Início » Carros » O que um Tesla enxerga quando está dirigindo sozinho dentro da cidade

O que um Tesla enxerga quando está dirigindo sozinho dentro da cidade

Por
1 ano atrás
Já conhece a nova extensão do Tecnoblog? Baixe Agora

Os carros da Tesla estão vindo com tecnologia de condução totalmente autônoma, para que o motorista não precise colocar as mãos no volante em nenhum momento, como nos veículos do Google. O sistema da Tesla ainda não está liberado, mas a fabricante está divulgando uma série de vídeos demostrando um protótipo da tecnologia. E o último mostra o que um Tesla enxerga enquanto dirige sozinho por aí.

tesla-s-autonomo

Este vídeo da Tesla, com pouco mais de três minutos de duração e Paint It Black como trilha sonora por algum motivo que ainda não descobri, mostra um Model S dirigindo em vias urbanas, além de três câmeras destacando o que o carro está “vendo”, entre faixas de pistas, objetos nas estradas e placas de sinalização:

O motorista está atrás do volante por razões legais, já que o Model S não está autorizado a andar sozinho pelas ruas da cidade — mas ele não assume o controle da direção ou dos pedais em nenhum momento. O trajeto começa com o carro saindo do estacionamento por conta própria. Depois, o veículo passa por cruzamentos e estradas com presença de pedestres, ciclistas e outros automóveis.

Para mim, o sistema de condução autônoma ainda parece seguro “demais”. Repare como, em 1min31s, o veículo para totalmente devido a presença de pedestres correndo ao lado da pista (era possível seguir com segurança). Aos 2min33s, o Model S também freia no meio da estrada quando um carro se aproxima na faixa do outro sentido. São falhas que não deveriam acontecer: parece até que o carro “travou”.

tesla-model-s-interior

Claro, o final é particularmente interessante, quando você questiona por que o motorista deixou o Model S no meio da rua. Eis que, de repente… o carro começa a estacionar sozinho.

É um bom avanço em relação ao piloto automático disponível atualmente nos carros da Tesla: o modo semiautônomo permite manter o veículo na pista, com uma velocidade compatível com a dos outros carros, e estacionar o automóvel sozinho. O Enhanced Autopilot, que será liberado até dezembro, permitirá que o carro ande em vias mais complexas e pegue a saída de uma rodovia automaticamente. No Full Self-Driving, você praticamente não precisará mais fazer nada.

O novo hardware de condução autônoma da Tesla, composto por oito câmeras, sensores ultrassônicos e radar frontal de detecção de veículos, já está vindo nos carros produzidos pela empresa, mas o software ainda não está pronto — ele deve ser liberado até 2018, dependendo da aprovação dos órgãos regulatórios. Quem quiser ativar o Full Self-Driving deverá pagar até US$ 10 mil.

Mais sobre: , , , , ,