Início » Ciência » Exoesqueletos da Hyundai podem ajudar paraplégicos e carregar peso

Exoesqueletos da Hyundai podem ajudar paraplégicos e carregar peso

Previstos para 2020, os equipamentos terão preços acessíveis, promete a empresa

Emerson Alecrim Por

H-Mex

Não é de hoje que exoesqueletos robóticos são tidos como promessas para melhorar a qualidade de vida de pessoas que têm sérias limitações de movimentos. O problema é que esses equipamentos costumam ser caros. Mas isso pode mudar. A Hyundai apresentou recentemente em Las Vegas o protótipo de um exoesqueleto que está sendo desenvolvido para ser bastante funcional e, ao mesmo tempo, acessível.

O H-Mex, como é chamado, permite que pessoas paraplégicas ou com deficiência física que compromete a caminhada possam andar em uma velocidade de até 2,5 km/h. Como a máquina possui uma base que sustenta as costas, também é possível usar o equipamento para subir ou descer escadas, sentar em um banco ou simplesmente ficar em pé por algum tempo.

Para tanto, o exoesqueleto é composto por um sistema hidráulico acionado por pequenos motores. Mas não basta “vestir” o H-Mex e sair usando: além de se acostumar com o posicionamento adequado para o equilíbrio, a pessoa precisa aprender a usar os botões certos para caminhar, sentar, subir escadas e assim por diante.

H-Mex

H-Mex

Outro fator que influencia no aspecto do equilíbrio é o peso: o H-Mex tem 18 quilos, o suficiente para exigir cuidados. Parte desse peso se deve à bateria do exoesqueleto, que oferecer autonomia de até quatro horas quando carregada completamente.

H-Wex

A Hyundai também apresentou um exoesqueleto para pessoas que não têm nenhum problema de locomoção: o H-Wex, que está sendo desenvolvido para uso industrial. A ideia é facilitar o trabalho de quem carrega volumes muito pesados. O equipamento também se baseia em um sistema hidráulico, só que para ajudar o usuário a levantar peso e transportá-lo.

O H-Wex também tem autonomia de quatro horas e pode auxiliar no transporte de volumes com peso aproximado de 20 quilos.

H-Wex

H-Wex

Já há no mercado exoesqueletos robóticos com propostas semelhantes aos dois projetos. Mas o preço é realmente um fator seriamente limitador. O suitX, por exemplo, é um dos exoesqueletos mais modernos da atualidade, mas custa a partir de US$ 40 mil — e olha que ele não é tão caro; há equipamentos que custam o dobro.

Não está claro quanto a Hyundai pretende cobrar por seus exoesqueletos, mas Tae Won Lim, vice-presidente de pesquisas avançadas da empresa, declarou que o objetivo é facilitar o acesso à tecnologia. Isso porque a Hyundai é uma fabricante de automóveis e, como tal, possui estrutura para produzir e distribuir exoesqueletos com menos custos.

A expectativa é a de que as primeiras unidades cheguem ao mercado em 2020.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Carlos Eduardo
Exoesqueleto vai ser feito com motor de HB 20 aqui no Brasil, kkk
Julio da Gaita
ótima notícia então, ultimamente vc vê tanta merda q desconfia de tudo, li uma vez q ele tinha recebido recursos federais através do programa científico, mas com resultados pífios... que bom que estava enganado...
J. Paulo Laet
Aí que você está enganado, aquele exoesqueleto da copa foi a base para o projeto Andar de Novo do Nicolelis e que por sinal já vem dando sinais positivos. Esse vídeo é do primeiro paper: https://youtu.be/jgEXpWDc1Go
Julio da Gaita
será mesmo? antes mesmo do pesquisador brasileiro apresentar a pesquisa já existiam trabalhos consistentes sendo desenvolvidos, a diferença é que o projeto do nicolelis era de um exoesqueleto que possibilita-se que uma pessoa portadora de tetraplegia recupera-se os movimentos dos membros inferiores, na demonstração na abertura da copa do mundo ficou muito aquém do prometido. Falta muita informação, e agora com certeza a pesquisa dele não deve ter continuidade visto os cortes no orçamento cientifico pra esse ano e próximos anos.
Anayran Pinheiro
Nós zoamos mas foi aquele exoesqueleto que inspirou a Hyundai a fazer este. Ciência não necessariamente é desenvolvida por apenas uma pessoa, são diversos os exemplos onde alguém tem a ideia rudimentar e outros vão aperfeiçoando, como no caso dos celulares, por exemplo.
Julio da Gaita
boa..., e o exoesqueleto "brasileiro" que deu o primeiro chute na abertura da Copa do Mundo aqui no BR, o Miguel Nicolelis, alguém lembra disso? foi ridiculo, muito abaixo do esperado e olha que era uma demonstração bem limitada...