Início » Web » Mark Zuckerberg acha que o Facebook pode salvar o mundo

Mark Zuckerberg acha que o Facebook pode salvar o mundo

Por
17/02/2017 às 13h47
A nova extensão do Tecnoblog está pronta.Baixe Agora!

Mark Zuckerberg

Na quinta-feira (16), Mark Zuckerberg publicou um textão. Mas um textão diferente daquilo que ele está acostumado a divulgar. O criador do Facebook usou cerca de 6 mil palavras para explicar a sua visão de que o caminho para um mundo melhor é a criação de uma comunidade global capaz de promover a paz, reduzir a pobreza, incentivar pesquisas científicas, essas coisas. É claro que a ideia é usar o Facebook para construir essa tal comunidade.

Zuckerberg afirma que o Facebook não é meramente uma empresa de tecnologia ou mídia, mas, acima de tudo, uma comunidade. As pessoas usam o serviço para diversos fins, inclusive ajudar e receber ajuda. Mark dá como exemplo o caso de uma mulher de nome Christina que encontrou em um grupo de mais de 2,4 mil pessoas o apoio necessário para enfrentar uma doença grave chamada epidermólise bolhosa (por acaso, falamos dessa doença aqui).

Esse espírito colaborativo é o que Zuckerberg quer intensificar no Facebook para resolver os problemas que afligem o mundo. Para tanto, ele se comprometeu a construir uma “infraestrutura social” que motivará os usuários da rede social a criarem grupos altruístas ou se unirem aos já existentes.

Mapa de alcance do Facebook

Mark Zuckerberg frisa que essa infraestrutura estará centrada em cinco tipos principais de comunidades:

  • Comunidade solidária: os grupos que apoiam uma causa nobre, uma instituição ou um indivíduo;
  • Comunidade segura: grupos que mobilizam pessoas para atuar em situações de crise — na reconstrução de um lugar atingido por desastres naturais ou na prevenção de atentados terroristas, por exemplo;
  • Comunidade informada: grupos engajados na disseminação de informações consistentes. Na prática, é uma tentativa de combater notícias falsas;
  • Comunidade civicamente engajada: uma extensão do primeiro tipo de comunidade, mas focada em processos políticos, fortalecimento da democracia e afins;
  • Comunidade Inclusiva: a ideia aqui é fazer o Facebook ser usado para que os usuários reconheçam pessoas de todas as partes do planeta, independente de cultura, ideologia, religião, etc.

Todos esses tipos de comunidades (se você acha que essa palavra já apareceu demais aqui, tem que ver no discurso — mais de 100 vezes) já existem, mas Zuckerberg acredita que é necessário reforçá-las porque o processo de globalização que temos hoje deixa muita gente para trás.

Ainda na visão dele, esse “abandono” faz grupos que se sentem desprezados ou desesperançosos entenderem a globalização como um malefício, gerando movimentos antiglobalização em várias partes do mundo.

Mas é exatamente o contrário que precisamos buscar, segundo Mark: com a conexão global fica mais fácil combater desastres ambientais, ações terroristas, conflitos civis e por aí vai.

Mark Zuckerberg e Priscilla Chan

Mas é bom deixarmos o desconfiômetro ligado. O manifesto de Mark Zuckerberg, como o textão está sendo chamado, é muito bonito, repleto de positividade e bastante focado em generosidade. Mas as questões sociais apontadas ali envolvem várias circunstâncias. Não dá para tratá-las com tanta simplicidade.

Além disso, o que Zuckerberg propõe é, de modo geral, uma nova versão da globalização, digamos assim. Mas quão seguro é confiar a base desse engajamento global a uma empresa? Ainda que Mark seja bem-intencionado, o que garantirá que essa nova infraestrutura social não será manipulada para atender a interesses obscuros?

No fundo, o manifesto está mais para a descrição da estratégia que traçará o futuro do Facebook. É como se fosse uma tentativa de vender a imagem de uma organização do bem. Nesse contexto, “comunidade” soa muito melhor que “corporação”.

 Mark Zuckerberg

Um sinal de que houve grande preocupação de fazer o discurso passar uma imagem positiva é que o texto publicado por Zuckerberg não é o original. Horas antes da publicação, o manifesto foi divulgado pela Associated Press. A versão da agência tem um parágrafo que não está presente no texto que aparece no Facebook.

O trecho aborda o uso de inteligência artificial no monitoramento de mensagens (públicas e privadas) trocadas dentro do Facebook no intuito de identificar ações terroristas, bullying e outras ameaças.

Certamente, alguém do Facebook, sabendo que esse monitoramento é polêmico por ferir normas de privacidade, achou que seria uma boa ideia remover essa parte do manifesto. O mesmo parágrafo informa que essa tecnologia já está sendo desenvolvida, mas levará algum tempo para ficar pronta. É como se o Facebook tivesse deixado escapar algo que deveria ser segredo.

  • Andre Kittler

    Mark Zuckerberg acha que pode salvar o mundo. Elon Musk acha que vivemos em um video game. Donald Trump acha que é presidente.
    Saudades dos bons e velhos bilionários…..

    • Ricardo Rj

      E você acha que é alguma coisa.
      Saudades dos bons e velhos comentários…

    • Mago Erudito®

      Bom mesmo é o Buffet que tem sólidos investimentos na Coca-Cola e na Gillette.

  • Ricardo – Vaz Lobo

    Miguelito Monte-de-Açucar tá lendo muito Orwell, Morus, Huxley, Bradbury. Desconfiômetro explodiu!

  • Tio Zuck acha que vivemos em um mundo ordeiro e perfeito igual no Star Trek…

    Nas últimas semanas só ganhei motivos para abandonar a rede.

  • Matheus

    Mark Zuckerberg é o Luciano Huck da América.

    • Comediante

      Esctutou o Nerdcast né? hahaha

      • Matheus

        Não por isso, já tive esse insight antes… Os dois são bem parecidos mesmo. (Mas também ouvi o Nerdcast dsaiohdsa).

  • Leticia Oliveira

    hummmm, sei

  • Moares Stif

    Um verdadeiro babaca….

  • C. Herrera

    Ele está louco.

  • Deilan Nunes

    ” Comunidade civicamente engajada: uma extensão do primeiro tipo de comunidade, mas focada em processos políticos, fortalecimento da democracia e afins ”

    fortalecimento da democracia? como?tipo assim:
    http://www.ilisp.org/noticias/facebook-utilizara-instituto-financiado-por-george-soros-para-apontar-noticias-falsas/

  • Aderbal Nort Wind

    Make sense.

  • Ricardo – Vaz Lobo

    Alguém aí consegue fazer um paralelo entre essa declaração do Zucka com o Manifesto Cluetrain?

  • Ramon Gonzalez

    Pra mim é só marketing puro e cristalino. Viagem de pedra em cima de algo banal pra vender a empresa.

    • Concordo.
      Quem tem ao menos 1% de massa encefálica ativa já sacou os reais propósitos dele com essa ideia de “salvar o mundo.”

  • Ramon Gonzalez

    A proposito, estou fora dessa comunidade global (nao tenho Facebook) então isso não faz diferença anyway…

  • Mark Donk

    E quem vai salvar o Mundo do Zuckerberg???
    Um ditadorzeco megalómano da pior espécie
    O Mundo estaria melhor sem gente como ele

  • David

    Comunidade solidária: Comente “Amém” para curar um doente
    Comunidade segura: Like ajuda
    Comunidade informada: Alguém lê antes de comentar?!
    Comunidade civicamente engajada: Textões e brigas políticas
    Comunidade Inclusiva: Você realmente conhece essa pessoa?! Solicitações de amizade bloqueadas com sucesso.

    • Antony

      No facebook, existem algumas comunidades, e funcionalidades que valem a pena e que tem essas diretrizes. Procure por “banco de tempo”, e verifique se tem um na sua cidade. A ideia consiste em que cada participante, que ao se cadastrar ganha 20h e diz qual serviço pode oferecer, possa ir usando horas de serviços oferecidos por outros participantes, como jardinagem, informática, aulas de dança, ioga, etc.

  • Tairo Prado

    Que piadista esse Zuckerberg! Muitos caem nesse papo furado por não saber a diferença entre globalização e globalismo.

    • Marcos Vinícius

      bingo!

  • Hugo Cravo

    Quando um empresário, como o George Soros, diz que quer salvar o mundo, eu corro logo pra proteger meu rabo na parede.

  • Oliveira17

    Esse rapaz está usando drogas pesadas.

  • ALMANAKUT BRASIL

    Hitler Reviews: Facebook

    Hitler Rants Parodies – 13/08/2013

    https://www.youtube.com/watch?v=ut3QgtYD5jg

  • ALMANAKUT BRASIL
  • Anisio Oliveira

    Mais um globalista detectado.

  • Tiago Celestino

    Seis mil palavras para falar nada que realmente seja útil para o mundo. Convenhamos que, mesmo as pessoas acreditando que a Internet é apenas o Facebook, o Facebook não é a Internet, essa sim, pode salvar o mundo.

    • Alguns membros da minha família e alguns poucos amigos realmente acredita que a internet é o Facebook. É realmente muito triste!

  • Começando pela erradicação da fome já seria um bom começo.

  • GHOC

    Se tem algo que não perco meu tempo é esse Facebook

  • Lucas

    Project Insight

  • sandrosfc

    Vai salvar sim,mostrando estrupo coletivo em tempo real…

  • Boa sorte…..

  • Mark Donk

    e quem salva o Mundo do Zuckerberg, um ditadorzeco megalomano?