Pesquisadores de aprendizado de máquina estão desenvolvendo inteligências artificiais capazes de criar outras IAs de modo melhor e mais avançado do que as criadas por humanos. Ou seja: a Skynet está realmente cada vez mais próxima. Ou quase isso.

É o que diz um artigo publicado no MIT Technology Review nesta semana. De acordo com o texto, pesquisadores do Google Brain, divisão da gigante de buscas que trabalha com desenvolvimento de inteligência artificial, fizeram um software que criou um sistema de aprendizado que, ao ser testado contra uma plataforma que avalia a capacidade de processamento de linguagem, demonstrou ser superior a qualquer sistema criado diretamente por humanos.

Outros grupos de pesquisadores também apresentaram, nos últimos meses, progressos significativos nessa mesma área: fazer softwares de aprendizado de máquina desenvolverem outros softwares de aprendizado de máquina. Cientistas de lugares como o próprio MIT, Universidade da Califórnia, Berkeley e da DeepMind, outra companhia de pesquisa em IA do Google, estão trabalhando ativamente em projetos semelhantes.

Mas se os próprios programas de inteligência artificial estão criando outros programas de IA, como ficam os empregos dos desenvolvedores destes mesmos softwares? De acordo com Jeff Dean, líder das pesquisas do Google Brain na área, no futuro esse tipo de tecnologia realmente poderá substituir esses trabalhadores, mas com pelo menos um efeito positivo: eles estariam livres para trabalhar em funções mais importantes do que em tarefas mais comuns e laboriosas, como treinar os sistemas de inteligência com grandes volumes de dados. Atualmente, apesar do interesse das empresas e dos grandes investimentos na área, a mão de obra especializada ainda é escassa (e cara).

Mas, por enquanto, essa situação ainda está longe de tornar-se realidade. Por estar nos estágios iniciais de desenvolvimento, a automatização do aprendizado de máquina exige enorme poder de processamento. No teste do Google Brain, por exemplo, foram necessários 800 processadores gráficos trabalhando em conjunto — o que também torna esse tipo de pesquisa extremamente cara.

No entanto, especialistas estão otimistas com os avanços das pesquisas. Conforme a tecnologia for se tornando mais prática, ela poderá acelerar o tempo de desenvolvimento de novos produtos que incluem inteligência artificial.

Para o pesquisador do MIT Otkrist Gupta, esse é um investimento que vale a pena. “Aliviar a carga [de trabalho] sobre os cientistas de dados é uma grande recompensa”, disse em entrevista ao MIT Technology Review. “Isso pode torná-los mais produtivos, criar modelos melhores, e torná-los livres para explorar ideias de alto nível”.

Mas será que a humanidade vai conseguir acompanhar e se adaptar aos impactos e transformações que essas tecnologias certamente causarão na sociedade (ou, pelo menos, antes de a Skynet dominar o mundo)?

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Pétrickson
Sistemas criando sistemas, a cada geração uma i.a melhor q a outra, sua evolução é exponencial, logo a skynet vai n só ter consciência como adquirir vontades. Se nossas emoções são reações químicas deve ser possível recriá-las com algoritmos lógicos complexos, algo q pelo fato do seu avanço ser exponencial n está muito longe, infelizmente...
Keaton
Keaton
Já era. https://www.youtube.com/watch?v=FOtIYOJ7fJc
Willian Antonio Dos Santos
Esse negócio de Skynet é complicado, prefiro pensar na possibilidade do J.A.R.V.I.S. rsrs... sou otimista. A "inteligência" humana leva a lutar geralmente por 2 motivos: o homem é limitado e necessita de recursos; e os recursos são escassos. Já as máquinas, para bem ou para mal, não tem muitas limitações desse tipo (então recurso não é um objetivo). E sobrevivência? bom... A autopreservação não é monopólio de indivíduos inteligentes, é um comportamento natural. Primeiro o indivíduo se autopreserva, depois ele lança mão de autoconsciência e inteligência para tal. A IA ainda está a nível instrumental, como a ciência e tecnologia, que precisam de justificativas (para a sociedade humana): esse artigo, por exemplo, se justifica por "The current approach to designing algorithms is a laborious process". Se for criar uma IA com autopreservação, autoconsciência e inteligencia, para depois tentar extingui-la merece ter que lutar com ela.
Willian Antonio Dos Santos
rsrs... Falei mais no sentido de que há um costume na nossa sociedade de ver tudo sobre essa relação (do trabalho). Mas a maioria das pessoas passa 1/3 do seu tempo doidas para que o tempo passe: para chegar sexta-feira (final de semana), para chegar o 5° dia útil, para chegar as férias ou, no pior dos casos, a aposentadoria. O apogeu da evolução humana não será esse tipo de economia (baseada em troca de tempo por sobrevivência). Isso porque nós dominamos a natureza (inclusive a nossa própria natureza).
Gustave Dupré

"E quando não houver mais espaço, o sistema que indica que nascemos para trabalhar vai ruir. Porque máquinas não consomem coisas produzidas por outras máquinas."
Que ótima reflexão. Uma luz no fim do túnel ou fim da nossa espécie com ascensão da skynet.

Gustave Dupré
"E quando não houver mais espaço, o sistema que indica que nascemos para trabalhar vai ruir. Porque máquinas não consomem coisas produzidas por outras máquinas." Que ótima reflexão. Uma luz no fim do túnel ou fim da nossa espécie com ascensão da skynet.
Willian Antonio Dos Santos

Esse sistema está correto até a sétima vida do gato rsrsr
Mais do que isso não posso dar garantias.

Willian Antonio Dos Santos
Esse sistema está correto até a sétima vida do gato rsrsr Mais do que isso não posso dar garantias.
Willian Antonio Dos Santos

Vlw, muito bom o grupo.
Tenho interesse sim. ^^

Willian Antonio Dos Santos
Vlw, muito bom o grupo. Tenho interesse sim. ^^
Keaton

d) Gato é mortal?
Gato não é homem. Logo Gato é imortal. :p

zuera haha

Keaton
d) Gato é mortal? Gato não é homem. Logo Gato é imortal. :p zuera haha
#VAICORINTHIANS
muito boa sua explicação, existe um grupo de I.A no facebook, em ingles, caso esteja interessado. Artificial Intelligence & Deep Learning
Felipe Souza

Que comentário show! Obrigado pelo incentivo.

Exibir mais comentários