Início » Gadgets » HDMI 2.1 virá com suporte a vídeos em 8K e HDR dinâmico

HDMI 2.1 virá com suporte a vídeos em 8K e HDR dinâmico

Mas você vai ter que comprar um novo cabo

Por
06/01/2017 às 17h44
A nova extensão do Tecnoblog está pronta.Baixe Agora!

Conector HDMI

Há várias TVs sendo apresentadas na CES 2017, como os modelos QLED, da Samsung. Nada mais oportuno para o consórcio responsável pelo HDMI, portanto, do que comparecer ao evento para anunciar oficialmente a nova versão da tecnologia: o padrão HDMI 2.1 está chegando.

Olhando por fora, a nova especificação não terá nada de diferente em relação ao HDMI 2.0: o conector será o mesmo. Mas, internamente, a evolução é significativa. O HDMI 2.1 foi preparado para suportar transmissões de conteúdo em 4K à frequência de 120 Hz ou em 8K à taxa de 60 Hz.

Isso é possível, entre outras razões, graças à nova largura de banda. Enquanto o HDMI 1.4 trabalha com até 10,2 Gb/s (gigabits por segundo) e o HDMI 2.0 suporta 18 Gb/s, o HDMI 2.1 vem para oferecer 48 Gb/s.

A oferta de conteúdo em 4K ainda é um tanto escassa. Vídeos em 8K são quase inexistentes. Mas isso não quer dizer que o HDMI 2.1 não será útil em um futuro próximo: o padrão também foi preparado para trabalhar com HDR dinâmico, um tipo que, basicamente, permite que o HDR seja ajustado quadro a quadro. Pois bem, a tendência é que TVs com HDR surjam aos montes nos próximos meses.

HDMI - largura de banda

Também há novidades para os jogadores de plantão. O HDMI 2.1 vai ter suporte ao Game Mode VRR. Recurso parecido já pode ser encontrado em alguns monitores para games. A ideia é que a taxa de atualização possa ser flexível. TVs normalmente trabalham com taxas fixas, como 50 Hz ou 60 Hz, mas com o Game Mode o usuário pode ativar facilmente a taxa mais adequada a cada jogo.

Mais uma coisa: o HDMI 2.1 terá eARC, o que significa que a especificação será compatível com os padrões de áudio com efeito 3D (você consegue notar a direção do som, basicamente) mais recentes, como Dolby Atmos e DTS:X.

Cabos HDMI 2.1 serão retrocompatíveis com equipamentos HDMI 2.0 e anteriores. Porém, nos aparelhos com HDMI 2.1, você precisará de um cabo específico para essa versão se quiser aproveitar todo o potencial da tecnologia (se cabos HDMI já são caros, imagine então os preços das opções 2.1). Também haverá suporte ao HDMI Alt, modo que possibilita a conexão entre portas HDMI e USB-C.

Os primeiros dispositivos com HDMI 2.1 devem chegar ao mercado no terceiro trimestre de 2017.

Mais sobre: , , , , , , , ,