Início » Mobile » É o fim do CyanogenMod (mas ainda há esperança)

É o fim do CyanogenMod (mas ainda há esperança)

Projeto de código aberto será mantido pela comunidade, agora com o nome LineageOS, mas o futuro é incerto

Por
2 anos atrás
Já conhece a nova extensão do Tecnoblog? Baixe Agora

Presente indesejado: o CyanogenMod, sistema operacional baseado em Android mais conhecido por manter atualizados os smartphones que perderam o suporte oficial das fabricantes, encerrou suas operações neste domingo (25). A Cyanogen, empresa por trás do projeto de código aberto, anunciou o fim do desenvolvimento da plataforma e descontinuou os serviços do CyanogenMod.

O anúncio foi bastante mal interpretado pela imprensa e pelos usuários da ROM, alguns pregando um cenário apocalíptico e outros acreditando que nada mudaria para o CyanogenMod, então vale explicar em detalhes o que aconteceu.

Cyanogen

Originalmente, a Cyanogen revelou na noite de sexta-feira (23) que os serviços do CyanogenMod seriam descontinuados no dia 31 de dezembro. Embora seja um projeto de código aberto, mantido em grande parte pela comunidade, a ROM era distribuída por meio da infraestrutura da Cyanogen. A empresa também pagava desenvolvedores para contribuírem com o projeto.

No sábado (24), o blog oficial do CyanogenMod anunciou que a comunidade estava criando um fork para dar continuidade ao projeto, o LineageOS. O nome CyanogenMod teve que ser deixado de lado porque a Cyanogen mantém a propriedade da marca, o que poderia resultar em processos judiciais no futuro. O site do LineageOS está no ar, mas ainda não há previsão de quando as primeiras ROMs serão liberadas.

E, de forma repentina, a Cyanogen derrubou o site do CyanogenMod, o sistema de controle de código e os servidores de download neste domingo (25), matando o projeto uma semana antes do previsto. A comunidade acredita ter sido uma retaliação da empresa ao anúncio do desenvolvimento do LineageOS, publicado no blog oficial do CyanogenMod.

Futuro do CyanogenMod, digo, LineageOS

O futuro do CyanogenMod, agora chamado de LineageOS, é incerto, já que as coisas ficam bem mais difíceis quando não há dinheiro garantido vindo de uma empresa. Mas há inúmeras ROMs alternativas de Android sem toda a fama do CyanogenMod que conseguem se manter vivas por meio de doações, então é bem provável que o LineageOS seja forte; o sucesso da ROM depende apenas da comunidade.

Se depender da nova equipe, o LineageOS deve herdar a força do antigo projeto: “O CyanogenMod sempre foi mais que o nome e a infraestrutura. O CyanogenMod tem sido um sucesso baseado no espírito, no talento e no esforço de seus colaboradores individuais”, disse o time da finada ROM.

A empresa Cyanogen, que chegou a receber investimentos milionários, continua viva. O Cyanogen OS, sistema baseado no código-fonte do CyanogenMod e mais conhecido por equipar os smartphones da OnePlus, também continua existindo, mas respirando com a ajuda de aparelhos: a Cyanogen está focando seus esforços no Cyanogen Modular OS.

A ideia da Cyanogen é tornar o Cyanogen OS modular, permitindo que os diferenciais de software sejam implantados em qualquer ROM de Android, sem exigir o desenvolvimento de um sistema operacional completo, como acontece com o Cyanogen OS e o CyanogenMod. É um posicionamento contrário ao que a empresa havia revelado em 2014, quando o plano era criar um Android mais independente e livre das garras do Google, inclusive criando uma loja de aplicativos própria.