Início » Gadgets » Tecnocast 041 – Acumuladores

Tecnocast 041 – Acumuladores

Thiago Mobilon Por

Chegou a temida hora de abrir as portas da esperança dos armários, fuçar nas caixas e fazer uma limpa em tudo o que você anda acumulando. E eu sei que não é pouca coisa! CDs, DVDs, cabos (muitos cabos!) e toda essa parafernália eletrônica.

041

Como isso tudo foi parar lá? Eu sei, compramos novos gadgets, mas porque não vendemos os antigos quando eles ainda valem alguma coisa? E o que a gente faz com eles agora?

Sinceramente? Nem eu sei. Mas dá o play aí que a gente conversa.

Participantes

Oferecimento: Petrobras

A gente sabe que quando o assunto é Petrobras, várias questões surgem na nossa cabeça. Foi pensando nisso que a empresa criou um espaço onde responde as principais perguntas que as pessoas têm feito. Nele, você vai encontrar respostas (algumas até em vídeo) para as suas principais dúvidas, com informações dadas por profissionais do corpo técnico da empresa.

Tem muita informação importante por lá. Por exemplo, você sabia que a Petrobras reformulou todo seu canal de denúncia, agora conduzido por uma auditoria independente e especializada? Sabia que o processo de contratações tornou-se ainda mais rígido na empresa? Ou ainda, sabia que a Petrobras está passando por uma racionalização completa da sua estrutura organizacional?

Enfim, muita coisa já foi feita depois de tudo que aconteceu e ainda mais vem sendo feito todos os dias. O objetivo dessas mudanças é deixar a Petrobras mais transparente, com mais controles internos e focada em dar resultado.

Então não fique na dúvida, clique aqui e acesse o hotsite! 😉

Caixa Postal

Mande a sua mensagem: [email protected]

Tecnogrupo

Participe da discussão! Acesse o grupo do TB no Facebook para debater sobre o tema desse episódio.

Edição e Sonorização

O Tecnocast é editado por Rádiofobia Podcast e Multimídia.

Arte da Capa

Arte da capa por Paulo Moraes.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Jéssica Zuchi
Antigamente eu vendia, me arrependo ate hoje de vender meu PSone T_T. Ma hoje costumo guardá-los.
leoleonardo85
Uma porta do armário é só de iPhone 6 e Galaxy S7 ahahahaha
Maurício Birochi Sarti
Fala galera do Tecnoblog, já tive muitos problemas em descartar Gadgets, desde agenda eletrônicas, Palms e Celulares. Antigamente tirava a bateria dos aparelhos e dava eles sem a bateria para as crianças brincarem. Mas como tenho um amigo Historiador que o sonho dele é montar um Museu de Portáteis, os aparelhos foram doados para ele, só eu devo doado perto de 20, entre Palms e Celulares, que tinha em casa e que consegui com parentes e amigos. O Museu só não saiu do papel por falta de incentivo por parte das autoridades, mas ele, assim como nós amigos não perdemos a esperança. Ele tem inclusive o primeiro aparelho da Motorola, Um que tem o fone, o cabo de telefone e vai o celular em si em uma bolsa a tira-colo, e funcional até hoje, se tivesse rede é claro. Um grande abraço, que a Força esteja com vcs. Vida Longa e Próspera e Allons'y.
Ana Lastites
Vsoco
Hahahahahha! Boa!
Thiago Mobilon
Armário cheio de coisas, que vão de cabos e caixas, até smartphones antigos. Não é assim, também! :P
Vsoco
Caracas, galera... Rolou uma dor de cotovelo forte da minha parte. Os caras tem armários cheios de celulares, e eu me esfolando para comprar um novo para usar no meu trabalho...
Marcelo Vieira Migliorini
a propósito, tinha um iPod 4 e um dock... quando vi que praticamente não utilizava mais como antes, acabei dando de presente para meu sogro, que utiliza somente o app tune in, mas está completamente feliz por poder ouvir rádios de todo país
Marcelo Vieira Migliorini
(estou começando o tecnocast 41 agora) deve passar por este tipo de discussão... mas no meu caso é a paranoia de que algo ainda pode servir no futuro, um caso: meu ex-chefe chegou um dia e me entregou um zip drive e uns 10 disquetes, e mandou mandar para reciclagem: na hora falei "mas eh um absurdo, posso levar pra casa?" moral da historia, está a uns 8 anos num armário esperando o uso... já desapeguei DESTE item, só não quero descartar de vez por causa do lixo eletrônico
Plinio de Andrade
Uma dica para quem tem coisas que não serve mais, como móveis, geladeira, fogão, eletrônicos em bom estado ou com avarias, pode ligar para o Mercautos Casa André Luiz.: http://mercatudo.org.br/nossaslojas.php. Eles fazem um trabalho com pessoas que são ex-dependentes químicos, e tem uma equipe que conserta os produtos e colocam para venda em suas lojas. Além de aprenderem uma profissão, contribuem com o sustento da casa. Basta ligarem e agendar um horário que vem um caminhão fazer a coleta.
leoleonardo85
Mais um excelente tecnocast. Eu não sou um acumulador, a cada arrumação do meu quarto vai um monte de coisa embora. Mas jogos e videogames é um caso a parte, enviar por correio é trabalhoso, então acabo mantendo em casa por mais tempo do que gostaria, mesmo que acabe desvalorizando com o tempo. Mas Smartphones, sempre que vou trocar acabo vendendo o antigo para amigos, eles até esperam por isso. Acho que a unica coisa que acumulo e não passo pra frente por nada são livros.
Rafael Roberto
Novo objetivo de vida: não saber oq fazer com o dinheiro da venda de gadgets usados como o pessoal do Tecnocast. :D
Antonio Souza
Eu construí um cômodo de 3 por 6 metros só para guardar de tudo. Tem baterias, no-break, vários celulares. Tem um gradiente daqueles bem antigos. Tem um PC 286. Mas tem 386 e 486 também. Enfim, já perdi e me perdi dentre tantas coisas.
Ricardo Berlim Fonseca
Prezados, Antes de mais nada, parabéns pelo episódio. Pessoalmente foi uma experiência muito curiosa, pois ouvi logo depois de, por acaso, ter assistido um episódio de The Big Bang Theory em que Sheldon revela ter um depósito em que guarda tudo que já teve na vida, incluindo vários notebooks e desktops. Bom, quanto a acumulação de tecnologia velha, posso orgulhosamente afirmar que tenho me livrado de tudo que posso, até porque a crise econômica bateu com força no nosso orçamento. Tinhamos uma escola de música e, com grande pesar devo dizer, vendemos tudo, inclusive instrumentos (snif) para fazer caixa e bancar o fechamento da empresa, depois disso, meio que viciei em vendas e tenho vendido muita coisa, notebooks velhos, impressoras, basicamente qualquer coisa que possa render pelo menos mais de uma centena de reais. Coloco a disposição meus expertise de vendas para livra-los de seus armários cheios de traquitanas e dividir os lucros (hehehehe), mandem tudo aqui pra Brasília que eu os livro disso :D Abraços e parabéns pelo ótimo trabalho.
Marco Pacheco
Mobilon, sou professor do Instituto Federal do Rio de Janeiro e vou virar teu fã se ajudar um aluno da rede federal de educação!
Exibir mais comentários