Windows Store

Lançada na época do Windows 8, a Windows Store nunca foi lá muito popular, ao menos se considerarmos a quantidade de usuários que a plataforma tem. A principal razão é a escassez de apps ali. Mas esse cenário está prestes a mudar: a Microsoft finalmente começou a cumprir a promessa de levar aplicativos de desktop para a loja. Os primeiros chegarão à Windows Store nos próximos dias.

A novidade é fruto da iniciativa Desktop Bridge (Project Centennial). Com ela, desenvolvedores podem levar, com relativa facilidade, softwares tradicionais do Windows (Win32 e .Net, basicamente) para o ecossistema de aplicativos universais do Windows 10 (UWP, na sigla em inglês).

Para nós, usuários, a conversão traz várias vantagens. Além de a Windows Store facilitar o processo de instalação, o aplicativo convertido roda em uma espécie de contêiner. Desse modo, o sistema operacional fica protegido de arquivos que poluem pastas de sistema e de entradas inválidas no Registro do Windows, por exemplo. Será possível instalar e desinstalar softwares sem deixar rastros, portanto.

Desktop App Converter

Outro benefício é que os apps convertidos podem usar APIs até então só disponíveis para aplicativos modernos. Assim, fica mais fácil para o desenvolvedor fazer o software convertido exibir notificações ou integrá-lo a recursos atuais, como a assistente Cortana. Os padrões de interface dos aplicativos clássicos são preservados, portanto, o usuário não precisa ficar preocupado em “reaprender” a usar o software.

Como esperado, a Microsoft está disponibilizando na Windows Store o Desktop App Converter. Essa é a ferramenta que a companhia criou para viabilizar o trabalho de conversão pelos desenvolvedores e, obviamente, permitir que aplicativos clássicos sejam disponibilizados facilmente na Windows Store.

É claro que não dá para garantir que todos os softwares tradicionais serão convertidos, mas a expectativa da Microsoft é a de que a adesão à ideia seja massiva. Entre os aplicativos da primeira leva estão Evernote, PhotoScape, Magix Movie Edit Pro e Voya Media.

Vale frisar que esses e outros aplicativos chegarão à Windows Store nos próximos dias para usuários do Windows 10 com Anniversary Update. Para quem ainda não recebeu a atualização, a Microsoft pede paciência: o prazo para o pacote de aniversário ser distribuído via Windows Update vai até novembro.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Andriw
Será que um dia a loja da MS vai competir em tamanho com a do Baixaki?? Kkkk
Vitor Mikaelson
O que que tem os jogos?
Jacques
Os jogos da windows store que o diga!
Vitor Mikaelson
Teoricamente já ta pronto. Só não permitem que devs enviem para a loja.
Vitor Mikaelson
O desempenho continua igual, pois não tá emulando nem nada. :) UWPs demoram mais para abrir por outros motivos.
Vitor Mikaelson
Igual não continua. Não vai mais prejudicar o boot (Windows não vai demorar mais para ligar com o tempo), a desinstalação será limpa e não vai ficar restos para trás. Isso é, garantindo que o APP nem use API nova.
Ivo Machado
São, mas baixados da loja ou não, esses programas Win32 não são focados em tablets.
MacielLucas
App da windows store demora pra abrir :( É bem ruim por aqui.
Bruno Vieira
O problema dos apps do Facebook é que eles não utilizaram as tecnologias da Microsoft, mas sim uma própria advinda de uma startup chamada OSMETA que eles compraram há uns tempos. Tanto é que apps portados do iOS com a Bridge da Microsoft já existem há tempos (como o Candy Crush que é a versão de iOS presente no antigo WP8.1) e não apresentam erros ou lentidões mais que apps nativos.
Jacques
"...o aplicativo convertido roda em uma espécie de contêiner..." Adeus desempenho, odeio programas da windows store que eles demoram muito mais pra abrir.
Gabriel Antonio
tablets x86 são desktops
Ivo Machado
Mas os convertidos funcionaram apenas em desktop.
@Sckillfer

Se a experiência em tablets já tava horrível com os apps do iOS mal convertidos (os do Facebook, por exemplo, usam métrica absoluta e ficam cortados em modo retrato), imagina agora com programas sem padrão visual algum? A Microsoft realmente nem finge que se esforça

F. S.
Se a experiência em tablets já tava horrível com os apps do iOS mal convertidos (os do Facebook, por exemplo, usam métrica absoluta e ficam cortados em modo retrato), imagina agora com programas sem padrão visual algum? A Microsoft realmente nem finge que se esforça
Islan Oliveira
Até hoje só baixei nela Asphalt 8 (não gosto de jogos de corrida no celular) e uns apps pra poder usar algumas funções da impressora. De vez em quando entro pra atualizar os apps que vieram instalados no Windows, mas normalmente fico bem longe.
Exibir mais comentários