A HP anunciou nesta segunda-feira (12) que fechou um acordo para comprar a divisão de impressoras da Samsung por US$ 1,05 bilhão. Segundo a HP, a aquisição vai permitir que a empresa cause uma “disrupção” no mercado de copiadoras, um segmento que movimenta US$ 55 bilhões e não apresenta inovações há décadas.

Do lado da Samsung, os coreanos dizem que estão vendendo a divisão de impressoras para se “concentrar em suas áreas de negócio principais” — o que é curioso se pensarmos que estamos falando de um grupo que fabrica um número gigante de produtos, de baterias a navios (tinha até uma divisão de aeronaves, mas ela foi vendida em 2015).

samsung-impressora

De acordo com a HP, as copiadoras “estão desatualizadas e são máquinas complicadas com dezenas de peças substituíveis que precisam de acordos de serviço e manutenção ineficientes”. A empresa quer trocar as copiadoras velhas das empresas pelas multifuncionais A3 mais modernas que a Samsung vem lançando. Pelo menos na Coreia do Sul, as impressoras continuarão sendo vendidas com a marca da Samsung.

A compra envolve mais de 6,5 mil patentes de impressão da Samsung e 1,3 mil funcionários, incluindo engenheiros e pesquisadores especializados em tecnologia de impressão a laser. A troca de comando envolve uma “sinergia” entre as empresas (um eufemismo para dizer que haverá demissão de funcionários) e deve ser concluída em 12 meses.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Brazilian Boy

até papercraft já não precisa de impressão, mas ainda tem muito pela frente

Caillou
até papercraft já não precisa de impressão, mas ainda tem muito pela frente
Souza
Um escritório de advocacia está economizando 20 mil reais anuais depois que passaram praticamente tudo para eletrônico. Acabar não, mas já está se tornando nicho. Antes mesmo em casa eu imprimia de tudo. Fitos? Aos montes... Quaisquer textos na internet? Da-lhe impressão. Hoje está tudo na nuvem e a um toque de meus dedos. Economia de tinta, papel, energia e impressora. Morrer? Que nada... Mas nada relevante como já foi um dia.
leoleonardo85
Realmente, de bomba ela entende ahahahha
leoleonardo85
Minha Epson abastece o EcoTank uma vez por ano e eu imprimo bastante coisa da faculdade.
Keaton
Prefiro nem comentar o quao irritante sao os bugs da minha HP Ink Advantage 4646 e o inferno que e conseguir suporte tecnico da HP... agora imagina isso extendido as impressoras Samsung. well, shit. :D
Jairo ☠️

Inclusive celulares explosivos.

jairo
Inclusive celulares explosivos.
Thiago Sabaia
samsung fabrica de tudo, celular, tv, ht, impressoras, notebooks, navios, bombas...
Ed
Rapaz, eu comprei uma laser wireless da Samsung que custou uma micharia, e ainda é super econômica (já faz mais de 1 ano, e nem troquei o toner ainda... uso para trabalhos da faculdade).
Caleb Enyawbruce

esse é um negocio q eu vejo bom pros dois lados. Samsung tem que esquecer esses mercados muito diferentes do seu foco, e a HP se fortalece (dentro das limitacoes cada vez maiores do mercado de impressão).

Ramon Gonzalez
esse é um negocio q eu vejo bom pros dois lados. Samsung tem que esquecer esses mercados muito diferentes do seu foco, e a HP se fortalece (dentro das limitacoes cada vez maiores do mercado de impressão).
Trovalds
Impressão é um mercado que pode estar morrendo em algum outro lugar do mundo. Aqui no BR, fora uma ou outra iniciativa "sem papel", esquece. A nossa legislação remonta aos tempos do império (ok, um pouco exagerado) mas sem dúvida qualquer coisa que diminua o papel drasticamente a ponto de impressora se tornar algo totalmente irrelevante e de nicho não acredito que aconteça nos próximos 50 anos. E não é por falta de formas de garantir a autenticidade. Mas daí tu vai tirar um certificado digital e adivinha? Precisa de cópias do RG, CPF, comprovantes de endereço em papel. Então...
Renan

Eu passei num concurso há um tempo atrás e TODA a documentação tinha que ser entregue em papel, sem falar que entregar trabalhos em papel ainda é de praxe em ensino fundamental/médio.

Impressão é um troço que ainda vai longe...

Renan Birck Pinheiro
Eu passei num concurso há um tempo atrás e TODA a documentação tinha que ser entregue em papel, sem falar que entregar trabalhos em papel ainda é de praxe em ensino fundamental/médio. Impressão é um troço que ainda vai longe...
Exibir mais comentários