Início » Legislação Negócios » Chefe da Samsung é preso na Coreia do Sul em investigação de corrupção

Chefe da Samsung é preso na Coreia do Sul em investigação de corrupção

Por
26 semanas atrás
Já conhece a nova extensão do Tecnoblog? Baixe Agora

O chefe da Samsung, Lee Jae-yong, foi preso nesta sexta-feira (17) por estar supostamente envolvido no escândalo de corrupção da Coreia do Sul. Ele é acusado de ter pago 43 bilhões de wons, o equivalente a R$ 116,5 milhões, para uma informante da presidente afastada sul-coreana Park Geun-hye em troca de favores políticos.

Segundo os promotores, a Samsung subornou Choi Soon-sil, amiga de longa data da presidente da Coreia da Sul, para assegurar que o governo aprovasse uma fusão entre duas unidades da empresa em 2015. O plano era juntar a Samsung C&T, focada em engenharia e construção, e a Cheil Industries, que produz materiais químicos e têxteis, aumentando o controle da família de Lee Jae-yong sobre a Samsung Group.

Lee Jae-yong é vice-chairman e lidera a Samsung desde 2014, quando seu pai teve um ataque cardíaco. Ele também é acusado de desvio de fundos, transferência ilegal de bens e por cometer crime de falso testemunho durante uma audiência parlamentar. A decisão de prendê-lo foi tomada pela justiça com o receio de que Lee poderia fugir ou destruir provas.

O executivo, que permanece preso em um centro de detenção em Seul, negou o envolvimento com o escândalo de corrupção. À Bloomberg, a Samsung emitiu um comunicado declarando que “não pagou subornos nem fez pedidos impróprios à presidente em troca de favores”. A investigação ainda pode se estender pelos próximos 18 meses.

Nem precisa explicar muito sobre a importância da empresa na Coreia do Sul — nós conhecemos a Samsung como a maior fabricante de smartphones do mundo, mas a companhia atua em diversos setores, como construção, finanças, medicina e navios. A Samsung é a maior empresa sul-coreana, e seu valor de mercado é equivalente a um quarto de todas as companhias listadas no país.

Depois de passar pelo fracasso do Galaxy Note 7 explosivo, que custou a liderança da Samsung nas vendas de smartphones no último trimestre de 2016, além de ter uma fábrica de baterias envolvida em um incêndio, a Samsung deve enfrentar mais alguns desafios nos próximos meses.

Para entender o escândalo de corrupção na Coreia do Sul

Quase não se fala da política da Coreia do Sul na imprensa brasileira, mas a situação anda bem complicada por lá.

Em novembro de 2016, Choi Soon-sil, amiga de longa data de Park Geun-hye, primeira presidente mulher da Coreia do Sul, foi acusada de corrupção e tráfico de influência. Ela teria aproveitado sua conexão com a presidente para extorquir dinheiro de empresas familiares sul-coreanas, como a Samsung. O dinheiro era transferido por meio de doações para duas fundações sem fins lucrativos controladas por Choi.

Acredita-se que Choi criou um grupo secreto de conselheiros presidenciais chamado “as oito fadas” para atender a interesses privados. Reconhecendo o escândalo, Park Geun-hye pediu desculpas em um pronunciamento oficial na TV. A presidente chegou a trocar o ministro das Finanças, dispensar secretários e demitir seu primeiro-ministro.

Mas as ações da presidente não surtiram efeito na população, que foi às ruas protestar a favor do impeachment. A maior manifestação colocou 2 milhões de pessoas nas ruas (em um país de 50 milhões de habitantes), segundo os organizadores. A taxa de aprovação de Park Geun-hye era de 4%, a menor da história para um presidente da Coreia do Sul, enquanto a rejeição chegou a 93%.

Em 9 de dezembro de 2016, Park Geun-hye sofreu impeachment e seus direitos presidenciais foram suspensos. O primeiro-ministro Hwang Kyo-ahn é o atual presidente em exercício da Coreia do Sul.

  • Ricardo – Vaz Lobo

    Eu teria vergonha de morar num país imoral como esse daí.

    • Jack Silsan

      Suponho que você esteja sendo irônico

      • Alberto Prado

        ora, ora, parece que temos um xeroque rolmes aki.

        • Jack Silsan

          Elementar meu caro Prado

      • Ricardo – Vaz Lobo

        Já-mais!

    • João Silverado

      kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk, essa foi boa, curti.

    • Melocoton Loko

      Ainda bem que não moro lá…

    • Keaton

      Pelo menos não é o governo, certo? 😀

    • CtbaBr

      Ironia pesada essa sua…
      Foi difícil positivar, o cursor ficava desviando!

      • Ricardo – Vaz Lobo

        Rarararraaaaaaa.

  • Comediante

    “a companhia atua em diversos setores, como construção, finanças, medicina e navios.”

    Além destes também vale reforçar que a mesma fabrica máquinas agrícolas, atua no ramo de processamento de alimentos, mercado têxtil, segurança e seguros, publicidade e marketing além de atuar também no mercado militar desenvolvendo hardware, software e maquinário para vigilância aeronáutica, automação e tecnologia de armamentos de artilharia em geral para o exército sul-coreano.

    • Vanderson Lima

      A Samsung é dona da Coréia do Sul.

      • Comediante

        Depois de subornar a presidência, com certeza.

    • João Silverado

      Ontem vi no jornal que só a Samsung é responsável por 1/5 do PIB. Mta coisa mesmo.

  • Bruno Aveiro

    Notícia explosiva essa pra Samsung, hein! (piada velha, eu sei).
    Sobre a política da Coreia do Sul é um treco bem bizarro mesmo.
    Recomendo o podcast do Xadrez Verbal sobre esse tema. É surreal a explicação.
    https://xadrezverbal.com/2016/11/04/xadrez-verbal-podcast-71-coreia-do-sul-tpi-e-plebiscitos/

  • Vanderson Lima

    Acho que os coreanos estão fazendo escândalo por nada. No Brasil tem tudo isso e muito mais… deve ser falta de costume com a corrupção.

    • João Silverado

      Estão cortando o mal pela raiz, não que esse deva ser o primeiro caso de corrupção lá e tal, mas é melhor já ir mostrando o que acontece com gente assim. E tbm acho que se o cara ñ tem nada a ver, logo vai ser solto.

    • A diferença é q pro brasileiro isso é normal. Só fica de mimimi e não faz nada. Sim, fizeram impeachment do Collor, sim fizeram com a Dilma, mas o país continua sendo governado por ladrões. Detalhe q Dilma não teve privilégios presidenciais caçados.
      Ainda tem mto q se fazer pra reduzir ao máximo a corrupção no Brasil, devemos usar o exemplo da Coreia do Sul contra esses nossos políticos.

      • Vanderson Lima

        Até hoje não entendo essa política brasileira. A gente vota em pessoas “diferentes”, mas os mesmos velhos corruptos continuam no poder.
        O prefeito da minha cidade, por exemplo, foi eleito pela primeira vez e em primeiro turno, nada mudou pq ele colocou a mesma velharia corrupta toda como secretários e/ou qualquer outro cargo público que pode ser inventado pelo governante.
        Por isso não tenho vontade de votar.

        • Brincadeira, cara, os vermes chega são gordos de tnt que roubam. Mas é da nossa recente cultura, cara. Temos q educar nossos jovens com a mesma cultura do vovô e da vovó. Foram criados tipo só com o olhar da mãe e do pai já ficavam fininhos, e aí d quem desse um pio, a chinela voava no alvo, tipo o rosto. Ngm morreu pq levou cipoada, pelo contrário, mtos daquela época se tornaram cidadãos de bem. Agora essa geração manteiga q num pode apanhar e os pais falam lindos palavrões, e óbvio q o filho tb vai falar e axam lindo. Devagarzinho se torna o q esses corruptos com e sem colarinho branco são.
          EDUCAÇÃO, CULTURA, IGUALDADE SOCIAL! A partir disso vamos engrenar no caminho certo.

  • Carlos Taylor

    Muitos países parecem maravilhosos para a gente pois sabem esconder muito bem a poeira debaixo do tapete..

    • Trovalds

      Contar um “causo” aqui pra você de um amigo que morou na Coréia do Sul por 2 anos pra estudar e trabalhar.

      Ele fez um curso de extensão numa universidade de lá na área de TI, não entrou em detalhes. E lá o almoxarifado (ou depósito, como preferir) é de acesso livre. Tudo o que você imaginar de componentes e equipamentos de informática estão à disposição do aluno pra uso dentro da instituição. Processadores, memórias, ssds, etc. Um paraíso de consumo de nerd. Um dia, conversando com um funcionário da universidade encarregado do setor, questionou se eles não tinham medo que nada fosse levado de lá (subtraído ou roubado mesmo) e a resposta foi: “como assim, levar embora?” e ele foi mais específico: “colocar na mochila, levar pra casa e nunca mais devolver” e novamente o funcionário “como assim, não entendo, por que levar embora?”

      O que se tira disso? Eles culturalmente e educacionalmente falando não sabem o que é o “jeitinho”. Aqui no Brasil? Se faz algo parecido dentro de uma universidade ou faculdade e se durar 1 dia é muito.

      Não, eles não escondem. Só que esses casos lá são tão raros que quando são descobertos viram notícia. Aqui? Se fosse noticiar cada caso de corrupção e “jeitinho”, não ia se fazer outra coisa.

      • Carlos Taylor

        Bom argumento.. Me fez mudar de ideia.
        Só não compara o Brasil com esses países, pois isso aqui em que a gente vive não se pode comparar com nenhum país, pois esse é o único que eu conheço onde tanto o governo quanto a população são corruptos.. O que nosso pais tem de bom é mal explorado, que é a nossa riqueza natural. 🙂
        Mas de qualquer forma, acredito que ainda tem coisa feia escondida se tratando da política de lá.
        Mas claro, só acho, não tenho razão em nada disso..

        • Cara, nunca vou cansar de bater em duas teclas: igualdade social e educação pro povo brasileiro. Resgatar aquela cultura dos nossos bisavós e avós. Aí sim nosso país será uma grande potência e com mto menos corrupção e criminalidade.

      • Mtos países são o paraíso pra nós q fomos decentemente educados para pegar somente o q é nosso. Em países como Dinamarca e Holanda já ouvi casos em q as pessoas largam celular, notebook, carteira nos bancos do metrô enquanto viajam e ngm põe a mão. Aki no Brasil, se fizer isso: piscou, perdeu.
        Sim, o nosso país perdeu mta cultura boa. Especialmente em se tratando de educação. A corrupção, o jeitinho, o furto, desvio e roubo vem de berço, e não só do berço de ouro, mas do berço de pau a pique, de tijolo, de “táuba” tb.

  • Trovalds

    SE eu entendi esse cidadão aí é um dos que estão à frente da empresa que controla a Samsung como um conglomerado que engloba todas elas, confere?

    E pelo que eu sei o negócio de celulares não é o que faz o grosso da receita da empresa, apesar da presença mundial da marca.

    • Isso, da Samsung Group.

      Celulares especificamente não, mas a Samsung Electronics é a principal divisão da Samsung, é tipo 70% da receita do grupo.

  • Wilson Faustino

    Impitimaram Park Geun-hye, primeira presidente mulher da Coreia do Sul, pq não aceitam uma mulher comandando o país. Corrupção foi desculpa! Golpiii!!!!

  • Louis

    Não é a toa até no escândalo da Petrobras a Samsung esteve envolvida.

  • Meta-capital…..

  • Eike batista sul coreano kkkkkkkkkkkk