Início » Web » Em números: o declínio do Snapchat com o avanço do Instagram Stories

Em números: o declínio do Snapchat com o avanço do Instagram Stories

A situação do Snapchat não ficou boa depois do Instagram Stories

Por
31/01/2017 às 19h37
A nova extensão do Tecnoblog está pronta.Baixe Agora!

A gente brinca que o Instagram Stories é uma cópia na cara dura do Snapchat, mas o clone vem ganhando bons números e atenção dos usuários. Segundo um estudo feito pelo TechCrunch, o impacto do novo recurso do Instagram no Snapchat é bem nítido, com o primeiro só crescendo e o segundo, em queda livre.

Lançado em agosto de 2016, o Instagram Stories não tem nem seis meses e já completa 150 milhões de usuários ativos, mesmo número que o Snapchat tinha no último relatório divulgado, em junho. O Instagram em si tem 600 milhões de usuários ativos, então ainda há bastante público para aderir ao recurso.

Ainda assim, o impacto do Instagram em visualizações tem sido bem mais preocupante para os criadores de conteúdo do Snapchat. Um CEO de uma empresa de conteúdo que gerência famosos em redes sociais revelou ao TechCrunch que a queda média entre seus clientes foi de 20% a 30% desde agosto, quando o Instagram Stories foi lançado, até a metade de janeiro.

Os números não variam muito quando outros especialistas na área são consultados. Nick Cicero, CEO de uma empresa de análise de conteúdo, fez um estudo com 21 mil histórias do Snapchat e percebeu uma queda de 40% entre julho e novembro do ano passado. Charlie Buffin, um gerente de talento social que representa famosos ligados ao Vine no Snapchat, disse que seus melhores criadores tinham por volta de 330 mil visualizações entre 2015 e junho de 2016. Em dezembro do ano passado, no entanto, ficaram entre 205 e 250 mil (!).

É um impacto bem grande, mas o simples lançamento de um serviço que se parece com o do Snapchat não é o único motivo para toda essa queda. As visualizações, por exemplo, também podem ter caído com a remoção do recurso de avançar automaticamente para o próximo snap, o que o Instagram manteve. Com o usuário selecionando só o que quer ver, sem deixar os vídeos rolarem naturalmente, o número de histórias vistas costuma ser menor.

No geral, o Instagram também tem um ambiente mais propício para quem busca mais visibilidade. A aba Explore, que agora mostra as histórias de perfis que estão fazendo sucesso, ajuda bastante perfis pequenos a crescer, o que é difícil no Snapchat. “Influenciadores que não conseguiram uma audiência tão grande no Snapchat praticamente abandonaram a plataforma porque era muito mais fácil para eles crescer dentro de sua própria audiência no Instagram Stories”, disse Mike Albanese, CEO de outra empresa de gerenciamento de talento social.

Segundo Albanese, o único jeito de crescer no Snapchat é promover a conta em outras redes sociais, como o YouTube ou Instagram. Com o produto do Snapchat integrado em outra rede social, como é no Instagram, há mais espaço para crescer. Como o Snapchat não investiu nesse alcance de audiência, se distanciando dos criadores, as agências se frustraram e isso impulsionou a migração para o Instagram.

Estatísticas das redes sociais da personalidade Hannah Stocking, reveladas pelo TechCrunch, mostram que ela viu suas visualizações no Snapchat caírem de 150 mil em agosto para 90 mil agora em janeiro. No mesmo período, o número de seguidores no Instagram cresceu de 1,2 milhão para 4,3 milhões. Como não concentrar naturalmente os recursos dela na rede social que está ganhando?

Sem proximidade com os criadores e com um ambiente mais propício para crescer, “todo mundo esqueceu que o Instagram Stories é um clone do Snapchat”, disse Albanese.

Mais sobre: , ,