Início » Software » AsteroidOS vai salvar seu smartwatch com Android Wear do abandono das fabricantes

AsteroidOS vai salvar seu smartwatch com Android Wear do abandono das fabricantes

Por
46 semanas atrás
Já conhece a nova extensão do Tecnoblog? Baixe Agora

Os relógios inteligentes têm o mesmo problema dos smartphones: cedo ou tarde, eles vão parar de receber atualizações de software. E vão parar de suportar os novos aplicativos. E você ficará com raiva da fabricante. Mas o AsteroidOS pode salvar os smartwatches com Android Wear da obsolescência programada — e já está pronto para rodar em alguns modelos.

asteroidos-smartwatch

O AsteroidOS é um sistema operacional de código aberto voltado para smartwatches. Segundo Florent Revest, estudante de ciência da computação por trás do projeto, ele e sua equipe desenvolveram o sistema tendo em mente que “muitos usuários acreditam que as atuais plataformas proprietárias não podem garantir um nível satisfatório de controle sobre privacidade e hardware”.

Ele tem alguns princípios, como a modularidade, para permitir que o usuário modifique profundamente o sistema; a privacidade, sendo mais transparente na coleta e utilização de informações dos usuários; e a portabilidade, para funcionar no máximo de dispositivos possíveis. O AsteroidOS 1.0 alpha já opera de maneira “satisfatória” no LG G Watch, LG Watch Urbane, Asus ZenWatch 2 e Sony Smartwatch 3.

Segundo o Android Police, o processo de instalação do AsteroidOS é bem familiar para quem já instalou uma ROM personalizada do Android — você precisa desbloquear o smartwatch, entrar no modo fastboot e transferir a ROM pelo ADB. No entanto, apenas o LG G Watch possui suporte total até o momento; os outros três relógios ainda não têm Bluetooth funcional, o que é um grande problema para um smartwatch.

Ainda em fase alpha, o AsteroidOS é um sistema operacional bem básico: ele tem apenas alguns aplicativos simples que esperamos de todo relógio, como agenda, alarme, calculadora, player de música, cronômetro, timer e previsão do tempo. Mas, como o projeto é de código aberto e muita gente vai ficar de fora do Android Wear 2.0, ele pode crescer bastante nos próximos meses.

Você pode conferir todas as informações do AsteroidOS e contribuir com o projeto na página oficial.

  • Luis Gustavo

    Link para a página oficial do projeto está errado

    • Opa! Atualizado, valeu.

      • Trovalds

        @paulohiga:disqus, aproveitar que tu tá na área… notificações do TB no Chrome bugaram de novo?

  • Felipe Mesquita Ramos

    Importante afirmar que é quase certeza que o Sony Smartwatch 3 vai receber o Android Wear 2.0. A Sony Alemanha confirmou por email https://plus.google.com/+MarvinAch/posts/Xk71cfVixZ5 mas ainda não houve um pronunciamento oficial da empresa.

    • André G

      Acho que só o Moto 360 de primeira geração e talvez o Watch Urbane não irão receber.

  • Luis Gustavo

    o difícil vai ser conseguir colocar esse AsteroidOs no 360…..

    • Trovalds

      Vai ser dificil por quê?

      • Luis Gustavo

        porque o 360 não tem uma entrada física USB (até tem mas tem que fazer uma gambiarra enorme pra conseguir acessar ela, que inclui em criar um cabo USB caseiro)

        • Trovalds

          Se fosse assim não teria nenhum jeito de atualizar o 360, nem oficialmente. Certamente vão dar um jeito nisso. Como bem dito na notícia, o SO ainda está em Alpha, ou seja, em um estágio bem prematuro e ainda sujeito à mudanças e acréscimos.

          • Luis Gustavo

            mas é assim, o 360 atualiza via OTA, mas aí é a fabricante que manda…. vai por mim, já desmontei e montei de novo meu 360 para trocar a bateria dele.

        • André G

          Quando meu Moto 360 Sport deu pau eu não sabia o que fazer, acabei tendo que mandar pra garantia e me deram um novo.
          Mas meu problema surgiu depois de uma tarde toda tomando banho de piscina com ele no pulso.

          • Luis Gustavo

            uma tarde toda?? abusou né? a fabricante só garante 30 minutos debaixo da água, deu foi sorte de ter o seu trocado kkkkkkk

  • Gaba

    Será uma boa ideia, se as atualizações ficarem à cargo do sistema e não das fabricantes. Se as fabricantes tiverem controle sobre a atualização, com certeza vai continuar com obsolescência programada.

    Ps.: @paulohiga:disqus A última frase está com AndroidOS (está certo?)

    • Vinícius Silva

      Roms alternativas atualizam por conta dos Devs, não passa por fabricante ou algo do gênero. Ao menos pros smartphones quando a rom alternativa tem OTA, a atualização é baixada pelo próprio sistema e instalada pelo recovery compatível. Caso não tenha, então você baixa pelo repositório deles e instala(flash) manualmente também pelo recovery.

      • Gaba

        Acho que me expressei mal. Minha visão é se algum fabricante acabar utilizando este OS diretamente nos aparelhos.

  • Magno Dias

    Você pode conferir todas as informações do AndroidOS e contribuir com o projeto na página oficial.
    Escreveu Android OS e deu o site do Asteroid OS

  • André G

    Bacana, mas acho que ficarei com o Android Wear mesmo.

  • Andre Luis

    Eu senti na pele este problema de “abandono do fabricante” quando ganhei o meu primeiro Android: um Tablet Samsung Galaxy 10.1. Ele veio com o IOS 3.2 e NUNCA mais houve atualizações oficiais. Ou seja, o tablet Samsung virou um peso de papel a partir do momento em que saiu da loja. A versão deste Android apresentava problemas até quando eu girava a tela. Então, um ano depois, achei um Android italiano 4.0.1 para este mesmo equipamento que era multi-language. E só. Parou por aí. Depois de todos estes transtornos, com um equipamento que custava, na época, R$ 2.000,00, fui definitivamente para o IOS.

    • Andre Luis

      IOS 3.2 = OS 3.2