Início » Mobile » Xiaomi Mi 5s tem Snapdragon 821 e leitor de impressões digitais ultrassônico

Xiaomi Mi 5s tem Snapdragon 821 e leitor de impressões digitais ultrassônico

Por
1 ano atrás
Já conhece a nova extensão do Tecnoblog? Baixe Agora

A Xiaomi apresentou nesta terça-feira (27) o Mi 5s, um smartphone topo de linha que traz hardware potente, design metálico e alguns detalhes curiosos, como o leitor de impressões digitais, que é ultrassônico e fica posicionado discretamente embaixo do vidro que cobre a tela. Seguindo o ciclo rápido da fabricante chinesa, ele é o sucessor do Mi 5, flagship que vimos em fevereiro.

mi-5s

mi-5s

O Mi 5s tem o que esperamos de um aparelho da Xiaomi em termos de hardware: CPU quad-core Snapdragon 821 de 2,15 GHz, tela de 5,1 polegadas (1920×1080 pixels), bateria de 3.200 mAh e câmeras de 12 megapixels (traseira, f/2,0) e 4 megapixels (frontal). É possível escolher entre 3 GB de RAM e 64 GB de armazenamento ou 4 GB de RAM e 128 GB de armazenamento. Como de costume, não há entrada para microSD.

Mas a novidade está do lado de fora: o leitor de impressões digitais, diferente dos sensores capacitivos que temos hoje, é ultrassônico. Uma vantagem do novo sensor é que ele pode enxergar seu dedo mesmo se a fabricante posicioná-lo sob vidro, metal ou plástico — o Mi 5s traz apenas uma discreta marcação no vidro onde antes ficava o botão de início com sensor embutido.

mi-5s-leitor

E a principal vantagem é que um sensor ultrassônico pode ler suas impressões digitais mesmo com o dedo sujo ou suado, então ele deve falhar bem menos que os leitores atuais. A Xiaomi ainda não confirmou, mas tudo indica que a tecnologia por trás da biometria do Mi 5s é o Snapdragon Sense ID, da Qualcomm, logo, é questão de tempo até que outras fabricantes também adotem a novidade (eu já dei uma olhada de perto na tecnologia da Qualcomm, durante um evento do Snapdragon 820 em Nova York).

Não há previsão para que o Mi 5s dê as caras fora do mercado chinês. Por lá, ele será vendido por 1.999 yuans (R$ 973) na versão de 64 GB e 2.299 yuans (R$ 1.118) na versão de 128 GB.

Mi 5s Plus

mi-5s-plus

Outro smartphone revelado foi o Mi 5s Plus que, apesar do nome, não é tão parecido com o Mi 5s, nem traz o leitor biométrico ultrassônico na frente do aparelho. Ele tem processador mais rápido (ainda é o Snapdragon 821, mas de 2,35 GHz), tela de 5,7 polegadas e bateria de 3.800 mAh. As combinações são de 4 GB de RAM e 64 GB de armazenamento ou 6 GB de RAM e 128 GB de armazenamento.

O diferencial do Mi 5s Plus fica por conta do sistema de câmeras duplas na traseira, que funciona de maneira semelhante ao Clear Sight, da Qualcomm. Há um sensor traseiro de 13 megapixels colorido (que captura… as cores) e outro sensor com a mesma resolução, mas preto e branco (que é melhor em capturar a iluminação). Em tese, isso permite que os smartphones tirem fotos com melhor alcance dinâmico.

mi-5s-plus-camera

O Mi 5s Plus também segue a estratégia agressiva de preços da Xiaomi, sendo vendido por 2.299 yuans (R$ 1.118) para a versão de 64 GB e 2.599 yuans (R$ 1.264) para a versão de 128 GB. Assim como o Mi 5s, o irmão maior começará a ser vendido na China a partir de quinta-feira (29).