Você já notou que existe atualmente uma forte onda de saudosismo sobre videogames? Eu mesmo estou nessa aí até o pescoço. E é bem fácil perceber que o comércio de cartuchos e consoles retrô em sites de compra e venda é bem aquecido, com preços que variam entre as categorias “nossa-senhora-isso-tá-de-graça” até a “Ok-vou-deixar-isso-para-o-Tony-Stark.”

Se você também gosta de games antigos, prepare seu coração: esta semana, alguém da Nintendo do Japão resolveu dar uma organizada em um de seus depósitos e qual não foi a surpresa ao descobrir que uma das salas guardava prateleiras de caixas lacradas do Famicom. A versão ocidental é conhecida no Brasil como NES. Nintedinho para os mais íntimos.

E a empresa resolveu abrir uma das caixas para divulgar aos fãs:

nintendo_deposito_disquetes_tecnoblog_02

nintendo_deposito_disquetes_tecnoblog_08

nintendo_deposito_disquetes_tecnoblog_04

nintendo_deposito_disquetes_tecnoblog_05

nintendo_deposito_disquetes_tecnoblog_11

Nossa, rapaz… que eu pude até sentir o cheiro de videogame novo nessas fotos.

A cereja do bolo veio quando eles acharam caixas e mais caixas do raríssimo sistema de disquetes do Famicom. Sim, jogos em uma versão proprietária dos floppy disks, em contraponto aos cartuchos de Zelda que foram lançados nos Estados Unidos e outros países ocidentais. Estes cartuchos, aliás, vinham com bateria para salvar os jogos. No Japão, era o disquete quem armazenava isso, com um DRM precário e nada funcional, aliás.

Veja algumas imagens:

nintendo_deposito_disquetes_tecnoblog_03

nintendo_deposito_disquetes_tecnoblog_09

nintendo_deposito_disquetes_tecnoblog_10

nintendo_deposito_disquete_tecnoblog

nintendo_deposito_disquetes_tecnoblog_12

nintendo_deposito_disquetes_tecnoblog_13

E esses cartuchos eram gravados em máquinas chamadas Famicom Disk System Disk Writer: uns trambolhos com um monitor, uma entrada para o disquete-mãe, e até nove slots para disquetes virgens.

nintendo-disk-writer

Depois de gravados, você precisava encaixar o Famicom no sistema de disquetes, esperar o sistema operacional iniciar, pedir o disquete, para só então inserir o jogo na unidade e jogar. Assim:

Sim, era precário, mas não deixa de ser interessante. Além disso, olhar pra trás nos mostra exatamente como já avançamos.

Sei que o sentimento de saudosismo varia demais em suas motivações de pessoa pra pessoa. Mas posso dizer que, em mim, boa parte deste fascínio com jogos retrô se dá justamente por me mostrar quão legal é viver no futuro.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Souza
Eu não importaria, e até compraria de bom gosto, se lançassem um console com poderes da atualidade com visual retro. E, claro, com um emulador com todas as ROMs do velhos games. E um ou outro com algumas melhorias.
Matheus Gonçalves

Nem é brigar, a gente tá junto aqui. =)
Mas é que eu achei que o começo do texto dava o tom de que toda essa surpresa, esse ponto de vista de relíquia e cereja do bolo era do meu ponto de vista. Do ponto de vista de quem coleciona esses produtos, não da empresa. Se isso não ficou claro, my bad.

Matheus Gonçalves
Nem é brigar, a gente tá junto aqui. =) Mas é que eu achei que o começo do texto dava o tom de que toda essa surpresa, esse ponto de vista de relíquia e cereja do bolo era do meu ponto de vista. Do ponto de vista de quem coleciona esses produtos, não da empresa. Se isso não ficou claro, my bad.
LuisPauloLohmann
Entendo, Matheus. Não quero brigar contigo, mas "relíquias esquecidas", "qual não foi a surpresa ao descobrir" e "a cereja do bolo foi quando encontraram" dá a entender outra história, diferente do post original. De qualquer jeito, todo mundo ia gostar de poder entrar nesse depósito e descobrir tudo que tem lá pessoalmente.
Gabriel
Podia mostrar o depósito do NX, hein, Nintendo? ;P
Matheus Gonçalves
Ditadura do Player 1. Meu videogame, minhas regras ahahahahaha
Matheus Gonçalves
PS: que fique claro que não foi uma descoberta não intencional. Eles estão reorganizando seus depósitos e estão num trabalho de catalogar sua própria história há bastante tempo. A publicação original, mesmo, dava os produtos como "adormecidos num depósito". A Nintendo está fazendo isso, evidentemente, com motivação comercial. Não é um trabalho de arqueologia. É uma relíquia pelo valor do produto do ponto de vista histórico.
Matheus Gonçalves
PS: que fique claro que não foi uma descoberta não intencional. Eles estão reorganizando seus depósitos e estão num trabalho de catalogar sua própria história há bastante tempo. A publicação original, mesmo, da empresa japonesa, dava os produtos como "adormecidos num depósito". A Nintendo está fazendo isso, evidentemente, com motivação comercial.
trakinao
incrivel ver que mesmo na caixa lacrada, o console ja saiu amarelado!
Bruno
suspeitei desde o princípio.
Victor Hugo Lazari
FANTÁSTICO! <3
Murilo
Por que a segundo controle do Famicom não possui Star/Select?
LekyChan
estava estranhando mesmo, pois eles estão muito limpos
LuisPauloLohmann
Fui no post original da Nintendo e não teve nada de "encontrado". É exatamente uma série de posts em comemoração aos 30 anos de Zelda e ao lançamento do Mini.
LuisPauloLohmann
Fui no site da Nintendo conferir a história original. E é claro que não tem nada de "dar uma organizada", "esquecido" ou "encontrado". Na verdade eles foram ao depósito onde os consoles antigos são guardados para uma série de artigos em comemoração aos 30 anos de Zelda e ao lançamento do Mini Famicom.
Exibir mais comentários