Início » Telecomunicações » AT&T vai lançar redes 5G nos EUA, mas calma

AT&T vai lançar redes 5G nos EUA, mas calma

A velocidade não é tão alta e ainda nem existe um padrão definido para o 5G

Jean Prado Por

Enquanto o 4G ainda passa por expansão aqui no Brasil, a operadora norte-americana AT&T já está lançando redes de 5G em duas cidades americanas: Austin, no estado do Texas, e Indianapolis, em Indiana. Mas calma: em testes, as velocidades chegam em torno de “apenas” 400 Mb/s e ainda nem existe um padrão definido para o 5G, então nenhum smartphone suporta a tecnologia logo de cara.

A velocidade não surpreende porque o próprio 4G já consegue chegar a 1 Gb/s, como mostrou esta operadora australiana. Sem muito esforço, o padrão LTE já fica na casa das centenas de megabits por segundo. E a própria GSMA, associação que representa as operadoras de telefonia móvel, recomenda que uma conexão 5G tenha pelo menos 1 Gb/s de velocidade e latência inferior a 1 ms. Já há alguns anos, testes da Nokia atingiram 10 Gb/s, então dá para entender porque não é grande coisa a AT&T testar com uma velocidade que não seja na casa dos gigabits.

Por que os testes, então? Como aponta o Engadget, o lançamento das redes 5G funciona mais como uma reestruturação da rede da empresa, que leva o nome de Indigo. A promessa é que ela seja mais adaptável e responsiva: um software e tecnologias inteligentes, como aprendizagem de máquina, vão controlar a rede e devem tomar conta de 75% da infraestrutura.

Essa premissa responsiva faz sentido, já que, como explicamos aqui, o forte das redes 5G não é muito a velocidade nem a latência, mas sim a capacidade de segurar uma gama enorme de dispositivos conectados, o que não acontece nos outros padrões. Imagine um cenário com a internet das coisas (ouça o Tecnocast!) popularizada, com sensores, lâmpadas, carros autônomos e qualquer outra coisa ligada à rede. Certamente há a demanda por infraestrutura para segurar tudo isso.

Apesar de animadora, a rede 5G ainda é pouco tangível até nos Estados Unidos. Tudo bem, a Qualcomm já fez um chip 5G que suporta velocidades de até 5 Gb/s, mas não há smartphones com a tecnologia 5G no mercado. Como aconteceu com a popularização do 4G, a expectativa é de que o novo padrão de rede chegue primeiro em modems e roteadores móveis.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

SiouxBR

A 1 Gbit/s eu levaria 2 segundos para consumir minha franquia... :)

SiouxBR
A 1 Gbit/s eu levaria 2 segundos para consumir minha franquia... :)
Yago G. Oliveira

É preferível seguir as definições feitas pelos Sul-coreanos e Japoneses.

Yago G.
É preferível seguir as definições feitas pelos Sul-coreanos e Japoneses.
Caio Duarte

Beleza, tô calmo.
E agora?

Menino Caio
Beleza, tô calmo. E agora?
Felipe Carelles

Entendi, valeu por esclarecer. Pior que essas velocidades nunca alcançadas, são as franquias :/

Felipe Carelles
Entendi, valeu por esclarecer. Pior que essas velocidades nunca alcançadas, são as franquias :/
DumbSloth87

Os valores abaixo são velocidades máximas teóricas (nunca alcançadas na vida real):
HSPA = 14 Mbit/s
HSPA+ = 672 Mbit/s
LTE = 1 Gbit/s

DumbSloth87
Os valores abaixo são velocidades máximas teóricas (nunca alcançadas na vida real): HSPA = 14 Mbit/s HSPA+ = 672 Mbit/s LTE = 1 Gbit/s
Felipe Carelles

Ué desculpe minha falta de conhecimento, mas quando aparece no smart H+ e H qual seria a diferença? Também já percebi que as vezes aparece só 3G.

Felipe Carelles
Ué desculpe minha falta de conhecimento, mas quando aparece no smart H+ e H qual seria a diferença? Também já percebi que as vezes aparece só 3G.
@Sckillfer

Os operadoras do EUA e seu "pionerismo"... Tipo o "4G

Sckillfer
Os operadoras do EUA e seu "pionerismo"... Tipo o "4G" delas que na verdade não passa de uma propaganda enganosa do 3G+ (só é 4G de verdade quando dizem "4G LTE").
Yago G. Oliveira

E até hoje nos EUA eles chamam o H+ de 4G

Exibir mais comentários