Tim Cook

Poucos dias depois de a Comissão Federal de Comércio (FTC, na sigla em inglês) abrir um processo judicial contra a Qualcomm nos Estados Unidos, a Apple decidiu seguir pelo mesmo caminho. As acusações são parecidas: a fabricante do iPhone alega que a Qualcomm cobrou valores abusivos por royalties em contratos recentes e, ainda, deve dinheiro a ela.

No processo da FTC — órgão que regula práticas comerciais nos Estados Unidos —, a Qualcomm é acusada de não licenciar a concorrentes patentes consideradas essenciais ao segmento de dispositivos móveis.

Além disso, a Qualcomm estaria cobrando mais no licenciamento de patentes para fabricantes que querem usar a sua tecnologia junto com componentes de outras empresas. Como, atualmente, é muito difícil à indústria não recorrer às patentes da Qualcomm (relembrando, muitas delas são tidas como essenciais), essa estratégia estaria dificultando a atuação dos concorrentes da companhia.

A Qualcomm afirma que nunca agiu com o intuito de obrigar a aceitação de acordos injustos ou não razoáveis, tampouco se recusa a licenciar tecnologia aos concorrentes. As acusações da FTC seriam, portanto, “legalmente defeituosas”.

Qualcomm - chip

É nesse ponto que a Apple entra em cena. A FTC afirma que a companhia teria aceitado utilizar apenas chips de banda base da Qualcomm em seus produtos em contratos fechados em 2007, 2011 e 2013. Dessa forma, a Apple teria conseguido acordos bastante vantajosos no pagamento de royalties à Qualcomm.

Na ocasião, a Apple não se pronunciou a respeito, mas agora vem a informação de que a empresa também decidiu levar o assunto para os tribunais. Para começar, a Apple afirma que a Qualcomm lhe deve cerca de US$ 1 bilhão, valor referente às tais vantagens dos acordos anteriores. O dinheiro estaria sendo segurado porque a Apple decidiu colaborar com uma investigação antitruste contra a Qualcomm que está sendo conduzida na Coreia do Sul.

A outra acusação condiz com o processo da FTC: a Apple afirma que a Qualcomm usa sua posição privilegiada no mercado para cobrar valores abusivos no licenciamento de tecnologia, até cinco vezes superior ao que é considerado razoável.

Será que a Apple realmente é vítima? Pode ser que ela consiga reunir evidências para provar que sim, mas essa história deve ir bem longe: alguns analistas de mercado, como os que trabalham para a Bernstein Research, levantaram a hipótese de a Apple estar simplesmente aproveitando o momento para deixar a Qualcomm encurralada e, assim, conseguir contratos de licenciamento mais vantajosos.

É uma toma lá, dá cá que não fica devendo nada aos roteiros de Hollywood.

Com informações: Fortune

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Flavio Toledo

rsrsrsrsrsr essa foi boa!

Flavio Toledo
rsrsrsrsrsr essa foi boa!
Keaton

Era isso que eu tava pensando. haha

Keaton
Era isso que eu tava pensando. haha
pedrowillyam

Usa o dinheiro de um processo pra pagar o outro, kkkkkkk

pedrowillyam
Usa o dinheiro de um processo pra pagar o outro, kkkkkkk
Keaton

Ironicamente.... não era a Apple que estava sendo processada esses dias atras por uso não pago de patentes da Nokia...?

Keaton
Ironicamente.... não era a Apple que estava sendo processada esses dias atras por uso não pago de patentes da Nokia...?
Antony

Depois dizem que é aqui que o poste mija no cachorro. Quem diria, a Apple processando alguém por lhe cobrar um valor muito caro!

Antony
Depois dizem que é aqui que o poste mija no cachorro. Quem diria, a Apple processando alguém por lhe cobrar um valor muito caro!
@Sckillfer

Adoro como a Apple é com patentes: é de alguém e eu uso? É patente essencial, estou sob abuso! É minha e o mercado todo usa? Todos me copiaram!

Sckillfer
Adoro como a Apple é com patentes: é de alguém e eu uso? É patente essencial, estou sob abuso! É minha e o mercado todo usa? Todos me copiaram!
Edu

"Ladrão que rouba ladrão ......."

Eduardo Schicovski
"Ladrão que rouba ladrão ......."
LessTech
Não há santos.