Início » Internet » Silenciar gente chata no Twitter ficou muito mais fácil

Silenciar gente chata no Twitter ficou muito mais fácil

Por
2 anos e meio atrás

O Twitter anunciou nesta quarta-feira (1º) atualizações de segurança na rede social. As mudanças permitirão que o usuário possa silenciar mais facilmente outros usuários (e tweets) irritantes para livrar sua timeline de dores de cabeça.

A novidade mais interessante é o controle de notificações e do que aparece no seu feed. Quem utiliza algum cliente não oficial do Twitter já está acostumado com isso, mas agora todos os usuários poderão silenciar certas palavras e nomes de usuário da timeline, além de decidir por quanto tempo elas ficam silenciadas.

As opções de “filtro”, como o Twitter está chamando esse recurso, já existiam para notificações, como a possibilidade de silenciar certas frases ou conversas. Agora, o usuário pode escolher exatamente quais termos ele não quer ver na timeline em si. A opção ainda fica em Notificações > Palavras silenciadas.

Outro recurso, que traz uma espécie de filtro de qualidade para suas notificações, te dá opções avançadas para controlar o que o Twitter te envia. Você pode optar por remover notificações de contas que:

  • você não segue;
  • têm o avatar padrão (aquele que tem um ovo, lembra?);
  • não confirmaram o e-mail;
  • não confirmaram o número de celular.

Dessa forma, imagino que muitos spams que a gente recebe pelas notificações podem sumir. Eu mesmo recebo várias notificações de usuários com avatar padrão ou não verificados, que são claramente contas de spam. Baita negócio chato.

Redução de conteúdo abusivo e mais transparência

Junto com essas atualizações de segurança, o Twitter anunciou mais transparência e novos algoritmos que foram implementados para reduzir o “conteúdo abusivo” que é postado na rede social. Isto é, quem viola os termos de usuário com spam ou correntes de ódio ou que clamam por curtidas/seguidores.

Agora, eles conseguem identificar esse tipo de conteúdo mesmo quando ele não foi reportado, com base em padrões que costumam ser seguidos por esse grupo de usuários abusivos.

A rede social já errou em identificar esse tipo de conteúdo automaticamente, mas agora diz que vai atuar sobre os usuários quando tiver certeza que o conteúdo é abusivo. A punição é limitar certas funcionalidades da conta por um tempo, escondendo os tweets da pessoa para não seguidores, por exemplo.

Como o Facebook faz, o Twitter também vai disponibilizar notificações dentro do aplicativo sobre casos que você reportou, dizendo se o usuário foi punido (ou se nada aconteceu). Só o fato do relatório não chegar apenas via e-mail mostra que o Twitter quer deixar esses relatórios mais visíveis ao usuário final.

Há algum tempo, o Twitter vem ficando bem parecido com o Facebook em questão de prevenir spam e silenciar conteúdo que você não gosta, o que é bem positivo. Os resultados de pesquisa deram uma melhorada com o tempo e o filtro de qualidade criado, que esconde “tweets duplicados ou conteúdo que parece ser automatizado”, funciona bem.

É de se esperar que a rede social continue melhorando a segurança e voltando atrás em seus erros. Os novos recursos devem chegar para todo mundo nas próximas semanas.

Mais sobre: ,