Início » Celular » Asus lança Zenfone Zoom no Brasil: zoom óptico de 3x e hardware potente

Asus lança Zenfone Zoom no Brasil: zoom óptico de 3x e hardware potente

Smartphone premium da Asus chega ao país custando até R$ 3.299 com 128 GB de armazenamento

Paulo Higa Por

Direto de Santos — A Asus apresentou nesta sexta-feira (25) o Zenfone Zoom, smartphone que possui câmera com zoom óptico de 3x e promete satisfazer os consumidores exigentes com fotografia. O aparelho foi apresentado durante um cruzeiro à imprensa e conta com acabamento em couro e hardware semelhante ao Zenfone 2, com processador quad-core Intel Atom, 4 GB de RAM e até 128 GB de espaço.

A câmera do Zenfone Zoom tem sensor de 13 megapixels da Panasonic e lente de 28–84 mm com 10 elementos desenvolvida pela Hoya. A abertura varia de f/2,7 a f/4,8, dependendo da distância focal. Mesmo com zoom óptico, o aparelho é bem fino; a objetiva não se expande para fora, como na Galaxy Camera e outras câmeras compactas comuns.

zenfone-zoom-3

zenfone-zoom-2

O design foi pensado para melhorar a experiência de fotografia: há um botão dedicado para tirar fotos, outro para gravar vídeos e até um controle de zoom. A traseira de couro tem uma leve protuberância num dos lados, onde os dedos encaixam, para melhorar a ergonomia ao segurar o Zenfone Zoom para fotografar.

Para que serve zoom óptico no smartphone? Primeiro, você pode aproximar objetos que estiverem distantes sem perder qualidade de imagem, diferente do que aconteceria com o zoom digital (que simplesmente estica e corta a foto). Mas a Asus diz que a função também pode ser interessante para fotografias em macro — todas as lentes possuem um limite mínimo de focagem, e o zoom óptico ajuda a contornar essa questão.

Eis algumas fotos de exemplo:

P_20160325_162514

P_20160325_162459

P_20160325_160817_HDR

P_20160325_155713_HDR

P_20160326_095058

P_20160326_081827

O Zenfone Zoom é bastante parecido com o Zenfone 2. Assim como o smartphone lançado pela Asus em agosto de 2015, a câmera que faz ligações possui tela IPS LCD de 5,5 polegadas com resolução de 1920×1080 pixels, câmera frontal de 5 megapixels e bateria de 3.000 mAh — inclusive com o carregamento rápido, de 0% a 60% em 39 minutos. Os taiwaneses continuam apostando nos 4 GB de RAM para promover o desempenho multitarefa do aparelho.

zenfone-zoom-4

Por ser um aparelho de nicho, é claro que o Zenfone Zoom não será barato — mas ele ainda fica abaixo dos smartphones premium das concorrentes. Duas variantes serão comercializadas no Brasil. O modelo mais simples tem processador quad-core Intel Atom de 2,3 GHz e 64 GB de armazenamento interno, com preço sugerido de R$ 2.699. No topo de linha, a frequência da CPU sobe para 2,5 GHz e a memória dobra para 128 GB, por R$ 3.299. Em ambas as versões, é possível instalar um microSD de até 128 GB.

Nosso review será publicado nos próximos dias. O que vocês querem saber sobre o Zenfone Zoom?

Paulo Higa viajou pelo Oceano Atlântico a convite da Asus.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

José Vieira

O sensor da ASUS, em verdade, é da PANASONIC... rs... Isso faz MUITA diferença!

Fábio

Prefiro comprar um G4, que tem uma excelente câmera, e ainda sobra um dinheirinho para uma DSLR de entrada.
Não deu pra levar a DSLR? O G4 vai suprir as necessidades....

Adriano De Lima

Já vi que esse aparelho não vale nem mesmo esperar pra baixar o preço.

Rodrigo Ghedin

Bacana! E, de fato, a menos que o custo seja muito maior faz mais sentido esse esquema de estabilizar o sensor num espaço diminuto como o de um smartphone. (Apesar que sempre vi estabilização da lente; pelo menos a saudosa Nokia fazia assim com os seus smartphones.)

Don Ramón

Eu tenho um 1020 e digo o seguinte: trocava DE OLHOS FECHADOS o flash xenon dele pelo Android do Zenfone... rsrsrsrs
No mais, não tenho dúvida que o sensor do Lumia é anos-luz melhor que o sensor do Asus, assim como não duvido que o zoom ótico do Asus é bem superior a qualquer tipo de bruxaria de software do Nokia para aquilo que nada mais é que um crop digital.

Don Ramón

A estabilização na lente é mais utilizada na indústria, normalmente identificado pela sigla OIS (ou IS, ou VR) mas há empresas que usam apenas estabilização no sensor (a Pentax nas suas dslr e a Olympus nas suas mirrorless, por exemplo), ou um híbrido de ambos (lente+sensor), como a Panasonic na GX8. E há ainda alguns modelos mais recentes (Sony A7 S II) que apostam neste recurso, chamdo de "sensor-shift estabilization".
Bem, basicamente o sensor é montado num sistema que "flutua" sobre a placa eletrônica da câmera, podendo ser deslocado em até 5 eixos diferentes para compensar pequenos movimentos do equipamento. Em câmeras de lentes intercambiáveis (com ou sem espelho), a vantagem fica por conta de lentes de construção mais simples e baratas. Num espaço reduzido como o do Zenfone Zoom, que conta com zoom ótico interno, parece ser mais simples estabilizar o sensor do que usar a estabilização ótica convencional, mas não li nada sobre. Veremos como se sai o dispositivo, porque o que importa é que seja eficiente...

Leandro Santos

Ainda bem que parei num moto g2, a 700$. Mais que isso é impraticável.

Douglas B

Tentou copiar o Lumia 1020, mas se esqueceu do mais importante: flash Xenom.
Querendo ou não, o maior diferencial das câmeras é como elas lidam com a noite. E, pra mim, flashs led sempre serão uma porcaria.
Quando a Nokia lançou o N8 e posteriormente o Lumia 1020 com o flash xenom, pude perceber o que é ter fotos perfeitas em praticamente qualquer situação.
Por que nenhuma fabricante usa esse flash? Só a Nokia mesmo que se arriscou! Desejaria muito que todas adotassem o xenom...

Rodrigo Ghedin

Talvez eu esteja falando besteira, mas OIS é sempre na lente... não? Como seria estabilizar um sensor?

Don Ramón

Considerando que ele deve usar o mesmo sensor do Zenfone 2, é pouco provável uma melhoria considerável em relação ao irmão. Por fora, ele acrescenta o zoom ótico e a estabilização (na lente ou no sensor?). Talvez algum aprimoramento no software, mas vá saber. O certo é que não vale a diferença de preço em relação ao Zen 2. Não vale mesmo.

Keaton

Gastar 3 mil... num celular... para sair na rua e ser assaltado?
Prefiro fazer um video usando notas de 100 para fumar cigarro (de tabaco, logico) e jogar no YouTube... (vai saber, vai que fica viral e eu recupero o dinheiro? lolz)

Léo Oliveira

Minha consciência não permite que eu pague 3 mil em um celular, independente do quão foda ele seja é do quanto eu o deseje. Não serei sugado pelo império capitalista!

Roxy Nando

A cada lançamento eu fico mais preocupado com minha situação financeira. Eu realmente devo ganhar bem pouco, pois com tamanha crise apontada no país, como pode parecer tão interessante pagar mais de 3 mil reais em um celular? É um absurdo! Não vale o preço praticado no Brasil para o público brasileiro.

@Sckillfer

Poxa, mudaram os botões de volume pra lateral e ainda colocaram couro...

@Sckillfer

Eu acho que a Asus é pior que a Samsung, pelo menos o design da TouchWiz é bem mais refinado.

Exibir mais comentários