Início » Telecom » Como o Google vai mudar (um pouco) a TV por assinatura com o YouTube TV

Como o Google vai mudar (um pouco) a TV por assinatura com o YouTube TV

Por
24 semanas atrás
Já conhece a nova extensão do Tecnoblog? Baixe Agora

O Google vem fazendo de tudo para tornar o YouTube rentável: mesmo com usuários assistindo um bilhão de horas de vídeo por dia, o serviço nunca deu lucro. Aí entra o YouTube TV, um serviço de TV por assinatura nos EUA com alguns diferenciais que gostaríamos de ver também no Brasil.

O YouTube TV custará US$ 35 mensais quando for lançado nos próximos meses, sem fidelidade mínima – será possível cancelar a qualquer momento.

São quarenta canais, incluindo TV aberta americana, esportes (ESPN, Fox Sports), notícias, entretenimento (FX, USA, Syfy), infantis (Disney Channel, Disney XD), entre outros. Além disso, o serviço inclui as 28 séries originais do YouTube Red.

Cada assinatura dá direito a seis contas distintas, com recomendações de conteúdo personalizadas; e o streaming pode ser feito em até três dispositivos ao mesmo tempo. O YouTube TV estará disponível para Android, iOS, Chromecast e web. Inicialmente, ele não será compatível com dispositivos como Apple TV, PlayStation 4 e Xbox One, mas o Google indica ao Engadget que levará o serviço a mais plataformas.

Um dos diferenciais do YouTube TV é o “cloud DVR”: o usuário terá espaço ilimitado na nuvem para gravar transmissões ao vivo de programas, e depois assistir via streaming na TV, smartphone ou tablet. Será possível gravar mais de um programa ao mesmo tempo, e eles permanecerão disponíveis por nove meses.

Outro diferencial é o atendimento ao cliente, que geralmente deixa a desejar nos EUA (e também no Brasil). O Google promete excelência nessa área, e o usuário poderá entrar em contato através do app – por chat ou voz – sempre que encontrar algum problema. A empresa já tem um bom histórico de atendimento em serviços como Google Fiber (internet de 1 gigabit por segundo) e Project Fi (operadora móvel).

E, como se trata de um produto do Google, o YouTube TV conta com recursos de busca e personalização de conteúdo. Por exemplo, o usuário pode digitar “viagem no tempo” e obter uma lista de filmes e séries com esse tema; ou digitar o nome de um programa para ver todos os episódios disponíveis. Também haverá sugestões com base nos seus hábitos.

Tudo isso é bem bacana, mas esta “TV a cabo online” esbarra nos limites dos próprios canais de TV a cabo. Vários deles não estão disponíveis, por não fecharem acordo com o Google: entre as ausências notáveis, temos a Discovery, a Viacom (MTV, Nickelodeon), a Turner (TNT, TBS), a CNN e a HBO.

Além disso, o usuário não escapará dos anúncios. Na verdade, o próprio Google vai vender as propagandas que aparecerão no serviço, além dos próprios canais. Será possível pular anúncios nos vídeos gravados no cloud DVR (se você avançar o vídeo), mas só.

O mercado de TV por streaming está se aquecendo nos EUA. Lá, existem serviços como Sling TV, DirecTV Now e PlayStation Vue, que permitem fazer streaming de TV ao vivo; e o Hulu deve lançar um concorrente em breve. Rumores dizem que a Apple tentou entrar nesse mercado, mas não conseguiu.

Enquanto isso, no Brasil, estamos bem atrás. Canais abertos como Globo e SBT oferecem streaming ao vivo de graça, mas sem recursos de gravação; para assistir programas antigos no Globo Play, é preciso pagar R$ 14,20 mensais. Canais de TV paga oferecem streaming pela internet, mas só se você tiver assinatura com uma operadora tradicional; a exceção fica para o HBO Go, que custa R$ 34,90 mensais.

Mais sobre: , ,
  • O único contra que eu achei no YouTube TV é não ter canais grandes, como os da Turner e Viacom. Aliás, HBO também não é nem a la carte com eles… Precisa melhorar.

    • Theo Queiroz

      HBO tem o próprio serviço (HBO Go) e dificilmente faria acordo pra aparecer no pacote

  • Juliana

    antes de torcer pelo youtube tv no brasil, vamos torcer primeiro pelo google fiber! aí sim, chegando essa maravilha aqui por um custo “acessível”, é a morte (ou a livre concorrência forçando uma melhora do serviço) das operadoras padrão. eu pagaria meus 200,00 de vivo internet lixo + tv inútil + fixo inútil pro google de boaça se tivesse um bom atendimento.

    • Jefferson Rodrigues

      Se você mora em uma área nobre, seria atingida pelo Google Fiber rapidamente. Caso contrário, seria só um sonho. Kkkk

      • Juliana

        Puxa, que pena… 🙁

        • Jefferson Rodrigues

          É o Brasil.

    • Eric D.

      Fui cliente vivo, herdei da gvt que era muito boa, com 5 meses que virou vivo sai. Voltei pra net achando que iria me arrepender, pois já fui cliente anos atrás, mas até o momento sem nada pra reclamar. Mas com certeza vindo o google fiber eu mudaria. Só não acredito que ela irá querer vir com esse serviço para o Brasil.

      • Juliana

        pois é, seria um sonho! tb herdei a vivo pela gvt (que tinha um bom atendimento até e uma boa entrega do serviço de internet, apesar de a tv ser muito ruim). agora não sei se troco, tive muitos problemas com a net no passado.

        • Eric D.

          Pois é, o nivel da equipe de instalação da vivo está bem acima das equipes da net, se eu não tivesse vigiando o técnico ganharia mais 2 buracos na parede, sendo que meu ap possui canaleta de cabeamento, que inclusive estava em excelente estado, deixou a casa toda suja e um monte de entulho pra trás. A gvt na instalação não deixou um grão de poeira no chão, a instalação durou pouco mais de 2h contra as 4h da net. Está certo que isso ocorre muito pouco, não é todo dia que tera uma equipe instalando internet em casa, mas é um preludio da qualidade, a apresentação diz muito do serviço. Mas felizmente ocorreu o contrário desta vez, em termos de qualidade de conexão só tenho elogios para a net, ping de 11ms contra os 19ms medios da vivo(epoca gvt eram 9ms em media). O modem da vivo eu tinha que reiniciar ele uma vez por dia, o da net esta em minha casa a 6 meses e até hoje não precisei.

          Mas um conselho certo eu te dou, fuja da oi, antes de voltar pra net tentei oi, que durou 3 dias, ja me estressaram tanto que sai antes mesmo de concluirem a instalação.

          • Juliana

            Valeu a dica, tava com muito medo de trocar pra NET de novo… agora já n to tão preocupada.

    • Bruno Silveira

      Na verdade, mesmo nos EUA o google aos poucos esta desistindo do google fiber, e investindo em tecnologia para transmissao de dados via wirelles…

      • Juliana

        O que quis dizer é que antes de torcer pelo youtube tv, a gente precisa de uma internet melhor e com mais qualidade de serviço (tanto da entrega da própria internet quanto em relação ao atendimento). se vai ser fibra ou se vai ser wireless, se vai ser da google ou de outra empresa que se preocupe com o combo “bom e acessível” não importa muito. 🙂

    • Jorge Luis

      teve alguma notícia que te deu essa esperança?

      • Juliana

        Como respondi pro Bruno, o que quis dizer é que antes de torcer pelo youtube tv, a gente precisa de uma internet melhor e com mais qualidade de serviço (tanto da entrega da própria internet quanto em relação ao atendimento). se vai ser fibra ou se vai ser wireless, se vai ser da google ou de outra empresa que se preocupe com o combo “bom e acessível” não importa muito. 🙂

  • palatoqueimado

    “Enquanto isso, no Brasil, estamos bem atrás.”

    Me desculpa, mas a NET deu um baita passo agora em janeiro. O NOW agora tem canais fechados ao vivo: Discovery Kids, Cartoon Network, Boomerang, BabyTV, Band Sports, Band News, TLC, Discovery H&H, Curta!, Discovery Channel, Animal Planet, Discovery Turbo, TBS, ID, TNT Series e Space HD.

    Quem é usuário do Virtua recebe o streaming diretamente do datacenter local da NET, se disponível. Do contrário o streaming ocorre do DC da Embratel em SP/RJ. O buffering é semelhante ao Netflix; começa com uma qualidade ruim depois vai melhorando. Dependendo do canal é qualidade HD. A interface do player é pobre em recursos ainda, depende de uma extensão pro navegador, e volta e meia a transmissão é interrompida (precisa recarregar a página). Mas o serviço no geral é impressionante; é um IPTV que vem da infra da própria operadora.

    De toda maneira, por menor que seja a latência e por melhor que seja o cenário que eu descrevi acima, o buffering inicial é algo que ainda incomoda porque assistir TV pelo decodificador tem troca imediata dos canais, não é preciso ficar esperando. No IPTV não é assim.

    • André G

      Realmente a NET vem fazendo o Now crescer muito, embora algumas coisas ainda sejam um pouco caras, é um ótimo serviço.

    • Vitor Fernandes

      Pena que o suporte ao cliente do Now é zero. Já cansei de tentar pedir para adicionarem suporte para Chromecast no app, e sempre fui ignorado.

      • palatoqueimado

        Isso dificilmente vai acontecer, por questões comerciais.

      • Leandro Amaral

        Agora o Now é compatível com o Chromecast.

    • Jefferson Rodrigues

      Os canais Globosat também são transmitidos ao vivo pelo app Globo play.

    • Bruno Silveira

      sou assinante da sky, e tmbm assisto tv ao vivo pelos apps oficiais dos canais como o globosat play, watchespn, fox sports play. Acho q o servidor deles devem estar em algum PTT proximo de mim, pq o stream sempre funciona bem. a unica coisa q sinto falta é a compatibilidade com o chromecast. dos q citei o unico app q possui compatibilidade é o fox sports play. Vc como assinante da net provavelmente tmbm possui acesso a esses apps.

    • Anderson Freitas

      Continua sendo venda casada

      • palatoqueimado

        Venda casada seria se o NOW fosse um produto comercializável individualmente, coisa que não é. Ele é um recurso a mais pra quem é assinante da NET, simples assim.

    • Agora me diz como que assina o NOW sem assinar a TV da NET?

      • palatoqueimado

        Não tem como porque ele é um recurso pra quem é assinante.

        Serviços de IPTV independentes pouco ou nada existem pelos seguintes motivos:
        – Experiência de assistir diferente da TV convencional (streaming x broadcast)
        – Distribuição cara e dependente de uma boa conexão de internet ao consumidor (baixa latência, alta velocidade instantânea, menor rota possível até o DC mais próximo)
        – Exclusividade comercial dos conglomerados de mídia
        – Dimensão das operadoras, que espanta qualquer pessoa que pense em investir dinheiro num projeto desses

        A Google só entrou nesse mercado porque tem a grana, a influência, e um potencial de mercado muito grande (pelas propagandas). A Apple tentou e falhou.

      • palatoqueimado

        Aqui no Brasil tem o Enterplay, que é um IPTV independente por assinatura mensal com canais fechados (incluindo vários dos que eu citei acima). Porém os planos custam o equivalente a um pacote de TV paga, e não tive uma experiência boa com o plano trial (de 15 dias). Streaming ocorre por vezes do DC nos EUA, então a latência é maior e o buffering demora.

        • Tiago Celestino

          Enterplay é horrível. A ideia é sensacional, mas a usabilidade e a segurança do serviço é de assustar. Usei por um mês e desisti de vez

  • André G

    Só dará certo se tiver todo o conteúdo gravado, de forma que eu possa assistir o que passou 3 dias atrás.
    O grande problema da TV é só poder assistir ao vivo.

    • Caio

      Entao vai dar certo, pq na notícia diz que poderá gravar a programação.
      Grande problema? Há anos que as operadora fornecem aparelho com opção de agendamento de gravação.

  • Gertrudes, a Lhama

    Não assisto TV (fora o jornal na hora da janta), mas sei de uma coisa: Se é pago, não deveria ter anúncios. Simplesmente não.

    É um dos motivos de eu não assistir TV.

    • Meninão Bobo

      TV sem anuncio mesmo que pago não é rentável para uma emissora, você paga TV a cabo mas são muitos canais a conta não fecha, mesmo que sejam milhoes de assinantes, a infra estrutura para se ter TV a cabo ou satellite é cara e as operadoras de TV não podem/conseguem/querem repassar uma % alta do que você paga pra elas.

      Veja por exemplo a treta da Sky + FOX, falava que o canal FOX para o assinante custava menos que 2 litros de gasolina (7 reais +-) levando em conta que você paga uns 200 reais de TV isso é 3,5% da mensalidade.

      • Guilherme Oliveira

        E é por isso que os canais sem publicidade são pagos à parte, em pacotes especiais. HBO por exemplo.

  • Arley Martins

    Recurso de gravação é fundamental. Se não tem neim rola pegar. Uma gravação que fique disponível por pelo ao menos 30 dias e depois se apague sozinha seria o ideal.

  • Vitor Fernandes

    Google fazendo o que a Apple tentou e não teve coragem de terminar

  • Vitor Fernandes

    A opção de poder escolher os canais que você quer assinar/assistir sendo ignorada como sempre.

    • Krosna Terrestre

      Como assim ? só existe um pacote, são 35$ por todos os canais. Você assiste os que quiser.

      • Gaius Baltar

        Ele fala em poder escolher quantos e quais canais fariam parte do pacote.

  • Vitor Fernandes

    E outra, os canais abertos tinham que ser abertos de graça, eles tem anúncios, então quanto mais gente assistindo mais dinheiro ganham

  • Ramon Gonzalez

    Pequena correção: CNN também é da Turner

    • Gustavo

      E a Turner é da Time Warner, que, por sua vez, é dona da HBO e da Warner. Essa última sendo dona (de metade) do CW. O CW provavelmente está na lista por causa do acordo com a CBS.

      E a indústria de mídia dos EUA é difícil de entender.

  • Ramon Gonzalez

    Se isso chegar ao Brasil vai ser “feLomenal”. Acho muito difícil, mas não custa sonhar.

    • Anderson Freitas

      Provedores que detem o monopolio de acesso a internet vao subir os preços deixando o pacote internet + tv (venda casada) deles mais “vantajoso”

      • Jonathas Lopes

        Lembrando que com as famigeradas “franquias” que algumas operados querem adotar, tornaria inviável utilizarmos os serviços de stream. Sendo assim teríamos que contratar pacotes mais caros com uma maior franquia. Acredito que nesse caso estamos na contra mão.

  • Bruno Silveira

    Aqui no brasil uma empresa chegou a lançar um serviço semelhante a esse, mas nao sei se o negocio “decolou” e se ainda esta funcionando. Ja pro pessoal do gatonet da vida existe o htv box.

  • Anakin

    Acho o SBT bastante democrático, alguns programas tem canais no youtube e eles fazem o upload lá, eu mesmo assisto algumas entrevistas do The Noite.
    Sobre o serviço do Google, se é pago acho que não deveria ter anúncios.

  • Eric D.

    A pouco tempo cancelei a tv a cabo em casa. Do jeito que é não vale a pena. No dia que tiver um sistema que você pague somente os canais que consumir eu volto a assinar. Pra que ter um pacote de 290 canais sendo que no maximo 10 interessam. Assisto somente history, espn na época da nfl, discovery, fox, warner e talvez mais uns dois que eu não lembro. Na parte de filmes a netflix já substitui hbo e os outros, sem falar que vc não fica refem dos horários das emissoras. No meu caso é jogar dinheiro fora.

  • Adriano

    Receita de sucesso…
    Oferecer serviços bons e baratos.
    Dificilmente algo assim não da certo.
    Nubank, Uber,…etc.

    • Eric D.

      Cara, nubank foi uma das melhores coisas, a pouco abri uma conta no Intermedium pra testar… até agora tudo excelente… se tudo continuar assim em 4 meses encerro minha conta principal… muita gente acha que a economia é pouca, mas somando os meses todos a economia se torna uma viagem a mais no fim do ano.

  • Theo Queiroz

    Algumas pessoas comentando: “se é pago não deveria ter anúncio”, “poxa, anúncio numa coisa paga?” e etc… Velho, que eu saiba vcs pagam a tv por assinatura e tem anúncio pra cacete!

  • Anderson Freitas

    Poderiam mudar o titulo para: ” Como o Google tornará o acesso a internet mais caro”

  • Meninão Bobo

    Google Play Movie precisa liberar conteudo 4K logo, Netflix esta muito a frente…

  • Luciano Lima

    Eu ainda acho que o modelo de pagar por canal da escolha do usuário seria o melhor. Eu pagaria uns 15-20 reais por apenas 1 canal de meu interesse se isso existisse.

  • Eduardo Spaki

    se tivesse discovery e sem anuncios (afinal, ja estou pagando) ate assinaria

  • Ae Ventura, nova empreitada…. espero que seja um sopro de ar fresco no trabalho…

    Só pra te dar boas-vindas (não sei há quanto tempo você está aqui…)

    https://uploads.disquscdn.com/images/4b09fdabbf3226aaa3bcce50382b429dfe7a41074ad734d5f6009f98c8c1f17f.jpg

  • CtbaBr

    O Sheldon esta certo, É ruim!
    É o velho e indigesto “pacotão”, agora empurrado goela abaixo via Streaming!

  • Gaius Baltar

    Não sei qual é vantagem disso, pois pelo menos aqui em Portugal as operadoras disponibilizam serviço semelhante, gratuitamente. Em alguns casos o streaming feito através de tablets e smartphone não é descontado do limite mensal de dados móveis. Permite:
    * Subscrever e ver packs de filmes & séries.
    * Ver mais de 80 canais ao vivo, incluindo canais Premium e HD.
    * Acesso ao catálogo de filmes do Videoclube.
    * Agendar e ver gravações.
    * Consultar o Guia TV e saber o que vai passar, o que já passou e rever em gravações automáticas dos últimos 7 dias.
    Tudo isso incluído no valor da mensalidade. Essa oferta do Google é ridícula.

  • Fabricio Carvalho

    Não é a faltas de receita que ele gera, mas sim o custo que também é tão elevado quanto. Ai quandos e faz a conta de quanto se gasta e quanto se ganha por hora para o Youtube funcionar da forma que é, não vem gerando um lucro significativo