Início » Internet » Internet Archive quer mover backups para o Canadá para “fugir” de Trump

Internet Archive quer mover backups para o Canadá para “fugir” de Trump

Diego Melo Por

A eleição de Donald Trump à presidência dos Estados Unidos provocou reações variadas no país. Enquanto muitos comemoraram a vitória do magnata, outros demonstraram-se preocupados com o futuro, principalmente devido às diversas declarações consideradas polêmicas do presidente eleito durante sua campanha.

E mesmo antes do novo presidente tomar posse, algumas instituições já estão se antecipando a possíveis dificuldades oriundas da nova administração. É o caso da Internet Archive, que lançou nesta semana uma campanha de arrecadação de fundos para mover todo o seu backup, que está hospedado nos Estados Unidos, para o Canadá, por temer que seus dados possam sofrer algum tipo de censura do governo Trump.

internet-archive-wayback-machine

A Internet Archive é uma organização sem fins lucrativos baseada nos Estados Unidos que há 20 anos se dedica a arquivar praticamente toda a internet. Até agora, eles já catalogaram petabytes de páginas, e afirmam continuar arquivando cerca de 300 milhões de sites a cada semana. Seu enorme banco de dados permite rodar serviços como o Wayback Machine, no qual qualquer pessoa pode visitar uma cópia arquivada de um site de anos atrás, até mesmo daqueles que já deixaram de existir.

O fundador Brewster Kahle explicou a decisão em um post no blog oficial, onde também pediu doações aos usuários para realizar a transferência dos dados – que, segundo Kahle, custaria milhões:

“No dia 9 de novembro na América, acordamos para uma nova administração prometendo mudanças radicais. Foi um firme lembrete que instituições como a nossa, construídas para o longo prazo, precisam projetar mudanças. Para nós, isso significa manter nossos materiais culturais seguros, privados e perpetuamente acessíveis. Isso significa nos preparar para uma Web que possa enfrentar grandes restrições”, escreveu Kahle. Com os dados hospedados fora do território americano, eles não estariam sujeitos a possíveis leis de censura dos Estados Unidos.

Segundo o Motherboard, durante a campanha, Trump aparentou ser favorável a uma postura de linha dura sobre controle da rede, quando afirmou que a indústria de tecnologia “precisa fechar a internet” para evitar a propagação do extremismo. Caso ideias como esta sejam levadas adiante, elas poderiam causar problemas a sites e organizações como a Internet Archive, que se propõem a preservar qualquer conteúdo divulgado na internet, independente do seu teor político ou ideológico.

Mais sobre: , ,

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Mario Junior ?????????
Imaginem se fosse a Hillary que tivesse sido eleita...
Paulo Schaper
coloca em um CD-ROM e leva pro Canadá :p
LessTech
O problema é se utilizar de recursos legais que já existem. Infelizmente a legislação americana também consegue ser uma bagunça, com regras antagônicas. Basta o presidente ter o apoio da pessoa certa e uma caça às bruxas começa. =/
NoobIsrael
Eu já arquivei uns 30 sites usando essa ferramenta, ela é muito útil em alguns casos.
Daniel Silva
Estão usando isso para aumentar o volume de doações, de quebra aproveitam para ter o projeto divulgado em inúmeros portais de notícia e aumentar o seu alcance. Precisavam de uma oportunidade, ela apareceu e eles abraçaram. Nada contra, achei até uma jogada bem inteligente.
Juan Lourenço
Falam como se o Trump fosse um ditador que pudesse chegar criando regras pra serem acatadas imediatamente. Qualquer coisa que pudesse afetar o Internet Archive ia demandar lei (que não parte dele), passar pelo congresso, etc., tempo mais do que suficiente pra SE essa necessidade surgir, poderem transferir pra outro lugar até a aprovação.
Daniel Silva
É verdade, achei exagerado também. Mais parece que estão se aproveitando do momento para colocar em prática um antigo plano.
Juan Lourenço
Me parece meio exagerado, mas tão levando a sério o "Quem controla o passado controla o futuro"