Lembra das Solar Roadways? Uma ideia semelhante foi colocada em prática na França: uma pequena vila de 3.400 habitantes na Normandia ganhou nesta quarta-feira (21) a primeira estrada do mundo com painel solar, capaz de gerar energia elétrica para abastecer a rede de iluminação pública da região.

O trecho com painel solar tem 1 km de extensão e custou 5 milhões de euros (aproximadamente R$ 17 milhões). Mais de 2.000 motoristas devem passar pela Wattway todos os dias, e a tecnologia será testada pelos próximos dois anos para verificar se realmente é viável. A ministra da ecologia, Ségolène Royal, diz que um dos planos é construir 1 km de painéis solares a cada 1.000 km de estradas francesas.

Nem todo mundo gostou da ideia: segundo o The Guardian, os Países Baixos fizeram um projeto parecido em 2014, só que em ciclovias. O painel solar tem 70 metros de extensão e gerou 3.000 kWh, o que é suficiente para abastecer uma casa familiar durante um ano. O problema é que o projeto custou 3 milhões de euros (o equivalente a R$ 10 milhões). Com todo esse dinheiro, seria possível pagar 520.000 kWh de energia.

Os motivos da rejeição são simples. Primeiro, a tecnologia é cara demais: os painéis solares precisam ser mais resistentes para que milhares de bicicletas, carros ou até caminhões passem diariamente sem danificá-los. A estrada solar da Normandia é coberta com uma resina contendo folhas finas de silício, o que teoricamente permite o trânsito de caminhões de mais de 3.500 kg.

Além disso, justamente por estarem no chão, sem possibilidade de mudança de angulação para acompanhar o movimento do sol, esses painéis solares geram 30% menos energia do que se estivessem num telhado — mesmo custando bem mais. No caso da pequena vila francesa, a situação é ainda pior porque há apenas 44 dias de sol forte durante o ano (contra 170 em Marselha, por exemplo).

É um belo avanço, mas talvez a tecnologia tenha que melhorar muito para ser realmente interessante.

Tecnocast 016 – Pane no sistema

O Brasil passou por uma situação nada simples no setor energético, que se agravou por conta de uma crise hídrica, política e econômica. Neste episódio conversamos sobre como chegamos aqui e citamos alternativas de energias renováveis.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

SiouxBR

Pois é... o Brasil (em especial o nordeste e o centro-oeste) teria as condições ideias para esse experimento. Embora acredito que colocar os painés em cima das casas seria mais barato e produtivo (ou então em cima das estradas para gerar sombra para o pessoal que viaja nelas).

SiouxBR
Pois é... o Brasil (em especial o nordeste e o centro-oeste) teria as condições ideias para esse experimento. Embora acredito que colocar os painés em cima das casas seria mais barato e produtivo (ou então em cima das estradas para gerar sombra para o pessoal que viaja nelas).
Bruno Pinho

Uma fonte de energia, para ser viável, precisa ser módica e ter escala para atender a população. Essa reprovou nos dois quesitos, mas serve como estudo para entendermos o que não fazer. Em tempo: o Brasil é o país com a energia mais limpa e barata (falo da produção) do mundo.

Bruno Pinho
Uma fonte de energia, para ser viável, precisa ser módica e ter escala para atender a população. Essa reprovou nos dois quesitos, mas serve como estudo para entendermos o que não fazer. Em tempo: o Brasil é o país com a energia mais limpa e barata (falo da produção) do mundo.
Keaton

Se fizessem isso no Brasil, seria a estrada mais esburacada de todas, de tanto que roubariam os paineis....

E chegaria uma outra turma e reclamaria do desperdicio de dinheiro e etc...

Keaton
Se fizessem isso no Brasil, seria a estrada mais esburacada de todas, de tanto que roubariam os paineis.... E chegaria uma outra turma e reclamaria do desperdicio de dinheiro e etc...
X-Tudãoᴳᴼᵀ

Facebook não dá para comentar.

Melocoton Loko
Facebook não dá para comentar.
Mateus Souza

O Dave/EEVBlog já fez vários vídeos explicando muito bem o quão ineficientes são essas 'estradas solares', recomendo ver. https://youtu.be/obS6TUVSZds

Mateus Souza
O Dave/EEVBlog já fez vários vídeos explicando muito bem o quão ineficientes são essas 'estradas solares', recomendo ver. https://youtu.be/obS6TUVSZds
Porto Velho

Fui comentar isso em uma matéria do O Globo no Facebook e encheu de vira-lata dizendo que eu devo gostar é do Brasil e mimimimi.

Emanuel Schott
Fui comentar isso em uma matéria do O Globo no Facebook e encheu de vira-lata dizendo que eu devo gostar é do Brasil e mimimimi.
Porto Velho

O vidro que cobre as células deve ser absurdamente resistente. Um vidro temperado comum (que fazem parte dos painéis normais) não deve aguentar o peso do trafego.

Emanuel Schott
O vidro que cobre as células deve ser absurdamente resistente. Um vidro temperado comum (que fazem parte dos painéis normais) não deve aguentar o peso do trafego.
Flavio Toledo

rsrsrsrsss bem lembrado as sombras dos carros iam deixar mas por outro fizessem isso naqueles varios km de ciclovia talvez vale apena.

Exibir mais comentários