O Uber enfrenta uma crise de imagem nos Estados Unidos. Usuários estão promovendo a campanha #DeleteUber nas redes sociais, acusando a empresa de ser a favor de políticas do presidente Donald Trump, como a medida que limita a entrada de refugiados e imigrantes de países islâmicos. Resultado? Mais de 200 mil contas excluídas do serviço de transporte em apenas seis dias, conforme divulgado pelo The New York Times.

A polêmica aconteceu porque o Uber desativou manualmente a tarifa dinâmica no aeroporto John F. Kennedy, em Nova York, durante protestos contra o decreto de Trump que restringe a entrada de imigrantes de sete países islâmicos. Momentos antes, uma associação que representa os taxistas da cidade havia anunciado que não pegaria nenhum passageiro no aeroporto, como forma de incentivar o protesto. A atitude do Uber foi vista como uma afronta à manifestação e uma mera tentativa de lucrar com a situação.

DeleteUber

Além disso, o CEO do Uber, Travis Kalanick, era membro do conselho de administração de Trump, cargo que decidiu deixar nesta quinta-feira (2), após os protestos dos usuários. Em comunicado enviado aos funcionários, ele afirmou que “participar do grupo não era para ser um endosso ao presidente ou suas políticas, mas infelizmente isso foi mal interpretado”.

A demanda por exclusões de contas no Uber foi tão alta que a empresa precisou desenvolver uma ferramenta para automatizar o processo. Até então, um funcionário do Uber tinha que deletar manualmente as contas de usuários que solicitassem a exclusão. A empresa também passou a se justificar para cada usuário que tomasse a decisão: uma mensagem dizia que o Uber “compartilha da sua opinião sobre os banimentos de imigração: são injustos, errados e contra tudo o que representamos como empresa”.

Concorrentes do Uber tiveram um aumento expressivo de usuários com a campanha #DeleteUber: na terça-feira (31), o Lyft ultrapassou o Uber em downloads na App Store pela primeira vez na história.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

C. Herrera

Parte 1: Você não respondeu... "O que VOCÊ faria se PRECISASSE de água?"

Parte 2: Acho que não fui clara... vejamos... Você viu que tem um "pudesse" no meu comentário, né? Significa: até o limite do possível, do razoável.

O comerciante não tem a obrigação de ajudar, mas ele PODE fazer o mínimo, e com um gesto bem simples: não subindo os preços (reparou que foi a primeira coisa que eu disse?). Ou seja: subir os preços em CATÁSTROFES desse tipo, guiando-se apenas pela oferta e procura é, para dizer o mínimo, pura e simples ganância (ou oportunismo, se quiser), é se omitir, é não ter ética e caráter, é aproveitar-se da fragilidade temporária de pessoas em benefício próprio. Bacana, né? O governo está lotado de gente assim.

A atitude é tão mal vista que já se cogitou em multar esse tipo de comerciante (por isso em prática é que são elas). E não, o comerciante não vai quebrar se ele simplesmente NÃO SUBIR os preços!

C. Herrera
Parte 1: Você não respondeu... "O que VOCÊ faria se PRECISASSE de água?" Parte 2: Acho que não fui clara... vejamos... Você viu que tem um "pudesse" no meu comentário, né? Significa: até o limite do possível, do razoável. O comerciante não tem a obrigação de ajudar, mas ele PODE fazer o mínimo, e com um gesto bem simples: não subindo os preços (reparou que foi a primeira coisa que eu disse?). Ou seja: subir os preços em CATÁSTROFES desse tipo, guiando-se apenas pela oferta e procura é, para dizer o mínimo, pura e simples ganância (ou oportunismo, se quiser), é se omitir, é não ter ética e caráter, é aproveitar-se da fragilidade temporária de pessoas em benefício próprio. Bacana, né? O governo está lotado de gente assim. A atitude é tão mal vista que já se cogitou em multar esse tipo de comerciante (por isso em prática é que são elas). E não, o comerciante não vai quebrar se ele simplesmente NÃO SUBIR os preços!
Petter

Vamos por partes, se você tivesse um comércio e ficasse doando em vez de vender iria acabar por fechar e com isso muitas famílias de empregados seus ficaram sem nada. Já pensou neste tipo de catástrofe?
Isso nunca é avaliado pela população em geral.
Acham que porque o cara é comerciante tem a obrigação de ajudar, mas já pensou se ele quebra, como fica a família de todos os empregados?

Petter
Vamos por partes, se você tivesse um comércio e ficasse doando em vez de vender iria acabar por fechar e com isso muitas famílias de empregados seus ficaram sem nada. Já pensou neste tipo de catástrofe? Isso nunca é avaliado pela população em geral. Acham que porque o cara é comerciante tem a obrigação de ajudar, mas já pensou se ele quebra, como fica a família de todos os empregados?
Lucas Carvalho

De que forma cobrar um preço menor afeta o protesto? Já sei, tira MAIS pessoas do aeroporto (realmente tira mais pessoas, mas só as que não queriam ficar no protesto). Porém se muitas pessoas no aeroporto, mesmo que elas não queiram permanecer lá, significa um protesto melhor, Ok. Verdade. O Uber realmente prejudicou o protesto, mas por uma boa razão (ou com uma boa desculpa): tirar as pessoas de uma região de tráfego intenso de pessoas, naquele momento hostil, e com menos oferta de meios de transportes do que o usual (protesto dos taxistas).

Ou seja podem até dizer que o motivo do Uber usar a taxa dinâmica é porque ele é favorável ao Governo Trump, mas ele teve bons motivos e que eu, particularmente, considero muito mais plausíveis pra tê-lo feito. Eu diria que, no mínimo, o Uber teve uma boa desculpa pro que fez.

Porém é isso. Cada um faça sua análise da atitude/motivo do Uber e, dentro da Lei, tome as atitudes que acharem necessárias.

Lucas Carvalho
De que forma cobrar um preço menor afeta o protesto? Já sei, tira MAIS pessoas do aeroporto (realmente tira mais pessoas, mas só as que não queriam ficar no protesto). Porém se muitas pessoas no aeroporto, mesmo que elas não queiram permanecer lá, significa um protesto melhor, Ok. Verdade. O Uber realmente prejudicou o protesto, mas por uma boa razão (ou com uma boa desculpa): tirar as pessoas de uma região de tráfego intenso de pessoas, naquele momento hostil, e com menos oferta de meios de transportes do que o usual (protesto dos taxistas). Ou seja podem até dizer que o motivo do Uber usar a taxa dinâmica é porque ele é favorável ao Governo Trump, mas ele teve bons motivos e que eu, particularmente, considero muito mais plausíveis pra tê-lo feito. Eu diria que, no mínimo, o Uber teve uma boa desculpa pro que fez. Porém é isso. Cada um faça sua análise da atitude/motivo do Uber e, dentro da Lei, tome as atitudes que acharem necessárias.
@Sckillfer

PQP, leia, o Uber ia tirar o pessoal que queria sair de la de qualquer forma, as pessoas iam ter seu direito de sair de lá do mesmo jeito... Mas ele fez isso sem taxa dinâmica. A TAXA DINAMICA, taxa dinâmica. Inclusive prejudicaram diretamente seus motoristas).

Sckillfer
PQP, leia, o Uber ia tirar o pessoal que queria sair de la de qualquer forma, as pessoas iam ter seu direito de sair de lá do mesmo jeito... Mas ele fez isso sem taxa dinâmica. A TAXA DINAMICA, taxa dinâmica. Inclusive prejudicaram diretamente seus motoristas).
Lucas Carvalho

Tirar do protesto as pessoas que não queriam estar lá não é "contra protestar". Ou vai dizer que impedir que as pessoas que acabaram de chegar de viagem, provavelmente cansadas, cheguem em casa é o protesto? Se for assim esse protesto é muita sacanagem, e o Uber fez sua parte em amenizar essa sacanagem.

Lucas Carvalho
Tirar do protesto as pessoas que não queriam estar lá não é "contra protestar". Ou vai dizer que impedir que as pessoas que acabaram de chegar de viagem, provavelmente cansadas, cheguem em casa é o protesto? Se for assim esse protesto é muita sacanagem, e o Uber fez sua parte em amenizar essa sacanagem.
Caleb Enyawbruce

tente enviar a palavra SAIR

Ramon Gonzalez
tente enviar a palavra SAIR
Caleb Enyawbruce

eoq

Ramon Gonzalez
eoq
Caleb Enyawbruce
Exibir mais comentários