Início » Telecomunicações » Governo prevê limite na banda larga fixa ainda em 2017

Governo prevê limite na banda larga fixa ainda em 2017

O presidente da Anatel Juarez Quadros afirma, porém, que nada muda Governo prevê limite na banda larga fixa ainda em 2017

Lucas Braga Por

O governo e a Anatel não parecem estar em sintonia. Apesar do presidente da agência ter afirmado a intenção de não mexer na liminar que proíbe franquia de banda larga, o ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações Gilberto Kassab considera uma regulamentação para a limitação ainda em 2017.

Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado

A declaração foi feita em entrevista ao site Poder360. De acordo com Kassab, a formatação do modelo será da Anatel, e no sistema proposto haverá opções com diferentes tamanhos de franquia para agradar ao consumidor.

Durante a entrevista, Kassab se manteve na defensiva ao sugerir que todas essas mudanças são benéficas para o consumidor, no sentido de garantir mais qualidade do serviço. Embora não cite números, o ministro afirmou que o objetivo é atender o usuário para que o serviço seja “o mais ilimitado possível”.

A polêmica do fim da banda larga fixa ilimitada surgiu ao longo de 2016, em parte, depois de diversas reportagens do Tecnoblog sobre o assunto. Apesar de a franquia já estar presente em contratos de diversas operadoras há mais tempo, sempre houve vista grossa em relação ao assunto.

O assunto ficou sério mesmo quando a Vivo mudou seus contratos e impôs limites de 10 GB a 130 GB para novos assinantes de banda larga. Dois meses depois, o CRO da companhia Christian Gebara afirmou em entrevista exclusiva ao Tecnoblog que os limites eram um “caminho sem volta”. Como a Vivo foi a primeira das operadoras a limitar a internet móvel e também anunciou em apresentações aos acionistas a intenção de cobrar por pacotes na internet fixa, o assunto gerou revolta entre boa parte dos consumidores brasileiros.

Ainda que Kassab seja o ministro relativo à pasta das comunicações, pode ser que a vontade do governo não seja realizada: há diversos projetos de lei tramitando na Câmara e no Senado que proíbem ou dificultam a limitação de planos de banda larga. Recentemente, uma consulta pública foi aberta pelo Senado para que os cidadãos opinem sobre um projeto que veta a implementação de franquia limitada de consumo nos planos de internet banda larga fixa. Como você pode imaginar, a maioria das pessoas é a favor dessa proibição:

Atualização às 13:59: o presidente da Anatel Juarez Quadros afirmou ao portal TeleSíntese que o ministro Gilberto Kassab reconheceu que interpretou de forma errônea os dados da consulta pública levantada pelo Senado. Quadros assegura que a Anatel não pretende modificar a cautelar que está em vigor e que proíbe qualquer tipo de corte na banda larga fixa por questões de franquia.

Como a pesquisa do Senado teve grande interesse da sociedade, a consulta pública foi prorrogada até abril. Após o término da consulta, a agência pretende promover debates com diferentes correntes de opinião e pensamento acerca do assunto.

Tecnocast.zip 001 – Do not, my friends, become addicted to the internet

Gravamos uma edição especial do Tecnocast para discutir os limites na banda larga fixa. O modelo de negócio das operadoras está em risco, pois todos os seus serviços estão deixando de existir e migrando para dentro da internet. É fato que o usuário não pode pagar o pato, mas também não existe almoço grátis. O que fazer? Dê o play!

zip

Governo prevê limite na banda larga fixa ainda em 2017

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Douglas T. S. Leite

O que adianta não votar nesses lixos. Esses dias era prefeito e olha onde está. Vergonha desse país!

Douglas T. S. Leite
O que adianta não votar nesses lixos. Esses dias era prefeito e olha onde está. Vergonha desse país!
Marco Aurélio

Kassa esse Kassab.

Marco Aurélio
Kassa esse Kassab.
R'icaardo T'eddy

Anonymus já resolveu isso pra nós, vejam no tecmundo.com.br

R'icaardo T'eddy
Anonymus já resolveu isso pra nós, vejam no tecmundo.com.br
ʞǝʌǝɥs

melô do coxinha: primeiro a gente tira a Dilma, depois...depois a gente se f*de, igual a todo mundo (de verde e amarelo, claro)

ʞǝʌǝɥs

melô do coxinha: primeiro a gente tira a Dilma, depois...depois a gente se f*de, igual a todo mundo (de verde e amarelo, claro)

Jose X.
melô do coxinha: primeiro a gente tira a Dilma, depois...depois a gente se f*de, igual a todo mundo (de verde e amarelo, claro)
Jose X.
melô do coxinha: primeiro a gente tira a Dilma, depois...depois a gente se f*de, igual a todo mundo (de verde e amarelo, claro)
Mickey Sigrist
Cerca de 14 mil pessoas opinaram na consulta pública realizada pelo Senado. 14 mil, apenas! Como a sociedade brasileira quer exigir algo atuando dessa maneira? A consulta pública, ao contrário do que muitos pensam, é levada em consideração sim, porém para isso acontecer a participação deve ser expressiva.
Gaba

Petista detected... só pra te esclarecer, você votou no Temer também ;)

Gaba
Petista detected... só pra te esclarecer, você votou no Temer também ;)
Gaba

Parabéns pra você que votou na Dilme E NO VICE Temer ;)

Gaba
Parabéns pra você que votou na Dilme E NO VICE Temer ;)
Exibir mais comentários