Início » Computador » Como os novos MacBook Pro e Surface podem impactar o futuro da Apple e da Microsoft

Como os novos MacBook Pro e Surface podem impactar o futuro da Apple e da Microsoft

Por
42 semanas atrás

Na semana passada, a Microsoft apresentou várias novidades relacionadas ao Surface durante um evento em Nova York. Mas, além do Surface Book, Surface Studio e Surface Dial, uma coisa me chamou muito a atenção. Foi algo dito pelo CEO Satya Nadella: “Nós somos uma empresa que representa os construtores, os autores, os criadores”.

Ei! Até pouco tempo atrás, essa era justamente a visão que a gente tinha da Apple. Com os novos produtos e nova filosofia, a Microsoft fez o que se pensava imaginável, que é, aos poucos, conquistar parte de um império que era todo da Apple.

Calma, eu não estou dizendo que o mercado de criação vai migrar em massa para os Surface, nem que o MacBook Pro vai deixar de existir. Eu inclusive estou escrevendo este texto em um laptop da Apple, no qual trabalho diariamente com desenvolvimento de software e pretendo continuar por muito tempo ainda.

Mas logo depois vimos a apresentação do novo MacBook Pro, com sua barra OLED tátil no lugar das teclas de função, com sua falta de portas USB, sua falta de entrada para cartões de memória, sua necessidade de se adquirir dongles e adaptadores, e finalmente, seus preços altíssimos, não apenas no Brasil.

tecnoblog_apple_adaptadores

Veja bem, eu adoro meu MacBook, e fiquei muito tentado a comprar essa nova versão, mas preciso ser racional aqui. Quando comparado ao que a Microsoft está fazendo, à inovação que ela está buscando, e quando se coloca na balança os MacBooks atuais com os novos, podemos concluir que a Apple não está mais focando em profissionais. E talvez não seja mais referência de inovação, de revolução. Ao menos, nada perto do que já foi um dia.

Não, não vejo que de uma hora para outra o Surface Studio e o Surface Book se tornarão incrivelmente populares, mas o ponto é justamente esse: a Apple sempre foi referência em um nicho específico do mercado profissional, que é a criação. E mesmo fãs de longa data da Apple se mostraram seduzidos pelos produtos da Microsoft — e igualmente decepcionados com os anúncios da Apple.

Com todas essas limitações, o MacBook Pro não é mais o “produto ideal” para fotógrafos, nem para quem viaja e precisa fazer apresentações com o produto, nem ninguém que precise mais de 16 GB de memória, nem quem trabalha com recursos gráficos, modelagem 3D, edição de vídeo ou qualquer tarefa mais parruda.

tecnblog_macbook_hdmi_portas

Estamos diante de uma inversão de mercado?

Por anos e anos, enxergamos o PC como um produto corporativo, que era só para trabalhar com o pacote Office e, alheio aos excelentes games, estar preso a tarefas enfadonhas. Já no Mac, a imagem era da diversão, da criação, de um universo amplo que permitia explorar toda sua criatividade.

No entanto, apesar de ainda ser a empresa com o maior valor do mundo, boa parte desse sucesso se dá por causa do iPhone:

tecnoblog_apple_quarterly_revenue_growth

Portanto, imagino que o maior desafio da Microsoft agora é fazer com que designers e ilustradores, por exemplo, passem a se ver como possíveis clientes da Microsoft. Uma questão de público-alvo.

Muitos certamente vão se recusar a mudar para o Windows por estarem acostumados com o ecossistema da Apple. E eu não faço ideia de como o Nadella e suas equipes pretendem superar esse problema.

A pergunta que fica é se eles vão realmente investir pesado para aumentar sua participação nesse mercado. Ou, pelo menos, aproveitar bem enquanto a Apple passa por essa crise existencial. Eu imagino que sim.

  • Eu não gostei muito das novidades do MacBook, principalmente a novidade dos preços, mas apesar de interessante não sei como o Surface Book também se sobressai nessas críticas: ele não possui nenhuma Thunderbolt, ficou absurdamente caro também e também não possui versão com 32GB.

    Em relação aos recursos novos realmente é incomparável (tela destacável X barrinha OLED), mas essas críticas de “specs” acho que não faz sentido olhando para o Surface Book que é mais capado e caro ainda.

    • 16GB tem sim… até o Surface Pro tem 16gb.

      Edit: a questão dai é o preço. Novo Surface Book com i7, 512gb SSD tá 2,799 contra 2,199 do MacBook Pro. A questão dai também é outra, bem maior. O Surface Book vem com uma GPU dedicada, a 965m, que apesar de antiga, é bem melhor que a Intel Iris 6100, muito melhor. E também tem a questão de bateria, 16 horas contra 10 do MacBook. E a resolução melhor (não sei que ponto vai influenciar dai).

      • Coloquei errado, era 32GB que estão reclamando.

        Mas por esse preço dá para comprar o MacBook Pro de 15 polegadas com processador quad-core (o Surface Book é dual-core certo), também tem GPU dedicada ligeiramente melhor se não me engano e nem é muito mais pesado (200g a mais que o Surface Book). O SSD também deve ser bem mais rápido, tudo pelos mesmos 2799,00.

        Claro que tem a questão da tela removível e tudo mais, não estou dizendo que o Surface é mais caro, mas é cheio de comprometimentos e a falta de Thunderbolt nessa revisão não faz sentido…pelo menos USB 3.1 deveria ter.

        • O tamanho de tela é diferente e muita gente prefere menor (a GPU continua sendo melhor no Surface enquanto processador melhor no MacBook dai).
          E o SSD de ambos os Surfaces chega a 3 GB/s afaik

    • Bruno Martins Santana

      eu só acho q o MacBook Pro deveria ser PRO …
      Tipo, ter tudo que é preciso para um Proficional… e foda se se é fino, pq é pra trabalho….
      e quem quer o Fino compra o AIR….

      • Bruno Lima

        ProfiSSIonal jovem

    • Bruno ✔

      E o que tem para usar com thunderbolt?

      • USB 3.1 já resolveria, só um cabo para conectar ao monitor https://youtu.be/rhYn8Mrvw

        • Bruno ✔

          Um cabo e depois um adaptador, quantos monitores hoje em dia tem USB-C? O que a LG lançou com a Apple outro dia é o único que conheço.

          • A LG já tinha um 4K com USB-C e esse do vídeo é da Acer, o MacBook já tinha esse problema das portas, esse novo da LG é 5K que precisa de mais banda por isso Thunderbolt. Na verdade, USB-C 3.1 já estaria de bom tamanho para o meu caso, nem precisava ser Thunderbolt.

            Agora que os computadores estão saindo com USB-C é esperado que mais monitores suportem o padrão e, no meu uso, não precisar entrar embaixo da mesa para colocar o carregador e nem precisar levar o carregador todo dia é bem relevante.

            Claro que isso não impede a Apple de colocar USB normal, mas pensando que é um notebook para, sei lá, 5 anos…é bom ter a melhor porta disponível. Coisas como o Razer Core podem dar certo, apesar de eu ainda ser meio cético.

        • DisplayPort não faz isso? Surface tem…

          • Que eu saiba, não fornece energia, um cabo no sentido de que geralmente você geralmente precisa ligar dois cabos contando o de energia…nesse caso é USB 3.1 nem Thunderbolt já que é só 4K.

  • Bruno Martins Santana

    A Apple meio que se perdeu… Ela tinha o MacBook White que era um Notebook bom e “barato” que tinha tudo mas era mais simples… tinha o MacBook Pro que era pra PROfissionais… tinha tudo que tem direito (processador fodão, DVD, e etc)… dps o MacBook Air que era o Compacto da familia, com suas limitações por ser fino, mas blz…
    Dai eles encerraram o MacBook White,
    Dai Lançaram o Macbook que era mais fino e leve que o macBook Air que era o fino e leve ????
    Dai eles transformaram o Macbook pro em um Macbook Air, só q mais potente…
    Dai o Macbook air e o pro perderam suas portas e etc…
    Ai Tudo virou Macbook (aquele fino) só q mais caro, e com processador de macbook air…
    Ai não to entendo mais nada…
    PQ não existe mais MacBook PRO que seja PRO …..
    nem um Macbook que seja o Pro mais simples, pq este é o AIR, mas o air não dá pra trabalhar e etc, dai tem q ser o Pro que tbm não dá pra trabalhar…. dai vc Compra um DELL….. e instala Baidu

    PS: Baidu Instalado com Sucesso

  • Murilo Rafael De Mello

    Nadella está levando a Microsoft para caminhos deveras interessantes.

    Dá pra dizer que a Microsoft está batendo de frente com a Apple nesse nicho, ao invés de ficar Nadella?

    I’ll see myself out…

    • Luis Fernando Lins

      Hahahahahaha genial!

  • Luis Cesar

    Pelo menos em parte, Nadella tem razão. Para quem trabalha com CAD, a Microsoft ainda é referência. Os principais programas só rodam no Windows.
    Quem quiser rodar no Mac, só por Parallels ou Bootcamp. Mesmo assim, não é lá essas coisas.

    • Marcos Souza

      AutoCAD para OS X já existe ha anos. Um dos poucos softs que ainda não tem pra Mac é o Corel, apesar que quem usa OS X prefere a suite da Adobe.

      • Luis Cesar

        AutoCAD? rsrsrsrs.

        Revit, Civil 3D, 3DS, Inventor, Electrical…Vindo para o mercado nacional: Softwares Eberick, Topograph…desses que eu estou falando.

        • Bruno Martins Santana

          Não tem SolidWorks… magoei

        • Marcos Souza

          Entendi Luis, achei que estava se referindo ao da Autodesk. Obrigado pela informação!

    • Ronaldo

      Qual o percentual de pessoas (sobre o total de licenças de Windows) que precisa de um Autocad, Solid Edge, Solidworks, VectorWorks ou algo parecido ? Se bobear é menor que o numero de usuarios que precisam de VBA para Office, que também não existe para Mac. E bobeando é menor do que o numero de pessoas que usam o Mac para desenvolver usando Ruby ou Python, cujo windows é ridiculamente atrasado.

      • Luis Cesar

        Se você for entrar no mérito do que as precisam ou não, não precisaríamos de nada além de um notebook da Compaq com intel dual core e um browser.

        E sobre qual o percentual de pessoas que usam esses programas? É só olhar a tecnologia à sua volta. E não estou falando de iPhone e iPad, não. Estou falando de construções, portos, rodovias, ferrovias, pontes, maquinário pesado, carros e afins. O Primavera, um dos softwares de planejamento mais completos que existe (MS Project é um bloco de notas perto dele) e muito usado em grandes empresas e corporações, só roda no Mac se virtualizar, e mesmo assim, capenga.

        E não dá pra comparar o nº de usuários desses softwares com o nº usuários VBA. Nem de longe.

      • Wilson Faustino

        VBA tem sim. Abri no excel 365 mac uns dias atrás.

        • Ronaldo

          Manda um print da tela abrindo dentro do Mac, ou grava a tela executando uma macro em VBA. Talvez a MS se interesse pelo seu caso.

  • Roger Martins

    Na boa, aquele surface nao me convenceu em nada. Ninguem parou pra ver a configuração pífea por trás daquilo, nao fizeram um PC pra profissionais, fizeram um PC meia boca com tela touch

    • João Silverado

      É um PC pra profissionais da área gráfica, designer, não é pra modelagem de animação 3D nem PC gamer. O processador é parecido com os do Mac e não vejo ninguém reclamando disso.

    • Chicão ✓ᵛᵉʳᶦᶠᶦᵉᵈ

      Não é pc gamer.

    • Trovalds

      Pra o que ele se propõe é uma excelente máquina. E mesmo os profissionais da Apple que se ocupam de tarefas mais pesadas e que exijam mais da máquina (edição de vídeo, por exemplo), usam render slaves pra fazer o processamento pesado deixando seus Macbooks, iMacs ou mesmo Mac Minis apenas para o processo criativo.

  • leoleonardo85

    “Muitos certamente vão se recusar a mudar para o Windows por estarem acostumados com o ecossistema da Apple. E eu não faço ideia de como o Nadella e suas equipes pretendem superar esse problema.”

    Ou seja, o mesmo problema do Windows no Mobile, vai ser dificil ultrapassar essa barreira, tomara que consiga, nem que seja pra deixar o mercado 50% pra cada um.

    • Chicão ✓ᵛᵉʳᶦᶠᶦᵉᵈ

      Dê uma pesquisada nos números.
      O MacOS come poeira do Windows

      • Novamente, Chicão. O problema não é ter MAIS usuários que o macOS.

        É ter ESSES usuários do macOS, é mostrar pra esse grupo que é possível fazer a migração.

        • Murilo Rafael De Mello

          O público que paga bem para receber a melhor ferramenta de trabalho disponível.

      • leoleonardo85

        Você não entendeu, a afirmação do texto diz respeito a quem usa Mac há muitos anos.

  • Anakin

    Conhecendo um pouco a Microsoft, eles apresentaram e vão deixar caminhar naturalmente hahaha eles tem uma certa preguiça que não sei da onde vem, mas eu fico triste, eu trabalhava com um iMac que quebrou no ano passado, e por questões financeiras, eu queria comprar um computador com windows, e tive que ir de Dell (podem me julgar) haha hoje eu me arrependo, deveria ter ido de Avell, mas fazer o que, vivendo e aprendendo, queria muito que tivesse essas opções da Microsoft batendo de frente com os produtos da Apple e com preços menos exorbitantes, há um pequeno preconceito que alguns tendem a achar que você ilustrador só faz seu trabalho bem se tiver um Mac, coisa de publicitários, mas esquecem que tem muita gente talentosa que as vezes não consegue comprar um produto da maça mas que o Microsoft vai suprir perfeitamente (e até melhor, pelo que estou vendo).

    • Yago Oliveira

      Só lembrar que essa linha Surface da Microsoft é bem carinha também. Mas se está falando da linha mais “de boa” concordo contigo. Obs: tenho um Dell e nunca mais…

  • Wilson Neto

    Mas o problema da Microsoft sempre vai ser o windows bugado kkkkkk

    • Cara… desde o Windows 7 que esse tipo de comentário não faz mais sentido =/

      • Velho John

        Faz sim Matheus. Eu tenho um Lenovo com excelentes especificações e quero atirá-lo na parede por culpa do Windows 10.

        Vendi um Macbook Air 2011 pra comprar um Lenovo 2016 e provavelmente fiz o pior negócio da minha vida.

        Como não pertenço ao público alvo desta matéria, tenho certeza absoluta que serei mais feliz com um Pro.

        abs.

        • Bruno Aveiro

          Cara, só por curiosidade, qual é o Lenovo que você tem? Pode ser que o problema seja o seu Lenovo, mesmo com as excelentes especificações.
          Já vi equipamentos Lenovo onde o problema era o S.O. Lenovo instalado. Ao instalar uma imagem de S.O. de mercado rodava de boa.

          • Velho John

            É um Z40 com i7 e 16 GB e placa de video dedicada.
            Pesquisei bastante antes de comprar, Troquei 1 TB de HDD por 256 GB de SSD.. Mesmo assim, ele não chega nem perto em desempenho do meu antigo Air 2011 com i5 e 4 GB. Fiquei 5 anos com ele, e só formatei quando vendi. E vendi pelo preço que paguei. E o dono atual ta mega satisfeito com o desempenho dele.

            Não há concorrente pra isso, pelo menos na minha experiência.

          • O MAC nem sempre tem desempenho excepcional, principalmente na época que teve a atualização para o Lion/Yosemite, quem não tinha HD SSD sofreu – tive que trocar o HD do iMac 27′ da empresa e do MacBook White, pois o sistema, mesmo depois de reinstalações limpas, ficava uma lentidão absurda.

            Quanto ao PC, depende muito da versão do Windows, se for de fábrica, provavelmente alguns vírus, bloatwares ou drivers desatualizados estão deixando mais lentos, recomendo que faça uma reinstalação limpa, coisa que o Windows já oferece nativamente;

            Eu tenho um HP DM41095BR de 2010 [ou menos] na empresa – specs: i7, AMD Radeon, 6GB mem, etc – que mantive com o Windows 7 até duas semanas atrás, pois até antes da atualização de aniversário (Windows 10 Anniversary) tinha alguns bugs constantes, travamentos, conflitos dom driver de vídeo, mas, desde esta outra chance, estou satisfeito, pois nem sequer precisei instalar os drivers, pois TODOS foram obtidos via Update e o SO está rodando liso.

  • Chicão ✓ᵛᵉʳᶦᶠᶦᵉᵈ

    “Muitos certamente vão se recusar a mudar para o Windows por estarem acostumados com o ecossistema da Apple. E eu não faço ideia de como o Nadella e suas equipes pretendem superar esse problema.”

    Problema?
    Quem tá com problema é a Apple. A participação do Windows comparado ao MacOS é absurda. Chega a ser covardia comparar.
    O Windows está mt na frente. E hoje, é o melhor SO desktop.

    • Tendo em vista a premissa estabelecida que é “conquistar esse público-alvo” e ele ter raízes sólidas no macOS, isso é um problema a ser superado, cara.

      Isso não tem vínculo algum com o fato do Windows ter mais participação, o foco do tópico nem é esse, na verdade.

      • Souza

        Esse grupo de usuários que dá uma grana preta para Apple.
        Sei que a Apple ganha muito nos iPhone, mas o ecossistema (não contando os iPhone) gera um lucro que acho que pode juntar todos Windows da MS que não chega perto. Ou minha conta “de cabeça” está errada?

    • Victor Hugo

      De maneira alguma, fatia de mercado não tem nada haver com qualidade de sistema operacional. Falou besteira! A Apple, desde 2001, lança uma nova versão do sistema a cada 2 anos e, a partir de 2013, passou a lançar todo ano e mantendo até os dispositivos mais antigos atualizados. Muitos programas embutidos num MacBook você tem que comprar à parte, muitos comandos que só existiam numa máquina da Apple foi implantado muito tempo depois num Windows. Só pra você ter uma pequena ideia do que falo: faça um backup de um Apple com Mac OS Leopard de 2007 que você transfere tudo numa máquina com macOS Sierra de 2016 com todas as configurações e programas sem problemas (no máximo softwares antigos), agora experimenta pegar uma máquina com Windows Vista, (tentar!) fazer backup e transferir pra uma máquina com Windows 10. Você se f****

  • LuizF

    Usa MacBook? Ou é propaganda pra épow?

    • Não entendi seu comentário, cara, vc pode ser mais claro nas suas perguntas?

      • LuizF

        Aiai

      • LuizF

        O texto parece uma propaganda da epow

  • Eu sou um desses que usou/usa Mac há mais de 10 anos. E acredito que chegou a hora de mudar. Já se foi o iPhone e entrou o Nexus 6P. Agora é procurar um substituto do MacBook Pro. A Microsoft mandou bem, mas é mais caro e nem sequer tem suporte no Brasil. Vejamos se o cenário muda por aqui ou mudo de cenário.

    • Souza

      Ainda bem que tem umas OEMs bem interessantes.

      • Poderia nos dar umas dicas? 🙂

        • Souza

          Tem várias, mas todas tão caras que acho melhor olhar para os velhos ‘notebook jeito de ser’.

  • Gustavo Rocha

    Um pouco tendenciosa a matéria n? Foi falado como se ninguém soubesse que o mundo usa Windows e que ele é o sistema da imensa maioria da população de PC’s do mundo.
    N tenho nem MacBook e nem Surfacebook e nem mesmo os surfaces mais baratos. Mas principalmente diante do do exposto na matéria n faz mais sentido colocar a Apple como intocável e empresa a ser batida sendo que ela n ocupa mais esse cargo. Vem perdendo para a Samsung no mobile e perde do pra Microsoft nos PC’s e Tablets.

    • Cara, o texto justamente coloca a Apple como uma empresa NÃO intocável. Que ela tá perdendo espaço, que ela tá em crise de identidade. Tá no texto isso ainda, velho…

      • Gustavo Rocha

        Eu sei cara, li o texto. Isso ai eu sei que literalmente está.
        O que pontuei foi o “como”, a forma como foi falado. Pareceu o parecer de alguém que n quer largar o osso, n quer dar o braço a torcer e com muito medo de dizer o que disse.
        Me referi mais as entrelinhas mesmo. N quis tbm ofender o cara ou dizer que ele é fãboy nem nada. Só achei meio tendenciosa essa forma de falar.

        • Então vamo facilitar o entendimento mútuo: meus textos sempre serão tendenciosos, tendendo à minha opinião, que estará explícita no texto.

          Nunca entrelinhas, sempre explícito. Combinado? 🙂

          • Gustavo Rocha

            A interpretação é do leitor e n do escritor. Isso é regra básica na comunicação, principalmente de quem escreve.
            Sem problema. Vc escreve o que quiser e questiono o que eu quiser. Ai se alguém tiver algum problema em ser contrariado, só lamento. 🙂

          • Cortana

            Aff.
            O resumo do que ele escreveu é que:
            A Microsoft está inovando mais, mas ninguém sabe se haverá migração em massa para os computadores Microsoft.
            Visão tendenciosa é a sua.

    • Victor Hugo

      Falou besteira no último parágrafo amigo, a receita de iPhones (apesar de tido quedas nas vendas) ainda bate de igual pra igual com a coreana. Agora dizer que a Maçã tá “perdendo”pra Microsoft no mercado de tablets é dizer a Nokia fabrica TV 4K….

      • Gustavo Rocha

        Pega os números. Quem vende mais é Samsung.
        Receita n são vendas apesar das vendas comporem parte da receita… Se a empresa tiver royalties de parentes para pagar, sua receita vai ser diluída. Por exemplo a Microsoft n perde nada em abandonar o mobile porque lucra absurdamente mais com royalties de patentes que a Google paga do que com suas vendas. Assim como a Apple tbm tem royalties a pagar para a MS, ou seja, tudo que eles fabricam tem que pagar pra MS.
        Na Europa os produtos Surface vem desbancando os ipads a vários trimestres seguidos e é de longe a área que mais compõe receita da Microsoft. Os ipads tem perdido tanto em capacidade de processamento como em status de Premium. Vide a Samsung lançando tableta Premium a tão pouco tempo (1 ano) fora do Brasil e já tendo números considerados bom para uma entrada nesse nicho.

        • Victor Hugo

          Verifiquei e nesse quesito você está certo (http://g1.globo.com/tecnologia/noticia/2016/07/samsung-amplia-vantagem-sobre-a-apple-no-mercado-de-smartphones.html). Entretanto, não diria que vem perdendo pois as duas são praticamente as únicas que tem lucro nesse mercado. Dá licença, mas agora não entendi: o que os royalties que a Apple paga pra Microsoft tem haver com o mercado mobile? A Microsoft chegou praticamente agora querendo entrar em hardware, coisa que a Apple faz desde a sua criação. Surface vendendo mais? Acho que não (http://www.tecmundo.com.br/tablet/94895-ipad-pro-vendeu-linha-surface-microsoft-fim-2015.htm). Amigo, está precisando ver melhor o cenário atual de cada empresa. A Microsoft sempre atuou em software (cloud, Office, Windows, Live, serviços, etc) e mesmo tendo algumas divisões dando mais lucro, ela ainda é software. A Apple teve o Mac como percursos de suas vendas, hoje mais da metade dos bilhões e bilhões de dólares é iPhone, mas cada caso é diferente do outro. Não confunda, por favor!

          • Gustavo Rocha

            Veja os dados doa últimos trimestres e compare a receita do Surface e do iPad. N quero dizer com isso que n se vende mais iPad mas sim que a venda tem caído a cada trimestre assim como a venda de MacBook. No quesito MacBook tem o atenuante de que as vendas de PC estão caindo no mundo todo, mas isso fosse fator determinante de fracasso, como explicar um híbrido Premium conseguindo manter níveis elevados de receita?
            Isso é em termos de venda. Em termos de marca e capital acumulado a Apple ainda é líder.
            Os royalties entram no sentido de que a margem de lucro e resultado operacional e final tem despesas como os royalties deduzidos. Então quem paga royalties acaba tendo lucro reduzido e quem recebe acaba tendo um aumento, saca?
            Foi isso que quis dizer. Mas deixa eles se matarem lá.

        • capitão-do-mato

          pega os números de venda da linha S e note e compara com os números de venda dos iphone padrão e plus, Apple não fabrica iphone prime e nem iphone y.

  • Adolfo Brás Sunderhus Filho

    É interessante ver esse processo de inversão no mercado e observar como o mesmo tem sido gradativo e natural. Sempre fui usuário Windows, desde o longínquo ano de 1994. Usei aqui e acolá computadores com macOS e Linux e não tenho receio nenhum em dizer que, para minhas necessidades, o sistema da MS sempre foi o mais indicado.

    Agora, ver essa entrada com “pé na porta” da MS no mercado de hardware, sem dúvida alguma, me deixa deveras feliz e satisfeito. Quem sabe um dia comprarei e serei feliz com um SurfaceBook.

  • Souza

    Bom, imaginar coisas nem dói tanto:
    Será que a Apple vai se parecer tanto com a MS em um passado não tão distante e trabalhar com o “povão”? Apple licenciando seus sistemas para OEMs?
    Produtos de qualidade, otimizados a preços mais acessíveis, eu até toparia usar um Apple.
    Não levem a mal, mas imaginar faz parte.

  • Carlin

    “Ou, pelo menos, aproveitar bem enquanto a Apple passa por essa crise existencial.” (Melhor parte, rsrsrsrsrsrsrsrs)

    A Apple, realmente perdeu o foco, ou ela resolve tomar um rumo e segui firme e forte ou vai cair na sombra do que um dia já foi (acho que isso já acontece quando alguém fala, “nos tempos de Jobs…”)!!!
    A cada lançamento vemos uma empresa que não dita o mercado, ela está apenas seguindo, fazendo o que todos esperam, sendo “mais uma” – no jeito Apple de ser claro -, ai que está o perigo, ou ela faz valer o HYPE, que todo anuncio Apple AINDA tem, ou logo, logo, não será tão incrivel assim! “Inovação se distingue entre um líder e um seguidor” Jobs

  • Fabio Alvez

    O dia em que a Apple liberar seu macOS para a galera, pode escrever aí, ADEUS Windows!! Quem dera!!

  • Sinal de alerta pra você Apple, se liga, pois se não, vai perder mais mercado..