Início » Gadgets » Sony deixa de produzir smartphones no Brasil

Sony deixa de produzir smartphones no Brasil

Mudança de estratégia reduz flexibilidade de resposta à demanda, mas deve ser mais viável economicamente

Por
2 anos e meio atrás

Além de afetar a Xiaomi, a crise econômica e a falta de incentivos fiscais fez a Sony pisar nos freios quanto ao investimento em território brasileiro e parar de fabricar seus smartphones por aqui. Agora, a linha de celulares da marca está sendo importada da China ou Tailândia.

xperia-x-2

Sem culpar diretamente a situação econômica do país, a Sony afirma que é mais viável gerenciar a produção para o Brasil lá de fora. A revogação da isenção de impostos para smartphones de até R$ 1,5 mil teve peso na hora da decisão da fabricante: “A lei do bem foi suspensa e só temos produtos acima de R$ 1,8 mil, então decidimos importar esses modelos”, diz Ana Peretti, diretora de marketing da Sony, ao G1.

O fim do incentivo também fez a Xiaomi, fabricante chinesa que não tem nem dois anos no país, parar de fabricar smartphones por aqui. A Sony ainda disse que “o cenário macroeconômico do Brasil” influenciou na decisão. De certa forma, é uma perda para o próprio governo a falta de produção nacional, além do consumidor, que é o maior prejudicado, como explicamos aqui.

Depois de sua reformulação, a fabricante lançou os Xperia XA e X no Brasil, com preços de R$ 1,8 mil e R$ 3,8 mil, respectivamente. O primeiro é fabricado na China, sob teto da Foxconn, enquanto o segundo vem da Tailândia. A produção controlada nessas fábricas reduz a flexibilidade de lançamentos e disponibilidades.

xperia-mwc

Segundo Peretti, outro fator que pesou na decisão foi que a importação faz com que a empresa consiga reagir mais rapidamente às demandas do mercado local. Segundo a executiva, a produção local faz com que o aumento da oferta demore mais em comparação à importação.

De toda a linha, o Xperia XA é o mais “acessível” da Sony, concorrente direto do Moto G4 Plus (só que custando bem mais). Como aponta o G1, o preço pode não ser um problema porque a faixa de smartphones de mais de R$ 3 mil é a segunda mais vendida no Brasil, com crescimento de 101% no ano, segundo dados da IDC (quem diria?).

Talvez esse preço superior realmente torne a produção internacional mais atrativa para a empresa, mas será que algum produto atual da linha vai sofrer alteração no preço? Questionamos a empresa e estamos aguardando uma resposta oficial sobre o assunto.

Atualização em 16/06/2016 às 17h06. A versão anterior desta notícia informava que a produção nacional fazia com que a empresa reaja mais rapidamente às demandas do mercado local. Na verdade, é o contrário. A nova estratégia, de importar, segundo a Sony, aumenta a resposta à demanda. Eis a declaração que a empresa enviou ao Tecnoblog:

A Sony Mobile reitera que a estratégia de importação de produtos premium permanece a mesma desde o final do ano passado. Os modelos Xperia Z5 e Xperia Z5 Premium já eram importados e os lançamentos Xperia X e Xperia XA também serão. A marca permanece comprometida com o mercado brasileiro e iniciou ontem a pré-venda dos modelos Xperia X e Xperia XA, que estão sendo lançados mundialmente em junho.

Mais sobre: