Início » Telecomunicações » Exclusivo: o futuro da GVT nas mãos da Vivo

Exclusivo: o futuro da GVT nas mãos da Vivo

O que muda com a nova marca? Quais serão os novos planos? E os limites da banda larga fixa?
Conversamos com Christian Gebara, CRO da Telefônica Vivo, sobre o futuro da empresa.

Lucas Braga Por

É o fim da GVT. A partir de 15 de abril, a empresa passa definitivamente a se chamar Vivo, concluindo um processo de troca de marca que se intensificou nas últimas semanas. A GVT, construída do zero no Brasil por Amos Genish, era famosa por sua qualidade e ganhou sucessivos prêmios de melhor banda larga.

A GVT é fundamental na estratégia de expansão da Vivo no Brasil, que passa a oferecer serviços de banda larga, TV e telefone fixo para fora do estado de São Paulo.

Para entender melhor a fusão e todas as mudanças que estão por vir, o Tecnoblog entrevistou Christian Gebara, Chief Revenue Officer da Telefônica Vivo, que foi o responsável pela sinergia entre as duas empresas. O executivo dá detalhes de como serão os planos de telefonia móvel que estão por vir, a escolha de tecnologias para melhorias, a expansão de fibra ótica e outros assuntos.

Entre os pontos mais importantes da entrevista estão os questionamentos sobre a polêmica franquia na banda larga fixa, que se encontram no final do artigo. Em muitos momentos, Gebara desconversou sobre o assunto e manteve o firme posicionamento da empresa. O assessor de imprensa, que mediava a conversa, interrompeu a entrevista. Boa leitura.

Leia também: "O futuro da Oi", entrevista com o diretor de varejo da empresa que detalha a nova marca e o que esperar da operadora

Fusão

885102_1263616730318312_3450440351214978417_o

Tecnoblog: Qual foi o maior ganho entre a fusão da Vivo e GVT?
Christian Gebara: A Vivo era uma operadora móvel, com uma operação de serviços fixos concentrada apenas no estado de São Paulo. Com a compra da GVT, podemos nos consolidar como uma operadora 5P, com 5 produtos: fixo, banda larga, TV por assinatura, telefone móvel e aplicativos. Juntamos duas marcas líder em categorias distintas em uma única operação.

Clientes com serviço fixo triple-play terão 1 GB extra nos planos móveis.

Tecnoblog: Quais são os ganhos para o cliente?
Gebara: A partir de 15/04 teremos um novo portfólio de planos. O cliente poderá ir numa loja da Vivo e contratar todos os serviços que precisa, como banda larga fixa, TV e celular e ter um contrato com uma única operadora. O cliente de serviços fixos terá acesso ao Vivo Valoriza e bônus na franquia de internet móvel.

Tecnoblog: No dia 15/04 a operadora irá lançar novos planos?
Gebara: Sim. E clientes com serviço fixo triple-play terão 1 GB extra nos planos móveis. Em planos de 5 GB a 10 GB serão 2 GB adicionais. Além disso, quem tiver triple-play terá 50% de desconto na mensalidade do MultiVivo (serviço que permite compartilhar o plano com linhas adicionais).

Tecnoblog: Os dois principais concorrentes oferecem combos quadri-play, com TV, fixo, internet e móvel. A Vivo também irá seguir esse caminho?
Gebara: Clientes do triple-play terão desconto de 25% na mensalidade dos planos. Ainda não temos um combo fechado com os quatro serviços, mas teremos um empacotamento desse tipo no final do ano.

Tecnoblog: Com a compra da GVT, a Vivo pretende aumentar o backhaul de fibra ótica para sua rede móvel?
Gebara: Sim. Essa foi uma das vantagens da fusão. Além disso, poderemos atender demandas do mercado corporativo em última milha, algo que não era possível sem a GVT.

Tecnoblog: O GVT Freedom [aplicativo que virtualiza a linha fixa no smartphone] será disponibilizado para clientes do Vivo Fixo de SP?
Gebara: No momento não, por falta de compatibilidade técnica entre outros sistemas. Estamos estudando integrar o Freedom ao TU Go [que virtualiza a linha móvel num aplicativo].

TV por assinatura

Tecnoblog: A Vivo passou a ter duas diferentes plataformas de TV por assinatura: uma com o satélite Amazonas (Vivo TV) e outro com o Intelsat 34 (GVT). Ainda, existem diferentes line-ups de canais em cada uma dessas plataformas. A Vivo optará por qual?
Gebara: Ainda não optamos por qual plataforma iremos seguir. No entanto, os canais oferecidos serão os mesmos tanto para clientes GVT como Vivo TV. A novidade é que, a partir de maio, levaremos a plataforma DTH Conectado também para São Paulo, com acesso ao Vivo Play.

Tecnoblog: Alguns usuários apontam que surgiu recentemente um aplicativo do YouTube no decodificador da GVT. Isso é verdade? A operadora irá disponibilizar isso para os clientes?
Gebara: Estamos com um piloto em andamento com 3 mil clientes, mas não anunciamos nada oficialmente no momento.

Tecnoblog: O site da Vivo anuncia o gravador multiroom como um dos recursos disponíveis. Isso será levado para os clientes GVT (DTH) ou apenas pela fibra ótica?
Gebara: No momento, apenas para fibra ótica. Não há perspectiva de levar o gravador multiroom para clientes DTH.

Tecnoblog: Com isso, a Vivo pretende expandir o serviço de IPTV para fora de SP?
Gebara: Não estamos anunciando nada no momento. Estamos bem confortáveis com o modelo atual, e pretendemos continuar com ele.

vivo-marca-logo-torre

Banda larga

Tecnoblog: A GVT começou há pouco tempo a comercialização de banda larga através de GPON. A rede ainda estava sendo construída, com a cobertura crescendo aos poucos. A Vivo pretende expandir essa rede?
Gebara: Sim. Todas as cidades que serão atendidas pela Vivo em serviços fixos será feita cobertura por meio de fibra ótica.

Tecnoblog: E nas áreas onde a GVT atua com cobre?
Gebara: Haverá uma expansão, mas não será em 100% da rede.

Tecnoblog: Muitos usuários do Speedy em São Paulo são atendidos com velocidades baixas, alguns com velocidades máximas de até 2 Mb/s e sem perspectiva de cobertura de fibra no local. O que a operadora irá fazer para melhorar isso?
Gebara: Essa é uma boa pergunta. Estamos com um cronograma de um piloto de FTTC*. Nessas áreas o serviço se chamará Vivo Fibra, permitindo velocidades que iniciam em 15 Mb/s.

*Fiber to the Curb. É a mesma tecnologia usada pela GVT e Live TIM que leva a fibra ótica mais próxima da casa do cliente.

Tecnoblog: A operadora pretende usar G.fast? É uma tecnologia que permite velocidades de até 1 Gb/s via par de cobre, dependendo da distância do cliente até a central.
Gebara: Eu não conheço a tecnologia, mas certamente a área de planejamento considera tudo isso na avaliação. Não sei lhe responder sobre isso.

Tecnoblog: Na segunda-feira a operadora apresentou seus planos de banda larga com velocidade de upload bem maior do que o tradicional: 7 Mb/s (no plano de 15 Mb/s de download), 12 Mb/s (no plano de 25 Mb/s) e 25 Mb/s (no plano de 50 Mb/s), que na GVT tinham 1, 2 e 5 Mb/s de upload, respectivamente. Essas velocidades novas também serão disponibilizadas para clientes com tecnologia VDSL2+ ou apenas para quem tem fibra?
Gebara: Não sei responder isso. Posso lhe passar essa informação depois?
Tecnoblog: Sem problemas.

A operadora informou ao Tecnoblog que, no acesso por par metálico, os uploads continuam sendo de 1 Mb/s, 2 Mb/s, e 5 Mb/s para as velocidades de 15 Mb/s, 25 Mb/s e 50 Mb/s, respectivamente. As taxas mais altas só serão disponibilizadas para clientes com a tecnologia FTTH.

Franquia na banda larga

telefonica-vivo-logo

Tecnoblog: Um dos maiores selling points da GVT era que sua banda larga não tinha limite de tráfego. Até fevereiro de 2016, a Vivo também não tinha limite de tráfego e passou a incluir isso nos novos contratos. Por quê?
Gebara: Essa é uma tendência mundial. Grandes operadoras no mundo, inclusive do Grupo Telefônica, já estão acabando com o tráfego ilimitado e adotando franquias. A ideia é que o consumo seja como uma conta de luz, onde o cliente pagará apenas o que precisar.

Tecnoblog: Isso não irá atingir muitos usuários?
Gebara: Isso irá atingir uma porcentagem muito baixa dos nossos usuários, e beneficiará quem faz uso leve, como emails e navegação. Quem faz uso de streaming de vídeos, por exemplo, naturalmente terá que pagar mais.

Tecnoblog: O site Manual do Usuário fez uma estimativa de tráfego de que uma pessoa, sozinha, chega a consumir mais de 150 GB por mês numa banda larga de 5 Mb/s com uso básico. Os planos da Vivo especificam 50 GB de tráfego para uma banda larga de 4 Mb/s e míseros 100 GB para uma banda larga de 10 Mb/s. Não é muito pouco?
Gebara: Posso te garantir que esse cálculo está errado. Fizemos uma análise de consumo na nossa rede e esse dado é exagerado.

Tecnoblog: O download de um único jogo na Xbox Live ou na PlayStation Network pode passar de 50 GB. Um cliente baixa um jogo e acaba com toda a franquia de banda larga.
Gebara desconversou.

Um cliente baixa um jogo e acaba com toda a franquia de banda larga.

Tecnoblog: O que vejo de problemático nessas franquias é que elas são associadas a velocidades: para ter franquia maior, é obrigatório contratar velocidades mais altas, o que muitas vezes não é possível devido a condições de viabilidade técnica ou mesmo distância até a central. Quem mora longe de centrais será prejudicado por não ter opções de escolha ou a Vivo terá algum tipo de conduta diferenciada para esse usuário?
Gebara: Certamente iremos desenvolver alguma solução para isso, nessas áreas onde o usuário pague por franquia e não pela velocidade. Em áreas onde oferecemos velocidades maiores, onde o cliente pode adquirir desde 25 a 300 Mb/s, é certo que o cliente irá preferir ter uma franquia maior com velocidade mais alta.

Tecnoblog: A utilização dos serviços Outra Chance e On Demand (que agora viraram Vivo Play), oferecidos pela TV por assinatura, também terão tráfego descontado? Digo o mesmo para o Wi-Fi Calling, onde o usuário deixa de usar a rede tradicional da operadora e passa a usar a internet de casa.
Gebara: Ainda não sabemos direito sobre isso. A ideia é que não desconte, mas precisamos entender se isso será legalmente viável.

Tecnoblog: Oi e NET possuem franquia com redução de velocidade, mas fazem vista grossa quanto a isso. Muitas vezes a Vivo fala em corte de velocidade, e não redução. Isso realmente vai acontecer? É um caminho sem volta?
Gebara: Sim, é um caminho sem volta, por ser uma tendência adotada mundialmente.

Tecnoblog: Essa medida não fere o Marco Civil da Internet, segundo o qual uma operadora só pode barrar o acesso de um cliente se ele deixar de pagar a conta?

Antes de obter resposta para a pergunta, a conversa foi interrompida pelo assessor de imprensa por "fugir do escopo inicial da entrevista”, com a promessa de futura oportunidade para discussão exclusiva de assuntos sobre franquia na banda larga fixa.

Leia maisTudo o que você precisa saber sobre o fim da banda larga fixa ilimitada

Atualização às 16h12: foi incluída a resposta da operadora sobre as novas velocidades de upload.

Tecnocast.zip 001 – Do not, my friends, become addicted to the internet

Gravamos uma edição especial do Tecnocast para discutir os limites na banda larga fixa. O modelo de negócio das operadoras está em risco, pois todos os seus serviços estão deixando de existir e migrando para dentro da internet. É fato que o usuário não pode pagar o pato, mas também não existe almoço grátis. O que fazer? Dê o play!

zip

Mais sobre: , , ,

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Haggis
Só um teste, ignore. https://uploads.disquscdn.c...
Rod O'Rod Haggis
Só um teste, ignore. https://uploads.disquscdn.com/images/839d136b5adce3d0ee09a9f54acbe9e6df8b045209d538b5d9e696f26b57dcce.png
Tadeu Regis Oleski
Eu sempre usei a net. Me disseram que tem franquia mas testei mês passado e tinha consumido 180 gb e a net disse que eu só poderia consumir 100 gb. Medi no site www.nethd.com.br/internet
Testei a GVT que agora é vivo no escritório e também tinha alto consumo mas não cortaram nada www.vivo15.com.br
Marcelo dos Anjos
Ate hoje não mudou muita coisa, continua a mesma coisa (mais ou menos)...http://emagrecercomsaudepro...
Paulo Humberto
Foi GVT, agora é vivo! Preciso falar mais alguma coisa? Faço o teste de velocidade e aparece os 15 megas que contratei quando GVT, porém a internet está muito lenta..Muito mesmo! Eu não entendo muito de banda larga, mas o que me incomoda é que sou cliente GVT à 4 anos e agora que a VIVO à comprou, minha internet ficou uma porcaria! Alguém pode me explicar como eles conseguem manter o teste de velocidade em 15 megas e na verdade a velocidade real é de uma tartaruga aleijada?
Luciano Sousa
EU VOU É PARA O PEQUENAS CAUSAS... EU TINHA GVT, FIQUEI COM A VIVO PARA FUGIR DA FRANQUIA DA NET, E OLHA EU AQUI....COM MENOS DE UM MEGA.
Vinicius Tom Vidal
O povo brasileiro é meio ignorante, quem entende o mínimo de telecomunicações sabe que é quase impossível a operadora prever que um fio metálico vai corroer devido a umidade (que pode gerar lentidão e quedas, dentro da sua própria casa) ou quando um caminhão vai arrebentar os fios do poste por acidente. Não conseguem viver um dia sem a internet, alienados! É quase impossível garantir 100% de integridade do serviço devido a cadeia de conexões, fios, fibras, equipamentos que geram problemas (pois são eletrônicos). Não são capazes de entender o funcionamento das coisas e de onde vem e que pessoas trabalham muito para garantir o serviço em sua residência, mas é impossível prever e controlar tudo. O fato da Vivo agora controlar a antiga GVT não significa que mudou muita coisa não, pois é impossível trocar toda a fiação, toda a cadeia produtiva do serviço, nem mesmo trocar do dia para a noite todos os funcionários da antiga empresa. Os técnicos, atendentes, engenheiros são os mesmos. Tenho a GVT faz algum tempo, e desde que "mudou" para Vivo, continuou a mesma e dando os mesmos problemas pontuais ou não, depende muito. Se você tem algum problema com a sua internet, tenta entender oque pode estar gerando esse problema, tente ajudar e não continuar com essa birra ridícula, passível de um adolescente mimado que acha que o mundo gira em torno de si.
Pablo A.
A "tendência mundial" não existe, é fruto do apetite da Telefonica/VIVO que quer impor esse "padrão" a todas as operadoras que ela engole. Na Europa, a única operadora que fez isso é a O2, na Alemanha, e adivinha, por quem foi engolida e a quem pertence a O2 hoje em dia... ? A Telefonica, of course!!!. Em 2013, a Deutsch Telekom, quis fazer a mesma coisa. Até hoje, 2016, os planos continuam ilimitados. Na França, esse problema foi amplamente discutido em 2011 e 2012 por causa de vazamento de hipotéticos projetos de franquia. A reação foi de tal tamanho que os próprias operadoras desmentiram e depois não se falou mais. Nos EUA as operadoras também estão nessa luta de lucrar mais e investir menos. As únicas verdadeiras tendências são as seguintes: Monopólio, ou seja menos opção para o consumidor e mais lucro com menos investimento. Se você olha na pagina da Telefonica Espanha, casa matriz da multinacional, e consulta os planos de internet banda larga, não existe nenhum plano com franquia. Então por que aquela "tendência" seria boa para os brasileiros e não para eles mesmos? A resposta é óbvia: Money, money!!!
Ana Ramos
Uma coisa eu ja posso afirmar aqui em casa (RJ) a internet ja esta uma droga, esta bem pior, era boa pela GVT agora esta terrível. Quando meu praso de 12 meses OBRIGATORIOS acabarem pois quando mudei de plano tive que ficar Mais 12 meses presa com eles, eu vou mudar de operadora.
Paulo
Alguém sabe algo sobre o desconto de 50% no MultiVivo? Até agora nada...
cleiton correa
filhos da puta
Douglas Alves
Não podemos fazer isso Idelmiro, temos que de alguma forma, levar essa discussão e opiniões além desses comentários que fazemos. Em certo ponto até concordo com você sobre a passividade da população em geral.
É ir fazendo o boca-a-boca mesmo, pois muitas pessoas só lêem futilidades na internet e sequer imaginam que coisas desse tipo estão em curso, infelizmente.
Douglas Alves
Ontem em uma matéria sobre a decisão da Anatel, ainda que temporária sobre o assunto, mostrou um dito "especialista" no assunto que disse: "É, as famílias terão que se adequar à essa realidade e rever o uso da internet em função do pacote que contratarem". Mais uma vez, a corda sempre quebra do lado do povo mesmo.
Mesmo que fizéssemos o câmbio sobre esse valor que você disse de 20 dólares por 150gb, ainda assim seria aceitável, mas imagino que um pacote desse volume custará mais de 300 reais. Eu teria curiosidade em ver quais serão (ou são) as propostas dessas víboras de operadoras que tem por aqui. Um amigo meu disse que há rumores de que a AT&T pretende operar no Brasil. Que seja verdade, quem sabe eles vêm com uma filosofia de comercialização de serviços diferente, ainda que usando o sistema de franquias, mas com pacotes e valores a altura do conteúdo da internet atual, e não como o executivo SEM NOÇÃO DA REALIDADE da Vivo disse em entrevista: "para o usuário mediano, que lê email e visita sites não haverão grandes impactos.".
Minha pergunta: Será que ele usa internet só para ler emails e abrir sites ?
E para quem faz cursos online, que são praticamente 100% baseados em streaming ou vídeos...que tamanho e valor de pacotes terão que contratar ? Quem trabalha em home office ? Comerciantes que oferecem wi-fi em seus estabelecimentos ? Simplesmente, os gênios das operadoras sequer pensaram nisso, muito menos em uma forma de medir e informar aos seus clientes o consumo realizado, que foi um dos principais pontos que a ANATEL impôs às malditas operadoras.
Kelves Medea Dos Santos
Vendo essa materia, da pra ver que o que mais fode o brasileiro é o preço, eu não ficaria com raiva em ter internet com pacote limitado, mas os valores teriam que ser nessa faixa de preço, nos EU um paconte de 150gb custa 20 dolares, aqui eles ainda não falaram os preços, pelo jeito devem manter os msm preços so pra sacanear o povo.
Roberto
Dados não podem ser comparados com energia por dois motivos:

1) As ondas eletromagnéticas "invadem" a minha casa, isso é alheio à minha vontade. Ondas eletromagnéticas aumentam o risco de câncer nas pessoas. Ou seja, as operadoras, as operadoras deveriam me indenizar por poluição por ondas.
2) Boa parte dos dados transferidos são oriundos de propagandas e publicidade dos sites que você visita, ou seja, você não como controlar o próprio consumo de dados. Ao cobrar pelo consumo de dados seu provedor de internet está te cobrando pelas propagandas indesejadas que você vê nos sites.

Nos EUA a internet é ilimitada e de alta qualidade, no Brasil passividade dos consumidores permite que ela seja cara e ruim. Aqui tem gente que não tem dinheiro nem para comer direito, mas paga um fortuna de internet. A cultura fútil da população favorece os abusos das operadoras.
Roberto
Cancelem a TV a cabo e comprem os receptores pirata via satélite, duosat, azbox ou outros. Tenho um receptor pirata, ele não depende de internet, não tem assinatura mesmo assim pega mais de 200 canais. Isso vai desestimular as operadoras a agirem na internet e é uma forma de protesto contra essas operadoras mercenárias.
Dados não podem ser comparados com energia por dois motivos:

1) As ondas eletromagnéticas "invadem" a minha casa, isso é alheio à minha vontade. Ondas eletromagnéticas aumentam o risco de câncer nas pessoas. Ou seja, as operadoras, as operadoras deveriam me indenizar por poluição por ondas.
2) Boa parte dos dados transferidos são oriundos de propagandas e publicidade dos sites que você visita, ou seja, você não como controlar o próprio consumo de dados. Ao cobrar pelo consumo de dados seu provedor de internet está te cobrando pelas propagandas indesejadas que você vê nos sites.

Nos EUA a internet é ilimitada e de alta qualidade, no Brasil passividade dos consumidores permite que ela seja cara e ruim. Aqui tem gente que não tem dinheiro nem para comer direito, mas paga um fortuna de internet. A cultura fútil da população favorece os abusos das operadoras.
Roberto
Cancelem a TV a cabo e comprem os receptores pirata via satélite, duosat, azbox ou outros. Tenho um receptor pirata, ele não depende de internet, não tem assinatura mesmo assim pega mais de 200 canais. Isso vai desestimular as operadoras a agirem na internet e é uma forma de protesto contra essas operadoras mercenárias.
Fernando Lhp
JUsto!! bem assim mesmo!
Fernando Lhp
Essa medida não fere o Marco Civil da Internet, segundo o qual uma operadora só pode barrar o acesso de um cliente se ele deixar de pagar a conta?

"...a conversa foi interrompida pelo assessor de imprensa por “fugir do escopo inicial da entrevista”,

Vai se fuder sua vadia!! Tendência mundial é meu ovo esquerdo. Vamos vencer e acabar com esse oligopólio.
Fernando Lhp
A verdade real é que não temos vez. entre na fila e faça o que se manda.
Diego Queiroz
Olá Douglas. Não quero mais me prolongar nessa discussão, porque parece que eu estou aqui representando os interesses das operadoras, o que não é verdade. Só me recuso a usar argumentos fracos pra defender meus próprios interesses. Mas vamos lá...

No resto do mundo existem inúmeras formas de cobrança, não existe um padrão internacional. Mas os países desenvolvidos praticam banda limitada sim. O que li por aí é que as operadoras ao redor do mundo vêm fazendo parcerias com algumas empresas pra oferecer acesso à Whatsapp, Facebook, Netflix e outros serviços populares sem descontar da franquia.

Quando à qualidade, é fato que a qualidade da internet vem melhorando muito, mas sempre haverá algo a criticar: muitas empresas tem problemas graves devido a qualidade da energia elétrica fornecida, existem harmônicos no sinal elétrico, subtensão, sobretensão, picos, etc. Algumas pessoas até ligam seus equipamentos mais sensíveis em estabilizadores e no-breaks, cuja eficácia é até discutível. Porque? Se o sinal é perfeito, não deveria precisar disso. A água segue a mesma linha de raciocínio e nem sempre é do jeito que gostariamos: muitos lugares ficam sem água ou acabam recebendo água contaminada por conta de algum vazamento e infiltração no meio do caminho. E por aí vai. Então, o problema da baixa qualidade não é exclusivo do acesso à internet e afeta todas áreas.

Por outro lado, os links de internet que tenho observado andam bem estáveis até quanto à velocidade. E há inúmeros meios de medir isso de forma imparcial, só pesquisar. O que vejo é um erro das pessoas em confundir Mbps com MB/s (megaBIT/megaBYTE), o que faz achar que a internet oferecida não é a contratada. Até inventaram os famosos "entrega só 10% da banda contratada" pra fazer a conta de bater...
Douglas Alves
Diego, sabe me dizer se em algum outro lugar do mundo o serviço de internet é cobrado pelo volume de uso ? Não estou sendo irônico, apenas pedindo que compartilhe seu conhecimento, pois eu não sei de lugar algum onde seja feita a cobrança nesse formato. Não pesquisei a respeito.
Por outro lado, caso venha a ser dessa forma (cobrança por volume de uso mensal), entendo que a velocidade oferecida tenha que ser a máxima disponibilizada pela operadora, visto que não existe uma diferenciação na pressão da água ou do gás, ou na tensão oferecida pela companhia elétrica na sua casa, serviços que são cobrados dessa forma, tal como você defende que seja aplicado à internet.
A pergunta é: concordarão as operadoras em nos entregar uma banda full de velocidade e pagarmos apenas o consumido ?
Outro ponto que me levanta dúvida ? Os medidores de energia elétrica, água e gás por exemplo são dispositivos físicos e mecânicos na sua maioria e todos eles aferidos, e homologados por órgãos competentes e lacrados (assim, teoricamente são 100% confiáveis e de uma margem de erro bem pequena). Você sabe dizer se haveria uma forma isenta e imparcial de fazer essa medição do volume de dados consumidos, tal como é feito com o consumo de outros serviços cobrados mediante volume de uso ? Qual medição valeria nesse caso ? A que eu faço na minha casa utilizando um meio qualquer de medição ou a da operadora ?
Percebes que surgem mais e mais questões para resolver um problema que as operadoras já dão como certo e solucionado, mas apenas quando visualizam o lado que lhes interessa.
crmac
Não, sou cliente GVT, tanto em casa como no escritório, não há limites de dados.
crmac
Trabalha em TI há 15 anos?? está demitido.
Mas antes devo informar, que todos os países desenvolvidos que operam com franquias de internet, operam com franquias mais altas, no Japão só para ter uma idéia é de 1TB. Enquanto isso aqui no Brasil temos uns bovinos que acham que esta tudo legal.
crmac
Comunicação, internet, é prioridade em qualquer país desenvolvido, por isso em todos os planos de governo há importantes projetos para o futuro. Bem, enquanto isso aqui na terrinha, temos 4 empresas que resolveram lucrar mais investindo menos, fazendo que nós pagadores de pesados impostos pague a conta. Mais nossos representantes na ANATEL, que foram escolhidos pelo atual governo, fazem o quê? ajudam as Operadoras a nos depenar. É uma tristeza ...
Douglas Alves
A questão é que o crescimento de uso de streaming no Brasil está forçando as malditas operadoras a inve$tir em suas infraestruturas há muito tempo arcaicas e anos-luz atrasadas em relação ao mundo. É aí que eu quero pontuar uma coisa: Essas víboras usam a dita "tendência mundial" quando é referente à algo que as beneficie, pergunto: porque não adotam a dita "tendência mundial" quanto à qualidade, velocidade e infraestruturas utilizadas para oferta dos serviços ?
Vamos levantar o que é "tendência mundial" nos quesitos que nos beneficie e fechar o seguinte acordo: Ok operadoras, vocês podem adotar essa "tendência mundial" quanto à franquia, assim, vamos adotar a mesma "tendência mundial" quanto às velocidades, tecnologias, as ditas existentes mundo afora franquias (que conforme comentário de uma pessoa que mora fora não existe e pelas experiências que já tive fora do Brasil também desconheço) e preços oferecidos. Estamos de acordo operadoras?
Vocês operadoras que reduzam $eu$ lucros absurdos e invistam na infraestrutura para darem conta da demanda que têm, ou então, partam para outra. Hoje a qualidade dos serviços está muito aquém do que pagamos.
E vamos fazer nossa parte também, boicotando o máximo possível o uso da internet caso essa ideia absurda seja nos imposta garganta abaixo. Veremos se quando os gráficos dessas víboras indicarem queda na arrecadação elas não voltam atrás...só assim para vencermos essa queda de braço.
Diego Nexus
http://gizmodo.uol.com.br/restricao-de-banda-como-funciona-o-limite-de-downloads-ao-redor-do-mundo/
Diego Nexus
2011

http://gizmodo.uol.com.br/restricao-de-banda-como-funciona-o-limite-de-downloads-ao-redor-do-mundo/
Diego Nexus
é tendência sim, olha como era 5 anos atrás

http://gizmodo.uol.com.br/restricao-de-banda-como-funciona-o-limite-de-downloads-ao-redor-do-mundo/
Medonolento Kerpen
Sabem como isso vai acabar? Com um dos maiores ataques Crackers já visto no Brasil! Vão derrubar a nossa internet, mal sabem, que podemos derrubar eles!
Isaias Freitas
Vai ter q chamar o Sergio Moo.
Isaias Freitas
Pior.
Isaias Freitas
Absurdo. Temos que protestar muito. Pilantragem.
Rômulo Pacheco
Exatamente. É a pior comparação que poderiam ter feito. Muito sem noção.
Rômulo Pacheco
De maneira alguma tem como o cliente sair ganhando nisso. Querem cobrar franquia mas duvido que fique mais barato o que seria o valor minimo. E dizem seguir tendência mundial mas dar uma qualidade padrão mundial já é outra conversa. Fora que os serviços oferecidos fora do país, a franquia de consumo é bem maior. Inclusive vi hoje notícia de operadora de internet nos Estados Unidos não descontará da franquia o acesso ao serviço da Netflix. Segue essa tendência Vivo.
Diego Queiroz
Realmente você está certo. Deveria ter pesquisado melhor... Obrigado. ;)
tropaR
"E desde quando órgãos reguladores ajudam o consumidor? Precisa estudar amiguinho"
15 anos no setor e não consegue sequer dar uma busca de 2 minutos no wikipedia antes de escrever sobre o assunto que devia já dominar:

Função de agência reguladora (Anatel por exemplo):

"defesa dos direitos do consumidor."
"incentivo à concorrência, minimizando os efeitos dos monopólios
naturais, objetivando à eliminação de barreiras de entrada e o
desenvolvimento de mecanismos de suporte à concorrência." (o que nao vem acontecendo aqui no Brasil).
https://pt.wikipedia.org/wiki/Ag%C3%AAncia_reguladora

"Derruba a Anatel que impede a livre concorrência e não as empresas que oferecem o serviço"
A Anatel não é o problema. O aparelhamento das agencias reguladoras por apadrilhados/amigos do rei é o problema
As operadoras dão milhões em doação de campanha para os principais concorrentes a cadeira de Presidente da Republica e só se importantam em ter o próximo presidente da republica devendo favor pra elas. O cara vence a eleição e aparelha a Anatel com um apadrinhado que será uma verdadeira mãe para as operadoras.
Você tá repetindo a mesma asneira daqueles que fizeram de tudo para desregular ao máximo o setor financeiro nos EUA. O que aconteceu? A crise financeira de 2008 que pôs o mundo de joelhos.
O problema aqui é que você se acha mais esperto do que é na verdade.
Alan Patrik
Os caras devem estar molhando a mão fortemente do pessoal da Anatel! Fala serio, tendencia mundial em restrição? Essa não colou.
Diego Queiroz
E desde quando órgãos reguladores ajudam o consumidor? Precisa estudar amiguinho... Esses órgãos agem de forma a garantir a continuidade do serviço segundo as regras que eles estabelecem junto com as empresas interessadas. Os critérios que esses órgãos utilizam são técnicos e econômicos e, apenas quando convém, tentam ser políticos e sociais.

No final das contas, órgãos reguladores burocratizam a exploração do serviço e incentivam o monopólio. Essa é a verdade.

Se quer que o serviço cresça, você tem que incentivar a livre concorrência e não reforçar a fiscalização, ou criar regras esdrúxulas que regulam a forma de oferecer um determinado serviço. Derruba a Anatel que impede a livre concorrência e não as empresas que oferecem o serviço.

Mas boa sorte nessa empreitada. Já assinou o abaixo assinado do Avaaz? Não vai perder hein... ;)
tropaR
"Mas não sou hipócrita"
Claro que não. Você é só passivo.
Tem homem que gosta desse papel.

"Se a concepção da cobrança é justa, vou fazer o
quê?"
Quem disse? A Anatel que só lambe a mão das operadoras ao invés de manter uma relação de equilibrio entre nós e elas? As operadoras que contam com a fraqueza, e submissão de grande parte dos clientes, e dos orgãos de defesa do consumidor para empurrar o que bem entenderem?

"Vou ficar de birra e gritar aos quatro ventos o quanto somos injustiçados"
Não. Você vai prontamente arriar as calças e dizer "pode comer senhor. Não tentarei nem resistir. Divirta-se."

"Eu trabalho com TI há 15 anos e só observo"
Então tá na hora de parar de só obversar e ajudar. Se não vai ajudar, então sai da frente e para com esse papo de derrotado que nem sequer tentou.
Diego Queiroz
Não engoli conversa nenhuma. Eu trabalho com TI há 15 anos e só observo. Se o plano de consumo é pré-pago ou pós-pago, tanto faz, o conceito é o mesmo: no final você paga pelo que consome.

E é óbvio que as empresas querem oferecer menos e cobrar mais. Afinal, qual empresa não quer? ;) Se a qualidade do serviço é ruim, posso concordar que é preciso cobrar melhorias. Mas a cobrança proporcional ao uso é fundamentada, já é prática comum do mercado e, portanto, é justa. Simples assim.

Não estou dizendo que gosto da mudança. Assim como você acho uma droga e me revolta. Talvez eu tenha que pagar mais por algo que hoje eu não pague nada (foco para o "talvez"). Mas não sou hipócrita. Se a concepção da cobrança é justa, vou fazer o quê? Vou ficar de birra e gritar aos quatro ventos o quanto somos injustiçados por sermos vítimas do mundo capitalista e consumista? Acorda...
tropaR
" A energia nós pagamos pelo tanto que consumimos. A água a mesma coisa. E
o gás? Também. O que a Internet tem que a torna diferente?"

Você alguma vez teve o fornecimento de energia, água ou gás cortado porque usou mais do que foi combinado? Você sequer teve que combinar o quanto usaria por mês? Claro que não.
O serviço fica disponível 24 horas dias, 7 dias por semana e ninguém vem com o papinho de "pra pagar esse valor você tem que assinar mais esse serviço junto". As operadoras querem é cobrar caro, entregar bem pouquinho, cortar a sua conexão e ainda jogar a culpa em você, consumidor. Se a empresa resolver cobrar $30 por Gb adicional na banda larga fixa você vai tentar entender o lado da "coitadinha" da operadora?
Dessa analogia imbecil e preguiçosa as operadoras só citam a parte que interessa a elas. E você meu amigo, engoliu a conversa.
Você vai mesmo gastar o nosso tempo repetindo a mesma analogia rasteira dessas empresas?
"Eu concordo e não concordo."
Tenha pelo menos a coragem de escolher de que lado você esta.
Eu sigo a regra "Melhor ter um inimigo declarado do que um falso amigo".
Diego Queiroz
Eu concordo e não concordo. Concordo que ia ser uma bosta se limitassem o acesso. Mas quando digo isso, estou olhando para o meu próprio umbigo, pois sei que vai ser ruim pra mim. Por outro lado, também concordo que é impossível uma empresa manter um serviço em ascensão sem onerar os usuários. Nós sempre pagamos o telefone analógico com base no uso. A energia nós pagamos pelo tanto que consumimos. A água a mesma coisa. E o gás? Também. O que a Internet tem que a torna diferente? A única resposta que consigo imaginar é nosso hábito de consumo: ela nos foi oferecida de um modo ("ilimitado"), e agora querem mudar.
tropaR
Não inmporta se é 30GB, 28GB ou 28GB e 1/4. O que Interessa é que esse hipotético arquivo de 28GB já consumiria mais de um quarto da minha franquia mensal de 100GB/mês numa ADSL de 8Megas Vivo.
Você não percebeu a real intenção das operadoras? Elas querem é tentar abrir uma porta na qual elas ditam todas as condições e você tem que obedecer calado. Elas ditariam as regras, escolhem as cartas que podem ser usadas por você e caso elas não estivessem ganhando SEMPRE, aí elas muda o jogo.
" Pensei que o meu modelo de negócios ancorado em serviço ruim e caro duraria pra sempre e agora surge coisas como streaming de video pra dar poder de escolha aos meus cilentes. O que eu faço? Fodo os assinantes e mostro pra Netflix que esse pedaço de chão é meu. Eu mando aqui"
Você já devia ter aprendido a enxergar alem do óbvio.
fbanin
Acho engraçado o cidadão dizer que isso é uma tendência mundial! Tendência mundial é você navegar barato com mais de 100 mb disponível... Japão e Estados Unidos oferecem serviços com preços ótimos e com taxas de download/upload absurdamente acima dos oferecidos aqui! Ai pagamos uma fortuna para poder utilizar apenas 50gb! Que curte videogame e compra jogos onlines (Steam, PSN e Xbox Live) vai consumir essa franquia com 2 jogos! Fora essa palhaçada de pagar por míseros 10 mega de velocidade e conseguir usar 5, 6 e dias bons navegar nos 8!
Diego Queiroz
Um único jogo 50GB? Que jogo é esse? Já até vi uns pra Xbox One de quase 30GB (Fallout 4, por exemplo, quase 28GB), mas são exceções. 50GB em um jogo acho que força um pouco...
Diego Queiroz
Um único jogo 50GB? Que jogo é esse? Já até vi uns pra Xbox One de quase 30GB (Fallout 4, por exemplo, quase ~28GB), mas são exceções. 50GB em um jogo acho que força um pouco...
Cleber Miguel
Temos que nos mexer quanto as franquias, não da pra simplesmente aceitar. E cuidado com a ideia que "não adianta porque maioria é passiva e vão aceitar", pensando assim você acaba sendo passivo também e não fazendo nada. Aqui uma alternativa é migrar pra rádio, que qualidade é muito pior que GVT, mas pelo menos por um bom tempo, franquia não vão chegar neles.
Oliver Schultes
Windows 10 tem nativamente nas configurações.
Johnny Worricker
Interesante as operadoras implantarem franquia justamente agora quando o Streaming faz indústria fonográfica ter melhor resultado em 20 anos:

http://veja.abril.com.br/noticia/entretenimento/streaming-faz-industria-fonografica-ter-melhor-resultado-em-20-anos

Mas o motivo já sabemos que é outro - Serviços de streaming vão superar o cinema até 2017:

http://veja.abril.com.br/noticia/entretenimento/servicos-de-streaming-vao-superar-o-cinema-ate-2017
Eric Viana
Pessoal esta claro o movimento de proteção da venda casada.
A Anatel que deveria intervir na festa carimba aprovação através dos comentários de um assessor.
Resta nos unirmos. Já assinaram?
https://secure.avaaz.org/po/petition/Vivo_GVT_OI_NET_Claro_Anatel_Ministerio_Publico_Federal_Contra_o_Limite_na_Franquia_de_Dados_na_Banda_Larga_Fixa/?fIYiIfb&pv=1
johnnywell
Contratei a Copel Telecom hoje. Já estou me adiantando ao problema.
Marcel
Eu quero muito saber o que significa "quem usar mais, paga mais". Até agora, com o que foi divulgado, essa limitação vai afetar a grande maioria dos usuários. Eles estão "vilanizando" o streaming de vídeos para ofertar os "maravilhosos" pacotes de tv por assinatura recheados de canais que não temos o mínimo interesse de assistir. Mas pelo visto, quem vai pagar o pato vai ser o povo brasileiro, como sempre.
Julio Bob
Brasil em total regressão! É lamentável.
tropaR
PERGUNTO PARA OS CLIENTES GVT: existe nos contratos antigos franquia (contratos de 2014-2015)?
tropaR
Verifique antes e com cuidado as suas opções
Rafael f
assinem a petição!!! https://secure.avaaz.org/po/petition/Vivo_GVT_OI_NET_Claro_Anatel_Ministerio_Publico_Federal_Contra_o_Limite_na_Franquia_de_Dados_na_Banda_Larga_Fixa/?pv=4
Marcus
Legal !

Sercomtel vai passar R$ 2,00 ao Hospital do Câncer para cada fatura impressa trocada por digital
http://www.bonde.com.br/?id_bonde=1-27--72-20160411
Neto
Máfia, isso resume todas as empresas (grandes) de telecomunicações no Brasil, desde os primórdios, só lembrar de como surgiu e como saiu fora a brasil telecom. A Anatel é só mais um integrante dessa máfia que fica mexendo os pauzinhos lá dentro para todo mundo ficar ganhando em cima do péssimo serviço que são ofertados.
Neto
O problema que só tem em poucas cidades e poucos bairros ;/
JGui
Cara, de onde é esse gráfico e informações?

Vou precisar controlar o que eu gasto.
Saigo
Também pretendo colocar COPEL em algumas semanas.
SiouxBR
Tive problema com a Sky para cancelar a TV por assinatura e depois de 3 meses brigando fiz uma reclamação na ANATEL. No mesmo dia a Sky entrou em contato e resolveu tudo.
George
concorrencia benefica p eles.Pq o q a gente vê parece semelhante a um cartel(uma organicao q tabela preço entre eles e outros benefícios),essas tendências nd mais são do q um meio p ganharem mais dinheiro.
Junior
Verdade seja dita, a Vivo matou a GVT no que ela tinha de melhor, qualidade.

Desde que a GVT foi incorporada a qualidade da internet lá em casa despencou e agora não tenho para onde correr.

Vivo: Qualidade caindo drasticamente
NET: Bloqueio de porta 80, fico sem serviço de câmeras
Oi: Velocidades ridículas
Outra prestadoras: Preços absurdos por velocidades mínimas
Tiago Celestino
Acabei de ver e não consumo muito. Minha média de consumo é de 5,70% hahahahahaha
Snayperskaya
Mais uma vez a ANATEL provando que não serve de PORRA NENHUMA. É algo tão ridículo que jamais deveria sequer ser cogitada a aprovação pelo órgão regulador.
Félix
Negócios, apenas negócios... uma pena! Para muitos a internet é o paraíso prometido, mas apenas potencial, já que a franquia vem é te corta.
Lucas Pujol
O GVT Freedom simplesmente não loga mais pq ele tenta entrar num endereço do gvt.com.br para isso e já fecharam o site. Tá difícil aceitar essa fusão.
Marvin Oliveira
O problema é que a Anatel diz que essa medida não é ilegal desde que não traga danos ao consumidor... e como ate agora não tem nada que prove o contrário vai todo mundo se fud** mesmo!
danilowm
..."Essa é uma tendência mundial."...Igual essa merda aqui, né?
Danilo Iannone
..."Essa é uma tendência mundial."...

Igual essa merda aqui, né?
João
Elas vão ser processadas de certeza, esses planos ridículos com preços absurdos. Logo elas vão desistir disso ou vão ter muito prejuízo.
Bruno Vieira
Sim, mas são links de largura bem maior, e para empresas, ou seja: não sofrerão com a franquia.
Fernando Nunes
Tendência mundial que praticamente parou a HUNGRIA: http://g1.globo.com/tecnologia/noticia/2014/10/apos-protesto-hungria-desiste-imposto-sobre-consumo-de-internet.html
romulo.godoi
Estou achando engraçado. Liguei para a GVT e a Net, dizendo que queria comprar internet. Quando falaram que era limitada, disse que não iria mais comprar. Hoje, recebo ligações de vendedores desesperados tentando me vender internet a qualquer custo. A da GVT disse que teria 200 GB de franquia e tentou me dizer que com isso eu poderia baixar mais de 1200 filmes (!). Quando eu falei que só compraria algo ilimitado, a pessoa desistiu. Mandei ligar de volta quando a empresa decidir parar com essa palhaçada.Com a Net foi ainda pior. A pessoa teimou que a internet era ilimitada, depois de muito custo ela verificou que realmente haveria 80 GB, e aí fui eu explicando novamente como isso era pouco. Falou que iria verificar e me veio com um plano ilimitado com 120 MB por quase R$ 400. Pedi o contrato e falaram que só mandariam depois da compra (Haha!)Essas empresas deveriam ser processadas.
Rômulo
Estou achando engraçado. Liguei para a GVT e a Net, dizendo que queria comprar internet. Quando falaram que era limitada, disse que não iria mais comprar. Hoje, recebo ligações de vendedores desesperados tentando me vender internet a qualquer custo.

A da GVT disse que teria 200 GB de franquia e tentou me dizer que com isso eu poderia baixar mais de 1200 filmes (!). Quando eu falei que só compraria algo ilimitado, a pessoa desistiu. Mandei ligar de volta quando a empresa decidir parar com essa palhaçada.

Com a Net foi ainda pior. A pessoa teimou que a internet era ilimitada, depois de muito custo ela verificou que realmente haveria 80 GB, e aí fui eu explicando novamente como isso era pouco. Falou que iria verificar e me veio com um plano ilimitado com 120 MB por quase R$ 400. Pedi o contrato e falaram que só mandariam depois da compra (Haha!)

Essas empresas deveriam ser processadas.
Jonhnata Leal
Eu também estou tentando entender isso. Não sei que tendência mundial é essa e nem entendo o motivo para segui-la. Só quem é idiota pra aceitar isso
Jonhnata Leal
Mas, essa pesquisa é uma média. Agora quem tem uma rede compartilhada ou usa muito do tráfego de rede, vai se sentir muuito prejudicado. Eu tenho costume de baixar filmes em alta resolução. 10gb equivalem à 4 filmes. Fora a outra utilização da rede. Essa proposta deles é sem cabimento
BIGODON
Não vai da certo isso... aqui em casa as pessoas assistem netflix igual televisão, isso porque eu limitei a qualidade do video pra médio (700mb por hora), eu assisto meus seriados e se pensarmos cada temporada tem em torno de 10, 13 ou 16 episódios (algumas em formato antigo chegam a 24eps) e a duração média de cada episódio é de 45min ou 1 hora. Quantos megas isso não daria no final de tudo? falando em qualidade média, se eu subir pra qualidade alta o consumo de megas pode chegar a 3gb por hora.

Por exemplo, vou assitir a segunda temporada de narcos em 1080p, vão ser em torno de 30gb que vão embora no determinado mês, mas tem a minha irmã e minha mãe que assitem as coisas delas... Fora que não assistimos um seriado por mês, acompanhamos várias séries diferentes, assistimos filmes e etc.

tem 3 celulares que ficam baixando atualização escrota de app direto, idem para os tablets. Smartphone é algo que da para controlar, mas e o resto? Baixar jogo no steam? acabou? E baixa a atualização desses jogos? e jogar online? um jogo AAA pode ter fácil mais de 50gb, o último jogo que eu baixei nesse final de semana tinha uns 60GB + o stream com aproximadamente 22 minutos de vídeo em 1080p que esse jogo fazia no final de cada capítulo.

Mês que vem vou baixar outro jogo na casa dos 50GB que fiz a pré compra, como faria pra baixar a porcaria do jogo que comprei se por exemplo eu já tiver excedido o limite ridículo de dados da franquia? Vou ter que pagar mais pra baixar a porcaria do jogo que já paguei ou simplesmente pagar mais pra acessar a porcaria de internet que já pagamos?

Porra gente, não da, não vai rolar
Feliplayz
Se vocês não concordam, assinem essa petição:https://secure.avaaz.org/po...
Ninguém
Se vocês não concordam, assinem essa petição:

https://secure.avaaz.org/po/petition/Vivo_GVT_OI_NET_Claro_Anatel_Ministerio_Publico_Federal_Contra_o_Limite_na_Franquia_de_Dados_na_Banda_Larga_Fixa/?woLCtkb
BIGODON
depende do birate, 15min em 1080p @60fps com pode chegar até 6gb+
BIGODON
Bom, eu vou cancelar a porcaria da GVT quando acabar o "periodo promocional" no final do ano e assinar outro serviço de internet que não seja uma piada. A internet que pago é ruim, é lenta, é caríssima e vai ter uma quantidade risível de franquia? Ok queridos, vocês terão um cliente a menos.
Emerson_Duarte
Engraçado é que ele diz que é tendência mundial, quais empresas? Dê nomes... Outra coisa, se isso afeta tão poucas pessoas, porque implementar isso?
Jr. Hames
Sonhar não custa nada, não é mesmo? Mas no fim das contas, com todo o mimimi em torno do governo, esta é uma notícia que vai passar batido. Ninguém além dos mais ávidos por tecnologia, como nós, vai perceber (ou até mesmo se importar). No fim das contas, quem vai continuar pagando caro por um serviço de pior qualidade seremos nós, pela pura e simples falta de opção.
Renan™
se é que me entende...
Paulo_Cesar_72
Anatel? Ahahahahaha... PIADA
Paulo_Cesar_72
já reclamei na Anatel várias vezes, não resolveram nada.
Humberto Machado
Isso me deu uma tristeza...
Yago G. Oliveira
Quando se fala em tecnologias (G.Fast, VDSL+), o cara não sabe nem o que é.
Yago G.
Quando se fala em tecnologias (G.Fast, VDSL+), o cara não sabe nem o que é.
Humberto Machado
"Tecnoblog: O download de um único jogo na Xbox Live ou na PlayStation Network pode passar de 50 GB. Um cliente baixa um jogo e acaba com toda a franquia de banda larga.

Gebara desconversou."

Acho que nem precisa de ler toda a matéria. Mas li o restante por curiosidade.
Marcelo
Loga no site da net como cliente,e depois vai em "minha net"... nas opções abaixo tem os serviços que vc assina... em "internet" tem o link de consulta de consumo de franquia...

O meu nunca tem valor, nem histórico... e já tenho net a 2 anos...
Anakin
eu entendo, mas quando rola isso de vários usuários sairem de uma empresa, é pra ir pra outra com melhores condições pra ele, mas se todas irão colocar franquia a pressão deve vir de outra forma.
Como vou trabalhar sem internet? não posso me dar ao luxo de ficar sem operadora 1 mês :( O problema todo está em a Vivo comprar a GVT e começar a estragar a empresa, e NET e Oi seguindo atrás.
ByFelipe
Ai é que esta, não precisaria abandonar completamente a VIVO, mas um mês ou mais de prejuízo faria pressão acionária para mudarem as regras!!
Se apenas 1% da base consumiria toda a tal franquia, por que faze-lo então?!
Anakin
O problema é que todas irão fazer isso, ou seja, correr pra onde?
ByFelipe
Nós temos o poder como consumidores, duvido que esta política de limitação de crie se TODOS ou a maioria dos consumidores VIVO abandonassem a empresa em repúdio a esta aberração chamada de limitação de tráfego, com a desculpa simplória de "Maria vai com as outras" ou como dizem "uma tendência mundial" para limitar o uso de dados...
Como a Anatel é um órgão que só serve de cabide de emprego, nada mais, totalmente inerte, precisamos nos valer do nosso poder econômico, UM MÊS SEM VIVO, DEBANDADA EM MASSA!!!
Um Mês sem clientes e eles mudariam de ideia rapidinho!!!
Caio Alexandre
O problema da propaganda com o Cellbit, Jout Jout e por aí vai é que, na época, não tinham falado nada sobre limite de franquia. Agora tá pegando mal pra eles por causa disso.
Marcus VBP
Se ao menos existisse um órgão regulamentador que protegesse os interesses dos usuários de telecomunicações...
Exibir mais comentários