A Microsoft acaba de apresentar ao mercado de telefonia sua mais nova investida no segmento. Durante evento que acontece em San Francisco (e você acompanhou a cobertura minuto a minuto aqui no Tecnoblog), a companhia mostrou ao mundo dois aparelhos de sua mais nova grife de gadgets: a Kin. O Kin One é a versão mais simples, enquanto que o Kin Two é mais completo (e possivelmente mais caro).

Kin Two e Kin One, novos aparelhos da Microsoft.

Kin Two e Kin One, novos aparelhos da Microsoft. (Clique para acessar galeria de imagens)

Ambos os aparelhos são dotados de tela touchscreen, padrão de mercado atual, e também têm um teclado físico deslizante (o famoso slider). O design, que lembra o Palm Pre pelo menos no caso do Kin One, impressiona pela leveza e simplicidade, embora também apresente elegância graças aos tons de preto (ou Black Piano, como preferir) usados.

O Kin One é menorzinho, com tela também pequena e teclado QWERTY bastante fino, com teclas diminutas. A versão maior, o Kin Two tem teclado mais amplo – o que provavelmente facilita o uso para quem tem dedos grandes – e tela em formato widescreen.

Tudo nos aparelhos Kin é pensado do ponto de vista do conteúdo. Devido a isso, uma plataforma bastante intuitiva foi desenvolvida, com a experiência de usuário em foco. Tudo no aparelho pode ser feito com os dedos, com direito a um monte de animações e uma interface que lembra mais ou menos a do Windows Phone 7. No entanto, ainda não há como saber se os Kins rodam de fato o novo sistema operacional da Microsoft, que só deve sair no fim do ano.

Além do celular, o Kin também contará com Kin Studio, um aplicativo web para armazenamento de fotos e demais conteúdos presentes no celular, como mensagens, contatos e vídeos, tornando-se um backup na nuvem. O Kin One terá armazenamento interno de 4GB, enquanto que o Kin Two terá memória de 8GB. No entanto, todas as fotos feitas com a câmera – que tem flash! – serão enviadas diretamente para o site ponto-com.

Kins começam a ser vendidos em maio nos Estados Unidos pela Verizon Wireless. A previsão é de que, até o fim do ano, ele apareça na Alemanha, Itália, Espanha e Reino Unido pela Vodafone. No Brasil… Deixa para lá. 😉

[Atualização às 15h10] De acordo com a Microsoft, os Kins não rodam o Windows Phone 7 propriamente dito. No entanto, a plataforma usada pelos aparelhos compartilha elementos importantes do sistema, como Zune, Bing, serviços do Live e o núcleo. Os Kins seriam aperfeiçoados para a “geração socialmente conectada”, enquanto que o WP7 é voltado para aparelhos voltados para vários públicos distintos.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Diego
Quanto maior for a concorrencia entre as empresas fabricantes de smartfhones melhor é para nós consumidores , mas voltando aos novos smarts da microsoft, acho que a interação com o windows é essencial para sua popurarização. Não gostei do teclado , lembra o teclado de uma calculadora e pela experiencia que tenho com esse tipo de teclado é que ele não dá aderência aos dedos.
GoigA
E o preço?
tplayer
Pelo menos é um nome curto. Pense bem, poderia ser algo como Microsoft Windows Mobile Social Phone One
Tiago Celestino
A MS demorou para criar seus aparelhos e lançam um produto feio pra cassete. Mas cada um tem o seu gosto, eu particularmente não acredito no sucesso do Kin One e Two.
VinceBZ
Sério achei o Kin One lindo, nunca me apeguei aos smartophones mas se esse vier pro Brasil(queira Deus e mais alguém para que aconteça) compro um, fora que achei interessantíssimo o compartilhamento de conteudo.
Hernani
Nome de celular Xing Ling esse ai
Thássius Veloso
Ele tem a mesma estrutura do Windows Phone 7, porém com modificações. O ruim de comprar um aparelho como esse é que, ao meu ver, conforme o Windows Phone receber atualizações no software, os Kins não vão.
Alan22amg
É minha gente! KIN sem WP7? Prefiro um chinaphone mesmo! enquanto não chega o Nexus one no Brasil!!!!!
Cristian
RT Juarez. Eu tive a MESMA impressão. Esse pra mim é o alvo da MS. É a molecada para quem os pais querem agradar mas que não precisa de tantos recursos quanto os dos smartphones. A única coisa incompreensível para mim é: pra que diabos a MS criou DOIS sistemas operacionais? Ao invés de focar em UM (ou seja, investimento e tempo no mesmo lugar) só...
Arimathéia
Nossa! Feio demais. Já lançam perdendo para o iPhone atual.
zill
Ayté q achei eles bonitos. Pelo menos bem mais que aquele lixo do iPhone ele é.
Linka Brasil
O Kin One se parece com o Motocubo A45 da Motorola , já o Kin Two se parece com o LG GT360.
Juarez Lencioni Maccarini
Mais alguém ficou com a impressão que esse Kin One está bem focado no público teen?
tplayer
Se mantiver a qualidade dos periféricos para PC da Microsoft será um ótimo aparelho. Gostei muito do Kin Two.
Denis
Acho que para Apple não vai nem fazer sombra!
Exibir mais comentários