Início » Celular » Eis a melhor olhada no Galaxy S8 até agora

Eis a melhor olhada no Galaxy S8 até agora

Jean Prado Por

Há algum tempo, rumores sobre o Galaxy S8, próximo flagship da Samsung, vêm aparecendo na web, cada parte em um site diferente. Mas só foi agora que tivemos um vazamento mais detalhado, como sempre do Evan Blass (@evleaks), que postou no Venture Beat. Eis algo muito próximo do que vai ser o aparelho:

Logo na frente, temos uma tela bem maior em relação à geração anterior, de 5,8 polegadas contra 5,2 polegadas. E não, esse não é o modelo maior. O maior, que ainda não se sabe se será Plus ou Edge, vai ter 6,2 polegadas (!!). Quero ver como vão fazer para botar o Galaxy Note 8 na jogada. Essa dúvida fica porque ambos os modelos terão tela curvada nas laterais, igual ao atual modelo Edge.

Outro destaque é o fim do botão home físico (sim!) para dar espaço a essa telona que, em vez de 16:9, tem proporção 18,5:9. A ideia é colocar nessa área os novos botões virtuais e o logotipo da Samsung, que também vai ser virtual. Uma pena, já que essa telona ocupa 83% (!) da parte frontal. Seria ótimo se desse para aproveitar isso tudo vendo um filme ou jogando algo.

Mais abaixo, vemos o alto-falante mono comum (está na hora de trocar por um estéreo, hein?), uma entrada para fones de ouvido de 3,5 mm e um conector USB-C. Ah, o leitor de impressões digitais agora está na parte de trás, logo ao lado da câmera, em uma posição bem diferente do Pixel ou do Moto Z, que o deixam no centro da traseira. Esperamos que não fique tão difícil para alcançar.

Calma, aqui ainda é a geração atual

Calma, aqui ainda é a geração atual

Nas especificações, o Galaxy S8 terá um Snapdragon 835 ou um Exynos semelhante, 4 GB de RAM e memória interna de 64 GB, com entrada para microSD. Mesmo com uma tela 2K, a bateria continua em 3.000 mAh para o modelo menor e em 3.500 mAh para o maior.

A câmera também deve dar uma melhorada na parte do software, com reconhecimento visual de texto, mas continuará com os mesmos 12 megapixels e abertura f/1,7. Resta saber se algo irá melhorar em uma câmera que já é ótima. A câmera frontal, no entanto, passará de 5 megapixels para 8 megapixels, com um sensor de íris como no Galaxy Note 7.

Como adiantamos aqui, algumas novas brincadeiras devem chegar ao software, como uma nova assistente pessoal semelhante ao Google Assistant, o que também foi dito por Evan Blass. O The Guardian sugere que o Galaxy S8 poderá vir com uma versão desktop, semelhante ao que a Microsoft fez no Continuum.

Em vez de apresentar o Galaxy S8 na MWC no final de fevereiro, em Barcelona, é provável que a Samsung o faça no Unpacked, que acontecerá em 29 de março. Provavelmente teremos mais informações (e fotos!) até lá, mas quem está ansioso para ver mais um flagship da Samsung ser lançado?

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Joseph Arimateias Diniz

Curioso, já eu detesto botão físico. Além do fato de uma minoria dos aparelhos colocarem iluminação nos botões físicos (o que torna difícil enxerga-los no escuro) sempre me fica a impressão de que os botões virtuais gastam menos espaço de área útil na frente do aparelho.
Outra coisa, já aconteceu comigo (em dois samsungs) daqueles botões pararem de funcionar depois de uma queda. Por isso prefiro botões virtuais.

Joseph Arimateias Diniz
Curioso, já eu detesto botão físico. Além do fato de uma minoria dos aparelhos colocarem iluminação nos botões físicos (o que torna difícil enxerga-los no escuro) sempre me fica a impressão de que os botões virtuais gastam menos espaço de área útil na frente do aparelho. Outra coisa, já aconteceu comigo (em dois samsungs) daqueles botões pararem de funcionar depois de uma queda. Por isso prefiro botões virtuais.
Leonardo D Monkey

já estou até vendo o dedão indo direto na camera invés do leitor de digitais , podiam ter deixado atras centrado e bem abaixo da camera , como é nos nexus : P , haha samsung se esforça para fazer merda as vezes .

Leonardo D Monkey
já estou até vendo o dedão indo direto na camera invés do leitor de digitais , podiam ter deixado atras centrado e bem abaixo da camera , como é nos nexus : P , haha samsung se esforça para fazer merda as vezes .
Jhonata Ribeiro

E eu AMO botões virtuais, acho muito tosco ficar apertando botão lá na quina do celular, em tempo de escorregar e cair da mão.

Jhonata Ribeiro
E eu AMO botões virtuais, acho muito tosco ficar apertando botão lá na quina do celular, em tempo de escorregar e cair da mão.
@Sckillfer

Em qual planeta tu está que tem aparelhos com todos os tamanhos de tela disponíveis?

Aqui na terra tirando o iPhone não existe nenhum flagship com menos de 5", nem mesmo a linha compact da Sony, já que ela fez um compact do Xperia X e não do XZ (flagship). E compacto mesmo não há nenhum, já que o iPhone é bezel+.

Sckillfer
Em qual planeta tu está que tem aparelhos com todos os tamanhos de tela disponíveis? Aqui na terra tirando o iPhone não existe nenhum flagship com menos de 5", nem mesmo a linha compact da Sony, já que ela fez um compact do Xperia X e não do XZ (flagship). E compacto mesmo não há nenhum, já que o iPhone é bezel+.
Paulo de Tarso

Cara, leia o texto todo, com destaque para:

"Outro destaque é o fim do botão home físico (sim!) para dar espaço a essa telona que, em vez de 16:9, tem proporção 18,5:9."

E Releia o que eu disse, com destaque para:

"Maior será o aproveitamento da tela. Vc preferiria que a tela continuasse com menor aproveitamento?"
Então, gust4v8, eu estava falando que o aparelho continuará no mesmo tamanho, com aproveitamento de tela maior. Acho que vc não entendeu o que isso significa: a tela será maior e o aparelho continuará do mesmo tamanho. E não, não há milagre nisso. Se vc reparar, nos celulares atuais há algo em volta da tela que pode ser chamado de borda, ou carcaça. Visualmente vc identifica a borda olhando ao redor da tela, aquela área que não aproveitada para mostrar informações dinâmicas.
Matemática simples: se vc diminui a borda vc consegue aumentar a tela e manter o tamanho do celular. por isso que eu disse que o tamanho seria o mesmo, maior seria o aproveitamento da tela. Ora, se o tamanho do celular é o mesmo, e a tela foi maior aproveitada, é óbvio que a tela aumento. Ninguém discutiu isso.
Hoje vc aprendeu que a parte frontal de um smartphone é ocupada por tela e borda. NA borda ficam os botões físicos - quando existem -, o logo, a câmera frontal e outros sensores. Se vc diminui a borda, a mantém o tamanho do celular vc pode aumentar a tela, fazendo com que o celular se mantenha com as mesmas dimensões e a tela aumente.
Incrível, né?
Amiguinho, outra dica que te dou é: - sempre que vc se achar mais inteligente que outra pessoa, tenha claro na sua mente que vc não é. Vc só é apressado e não consegue entender o que o outro disse. Essa noção lhe trará a seguinte lição: humildade. Lhe falta isso.
Com humildade vc poderá ganhar respeito, outra coisa que também lhe falta. Provavelmente seus pais foram ineficazes em sua educação ou então vc pode ser uma criancinha ainda muito imatura.
Vamos crescer, garoto. Tenho fé em vc.

Paulo de Tarso
Cara, leia o texto todo, com destaque para: "Outro destaque é o fim do botão home físico (sim!) para dar espaço a essa telona que, em vez de 16:9, tem proporção 18,5:9." E Releia o que eu disse, com destaque para: "Maior será o aproveitamento da tela. Vc preferiria que a tela continuasse com menor aproveitamento?" Então, gust4v8, eu estava falando que o aparelho continuará no mesmo tamanho, com aproveitamento de tela maior. Acho que vc não entendeu o que isso significa: a tela será maior e o aparelho continuará do mesmo tamanho. E não, não há milagre nisso. Se vc reparar, nos celulares atuais há algo em volta da tela que pode ser chamado de borda, ou carcaça. Visualmente vc identifica a borda olhando ao redor da tela, aquela área que não aproveitada para mostrar informações dinâmicas. Matemática simples: se vc diminui a borda vc consegue aumentar a tela e manter o tamanho do celular. por isso que eu disse que o tamanho seria o mesmo, maior seria o aproveitamento da tela. Ora, se o tamanho do celular é o mesmo, e a tela foi maior aproveitada, é óbvio que a tela aumento. Ninguém discutiu isso. Hoje vc aprendeu que a parte frontal de um smartphone é ocupada por tela e borda. NA borda ficam os botões físicos - quando existem -, o logo, a câmera frontal e outros sensores. Se vc diminui a borda, a mantém o tamanho do celular vc pode aumentar a tela, fazendo com que o celular se mantenha com as mesmas dimensões e a tela aumente. Incrível, né? Amiguinho, outra dica que te dou é: - sempre que vc se achar mais inteligente que outra pessoa, tenha claro na sua mente que vc não é. Vc só é apressado e não consegue entender o que o outro disse. Essa noção lhe trará a seguinte lição: humildade. Lhe falta isso. Com humildade vc poderá ganhar respeito, outra coisa que também lhe falta. Provavelmente seus pais foram ineficazes em sua educação ou então vc pode ser uma criancinha ainda muito imatura. Vamos crescer, garoto. Tenho fé em vc.
gust4v8

então vc leu e não entendeu (brasileiro típico)..."Logo na frente, temos uma tela bem maior em relação à geração anterior, de 5,8 polegadas contra 5,2 polegadas." viu? "bem MAIOR", está no meio da frase. ainda em dúvida? 5,8 é MAIOR que 5,2...aff

gust4v8
então vc leu e não entendeu (brasileiro típico)..."Logo na frente, temos uma tela bem maior em relação à geração anterior, de 5,8 polegadas contra 5,2 polegadas." viu? "bem MAIOR", está no meio da frase. ainda em dúvida? 5,8 é MAIOR que 5,2...aff
J_Eduardo

Isso sem contar que para a empresa que já fábrica laptops, desktops e tablets, pq não desenvolver mecanismos de continuísmo e sincronia, integrando Android e Windows, isso sim seria uma revolução..

J_Eduardo
Isso sem contar que para a empresa que já fábrica laptops, desktops e tablets, pq não desenvolver mecanismos de continuísmo e sincronia, integrando Android e Windows, isso sim seria uma revolução..
J_Eduardo

A Samsung tem ótimos engenheiros e designs, mas consegue errar no básico. Tira o botão home (que eu já achava horroroso, por isso ia de LG sempre) e coloca na traseira ao lado da câmera, de forma descentralizada. Tela maior, novo processador, ou seja mais brilho e processamento na mesma bateria do meu antigo G2. Goste-se da Apple ou não, mas seu sucesso está exatamente nisso, a funcionalidade, ergonomia e beleza de seus gadgets, não se muda nada onde para um ganho ou novidade haja uma perda ou alteração que não seja funcional. Ok, eles erram mais hoje sem o Jobs, Mas menos, parece quemesta hoje DNA da empresa. É isso sem contar o refinamento do IOS que casa com perfeição ao hardware da própria maçã. Me pergunto pq uma gigante como A Sansung não investe em refinar a sua versão Android para os seus aparelhos e cria uma experiência de uso de nível superior ao dos demais aparelhos Android e promove mudanças de hardware em sintonia com isso.

Exibir mais comentários