Início » Software » Adobe dobra preços da Creative Cloud no Brasil

Adobe dobra preços da Creative Cloud no Brasil

Com aumento do dólar, plano com Photoshop e Lightroom passou de R$ 22 para R$ 42 ao mês

Por
2 anos atrás
Já conhece a nova extensão do Tecnoblog? Baixe Agora

Depois de anos sem reajustes, os preços da Creative Cloud quase dobraram. O serviço da Adobe, que oferece acesso aos softwares profissionais da empresa por meio de uma assinatura mensal, tinha planos atraentes, que começavam em R$ 22 por mês para quem estivesse interessado apenas na dupla Photoshop e Lightroom. Agora, o preço mínimo é de R$ 42.

Todos os planos sofreram aumentos. De acordo com a Adobe, os valores também subiram na Austrália, Nova Zelândia, Índia, Noruega e Turquia devido às flutuações nas taxas de câmbio. Curiosamente, na Suíça e no Liechtenstein, as moedas locais valorizaram em relação do dólar, o que fez a empresa reduzir o preço nesses países em dezembro de 2015.

creative-cloud

O plano Fotografia, que inclui Photoshop e Lightroom, subiu de R$ 22 para R$ 42 por mês, em linha com o valor cobrado nos Estados Unidos, onde a assinatura mensal custa US$ 9,99. É importante lembrar que os planos têm contrato de 12 meses: se você cancelá-los antes do término, pagará uma multa relativa aos meses restantes.

Também é possível adquirir apenas a assinatura de um aplicativo, como o Premiere Pro, InDesign ou After Effects, por R$ 85 ao mês (o preço anterior era R$ 44), e há a opção sem a fidelidade de 12 meses, por R$ 125. O pacote completo, com todos os aplicativos da Creative Cloud, agora sai por R$ 210 ao mês, ou salgados R$ 2.520 por ano. A opção com renovação mensal passou para R$ 320.

creative-cloud

Os novos preços são aplicáveis a todos os assinantes novos. Quem já é cliente terá o valor aumentado no próximo mês ou ano, dependendo do plano escolhido.

A Creative Cloud foi importante para que muitos legalizassem seus softwares da Adobe, porque as assinaturas mensais mudam a nossa percepção de valor, conforme comentamos no Tecnocast 040. Ele também é bom para a Adobe, já que garante uma previsibilidade maior nas receitas: a empresa não depende de lançamento de “novas” versões para ganhar dinheiro, e todos recebem atualizações enquanto forem assinantes. Em 2015, a Creative Cloud atingiu 6,2 milhões de assinantes.

040

Dica do Itarcio Lima no Tecnogrupo. Obrigado!

Mais sobre: ,