Início » Legislação » A confusão por trás da “taxa cultural” para jogos

A confusão por trás da “taxa cultural” para jogos

Por
29 semanas atrás
Já conhece a nova extensão do Tecnoblog? Baixe Agora

Uma consulta pública da Ancine (Agência Nacional do Cinema) deixou muita gente preocupada hoje: segundo a coluna de Ricardo Feltrin no UOL, o governo estuda cobrar uma “taxa cultural” sobre games. O Tecnoblog decidiu investigar melhor essa história.

Foto por Ministério da Cultura/Flickr

Como o país tem uma carga tributária muito alta, claro que essa notícia não seria muito bem recebida. Além disso, a Ancine está se preparando para tributar a Netflix e outros serviços de streaming no Brasil.

Só que, no caso dos games, a história é outra: a agência reconhece na consulta pública que a carga tributária sobre consoles e jogos é pesada, e sugere maneiras de reduzi-la para fomentar o mercado nacional.

Em um relatório de 140 páginas, a Ancine dedica 29 delas para argumentar que o setor de games paga muitos impostos no Brasil. Ela menciona o caso do PlayStation 4: na época do lançamento, o console importado tinha valor aduaneiro (antes de tributos locais) de R$ 858, mas era vendido por R$ 3.999.

“Nos consoles importados, a carga tributária pode significar 67,99% do preço final, enquanto que em um console de produção nacional tal fatia alcança 48,40% do preço final”, diz o relatório. Ele também analisa os tributos que incidem sobre jogos em mídia física e via distribuição digital.

Segundo a Ancine, os impostos com maior impacto são o IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados) e o ICMS (Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços). Assim, ela conclui que “a indústria de jogos eletrônicos… pode vir a beneficiar-se de ações na esfera do IPI que possam em alguma medida reduzir a carga tributária”.

A confusão sobre a “taxa cultural”

A agência também sugere expandir benefícios concedidos através da Lei Rouanet e da Lei do Audiovisual, além de fomentos vindos do FSA (Fundo Setorial do Audiovisual), gerenciado pela Ancine.

E provavelmente a confusão sobre a “taxa cultural” veio daí. Se o FSA for constantemente usado para financiar jogos nacionais, ele teria que ser compensado através de um imposto, o Condecine (Contribuição para o Desenvolvimento da Indústria Cinematográfica Nacional). A agência diz:

… avanços no uso do Fundo Setorial Audiovisual podem passar pelo debate de recolhimento da Contribuição para o Desenvolvimento da Indústria Cinematográfica Nacional – CONDECINE como contrapartida de participação nos recursos do Fundo, com o especial cuidado para que não haja aumento percentual da carga tributária já suportada pelo setor de jogos eletrônicos.

Nas 140 páginas do relatório, o Condecine é mencionado apenas esta vez. Este tributo não é o foco da discussão – na verdade, o foco está em reduzir impostos para jogos. E mais: a Ancine alerta que, caso aconteça uma eventual cobrança do Condecine, seria preciso cortar impostos em outro lugar, “para que não haja aumento percentual da carga”.

A consulta pública foi aberta em dezembro, e será encerrada nesta segunda-feira (6). A ideia é analisar o mercado brasileiro de games para a Ancine entender como seus desafios e saber como ajudar.

No final do ano passado, a agência abriu seu primeiro edital dedicado apenas a jogos eletrônicos nacionais – o incentivo será de R$ 10 milhões.

Desconfiar de órgãos públicos que sugerem aumentar impostos é perfeitamente compreensível, até porque a Ancine quer cobrar mais um tributo da Netflix e semelhantes. Mas no caso dos games, parece que a agência realmente está querendo ajudar.

Atualização em 05/03 às 23h09: a Ancine divulgou um comunicado neste final de semana reiterando os pontos que discutimos acima. A agência diz que “a carga tributária hoje é excessiva e pode inibir o desenvolvimento do setor” de jogos eletrônicos, que “o estudo recomenda a redução da carga tributária atual”, e que “a sugestão é a substituição de parte dos impostos cobrados atualmente, por uma contribuição específica a ser destinada ao Fundo Setorial do Audiovisual – FSA… de modo a não aumentar a carga tributária atual”.

A nota segue abaixo na íntegra:

Diante da circulação de informações equivocadas sobre a Análise de Impacto Regulatório sobre o setor de jogos eletrônicos colocada em consulta pública pela ANCINE, em particular no que diz respeito a tributação dos jogos eletrônicos, fazemos os seguintes esclarecimentos:

1. O objetivo do estudo foi analisar a situação do setor de jogos eletrônicos no Brasil e as barreiras ao desenvolvimento de uma indústria nacional de jogos. Neste sentido, a Análise conclui pela necessidade de promover o desenvolvimento de jogos eletrônicos brasileiros, propondo uma série de medidas, entre elas a de mecanismos públicos de financiamento à produção de jogos nacionais.

2. Quanto à tributação, o estudo faz uma análise da carga tributária sobre jogos e consoles. A conclusão é de que a carga tributária hoje é excessiva e pode inibir o desenvolvimento do setor. Desta forma, o estudo recomenda a redução da carga tributária atual.

3. Em relação a novos impostos, a sugestão é a substituição de parte dos impostos cobrados atualmente, por uma contribuição específica a ser destinada ao Fundo Setorial do Audiovisual – FSA com a finalidade de financiar a produção de jogos eletrônicos nacionais, de modo a não aumentar a carga tributária atual.

  • Diego F. Duarte

    “Foi um mal entendido gente. Entao fizemos um relatorio hiper-denso de 140 paginas cheio de “advoques” pra explicar isso. Malz ae”.

    Ja perdi as contas de qtas vezes ja ouvi isso em 1 ano…

    • Joaomanoel

      Mas não tinha o relatório desde o começo? As notícias de “IRÃO AUMENTAR IMPOSTOS, CORRE NEGADA” sempre dá audiência e indigna o povo, então 99% dos portais iriam noticiar isso, obviamente.

    • Helder

      O relatório já existia. Simplesmente ninguém havia se dado o trabalho de ler ele, e todo mundo considerou apenas a interpretação do Uol, que foi bem errada.

    • Klein Finkler Boelter

      Relatório falando em PS4 vendido a R$4000,00! Nem no lançamento teve esse preço. Nunca esse valor foi pago por um PS4.

      “Era R$4.000,00, agora vai ficar mais baratinho 😉 “

      • Artur Domingues

        Teve esse preço e foi pago, lembro até que noticiavam na época os primeiros compradores.
        A própria Sony importou pouquíssimas unidades.
        Mas o que todo mundo fazia era importar, que saía 1800-2100 reais na época

        • Klein Finkler Boelter

          Teve nada! Se falou muito disso em reportagem, mas tu sabes de alguém que vendeu ou que pagou por esse preço? Até que alguém me diga “eu comprei meu PS4 por R$4.000,00”, eu não acredito nisso.

      • Rafael Raffer

        Teve esse valor sim. Eu comprei um PS4 por R$ 4.000,00. Obrigado.

        • Klein Finkler Boelter

          Certo, falei coisa errada então.

          • Que p&%@a é essa? Você não pode fazer isso, assumir que está errado na internet!!!

        • Marco Antonio

          Meus Parabéns, não julgo mas invejo! kkkkkk

  • João Paulo

    Ajudar é o caral%&#%. Governo só atrapalha, ainda mais esses parasitas da Ancine.

  • evandro_campos

    Achar que quer ajudar é um pouco de inocência quando se fala do nosso governo.
    Aguardo pra ter certeza

    • Felipe

      Tava olhando em um outro site o imposto pago em um console esta 1% mais caro referente ao imposto pro de adquirir uma arma de fogo (72%)Vídeo Game e (71%)Arma de Fogo

  • CtbaBr

    Em se tratando de braziu é difícil acreditar que uma dessa ANAs iria sugerir uma redução de impostos! É algo histórico e memorável, motivo de estudos posteriores!

  • Richard

    Só acredito vendo!

  • Só acredito vendo, primeiramente terão que tirar da categoria jogos de azar que não são, já ai o imposto já cai pra caramba. Mas de boas intenções o inferno esta cheio.

    • Thales Pedrosa
    • Renato Oliveira

      Acho legal que eles querem uma inserir “taxa cultural” sendo que os jogos aqui são considerados como jogos de azar. Coerência 0.

    • Felipe

      A caracterização de jogo de azar na e pra só jogos eletrônicos?
      acho que pra console não Rafael

      • Não, jogos eletrônicos ou seja de PC não são taxados como azar pelo contrário são mais baratos porque entram na categoria de software de PC. Steam não faz milagre a taxação é diferente via software muito embora os descontos ainda sejam bem melhores.

        • Felipe

          Ate conversando com um colega aqui no trabalho ele disse a mesma coisa que vc em relação ao porque os preços de jogos de pc e mídia física e digtal pra consoles serem divergentes .

  • Lucas

    Por que vocês não leem o arquivo pra saber se ta falando sobre redução de imposto ou nao? Preferem que alguem forme opiniao por vocês? Leiam a parte sobre Perspectiva tributária ao menos.
    http://www.ancine.gov.br/sites/default/files/consultas-publicas/AIR-JogosEletronicos_0.pdf

    • Ben-Hur

      Obrigado pelo link!

  • Ikari Gendo

    Agora vamos oficialmente pagar para ancine financiar pornochanchadas… surpreso não estou, mas a cara de pau é muita.

  • Keaton

    Nah, onde vocês moram? No brasiu onde eu moro, (pro governo) imposto nunca é demais…

  • Anselmo Matos

    Eu ainda acho que os impostos tinham que ser menores, assim o pessoal compraria mais e comprando mais geraria mais receita para o governo, geraria mais emprego. Mas os caras preferem jogar os impostos lá nas alturas.

    • João Silverado

      É q pra isso funcionar bem, como nos países de primeiro mundo, o governo teria que ser transparente quanto aos gastos próprios, mostrando pra onde vão os impostos e impedir de verdade a corrupção, além de cortar as regalias, aposentarias por términos de mandatos (alguns cargos como senadores), e vários auxílios como moradia, paletó, etc. Por isso eles preferem só aumentar imposto.

  • Esse governo é assim. Quando eles sentem a pressão popular recuam. Sabem que estão na corda bamba desde o início.

  • Carvalho

    Cadê o link dessa consulta pública?

  • Doug Funny

    Governo ajudar?! O governo ajuda simplesmente quando não atrapalha. Ou seja, quando não intervem. Veja ai o exemplo da ANATEL, que protege só os interesses das teles. Por isso temos só 4 grandes monopólios (de merda) na área das teles, enquanto que nos EUA, onde o próprio mercado se regula, temos mais de 100 empresas.

  • Wilson Faustino

    Diminuir o imposto e aumentar/criar outro pra compensar. Que bosta!

  • Henrique Vieira Prata

    É um absurdo eu ter que pagar mais ainda pelos meus jogos, pra fazer mais um filme lixo do Wagner Moura!!!

  • Monclar Soares

    Sabe o que eu quero? Eu quero que fechem a Ancine porque essa porra so serve para monitorar e controlar um mercado de deveria ser livre e independente.

    • Se fosse levar isso em conta, acho então que deveriam fechar TODAS as agências reguladoras, sem exceção. Obrigado FHC.

  • Alex de Lima

    Eu vou esperar, até que seja confirmado eu não vou baixar a minha guarda.
    Pois do estado pode se esperar de tudo que beneficiem apenas aqueles que estão no poder.

  • Ronaldo Rosa

    Certamente colocarão uma pessoa que e
    entende bem do mercado de jogos para analisar o mesmo.
    #irônico

  • Aline Ometto

    Me dá uma imensa vergonha ter nascido aqui e não tenho esperança de que um dia isso possa se tornar um lugar habitável e de respeito. O melhor é devolver o país para os índios e realmente pedir desculpas.

  • Luiz P. de Carvalho

    Querendo ajudar? Se quer ajudar, corta pra 0% e podemos conversar

  • Allan Andrade

    Eles deveriam era tirar essa taxa que os jogos eletrônicos de console são “jogos de azar” só por causa dessa nomenclatura, eles são mais caros que no PC e isso é uma verdadeira vergonha!

  • Arley Martins

    Eu não aguento ler essas merdas desse governo que só quer colocar na nossa bunda. Por isso que vai tanta gente lá fora comprar as coisas. Se essa porcaria de governo incentivasse as empresas vir produzir no país reduzindo um pouco esse imposto gigantes teria mais emprego e o preço seria bem menor.

  • Ricardo Arte-Games

    Todos nós sabemos muito bem oque o governo faz quando quer nos gafar, vai armando o golpe aos poucos, primeiro manda a noticia de sola, depois vê os efeitos, mente bastante pra que aprovem qualquer coisa, depois vai subindo impostos e taxas gradativamente até obter oque queriam, com apoio da mídia bem paga o assunto some e parece que todo mundo ta gostando, e ta tudo aprovado, ai vem os intelectuais da esquerda dizer que a corrupção é culpa do povo, kkkkkkkkkkkk.

  • Lucas Vinicius

    Nunca vai acontecer

  • Ramon Gonzalez

    agora sim está claro!! muito obrigado!! show de materia investigativa

  • Klein Finkler Boelter

    Ufa, foi um mal-entendido!! Agora o PS4 que era R$4000 vai ficar um pouco mais baratinho, porque tem um relatório de 140 páginas. Obrigado, governo!!

    Agora pode liberar dinheiro de edital pros bruxinhos que marcham conforme os tambores do governo tb! UFAAAA!!!! O governo só quer ajudar, que bom!!

    (nunca vi PS4 sendo vendido a R$4000,00!!!)

    • Douglas Peixoto

      Se você ler a matéria ira entender corretamente o que a ANCINE tem a dizer.

      • Klein Finkler Boelter

        Eu li a matéria… já que a consulta pública tá impossível de abrir…

        Duvido demais que vai baixar preço de qualquer produto relacionado a jogos por causa do que a ANCINE tem a dizer, até mesmo porque é disso que a ANCINE vive. Taxas recolhidas sobre produtos, assim como qualquer outro braço desse governo brasileiro, seja direita ou esquerda ou whatever.

        A gente sabe como funciona: depois de recolher as taxas o governo libera migalhas em forma de edital pra quem bem entender (ou seja, pra quem dança conforme a sua música) através dessa mesma ANCINE, e ganha o quê? Simpatia, influência positiva… mas claro, não sem ficar um monte de $$$ pelo caminho.

        O que me impressionou mesmo foi essa galera que quer ficar ganhando grana de imposto que o governo rouba das pessoas não ter curtido essa notícia das taxas no primeiro momento… e depois virem dizer “ah, é confusão, vai voltar pra gente depois”… vai sim…

        Pra fechar:
        “Os recursos que compõem o Fundo Setorial do Audiovisual são oriundos do Orçamento da União e provêm de diversas fontes, principalmente da arrecadação da CONDECINE – Contribuição para o Desenvolvimento da Indústria Cinematográfica Nacional, e de receitas de concessões e permissões, principalmente o FISTEL – Fundo de Fiscalização das Telecomunicações.”

        EEEETA QUANTA SIGLA BOA! Fiscalização das telecomunicações! Eles merecem né? Afinal as telecom aqui funcionam bem demais!!

    • Ðîëgø Sîlvä

      vc entrou na internet esses dias? teve varios reclamando do valor absurdo nas redes sociais quando a Sony anunciou o PS4 a 4 mil http://www.techtudo.com.br/noticias/noticia/2013/10/playstation-4-conheca-alternativas-para-comprar-o-console-mais-barato.html

  • Klein Finkler Boelter
  • Rafael Raffer

    Belo texto, mas não esclarece nada. Não há uma unica explicação nisso tudo provando que os tributos diminuiriam, apenas empurrão de culpa pra um outro lado.

    • Douglas Peixoto

      Você leu a matéria?

      • Rafael Raffer

        li a materia. E beneficio na produção de jogos não é diminuição de impostos. E muito menos isso afetaria jogos TripleA (Que nunca são nacionais).

        • Douglas Peixoto

          Se tive li e compreendido a matéria entenderia que a ANCINE com esse relatório apenas atesta que o jogos e consoles são caros e sugere uma diminuição de impostos, sugere, ou seja ela apenas SUGERE não quer dizer que terá realmente uma diminuição.

          • Rafael Raffer

            O titulo da matéria é “A confusão por trás da ‘taxa cultural’ para jogos”, onde dá a entender que a tal taxa cultural não seria um problema, mas é sim, com relatório ou não. E se você tivesse entendido o meu comentário, teria notado isso. Sugerir não é solução ou prova de que foi uma confusão o que aconteceu. Você sabe e eu sei que os jogos vão ficar mais caro, e que essa “sugestão” é tão válida quanto promessa politica. E no final, essa matéria é tão valida pra explicar um confusão quanto terem ficado quietos.

  • Fabricio Beater

    Isso é mais roubo do dinheiro do povo pra ser investidos na causa da esquerda, todo mundo sabe que esse negócio de lei rouanet só favorece vagabundo e só vão aprovar projetos q estejam seguindo a ideologia de esquerda, eles só querem mais pra poder roubar é o estado querendo controlar mais a vida e as idéias das pessoas, e de quebra vão atrapalhar um pouco mais a venda de jogos no Brasil, ja que não trará nenhum benefício aos jogadores e só vão roubar mais do bolso deles e sem falar que os profissionais que produzem jogos no Brasil já estão lançados a própria sorte e ainda vem essa pra atrapalhar mais.

    • Fabio Montarroios

      MBL e suas teorias…

      • Fabricio Beater

        Aa entendi o errado sou eu, não há casos de rouanet por exemplo o luan Santana, um Cláudia leite, o tico santa cruz e alguns youtubersteens que foi divulgado por uma investigação simples que pegaram uma boquinha do dinheiro público são totalmente certos e realmente é muito justo Pq eles são pobres e não tem condições de buscar uma iniciativa privada para bancar seus projetos pq são desconhecidos, isso mesmo é muito justo principalmente pq eles defendem o povo muitas vezes e estão contra o politicamente correto do governo,E sem falar que pagar impostos é muito bom e quanto mais o povo para o pobre mais imposto tem que ser pago é tão bom pagar impostos q não são trabalhados O cidadão é o melhor do mundo eo mundo é um homem de confiança e quer o bem do povo ele não vai fazer nada q prejudica o povo, eu sei o errado sou eu, pq nos devemos fechar os olhos acreditar na mídia e no governo q É muito bom, afinal pagar um imposto a mais não faz diferença pq esse governo é bom cara olha só kkkkk

      • Fabricio Beater

        Teoria não cara, pq eu acredito em tudo que passa na mídia kkk e nesse governo que está fazendo o melhor pelo povo não acha?

        • Fabio Montarroios

          Vc não precisa e nem deve acreditar em tudo o q lê em qualquer lugar, mas parte significativa do q é escrito na imprensa séria tem apuração e é baseada em fatos. A ênfase em certos fatos e a descontextualização de determinadas situações, com certeza, está afetando a qualidade do jornalismo de um modo geral (q nitidamente embarcou no antipetismo), pq deveria existir esse cuidado de tentar equilibrar as coisas por mais q se tenha aí preferidos e afinidades com essa ou aquela corrente de pensamento ou mesmo interesses de todo tipo. O MBL turva o debate e o seu discurso está nessa mesma onda. Aliás, nem consigo ver a diferença… Vc está reclamando de algo pelos defeitos e por conta de casos excepcionais (mesmo sendo aberrantes), mas as leis de incentivo ajudam a produção de muita coisa boa, especialmente no cinema, e não deveriam ser interrompidas, pq sem elas não haveria a produção dessas coisas boas. O problema é: esses filmes, os bons filmes, chegam para uns poucos, pois esses poucos, digamos, têm interesse nesse tipo de produção e a educação adequada para conseguir apreciar o q foi produzido. Infelizmente não é o caso da maioria q vê com desprezo o cinema nacional. Mas, claro, adoram um filme de super-herói, nossa…, mesmo se for uma merda terá gente fantasiadas e cultuando. São uns tarados, em suma. Valerá a mesma coisa para jogos: jogos muito bons serão financiados, mas a maioria da pessoas não vai aproveitar, pq não têm interesse e capacidade cognitiva pra aproveitá-los já q demandam mais do jogador. Em compensação, jogos de tiro, nossa, esses venderão muito, pq, bem, no contexto em q vivemos, é o máximo q tantos covardes e insensatos desejam fazer: apertar o gatilho.

          • Fabricio Beater

            Cara eu pra começar nem conheço e nem sei quais as ideias e os pontos de vista do MBL, o meu comentario foi em tom de revolta mesmo pq nos vivemos no pais da corrupcao e nao da pra confiar em nada logo de cara, se vc acha q mais um imposto pode ajudar em alguma coisa, ai ja é sua opiniao, pq pra mim, nos ja pagamos muitos impostos e ainda jogamos esse dinheiro na mao de irresponsáveis e nao temos um retorno de qualidade, sem falar das tramoias q ninguém fica sabendo né, e eu acho q tem coisas mais importantes q merecem a atençao do governo como é o caso do desemprego q cresce a cada dia, pra mim uma medida q poderia ajudar era abaixar os impostos “abusivos” e nao criar outro, mas cade q o governo liga, eles querem é tirar mais dinheiro do povo, todas essas reformas ae é so pra aliviar a causa dos corruptos nos brasileiros estamos é ferrados, votar em corruptos da é nisso, é foda viu.

    • Theo Queiroz

      “Esquerda isso, esquerda aquilo…” – Velho, nosso governo atual é de direita…

      • Ðîëgø Sîlvä

        muitas dessas pessoas que falam “esquerda isso, esquerda aquilo” sao como o sita da UOL, falam sem nem saber a coisa toda

      • Hennan Carvalho

        Qual governo de direita? No Brasil só existe um partido de direita que é o Novo e não lembro quando Temer se afiliou nele.

        • Theo Queiroz

          Huhahauahauhaa, ok

          • Fabricio Beater

            Direita ? … Huhahauahauhaa, ok.

    • Você sabe que quem decide os projetos da Lei Rouanet são empresas privadas, né? O governo só faz uma análise técnica e todos os projetos que se enquadram nos quesitos técnicos (que não incluem ideologia pois não é sequer possível verificar isso nessa fase) são aprovados, ficando a cargo do mercado decidir quais projetos serão patrocinados.

      • Fabricio Beater

        Aa entendi o errado sou eu, pq não há casos de corrupção na lei rouanet e por exemplo o luan Santana, a Cláudia leite, o tico santa cruz e alguns youtubersteens cineastas que foram divulgados por uma investigação basica que pegaram uma boquinha do dinheiro público estao totalmente certos e realmente é muito justo pq eles são pobres e não tem condições de buscar a iniciativa privada para bancar seus projetos pq são desconhecidos, isso é mesmo muito justo principalmente pq nos vemos eles defenderem interesses do povo muitas vezes e falam contra tudo de ruim que o governo atual quer fazer no Brasil, o único problema é que o dinheiro saiu do nosso bolso sem nosso consentimento, mas não tem problema né pq nos brasileiros gostamos muito de pagar impostos então tá tudo certo, o povo tá de boa na mão do governo com o retorno que ele dá em todas as áreas, o governo sabe bem o que fazer com o dinheiro do povo por isso que tá tudo uma maravilha.

    • Blahster

      Cara, você sofreu uma lavagem cerebral tão ruim quanto o pessoal da extrema esquerda. Fica ligado…

      • Fabricio Beater

        Aa entendi o errado sou eu, não há casos de rouanet por exemplo o luan Santana, um Cláudia leite, o tico santa cruz e alguns youtubersteens que foi divulgado por uma investigação simples que pegaram uma boquinha do dinheiro público são totalmente certos e realmente é muito justo Pq eles são pobres e não tem condições de buscar uma iniciativa privada para bancar seus projetos pq são desconhecidos, isso mesmo é muito justo principalmente pq eles defendem o povo muitas vezes e estão contra o politicamente correto do governo,E sem falar que pagar impostos é muito bom e quanto mais o povo para o pobre mais imposto tem que ser pago é tão bom pagar impostos q não são trabalhados O cidadão é o melhor do mundo eo mundo é um homem de confiança e quer o bem do povo ele não vai fazer nada q prejudica o povo, eu sei o errado sou eu, pq nos devemos fechar os olhos acreditar na mídia e no governo q É muito bom, afinal pagar um imposto a mais não faz diferença pq esse governo é bom cara olha só kkkk

      • Fabricio Beater

        Ah claro né, eu devo estar errado até pq no Brasil tudo funciona direito, nos pagamos impostos mas até que não é muito viu, o temer é um cara de confiança e com certeza ele só pensa no bem do povo, então é melhor a gente fechar os olhos e acreditar em tudo que o governo falar q é pro nosso bem, e quem sabe pagar mais um imposto num ajude mesmo né, já que o retorno q vem desse governo é muito bom kkkkk

        • Blahster

          Você não entendeu…

    • Fabricio Beater

      Ata entendi o errado sou eu, no caso da lei rouanet por exemplo o luan Santana, a Cláudia leite, o tico santa cruz e alguns youtubersteens que foi divulgado por investigação simples que pegaram uma boquinha do dinheiro público estão totalmente certos e realmente é muito justo pq eles são pobres e não tem condições de buscar a iniciativa privada pra bancar seus projetos pq são desconhecidos, isso tá certo mesmo é muito justo principalmente pq eles defendem o povo muitas vezes e mostram ir contra o politicamente correto do governo, e sem falar que pagar impostos é muito bom e quanto mais o povo for pobre mais imposto tem que ser pago é tão bom pagar impostos q hj nos trabalhamos 5 meses do ano pra poder paga los e isso é muito bom pq o retorno q o estado da ao cidadão é dos melhores do mundo e o temer é um homem de confiança e quer o bem do povo ele não vai fazer nada q prejudique o povo, eu sei o errado sou eu, pq nos devemos fechar os olhos acreditar na mídia e nesse governo q é muito bom, afinal pagar um imposto a mais não faz diferença pq esse governo é bom cara olha só kkkkk

  • Márcio Silva Cruz

    “E provavelmente a confusão sobre a “taxa cultural” veio daí. Se o FSA for constantemente usado para financiar jogos nacionais, ele teria que ser compensado através de um imposto…”

    Financiar jogos nacionais quer dizer a Ubisoft conceber e produzir um jogo inteiramente no Brasil com escritório aqui ou apenas produzir cópias físicas em território nacional (e ai receber incentivos fiscais, barateando o valor final)?

    • Douglas Peixoto

      Ela teria que produzir o jogo no Brasil, mas pode ter colaboração internacional na produção e não pode ter sido lançado comercialmente, outro critério é que dois terços dos técnicos envolvidos na produção sejam brasileiros e ela teria que ter registro de Agente Econômico Brasileiro independente.

    • Klein Finkler Boelter

      Financiar jogos nacionais quer dizer que a ANCINE ou whatever vai liberar dinheiro de edital praqueles com quem ela simpatizar… que não caso, precisam ser simpatizantes dos órgãos governamentais. O governo toma a grana, e depois realoca ela onde ele quiser, pra se fazer mais forte e ter mais influência na vida das pessoas.

  • Douglas Peixoto

    Por quê ninguém a lê matéria até o final e a compreendi para depois vir nos comentários tirar conclusões?

  • Diogo Mendes

    Desculpa dizer isso mais essa “taxa cultural” so serve para enriquecer os produtos. Exemplo a Claudia Leite que usou essa taxa. Essa taxa e muito utilizado para fazer filme porno. Por causa disso que o Brasil está entre os 3 paises que mais fazem filme porno do mundo.

  • ToxicBR

    Só sei que mesmo tirando da categoria ‘jogos de azar’ e taxando menos como ‘cultura’, os preços continuarão os mesmos.
    Já que os Brasileiros pagam os preços praticados , essa diferença paga a mais irá para o bolso das distribuídoras/produtoras/etc ao invés de pagar os impostos.

  • Ðîëgø Sîlvä

    pois eu so acredito vendo mesmo, falar ate papagaio fala se for ensinado…….

  • Mariana

    também não é bem assim: o relatório sugere reduzir os impostos do produto fabricado aqui, não do importado. ele reconhece que a tributação do importado é alta, mas comenta que isso pode ser interessante pra incentivar a fabricação nacional. o preço do playstation 4 no lançamento, antes de começar a ser produzido aqui, e os dos consoles da nintendo não mudariam, por exemplo.

  • Mariana

    também não é bem assim: o relatório sugere reduzir impostos do produto fabricado aqui, não do importado. ele reconhece que a tributação do importado é alta, mas comenta que isso pode ser interessante pra incentivar a indústria nacional. o preço do playstation 4 antes de começar a ser fabricado aqui continuaria o mesmo, por exemplo.

  • “Desconfiar de órgãos públicos que sugerem aumentar impostos é perfeitamente compreensível” na verdade a desconfiança maior é quando sugerem DIMINUIR impostos, porque isso sim é mentira em 99,99% das vezes.

  • Jose X.

    * culpa da Dilma

  • Mago Erudito®

    Mas é evidente que o preço dos games é muito alto no Brasil, lançamento custa 1/4 do salário mínimo, mas vejam bem isso não é culpa somente dos impostos.

    Lembrando que preços tabelados, oligopólio de varejistas, frete caro e margem de lucro também inflam os preços por aqui.

    O mercado brasileiro de games é um dos mais férteis do mundo, pois mesmo com esse custo absurdo os gamers continuam comprando novos jogos e consoles. Nossos governantes poderiam, apenas a título de teste, reduzir a carga tributária e usar o que for arrecadado para fomentar a indústria de games e garanto que o retorno seria espetacular.

  • McFake

    Eai pessoal, algum comentário sobre o inicio das operações da CORREIOS CELULAR?
    http://www.correioscelular.com.br

    • Vai ter uma coletiva dos Correios hoje, e estaremos lá para trazer as informações.

  • Tharcio Souza

    Usar o exemplo do Playstation 4 pra falar de impostos é sacanagem. Era óbvio que o alto preço de lançamento não tinha nada a ver com isso, era pura ganância.

  • Tiago Celestino

    Como sempre, órgãos reguladores se confundem com suas próprias regras.

  • Lukas Gasparotto 

    “a agência reconhece na consulta pública que a carga tributária sobre consoles e jogos é pesada”, só em jogos? Esse país é feito em cima de altas cargas tributárias, independente do setor.