Início » Segurança » Novo vazamento da Wikileaks mostra o enorme poder de espionagem da CIA

Novo vazamento da Wikileaks mostra o enorme poder de espionagem da CIA

Quase 9 mil documentos foram liberados e é só o começo: o projeto Vault 7 prevê mais vazamentos ao longo do ano

Por
37 semanas atrás
Já conhece a nova extensão do Tecnoblog? Baixe Agora

A Wikileaks continua fazendo aquilo que é a razão da sua existência: vazar documentos sigilosos. Mas, desta vez, o trabalho atingiu um recorde, digamos assim. Quase 9 mil documentos ligados a programas de espionagem de serviços de inteligência dos Estados Unidos, com destaque para a CIA, agora podem ser acessados por qualquer pessoa. O vazamento ganhou até um nome pomposo: Vault 7.

Para ser preciso, são 8.761 documentos que fazem parte apenas da primeira leva, chamada de Year Zero. A Wikileaks pretende fazer outros sete grandes vazamentos ao longo do ano. Todos os dados se referem a registros de atividades de espionagem digital realizadas entre 2013 e 2016.

CIA

Essa primeira leva, Year Zero, conta com documentos oriundos de uma rede isolada e altamente protegida de um centro da CIA (Agência Central de Inteligência dos Estados Unidos) em Virgínia.

Bom, altamente protegida na teoria. Segundo a Wikileaks, os documentos foram obtidos por uma pessoa que aproveitou o fato de a CIA ter perdido o controle sobre as ferramentas usadas para espionagem. A agência utiliza vírus, cavalos de troia, softwares que exploram vulnerabilidades e recursos semelhantes para esse fim.

Quem tem acesso a esse “arsenal” consegue “enxergar com os olhos da CIA”, por assim dizer. Foi assim que o invasor, obviamente não identificado, teve acesso aos registros da agência.

As constatações iniciais obtidas a partir daí são perturbadoras, embora nem um pouco surpreendentes. Os documentos indicam que a CIA tem ferramentas para entrar em sistemas de operadoras de telefonia ou fazer espionagem a partir da invasão de equipamentos com Android, iOS e Windows, por exemplo — tudo na surdina, é claro.

Bandeira - Estados Unidos

Até smart TVs da Samsung podem ser usadas como recurso de escuta, inclusive quando desligadas. E nem pense que a criptografia do WhatsApp ou do Telegram consegue parar a CIA: a agência explora outros meios para acessar os dados quando encontra esse tipo de barreira.

O objetivo da Wikileaks com o Year Zero é mostrar justamente a capacidade que CIA e outras entidades do governo dos Estados Unidos têm de se infiltrar em sistemas dos mais diversos tipos. O alcance é praticamente global: além do centro de inteligência em Virgínia, a CIA usa o consulado dos Estados Unidos em Frankfurt para orquestrar ataques em regiões da Europa, Oriente Médio e África.

Como os dados foram divulgados nesta terça-feira (7), ainda não houve tempo para verificação da veracidade dos documentos. Mas um ex-agente da CIA fez uma análise rápida das informações e, ao New York Times, sinalizou que é bastante provável que os documentos sejam mesmo legítimos.

Há um grande cuidado da Wikileaks para não revelar quem é a pessoa que teve acesso a esse volume de informações. E não é só com isso que a organização está se mostrando cautelosa: nomes de agentes da CIA e de outras pessoas envolvidas com as atividades foram ocultados para evitar que elas sejam prejudicadas.

É uma atitude compreensível. Em vazamentos anteriores, a Wikileaks foi acusada de vazar documentos sem esse tipo de cuidado e, assim, colocar em evidência pessoas que não tinham grande relevância para as ações executadas.

Julian Assange

Julian Assange

Os cuidados também dizem respeito à decisão sobre o que não divulgar. A Wikileaks poderia ter liberado os códigos-fonte das ferramentas usadas pela CIA, mas preferiu não fazê-lo, pelo menos até que fique claro como essa tarefa pode ser executada sem gerar outros problemas de segurança.

Naturalmente, toda a operação de vazamento do Vault 7 está sendo coordenada por Julian Assange que, pelo temor de ser extraditado, está desde junho de 2012 vivendo na embaixada do Equador em Londres. O próprio fez questão de ressaltar que estamos diante do maior vazamento da história relacionado à CIA.

Até o momento, a agência não se pronunciou sobre o assunto.

  • Leon
    • Fernando Rodrigues de Sousa

      Pior que o trump assumiu a presidência não tem meses e nego coloca foto dele como se ele fosse o culpado

      • Leon

        Dica: não é o Trump.

        • Jefferson Rodrigues

          É o Justin Bieber?? Kkkk

          • Leon

            Não, é o Julian Assenge hahaha

        • doorspaulo

          A foto da matéria foi trocada pouco depois.
          Antes era a cenoura preferida do planeta mesmo.

  • Alberto Prado

    Aquelas teorias da conspiração estão se tornando cada vez mais reais… O dia em que teremos que usar os chapéus de alumínio tá chegando galera.

  • Aguardando a galera do “eu não tenho nada pra que esconder, podem ver minhas conversas no zap huehuehue”

  • Diogo Nóbrega

    Não quero ser “aquele cara que defende o Trump”, massss…. ééé… meio nada a ver essa imagem dele, né? Ou estou errado?

    • Fernando Rodrigues de Sousa

      totalmente nada a ver, sinal que o editor tem um claro viés esquerdista, anote o nome e perceba que toda reportagem será nesse sentido

      • Amarildo

        Me desculpe, mas você é que é “nada a ver”. O Alecrim não tem um “claro viés esquerdista” (se tiver, essa característica não é visível nos posts), e as matérias publicadas por ele não tem esse sentido que você mencionou. Tenha um pouco de bom senso, por gentileza.

        • Anthony Fernando

          Boa resposta.

      • tuneman

        claro. o objetivo dele é transformar todo leitor em comunista comedor de criancinhas.

      • Jack Silsan
        • Ricardo – Vaz Lobo

          A melhor condenação nem é o downvote, mas essa printada na tela.

          • Jack Silsan

            Sim rsrs… Tá em -24
            Um recorde lol

          • Silvio Ney

            O meu entrou na contagem aí já? hehe

        • Diogo Nóbrega

          Eita, nessas horas que faz falta aquela extensão Downvote Exposer do Chrome… hahaha

          • Jack Silsan

            Esse app do Disqus é uma das coisas boas do Windows 10 Mobile

        • Anthony Fernando

          Mais um Downvote!

          • Jack Silsan

            Chegou a -40

    • emersonalecrim

      A Intenção foi ilustrar o post com um olhar de superioridade, algo nessa pegada. Como o Trump é o presidente atual, achei que seria mais adequado colocar a foto dele. Mas, pelo jeito, me enganei, por isso, troquei a imagem.

      E obrigado por perguntar sem me ofender ou fazer julgamentos precipitados sobre o meu posicionamento político.

      • Juliotenorio

        O saquei a questão de olhar superior, mas essa nova imagem ficou mais legal.

  • Fernando Rodrigues de Sousa

    PQ diabos colocaram foto do trump? se ao que consta, tudo aconteceu da era bush até obama?

    • Silvio Ney

      Vai comentar quantas vezes?

  • Jefferson Rodrigues

    Toda sociedade deve ter o direito de saber o que seu governante anda fazendo na surdina.

    • tuneman

      Tão utópico….

      • Jefferson Rodrigues

        Falei uma mentira?

        • tuneman

          Nao, mas não deixa de ser utopia.
          Fora que, se não for o governo, são as empresas nos espionando.

  • Jack Silsan

    Sobre o Telegram, recebi a seguinte mensagem no canal oficial do serviço no próprio app:
    The CIA did NOT break Telegram encryption!

    Wikileaks has released a new set of documents they called “Year Zero”. The newly discovered hacking arsenal of the agency includes techniques that reportedly permit the CIA to go around the encryption of messaging apps by hacking people’s smartphones and collecting traffic before encryption is applied.​

    This is not an app issue. It is relevant on the level of devices and operating systems like iOS and Android. Naming any particular app here is misleading.

    Read the complete article by the Telegram team here http://telegra.ph/Wikileaks-Vault7-NEWS

    • Ricardo – Vaz Lobo

      Beleza, mesmo assim não boto minha mão nem na água morna.

      • Jack Silsan

        Nem eu 😂
        Eu apenas quis colocar um ponto de vista a mais na discussão

    • E nem precisa. Se tiver acesso ao aparelho, vai ter acesso ao conteúdo sem nem passar perto da criptografia.

      • Jack Silsan

        Pode crer

        • Acho engraçado como o mundo real funciona as vezes haha os kras criam 1000 criptografias fodas e tudo mais e a CIA vai pelo lado mais fácil e contorna tudo isso tendo acesso direto ao aparelho. É tipo as seguranças avançadas que os kras passam usando engenharia social.

  • Jack Silsan
  • Adriano

    Sério que tem gente que AINDA acredita que espionagem em escala massiva e global, não passa de teoria da conspiração?

    • Ricardo – Vaz Lobo

      Pois é…

  • Adriano

    Sabe o que é mais bacana que esse post? Uma discussão tola sobre política, em uma matéria sobre tecnologia.

    • Ricardo – Vaz Lobo

      Em qual ponto não há uma ação política através do uso tecnologia para espionagem?

  • Vou ler todos os documentos vazados pelo Wikileaks…
    Termino em 2018, até logo

  • Arley Martins

    Eu não duvido de mais nada. Tem tanto equipamento em teste que ja desempenha o que promete e ainda não foi apresentado pelo simples fato comercial, espionagem todos sabem que sempre existiu e cada vez vai fica pior.

  • O mais interessante é que ninguém tem falado é que me parece estranho o Wikileaks apenas divulgar sobre a CIA e nada sobre o serviço secreto russo, alemão ou inglês. Até mesmo vazar documentos sobre a espionagem chinesa. Muito seletivo esse Wikileaks na minha opinião todas essas grandes economia tem feito a mesma coisa. Até mais que a CIA mas raramente citadas. 🤔

  • NILSON

    …Que situação critica chegamos, a respeito dos vazamentos de docts sigilosos…