Início » Brasil » Sistema mais seguro de boleto bancário começa a funcionar em março

Sistema mais seguro de boleto bancário começa a funcionar em março

Além de combater fraudes, novo sistema permitirá pagamento de boleto vencido em qualquer banco

Emerson Alecrim Por

boleto bancário

Possibilidade de pagamento após o vencimento em qualquer banco e mais proteção contra fraudes. Essas são as principais promessas do novo sistema de boletos bancários que, segundo a Febraban (entidade que representa os bancos no Brasil), começa a operar para valer em março.

Com a atualização da plataforma — a maior desde que o sistema de boletos começou a funcionar, em 1993 —, os boletos terão que ser cadastrados no sistema com CPF ou CNPJ do beneficiário e do pagador, ou seja, terão que ser registrados.

Tendo registro prévio, os dados do boleto serão verificados pelo sistema no momento do pagamento, não importa qual banco emitiu o documento. Dessa forma, o sistema alertará a instituição bancária se divergências forem encontradas.

Boleto bancário - novo sistema

Por ano, o país emite uma média de 3,6 bilhões de boletos. Tamanha popularidade tem atraído cada vez mais a atenção de criminosos que usam malwares ou invadem sistemas de emissão para adulterar boletos. Mas o cruzamento de informações em tempo real na plataforma deverá reduzir consideravelmente os casos de fraude. Pelo menos é o que espera a Febraban.

Tal como expliquei aqui, o novo sistema também permitirá que boletos vencidos sejam pagos mais facilmente, em qualquer banco e sem necessidade de um novo documento de cobrança, pois os juros e multas serão calculados automaticamente.

Outra vantagem é que, com o cruzamento de informações, o banco poderá descobrir na hora se um boleto já foi pago e, assim, evitar que um pagamento duplicado seja feito.

Boletos não registrados (a grande maioria, até então) ainda poderão ser gerados, mas, nesse caso, o pagamento só poderá ser feito no banco emissor, mesmo antes do vencimento.

Caixa eletrônico - bancos

O plano original era fazer o novo sistema passar a validar os boletos desde o começo deste ano, mas a Febraban decidiu adiar o início da operação para março. Assim, há mais tempo para adaptação. A validação será gradativa, variando conforme o valor do boleto:

  • Boleto de R$ 50.000 ou mais: começa em 13/03/2017
  • Boleto de R$ 2.000 ou mais: 08/05/2017
  • Boleto de R$ 1.000 ou mais: 10/07/2017
  • Boleto de R$ 500 ou mais: 18/09/2017
  • Boleto de R$ 200 ou mais: 23/10/2017
  • Boleto de qualquer valor: 11/12/2017

Apesar das vantagens, a plataforma tem alguns “efeitos colaterais”. O principal deles é o custo. Além de gastos com atualização de sistemas, muitas empresas e organizações estão preocupadas com eventuais despesas adicionais oriundas do processo de envio das informações de registro.

Outra preocupação, mais importante, é que não é raro bancos cobrarem mais caro pela emissão de boletos registrados. Esse problema se torna mais grave quando o boleto é emitido, mas não pago — a cobrança da tarifa pode ocorrer mesmo assim.

Mas, por parte da Febraban, há expectativa de que as vantagens mencionadas e possíveis acordos com instituições bancárias favoreçam a aceitação da nova plataforma.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Bruno

"Se a compensação do boleto fosse instantânea ou em alguns minutos os outros meios só serviriam como alternativa."

Justamente por isso boleto bancário é arcaico. O ideal seria que as taxas das outras formas de pag fossem menores, como acontece em outros países. Ou se simplesmente aceitassem pagamento com cartão de débito de forma instantânea. (essa forma a taxa deveria ser bem baixa)

Por isso que disse que só existe boleto no Brasil, é uma forma de contornar a burocracia e os custos, pode ser mais barato mas acaba trazendo outros problemas.

Leandro

Bruno, ou você é ignorante ou muito ingênuo, esses meios de pagamento que você citou custam em torno de 2,5% a 6% sob o valor da transação deixando com um custo maior para quem vende e que por sua vez é repassado para quem compra, sem contar que você paga as taxas e anuidades de cartão. Muitas lojas dão até 5% de desconto em compras pagas através de boleto bancário.

Se a compensação do boleto fosse instantânea ou em alguns minutos os outros meios só serviriam como alternativa.

Bruno

Não precisa de super tecnologia amigo! O que não falta é opção de pagamento atualmente disponível:
- Cartão de débito (com número do cartão, data de validade e cód de seg, exatamente como um cartão de crédito)
- Cartão de Crédito
- Paypal Com sua conta cadastrada ( loja debita da sua conta automaticamente)
- Paypal Cartão de débito
- Paypal Cartão de Crédito

Não é à toa que não existe boleto no resto do mundo, pq não é necessário!

Bruno
Não precisa de super tecnologia amigo! O que não falta é opção de pagamento atualmente disponível: - Cartão de débito (com número do cartão, data de validade e cód de seg, exatamente como um cartão de crédito) - Cartão de Crédito - Paypal Com sua conta cadastrada ( loja debita da sua conta automaticamente) - Paypal Cartão de débito - Paypal Cartão de Crédito Não é à toa que não existe boleto no resto do mundo, pq não é necessário!
O fantástico senhor raposo

Então qual super tecnologia vc quer? Enviar cheque pelos correios como os EUA faz?

O fantástico senhor raposo
Então qual super tecnologia vc quer? Enviar cheque pelos correios como os EUA faz?
Adnnu Bauut
A receita federal deu um like! Bom pra evitar aqueles boletos que a empreiteira paga para o político. E os autônomos que tem renda extra não declarada também entram na lista de quem a receita saberá o quanto anda gastando e deduzir o quanto ganha.
Bruno

Sim, qd vc pensa em apple pay e nfc, poucas pessoas utilizam.
Mas de novo, eu entendo o porque de ser assim, nem todo mundo tem conta em banco, imagina cartão de crédito!
Mas em muitos países o cartão de débito é utilizado exatamente igual ao cartão de crédito, sendo um processo muito rápido e seguro de se comprar online.
Além disso, grande parte do abandono dos carrinhos em compras online deve ser em pagamentos por boleto, pois da tempo da pessoa pensar e desistir da comprar na metade do caminho!

Sobre os juros, vc está certíssimo! Brasil é absurdo, parece mentira a quantidade de juros do cartão de crédito! Tenho um visa(hsbc) aqui na inglaterra, e minha taxa de juros é de 21.9%/ano....podendo chegar a 18.9% e muitos dão 0% por até 48 meses. Por outro lado, minha poupança rende exorbitantes 0.01% ao mês(era 0.05% até mês passado). kkkkk

Bruno
Sim, qd vc pensa em apple pay e nfc, poucas pessoas utilizam. Mas de novo, eu entendo o porque de ser assim, nem todo mundo tem conta em banco, imagina cartão de crédito! Mas em muitos países o cartão de débito é utilizado exatamente igual ao cartão de crédito, sendo um processo muito rápido e seguro de se comprar online. Além disso, grande parte do abandono dos carrinhos em compras online deve ser em pagamentos por boleto, pois da tempo da pessoa pensar e desistir da comprar na metade do caminho! Sobre os juros, vc está certíssimo! Brasil é absurdo, parece mentira a quantidade de juros do cartão de crédito! Tenho um visa(hsbc) aqui na inglaterra, e minha taxa de juros é de 21.9%/ano....podendo chegar a 18.9% e muitos dão 0% por até 48 meses. Por outro lado, minha poupança rende exorbitantes 0.01% ao mês(era 0.05% até mês passado). kkkkk
J_Eduardo

Num país com a população mais escolarizada e com renda media mais elevada pode ser q os Apple Pay e outros sistemas por NFC e outras formas de pagamento, com cartões virtuais sem anuidade, possam superar os boletos, mas de boa, falta cultura maturidade de cidadania e mesmo cultura de uso de tecnologia em nosso país. Existem pessoas que não aceitam o IR via computador ou mesmo a biometria bancária , isso sem contar os que nem tem smartfones ou mesmo os muitos que usam computadores no basico do básico...ou seja, o trio word, excell, power point e o explorer do windows 7. Fora que essa gente ainda acha q pagar contas pela internet é coisa muito perigosa e fazem tudo nas agências, quando muito noncaixa eletrônico.
Queria mesmo, é um sistema bancário onde o juros que eu pago ao menos considerasse de forma real minha condição de pagador e não este sistema q prioriza o lucro dos banqueiros com descupas de todo tipo para te cobrar 100% ao ano ...(quando vc é bom pagador seu juros cai para 90%). Isso a febrabam não propõe mudar...

J_Eduardo
Num país com a população mais escolarizada e com renda media mais elevada pode ser q os Apple Pay e outros sistemas por NFC e outras formas de pagamento, com cartões virtuais sem anuidade, possam superar os boletos, mas de boa, falta cultura maturidade de cidadania e mesmo cultura de uso de tecnologia em nosso país. Existem pessoas que não aceitam o IR via computador ou mesmo a biometria bancária , isso sem contar os que nem tem smartfones ou mesmo os muitos que usam computadores no basico do básico...ou seja, o trio word, excell, power point e o explorer do windows 7. Fora que essa gente ainda acha q pagar contas pela internet é coisa muito perigosa e fazem tudo nas agências, quando muito noncaixa eletrônico. Queria mesmo, é um sistema bancário onde o juros que eu pago ao menos considerasse de forma real minha condição de pagador e não este sistema q prioriza o lucro dos banqueiros com descupas de todo tipo para te cobrar 100% ao ano ...(quando vc é bom pagador seu juros cai para 90%). Isso a febrabam não propõe mudar...
Yago Oliveira

Não entendi aonde eu confundi. Eu disse que a compensação demora (e realmente demora) e depois perguntei sobre o vencimento do boleto. No mais, obrigado pela resposta.

Yago Oliveira
Não entendi aonde eu confundi. Eu disse que a compensação demora (e realmente demora) e depois perguntei sobre o vencimento do boleto. No mais, obrigado pela resposta.
marcos_5000

O boleto é a forma mais barata de comprar online. u.u
Hj em dia se quiser, vc pode só pegar a "linha digitável" e colocar no site/app do banco e pagar sem sair de casa.

marcos_5000
O boleto é a forma mais barata de comprar online. u.u Hj em dia se quiser, vc pode só pegar a "linha digitável" e colocar no site/app do banco e pagar sem sair de casa.
Exibir mais comentários