Início » Celular » Sensor da Sony para smartphones consegue filmar a 1.000 fps

Sensor da Sony para smartphones consegue filmar a 1.000 fps

Por
3 anos atrás

A Sony anunciou nesta terça-feira (7) um sensor de imagem para smartphones que pode elevar os efeitos de câmera lenta a um novo patamar: será possível filmar em 1080p a 1.000 quadros por segundo. É um belo avanço em relação aos melhores smartphones da atualidade, que não costumam passar dos 120 fps em Full HD.

Como isso foi possível? Para entender, eis uma explicação rápida do funcionamento de uma câmera: a luz que passa pela lente do smartphone (um sinal analógico) penetra no sensor, que processa as informações dos pixels por meio de um circuito para criar uma fotografia que nós conseguimos ver (um sinal digital). A largura de banda entre os componentes da câmera é limitada, por isso, mesmo que você tenha um smartphone potente, a velocidade de captura de fotos fica limitada pelo gargalo no sensor.

Para resolver esse problema, a Sony decidiu colocar, entre o sensor de imagem e o circuito, uma terceira camada com DRAM de 128 MB — assim, as imagens capturadas pelo sensor ficam armazenadas temporariamente numa memória de altíssima velocidade. Também houve melhorias para reduzir o ruído entre os componentes internos do sensor e, com isso, aumentar as velocidades de transferência.

O resultado é que o novo sensor consegue ler uma imagem de 19,3 megapixels em apenas 1/120 segundo, o que é quatro vezes mais rápido que o Sony IMX318, utilizado no Xperia X e outros smartphones, como o Mi Note 2. Com a leitura das informações de cada linha de pixels é mais rápida, isso evita aquelas distorções indesejadas de objetos em movimento:

E como a DRAM também pode ser utilizada para armazenar dados temporários de vídeo, é possível chegar a 1.000 quadros por segundo, oito vezes mais rápido que o oferecido pelos melhores sensores de smartphones. O resultado é bem animador:

O único problema é que, como a DRAM é limitada, ela não consegue guardar tantos quadros de vídeo — por isso, você não conseguiria simplesmente filmar o vídeo inteiro a 1.000 fps e depois selecionar os pontos em que deseja aplicar o efeito de câmera lenta, como faz hoje. Será necessário ou acionar o efeito durante a filmagem ou, o que as fabricantes provavelmente adotarão, fazer com que o smartphone detecte automaticamente objetos em rápido movimento e grave esses trechos em altíssimo fps.

O novo sensor de imagem tem resolução de 5520×3840 pixels (21,2 megapixels) e tamanho físico de 1/2,3 polegada, permitindo filmar em 4K a 60 fps (!) ou Full HD e 720p, o tempo inteiro, a 240 fps. A Sony não informou quando ele chegará aos primeiros smartphones — mas é provável que tenhamos alguma novidade até o final do mês, quando os japoneses devem lançar mais um Xperia topo de linha.

Mais sobre: ,