Início » Internet » Tem uma pegadinha na hora de deletar sua conta do Yahoo

Tem uma pegadinha na hora de deletar sua conta do Yahoo

Paulo Higa Por

Delete sua conta do Yahoo. Essa é a nossa recomendação depois dos recentes casos de vazamento de dados da empresa — que demoraram para ser revelados aos usuários, pioraram com uma segunda invasão ainda mais grave e, quando ninguém esperava mais nada, houve outro ataque, com uma técnica diferente. Mas existe uma pegadinha que você precisa saber ao excluir sua conta.

Para deletar sua conta, você deve acessar esta página do Yahoo, fazer login e confirmar a operação. A empresa informa: “Na maioria dos casos, sua conta será desativada e removida de nossa base de dados de registro de usuários em aproximadamente 90 dias. Este atraso é necessário para desencorajar ações fraudulentas”.

Nada muito inconveniente, certo? Basta confirmar a exclusão e, em 90 dias, suas informações somem do Yahoo. Mas o usuário David Clarke conta ao ZDNet que tentou fazer login no dia 91 em sua conta teoricamente excluída e… ela ainda estava ativa. Pior: o Yahoo confirmou a David que, se você fizer login durante o prazo de 90 dias, o contador é reiniciado e você precisa esperar outros 90 dias (?).

Calma que piora: dois usuários relataram que solicitaram a exclusão em agosto e setembro de 2016, mas suas contas permaneceram ativas, mesmo sem fazer login. Um deles soube disso porque continuava recebendo e-mails de listas do Yahoo, o que só poderia significar que a conta ainda funcionava. Já o outro, que deveria ter sua conta deletada até dezembro de 2016, recebeu um e-mail de tentativa de login inesperada no último dia 1º de fevereiro.

Felizmente, parece que algumas contas realmente são excluídas pelo Yahoo no prazo certo. É possível saber se sua conta foi deletada ao tentar fazer login em algum serviço — depois de digitar o endereço de e-mail, o formulário deve informar que o nome de usuário não existe ou não foi reconhecido.

Difícil, hein.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Rui Almeida
vc se torna refém das redes sociais, e ninguem o pode livrar, cancelar, não resolve e deletar não existe, quando vc aceita ser usuário do yahoo, vc se ferrou totalmente, quer sair e não pode
Caleb Enyawbruce

Sim, hehehe! Só achei engraçada a primeira frase do artigo.

Ramon Gonzalez
Sim, hehehe! Só achei engraçada a primeira frase do artigo.
Marks Duarte

Essa saga pra excluir um conta do Yahoo!, me lembrou a saga que uma pessoa tem ao dar baixa num CNPJ aqui no Brasil.

Marks William
Essa saga pra excluir um conta do Yahoo!, me lembrou a saga que uma pessoa tem ao dar baixa num CNPJ aqui no Brasil.
Henrique Queirós
Meu hotmail. no prazo certo, era devidamente apagado. No yahoo minha conta ficou ativa por um tempão
João Monteiro
Alguém sabe como eu migro meus emails do yahoo para uma conta gmail sem ter que ficar enviando email por email? Obrigado
Theo Queiroz
Sempre recorro a esse site quando não sei como excluir a conta de algum site: http://backgroundchecks.org/justdeleteme/
Adriano
Exato. Esse é o ponto. Essa é uma prática usual. Pouquíssimas empresas de tecnologia, não são desonestas com seus usuários. Apesar de não me lembrar de nenhuma agora. Rs.
Adriano
Jura? Acontece amigo, que o problema é exatamente este.
Tiago Freitas
Lembrando que nesse período você não pode acessar a conta. É uma das minhas hipóteses sobre o seu caso.
Tiago Freitas
Existe uma diferença entre DESATIVAR uma conta, e EXCLUIR uma conta! A minha foi excluída (com o meu consentimento) de forma permanente em meados de outubro do ano passado. Eu tinha guardado o login e senha para testar posteriormente se a conta realmente era excluída. E como era de se esperar, a conta foi mesmo deletada. Agora se os dados realmente são apagados dos servidores deles, (o que eu não acredito que ocorra), já é outra história.
Tiago Freitas
O Yahoo foi uma corporação com respeito invejável nos primórdios da web para usuários finais. Eu nunca tive uma conta lá. Mas é triste ver uma empresa que já foi um ícone da internet ter um fim tão deprimente como esse.
Adriano
Quando eu critico a falsa idoneidade dessas grandes empresas de tecnologia e a covardia da mídia especializada, que jamais toca nesses assuntos, exceto quando convém, meus comentários são censurados.
Adriano
Existem casos de usuários nos EUA e Europa em que, mesmo depois de anos da conta ter sido teoricamente encerrada no GMail, os indivíduos descobriram que tudo ainda estava intacto nos servidores do Google, apenas esperando para ser reativado. Esses indivíduos tiveram seus dados realmente excluído, após ingressarem com processo judicial, em seus respectivos países, obrigando o Google a fazer aquilo que todo usuário acha que ele faz, quando resolve desativar um serviço deles.
Exibir mais comentários