Início » Aplicativos e Software » Versão final do Opera para desktops já oferece VPN gratuita

Versão final do Opera para desktops já oferece VPN gratuita

Emerson Alecrim Por

Navegador Opera com VPN

Cinco meses depois de ter sido anunciada, a VPN do Opera para desktops chegou à versão final do navegador. Até então, o serviço só estava disponível nas versões para desenvolvedores. A promessa foi mantida: o recurso é gratuito e ilimitado, como a própria Opera Software faz questão de destacar.

A VPN não vem ativada por padrão. Mas habilitá-la é fácil: abra o menu do Opera, clique em Configurações (ou Preferências) e, em Privacidade e segurança, marque a opção Habilitar VPN. Não é necessário fazer cadastro.

Navegador Opera com VPN

Para quem está por fora do assunto, uma VPN camufla o IP do seu computador usando o endereço de um servidor, fazendo a sua conexão parecer ser mantida de outro lugar. Como essa conexão é criptografada, a VPN protege seus dados de interceptações, recurso útil para quando você acessa uma rede Wi-Fi pública, por exemplo.

VPNs também podem ser usadas para outras finalidades, como acesso a serviços que só estão disponíveis em determinados países. Mas a segurança é mesmo o principal argumento da Opera: "se as pessoas soubessem como a internet realmente funciona, acredito que todo mundo usaria uma VPN", afirma Krystian Kolondra, vice-presidente sênior do Opera para desktops. Todas as conexões são baseadas em criptografia AES de 256 bits.

No navegador, a VPN é fornecida pela SurfEasy, subsidiária da Opera. É possível escolher servidores de cinco locais: Alemanha, Canadá, Estados Unidos, Holanda e Singapura. Você pode fazer a seleção clicando no ícone de VPN ao lado da barra de endereços ou deixar o navegador fazer esse trabalho sozinho — ele usa critérios como velocidade e latência para definir o local.

Navegador Opera com VPN

E a privacidade? A Opera afirma que, como o serviço funciona sem login, informações sobre os hábitos de navegação do usuário não são coletadas. De fato, a política de privacidade da SurfEasy restringe esse tipo de atividade. A empresa explica que o seu interesse com o recurso está apenas em atrair mais usuários para o navegador.

Mesmo assim, é uma boa ideia tomar cuidado com eventuais alterações nos termos de uso do browser ou do serviço de VPN. Como já explicamos aqui, o app Opera VPN para iOS tem uma proposta semelhante, mas pode coletar e compartilhar dados gerados pelo usuário. Esse exemplo mostra que não dá para garantir que a sua privacidade será sempre mantida.

O Opera 40, a versão que incorpora a função de VPN, está disponível para Windows, OS X e Linux.

Mais sobre: , ,