Direto do Canadá — Agora que já estou há algumas semanas aqui em Victoria, o número dos meus passeios diminuiu bastante. Hora de dedicar parte do meu tempo ao que eu realmente vim fazer aqui: estudar. Pode ser meio difícil em uma linda cidade turística, mas acho que consigo.

Como falei no primeiro post, estou pegando algumas disciplinas de ciência política, um intensivo de francês e uma matéria do curso de Tecnologia & Sociedade. São vários temas diferentes mas que são do meu interesse e eu poderia pegar. Por que não, né? Mas tanta coisa requer uma certa organização.

Aqui no Canadá, pelo menos na University of Victoria (UVic), várias matérias têm todo um planejamento feito até antes das aulas começarem e com provas, trabalhos e atividades já marcados e explicados. Para não me perder, comecei a usar o iStudiez Pro no meu celular e no Windows, onde consigo manter as informações dos cursos e das atividades em dia. Ele ganhou uma versão para Android recentemente (yay!).

Tanto no meu celular quanto no Inspiron, consigo ver as informações das aulas e o que eu preciso ler e escrever para não ser pego de surpresa pelo professor em alguma aula. A UVic é bem grande e tem vários prédios e salas diferentes. Já me perdi mil vezes lá dentro, então é sempre bom ter as informações de localização por perto. Às vezes ela nem parece uma faculdade:

Parece um parque, mas é só a UVic / It looks like a park but it's just UVic

A photo posted by Jean Prado (@jeangprado) on

Outro ponto interessante no Dell Inspiron 13 7000 é que ele é um notebook 2 em 1, com direito a uma caneta stylus, sem custar os olhos da cara. Nem sempre a velha combinação de teclado e mouse funciona como substituta do caderno. A criação de mapas mentais ou diagramas, por exemplo, bem importantes para o desenvolvimento do pensamento, só pode ser feita à mão.

Com a versatilidade da tela do Inspiron, consigo deixá-lo no modo tenda ou até no modo tablet e sair escrevendo por aí em um aplicativo como o OneNote. Se você é um leitor assíduo do Tecnoblog, também vai saber que por vezes escrever à mão é melhor para o aprendizado porque estimula mais a memória.

dell-inspiron-13-7000-tenda

Para planejar os meus passeios, também é interessante ter uma stylus por perto para capturar alguns mapas e desenhar o trajeto por localização. Você nunca sabe quando vai precisar escrever à mão, não é?

Conteúdo oferecido pela Dell. Este post é o terceiro de uma série de artigos sobre como a tecnologia pode ser uma grande aliada nos estudos e nas viagens. Confira os outros!

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Ulisses Carvalho
Olá, você usa a caneta da walcom diretamente na tela? Sabe se funciona em qualquer yoga? Tenho o YOGA 2 e queria muito poder usar uma caneta com rejeição de palma e ponta fina.
Rafael Belmonte
Olá tiago, Não sei se você está se referindo ao tipo ou marca da stylus. De qualquer forma, utilizo duas canetas analógicas, uma especificamente para escrita (adonit jot pro) e outra para navegação, esboços, marcação de texto etc. (wacom bambu). O problema das canetas eletrônicas (que possuem bloqueador de palma) no Brasil é o de que todas possuem ponta (tip) recarregável, mas você não as encontra por aqui. Restando assim, como única alternativa, importar em sites estrangeiros. Até!
Keaton
Usa caneta tinteiro, eh lindo. haha
Keaton
Nem sempre a velha combinação de teclado e mouse funciona como substituta do caderno. A criação de mapas mentais ou diagramas, por exemplo, bem importantes para o desenvolvimento do pensamento, só pode ser feita à mão.Para aprender e estudar, recomendo sempre escrever manualmente (no caderno ou no computador com stylus) e nao com ajuda de teclado. Nao somente os mapas mentais e diagramas, e sim tudo mesmo. (nao tem acentuacao no teclado em layout japones)
Igor Costa
Sobre este hibrido, eu sou fã dele... Mas gostaria ainda mais se viesse com leitor de impressão digital.
Fernando Matos
O que eu realmente não gostei desse Inspiron foi essa enorme borda nas laterais do teclado. Poderiam ter colocado o teclado igual ao Inspiron Special Edition, que possui até as teclas de números no canto, daí toma aquele espaço todo. Uma pena.
Jean Prado
Uso casualmente mesmo. Na aula uso o teclado. =)
Vitor RC
Vc usa a escrita na tela só casualmente ou escreve bastante, tipo copiar aula? tbm tenho um Inspiron 13 7000, mas nao consigo usar assim... a stylus dele é passiva, assim a ausencia de rejeiçao de palma dificulta o uso prolongado.
Zé das Covi
cara, acho que isso não vai ter , pelo que entendi ele vai mostrar em que esta ajudando ele , mostrando seu uso . espero que após isso venha um review detalhado a la tecnoblog .
Tiago Albuquerque
Em seu uso, qual mais gostou?
Flavio
Jean o Inspiron referido é bem interessante, assim como a descrição de sua "usabilidade", mas nesse "review a la blog diario" sinto falta de aspectos negativos, ou de pontos a melhorar, poderia dar mais detalhes da fluidez do windows rodando nele e para aspectos multimídia como reprodução de arquivos em alta resolução?
Rafael Belmonte
Excelente artigo, Jean. Infelizmente, essa "moda" da caneta stylus (tanto a versão analógica, quanto a eletrônica) não pegou aqui no Brasil. Consumidores ou empresas, não importa, nenhum deles demonstra interesse pelo gadjet. Se desejar alguma, vai ter que importar. Faço uso destas "canetas" há 3 anos e, apesar de gostar de escrever à mão, não consigo mais usar papel e canetas convencionais.