o Android Auto, é possível acompanhar as informações do trajeto pelo Google Maps, fazer ligações telefônicas sem tirar a mão do volante e encontrar pontos de interesse ou descobrir a previsão do tempo pelo Google Now. Para isso, basta conectar o smartphone ao console do carro utilizando um cabo USB: o visor do celular será bloqueado e os dados serão espelhados na tela do veículo.

Quer entender como funciona? Nós já contamos nossas primeiras impressões sobre o Android Auto. Logo abaixo, você confere uma demonstração em vídeo do software automotivo a bordo do Volkswagen Golf, durante uma volta nos arredores do escritório do Google em São Paulo.

No lançamento nacional, o Android Auto contará com aplicativos como Vagalume e Superplayer. Também será possível escutar músicas no Google Play, TuneIn Radio e Spotify, acompanhar podcasts no Pocket Casts e interagir com seus contatos do Skype e WhatsApp. Por questões de segurança, é possível controlar o Android Auto apenas por comandos de voz enquanto o veículo estiver em movimento; o teclado virtual só aparece quando o carro está parado. Não há um “modo passageiro”, como no Waze.

Aliás, uma ausência notável no Android Auto é o Waze. O Google diz entender a importância do aplicativo de GPS no mercado brasileiro e está trabalhando para adaptá-lo ao Android Auto, mas ainda não há previsão de lançamento nos automóveis. A empresa ressalta que as informações de trânsito do Waze já são integradas ao Google Maps.

android-auto-golf-3

Nesta primeira fase, você poderá encontrar o Android Auto nos carros da Chevrolet (Cobalt), Honda (Accord) e Volkswagen (Gol, Voyage, Fox, Saveiro, Golf, Jetta, Tiguan, Passat e Fusca). A Pioneer já comercializa no Brasil o AVIC-F70TV, uma central multimídia compatível com Android Auto para os veículos que não tenham a funcionalidade embutida.

O Google já adiantou que trabalha com as montadoras Fiat, Ford, Hyundai, Mitsubishi e Suzuki para lançar mais automóveis compatíveis com o Android Auto no mercado brasileiro.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Joseph Arimateias Diniz
Pode até ser, mas enquanto não ver isso bem consolidado e vendido com vantagem, vou continuar com a impressão que o Android Auto e similares são rádios caros demais para o que entregam.
Rafael Schüng
Deveria ser implementação do fabricante de peças. Cada fabricante usa uma ECU própria. Ps: sim, do fabricante de peças. As peças que a Fiat usa como ECU são fabricadas pela Magnetti Marelli
marcos_5000

Pelo que o cara falou, o Android Auto é basicamente um espelhamento do aparelho. Ele também afirmou q a conexão de dados é a do aparelho. Então, suponho que o GPS é o do celular também.

Armando Figueirêdo

A Google tinha que aperfeiçoar a voz da assistente, porque além de ter erros, irrita. Pelo menos pra mim.

PPKX XD ✓ᵛᵉʳᶦᶠᶦᵉᵈ

Se tiver espelhamento de tela o bluetooth não deve aguentar o tráfego, tanto que a maioria dos sistemas paralelos faz por wi-fi direct.

andrluciano

O GPS utilizado é o do celular ou da central multimídia?

Paulo Higa

Acho que poderia ter a opção de Bluetooth também, mas qual é exatamente o problema do cabo? Aplicativos de mapas e streaming de música gastam uma energia absurda, se fosse sem fio a bateria do smartphone acabaria antes de chegar ao destino.

Rodrigo Gomes

"Para isso, basta conectar o smartphone ao console do carro utilizando um cabo USB"

Quem mais perdeu 75,97% do tesão quando leu essa parte?

Paulo Higa

Não. Se o carro tiver isso, vai ficar por conta do sistema do próprio fabricante.

Joseph Arimateias Diniz

Uma coisa que não vi informação em lugar nenhum: O Android Auto dá alguma informação sobre o carro em sí?

Tipo temperatura de motor, pressão do óleo, combustível, saúde da bateria do carro e coisas do tipo?

Por mais que eu veja, se o Android Auto só serve espelhar o celular, acessar GPS e multimídia, prefiro um aparelho de som desses comuns que vem com bluetooth e viva-voz e um clipe para prender o celular no painel.

Mais simples e mais barato.

Noah Cezario

O AutoMate - Car Dashboard, ainda é uma opção mais barata, não precisa comprar um carro novo...

Caio Alexandre

Encaro a conexão USB como positiva só por não descarregar o device enquanto tá conectado, acaba servindo pro carro e pra carregar o celular também.

Trovalds

O automóvel tem alguma influência sobre o equipamento (central multimídia + celular)? Senão não vale a pena comprar o automóvel com a central de fábrica, que inflaciona em R$ 3.000,00 o preço ou mais dependendo do modelo e do pacote de opcionais que você é obrigado a adquirir junto.

Outra: conexão via USB? Em pleno século 21?

Carlos Cabral

Cada pergunta da mulher do vídeo...

NeedsMoreJPEG
Cada pergunta da mulher do vídeo...
Exibir mais comentários