Início » Computador » Mi Notebook Air é o MacBook Air mais barato da Xiaomi

Mi Notebook Air é o MacBook Air mais barato da Xiaomi

Hardware superior, design mais fino e corpo mais leve, só que custando menos (e rodando Windows 10)

Paulo Higa Por

A Xiaomi revelou nesta quarta-feira (27) seu primeiro notebook, o Mi Notebook Air. Com nome bastante sugestivo, ele quer competir com o MacBook Air em hardware e design, mas custando bem menos e rodando Windows 10. A versão mais cara, com memória flash de 256 GB e GPU GeForce 940MX, será comercializada na China pelo equivalente a apenas R$ 2.439.

Ele será vendido em dois tamanhos de tela: 12,5 e 13,3 polegadas, ambos com resolução de 1920×1080 pixels, bem mais que os 1440×900 pixels do atual MacBook Air. O corpo é de metal prateado ou dourado e possui visual bastante minimalista — não há nenhum logotipo da Xiaomi na parte externa, apenas embaixo da tela. E como todo bom notebook topo de linha, o teclado é retroiluminado.

xiaomi-mi-notebook-air

O hardware do Mi Notebook Air mais caro é bem decente se você considerar o peso de apenas 1,28 kg e espessura de 14,8 mm: processador dual-core Core i5–6200U de 2,3 GHz, 8 GB de memória DDR4, 256 GB de armazenamento em flash (PCIe) e um chip gráfico GeForce 940MX com 1 GB de memória GDDR5. A Xiaomi promete autonomia de até 9,5 horas.

Um ponto curioso do Mi Notebook Air de 13,3 polegadas é que ele possui um slot SATA vazio, que você pode usar para instalar outro SSD e aumentar a capacidade de armazenamento. A única pegadinha é que somente a Xiaomi pode fazer a instalação; é possível colocar um drive secundário de até 256 GB.

mi-notebook-air-4

mi-notebook-air-3

mi-notebook-air-2

O Mi Notebook Air de 12,5 polegadas é ainda mais barato, custando 3.499 yuans, o equivalente a R$ 1.707. O hardware é mais simples, mas suficiente para ter uma experiência decente no Windows 10: processador Core m3-6Y30, 4 GB de RAM e 128 GB de SSD, desta vez com interface SATA (e há uma porta PCIe disponível para upgrades futuros na máquina). A bateria é melhor que a do modelo mais caro: dura até 11,5 horas. Ele pesa 1,07 kg, quase o mesmo que o MacBook Air de 11,6 polegadas.

Ambos os modelos têm alto-falantes duplos da AKG (uia!) e carregamento rápido de bateria pela porta USB-C: no Mi Notebook Air de 13,3 polegadas, a carga vai de zero a 50% em apenas meia hora. O Windows 10 Home traz algumas modificações da Xiaomi, como a possibilidade de desbloquear a máquina automaticamente se você estiver com a Mi Band 2 e sincronizar seus arquivos na nuvem com o Mi Cloud Sync.

A Xiaomi suspendeu o lançamento de novos produtos no Brasil, então é pouco provável que vejamos o Mi Notebook Air tão cedo por aqui, se é que um dia ele virá — mas o mercado brasileiro está realmente carente de notebooks bons com preços não proibitivos. Na China, o primeiro notebook da Xiaomi será vendido a partir da próxima terça-feira (2).

Redmi Pro

redmi-pro

redmi-pro-2

Outro produto anunciado pela Xiaomi é o Redmi Pro, o primeiro smartphone da fabricante chinesa com duas câmeras traseiras. Funciona assim: um sensor tem resolução de 13 megapixels (da Sony) e captura a imagem ao mesmo tempo que o segundo sensor, de 5 megapixels (da Samsung). Combinados, eles permitem que o usuário foque no objeto depois de tirar a foto (uma ideia parecida com a Lytro) e faça bokeh, aquele efeito de fundo desfocado.

As fotos de exemplo de Hugo Barra são bem interessantes:

foto-redmi-pro-3

foto-redmi-pro-1

foto-redmi-pro-2

Disponível em três variantes, o hardware do Redmi Pro é potente e custa pouco, ao estilo Xiaomi:

  • deca-core Helio X20, 32 GB de espaço e 3 GB de RAM: 1.499 yuan (R$ 732)
  • deca-core Helio X25, 64 GB de espaço e 3 GB de RAM: 1.699 yuan (R$ 829)
  • deca-core Helio X25, 128 GB de espaço e 4 GB de RAM: 1.999 yuan (R$ 976)

Todos os modelos contam com tela OLED de 5,5 polegadas (1920×1080 pixels), leitor de impressões digitais, câmera frontal de 5 megapixels, corpo de alumínio escovado e bateria de 4.050 mAh, recarregável pela porta USB-C. A Xiaomi não revelou quando pretende vendê-lo fora do mercado chinês.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Guilherme Borges Cunha

Show, vou comprar um também. Meu primo foi pra China e comprou um lá.

Guilherme Borges Cunha

Obrigado pelo comentário. Já vou evitar HP.

Rodrigo Gommes

sim.

Sabrine

Vc comprou este notebook direto da China??

Rodrigo Gommes

isso mesmo

Keystone Jesus

br registrado ?

Rodrigo Gommes
Reais.
Vinicius Baby (Allen)
Dólares ou Reais?
Rodrigo Gommes
ele eu não sei. Mas eu comprei o de 13 polegadas de 256gb e é lindo! 387 de taxas
Rodrigo Gommes
Paguei 387 de taxa no meu.
Leandro Santos
nem sempre note com processador amd é problema
Cazalbé
E ai, comprou? Comprei um ontem pela Banggood, tô na expectativa agora.
Leonardo Baraldi
Note com processador AMD era problema na certa!!! O Meu HP com intel i5 funciona de boa até hj... Nunca deu defeito
Talita Tamires

oie, você comprou esse produto mesmo?

Talita Tamires
oie, você comprou esse produto mesmo?
Exibir mais comentários