Início » Celular » Xperia XZ e X Compact são as novidades da Sony com sensor de imagem “triplo”

Xperia XZ e X Compact são as novidades da Sony com sensor de imagem “triplo”

E os smartphones estão bem bonitos

Por
3 anos atrás

A Sony anunciou nesta quinta-feira (1º) o Xperia XZ, mais um dos aparelhos premium que a empresa tem lançado nos últimos meses. Com tela de 5,2 polegadas (1920×1080 pixels), ele traz design metálico e um curioso módulo de câmera traseira formado por três sensores, que promete capturar cores melhores e fotos mais nítidas de 23 megapixels.

O Xperia XZ tem hardware potente, mas o foco parece estar na câmera. A Sony colocou um sensor Exmor RS de 23 megapixels e adicionou dois auxiliares: um RGBC-IR, que emite infravermelho para ajustar o balanço de branco e melhorar a precisão das cores; e um sensor de foco por laser, que detecta o objeto a ser fotografado mesmo em condições de baixa iluminação.

xperia-xz-1

Houve melhorias no software, que detecta melhor as diversas situações possíveis (foto noturna, macro ou até comida) para ajustar as condições de captura. Dá para configurar manualmente a velocidade do obturador, além de utilizar o que eles chamam de “autofoco híbrido preditivo”, que tenta adivinhar a posição futura de um objeto em movimento — se você fotografar uma pessoa andando de bicicleta, por exemplo, o Xperia XZ sabe onde ela estará quando o sensor capturar a imagem e ajustará o foco.

Eu sempre achei estranho como a Sony constantemente decepciona na câmera de seus smartphones, apesar de fornecer sensores de imagem para várias fabricantes (incluindo Samsung e Apple, que conseguem entregar câmeras realmente boas) e ser líder de mercado nesse segmento. Parece que o pessoal do hardware não conversa bem com o pessoal do software, e não é de hoje que isso acontece. Será que agora vai?

xperia-xz-2

O design continua o padrão da Sony na frente, mas há um material diferente na traseira, construída com um metal brilhante. Há uma nova cor, azul floresta, que eu achei bastante agradável (e que não deverá ser lançada no Brasil inicialmente).

Falando do hardware, o Xperia XZ traz processador Snapdragon 820, bateria de 2.900 mAh, RAM de 3 GB e armazenamento de 32 GB, expansíveis com cartão microSD — o que não chega a abrir os olhos dos aficionados por números. Ele tem leitor de impressões digitais na lateral, conexão USB-C e, como de costume nos smartphones mais caros da Sony, certificação IP68 para resistência contra água e poeira.

xperia-xz-4

Data de lançamento e preço do Xperia XZ no Brasil ainda não foram definidos pela Sony, mas dado o novo posicionamento da marca, não espere uma pechincha.

Xperia X Compact

A linha de aparelhos compactos da Sony também foi atualizada com a chegada do Xperia X Compact, um smartphone com tela de 4,6 polegadas (1280×720 pixels), mas hardware decente.

Apesar de estar sendo anunciado nesta quinta-feira (1º), estamos falando mais de uma miniatura do Xperia X que do Xperia XZ. Aqui, temos um Snapdragon 650 (e não 820), acompanhado de 3 GB de RAM e 32 GB de armazenamento. O design mais sofisticado com traseira de metal do Xperia XZ (até batizaram o material: ele se chama Alkaleido), também não foi mantido.

Ao menos a câmera traseira de 23 megapixels com “sensor triplo” está presente, apesar da baixa na câmera frontal, que passa a ser de 5 megapixels, contra 13 megapixels no Xperia XZ. O leitor de impressões digitais na lateral e o conector USB-C também deu as caras no Xperia X Compact.

A chegada do Xperia X Compact ao Brasil é incerta. Diferente do Xperia XZ, a Sony não tinha nenhum protótipo do aparelho no país e ele não é listado na página brasileira da Sony. Não seria surpresa se ele não fosse lançado oficialmente no Brasil, já que a Sony pulou o Xperia Z5 Compact. É uma pena, porque apenas duas das zilhares de fabricantes vendem aparelhos com tela compacta, mas hardware bom no Brasil — a outra é a Apple.

Há um público que não está sendo muito bem atendido pelas concorrentes, já que os aparelhos bons só estão vindo com telas de 5,5 polegadas ou até mais — o que é ótimo para consumir conteúdo, mas nem todo mundo gosta porque a ergonomia é prejudicada. A Sony bem que poderia aproveitar essa demanda.