Início » Celular » O Google Spaces não durou nem um ano

O Google Spaces não durou nem um ano

Serviço será descontinuado em 17 de abril

Emerson Alecrim Por

Pois é, o serviço não conseguiu completar nem o primeiro aniversário. O Google Spaces foi lançado em maio de 2016 como uma alternativa ao WhatsApp, só que com foco em grupos. No último fim de semana, porém, o Google anunciou a decisão de descontinuá-lo: o Spaces vai para o espaço (desculpa) no dia 17 de abril.

A proposta até que era simples: quer criar um grupo para trocar mensagens com a turma da faculdade? Um grupo para combinar o churrasco no final de semana? Ou simplesmente reunir os parentes em um grupo e ficar a maior parte do tempo mandando “bom dia”, “boa tarde” e “boa noite”? Era só usar o Spaces.

O serviço tinha integração com apps como Chrome (como extensão), YouTube e busca. O Google acreditava que isso ajudaria a promover o uso do Spaces no lugar dos grupos no WhatsApp ou em outros serviços de mensagens.

Google Spaces

Mas não deu certo. Pouca gente aderiu à ideia. Em julho de 2016, o Google até comprou uma startup chamada Kifi que tinha um serviço bacana de organização e compartilhamento de conteúdo. O plano era incrementar as funcionalidades do Spaces, mas nem isso ajudou o serviço a ganhar mais adeptos.

Tecnicamente, o Spaces era bom. O problema é que o serviço entrou em um segmento já saturado. Ferramentas de mensagens instantâneas não faltam e instalar mais um para lidar apena com grupos só vale a pena, provavelmente, em atividades muito específicas. Pouca gente sentirá falta, portanto.

Em uma página de ajuda do serviço, o Google explica que o Spaces entrará em modo leitura a partir de 3 de março, ou seja, não permitirá a criação de espaços e a publicação de mensagens após essa data. O conteúdo já publicado poderá ser acessado até 17 de abril. Depois disso, adeus.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Tails Dollbr27

g+

Tails Dollbr27

o google+ era bom, mas agora é cheio de bugs

Tails Dollbr27

pelo visto sim, e o g+ é por uma criança de 5, pois ele bane contas inocentes mas deixa bots de porno e pedofilos livres

Tails Dollbr27

a diferença do google+ pro spaces é q o google+ fez parceria com o youtube, oq juntou muita gente com conta fake q nao tolera correntes chatas, oq impediu aquilo de virar um facebook/twitter/instagram/whatsapp 2.0, e a sua tia ja usava o facebook e quase n usava o youtube, oq impediu ela de descobrir o g+ ja q muita gente o conheceu pelo youtube, oq tbm fez ele nao virar o facebook 2.0, alem do q a proposta do g+ era otima, e o g+ era bem povoado, até a parceria com o youtube acabar e encherem aquela merda de bugs

e o spaces... é só mais um clone do whatsapp só q da google, como ninguem ia ligar pra aquela merda, pois ja tinha o whatsapp, o g+, o twitter, etc., era só mais um clone do whatsapp

Willian Rochadel
Vacilei e não salvei uns links que deixei no SPACE. Tem alguma opção para recuperar?
LekyChan
e ainda assim não é bem sucedida, pois ainda não da lucro para o ggogle.
Catena's Beauty Atelier
Não tanto quanto hoje, claro, mas fazia sim. Citei porque ele não deixa de ser uma rede social...
Sidney Sol
O Orkut foi comprado também
Sidney Sol
YouTube foi comprado pelo Google em 2006. Ele já fazia sucesso?
Sidney Sol
Ainda bem. Esse Google quer ter monopólio em tudo
Catena's Beauty Atelier
O Google não tem talento/sorte pra redes sociais. Só o YouTube deu certo, e mesmo assim foi algo que eles adquiriram depois do sucesso. Bom, o Orkut também deu certo... mas não sei se eles desenvolveram do zero ou se também foi uma aquisição.
Marcos Oliveira
mas pelo menos eles jogam pingpong na hora do almoço, HAuhAuHuaUAH
Desv
Exatamente, lado negativo do jeito google de trabalhar, crianças fazendo o que quiser sem uma direção firmada.
Desv
Ela nunca devia ter matado GTalk, e sim ter evoluído.
Desv
GTalk foi o melhor IM da Google.
Exibir mais comentários