Início » Software » Uma olhada de perto no iOS 10 beta

Uma olhada de perto no iOS 10 beta

As primeiras novidades da próxima versão do sistema operacional da Apple para iPhones e iPads

Por
3 anos atrás

A Apple mostrou durante a WWDC diversas novidades em seus sistemas operacionais. Um deles é o iOS 10, que ainda demorará alguns meses para ser lançado, mas uma versão beta foi liberada na segunda-feira (13) para que os desenvolvedores testem seus aplicativos.

Como anda o iOS 10? Instalei essa versão no meu iPhone 6s e deu para sentir um gostinho do que está por vir.

Notificações

Logo ao iniciar o dispositivo pela primeira vez, a primeira grande mudança a ser notada é o novo design para as notificações. Os novos alertas agora são exibidos como um card, bem similar ao que existe no Android. No iPhone 6s, as notificações abusam do 3D Touch para interações, algo que não ocorria na versão anterior.

notificacoes

Algo que não deve agradar algumas pessoas é que a Central de Notificações não permite mais agrupar os alertas por aplicativo. É possível que isso mude no decorrer do desenvolvimento das versões beta, mas a princípio as notificações só estão disponíveis em ordem cronológica.

Outro recurso interessante é que o Spotlight está presente na Central de Notificações. Isso é muito útil, uma vez que é possível pesquisar no seu dispositivo sem a necessidade de fechar o aplicativo atual. Os widgets ganharam mais destaque e tomam toda a tela através de cards.

Ficou bem legal, exceto que o resumo que exibia a data e temperatura foi removido – e isso está fazendo muita falta. Ajustes são necessários: alguns widgets não são exibidos corretamente, com card maior ou menor do que o necessário. É o que acontece com o do Fantastical, por exemplo.

Nova tela de bloqueio

Dê adeus à tela de bloqueio simples. Agora é possível ter acesso aos mesmos widgets que você costumava usar nas notificações com apenas um deslizar de dedos para a direita. O botão de câmera também saiu do canto inferior direito e foi substituído por um swipe, e isso pode confundir no início.

lockscreen

Com o novo recurso Raise to Wake, quem tem um iPhone 6s ou SE consegue acender a tela simplesmente mexendo o telefone, como acontece em alguns dispositivos Android. É útil para ver notificações sem ter que despertar o dispositivo manualmente (e de certa forma resolve o “problema” do Touch ID, que é rápido demais a ponto da tela desbloquear antes de você conseguir ler as notificações).

Todos devem se preparar para uma mudança de hábitos na hora de usar o telefone: caso acorde o dispositivo pelo botão Power ou pelo Raise to Wake, não é possível desbloquear a tela sem antes apertar fisicamente o botão Home. Isso porque um deslizar de dedo da esquerda para a direita, agora, abre a central de widgets. Não há nenhum ajuste relacionado a isso nesse primeiro beta – tomara que a Apple permita ajustar isso até a versão final.

“Remover” aplicativos nativos

Algo que muita gente deve comemorar é a possibilidade de remover aplicativos nativos. Com um monte de ícones ocupando espaço à toa no menu de apps, é possível remover desde Contatos (que continuam disponíveis por meio do Telefone) até Músicas, por exemplo. Obviamente, as funções que fazem uso desses aplicativos removidos são impactadas – é impossível enviar um email clicando em um link do tipo mailto: quando o Mail está desativado.

remover-apps

Mas não se engane: você irá remover apenas o ícone. Em outra sessão na WWDC, os representantes da Apple informaram que deletar um aplicativo nativo não libera espaço no dispositivo. O binário continua inalterado, e a instalação na App Store só serve para restaurar o que já existe no sistema. É basicamente como a função de desativar aplicativos nativos no Android.

Um novo despertador

Uma das mudanças pouco faladas é que o iPhone quer melhorar sua qualidade de sono. Com uma opção inédita chamada “Hora de Dormir”, você escolhe quantas horas precisa dormir por noite, bem como o horário que precisa acordar.

despertador

É possível configurar um lembrete que te avisa que você deverá ir dormir em breve para atingir a meta de horas por noite definida. Para quem não mantém um horário fixo, é possível alterar com facilidade quando você precisa ser acordado.

Novo teclado

Quem costuma escrever em mais de um idioma sabe a tortura que é manter vários teclados e alternar entre eles a cada conversa diferente. Agora, o teclado do iOS é inteligente e permite usar múltiplas línguas sem precisar de alternar entre idiomas.

teclado-multi

O legal é que a correção automática funciona mesmo se você utilizar mais de um idioma distinto numa mesma caixa de texto. A função está disponível para alemão, espanhol, francês, inglês, italiano e português, com suas devidas variações. Funciona muito bem.

Mais aberto do que nunca

Mesmo sendo um ecossistema fechado, é notável que a Apple está dando espaço para os desenvolvedores no iOS. Aplicativos agora podem interagir com a Siri, e a Apple mostrou exemplos com Lyft e OpenTable durante a apresentação do sistema.

Uma grande boa notícia é o CallKit, que melhora a experiência de aplicativos de chamada VoIP. Atualmente, se você recebe uma chamada no Skype ou no WhatsApp, por exemplo, o dispositivo exibe uma notificação, e não uma chamada (para atender, muitas vezes é necessário desbloquear o telefone com senha). Essa API não só permite o recebimento de chamadas com o padrão do sistema como também fazer ligações de aplicativos VoIP diretamente do discador convencional.

Obviamente, essas novidades não podem ser testadas porque aplicativos compatíveis com o iOS 10 só serão lançados junto com a versão final. Demais mudanças que também merecem ser apontadas:

  • O CallKit também permite a integração de aplicativos de proteção de chamada, que identifica ligações indesejadas.
  • Ao clicar numa notificação, o botão “Voltar para aplicativo” passou a exibir o sinal celular e o tipo de conexão utilizado.
    back to app
  • O iMessage está cheio de novos frufrus. Agora é possível enviar mensagens com letra cursiva, corações pulsantes ou definir estilos e efeitos de mensagem, que podem se esconder ou simplesmente explodir na tela. A Apple também está abrindo o iMessage para desenvolvedores, sendo possível criar interações com apps e pacotes de stickers.
    imessage
  • Os botões de música da Central de Controle agora ficam escondidos. É necessário deslizar para a esquerda para poder controlar sua música.
    controle-musica
  • Agora é possível cortar e girar fotos sem perder a Live Photo.
  • Assim como no macOS Sierra, não há mais suporte a VPNs com criptografia PPTP, restando apenas IKEv2, IPSEC e L2TP.

O iOS 10 ainda não tem data certa para chegar, mas é provável que seja liberado perto do lançamento do próximo iPhone, que tradicionalmente acontece em setembro. Quem não aguentar a demora e quiser utilizar antes pode participar do beta público, que começa no mês de julho. A atualização será disponível para quem tem iPad (a partir da 4ª geração), iPhone (a partir do iPhone 5) e iPod touch (6ª geração).