O Windows 10 já acumulou diversas polêmicas em seus dois anos de existência – atualizações forçadas, dúvidas sobre privacidade, dificuldade em alterar aplicativos padrão – e há mais outra para a lista. Usuários descobriram que o sistema passou a exibir anúncios no Explorador de Arquivos, e a Microsoft diz fazer isso para “ajudar os clientes”.

O anúncio no Explorador de Arquivos é um convite para assinar o OneDrive, serviço de armazenamento na nuvem, e aparece na parte superior da tela Acesso Rápido.

Notificações semelhantes a essa já apareciam na atualização de aniversário do Windows 10, mas o Creators Update realmente trará anúncios como o visto acima.

Em declaração ao The Verge, a Microsoft diz:

As novas notificações com dicas no Explorador de Arquivos no Windows 10 foram projetadas para ajudar os clientes fornecendo informações rápidas e fáceis para melhorar a experiência relativa ao armazenamento e ao gerenciamento de arquivos na nuvem. Dito isto, os clientes do Windows 10 podem facilmente optar por não receber essas notificações se assim desejarem.

Aprenda a desativar os anúncios do Windows 10

De fato, como explica o site Thurrott.com, é possível desativar esses anúncios – só não é muito intuitivo. Abra o Explorador de Arquivos, vá em Exibir > Opções, clique em “Modo de Exibição” e desative a opção “Mostrar notificações do provedor de sincronização”.

Esta não é a primeira vez que a Microsoft coloca anúncios no Windows 10: você pode encontrá-los na tela de bloqueio, no menu Iniciar e também na barra de tarefas. Para desativá-los, é preciso ir em diferentes locais nas configurações.

Vá em Configurações > Personalização > Tela de bloqueio e desative a opção “Receba dados interessantes, dicas e muito mais do Windows e da Cortana na tela de bloqueio”. (Essa opção não estará disponível caso sua tela de fundo seja “Destaque do Windows”.)

Vá em Configurações > Personalização > Iniciar e desative a opção “Ocasionalmente mostrar sugestões em Iniciar”.

Por fim, vá em Configurações > Sistema > Notificações e ações e desative a opção “Obter dicas, truques e sugestões de como usar o Windows”. Isso impedirá que pop-ups de anúncio surjam na barra de tarefas.

Tudo isso é uma inconveniência para quem decidiu usar o Windows 10, e é uma forma de empurrar produtos da Microsoft – como o OneDrive e o navegador Edge – em detrimento da concorrência. Será que, se ouvir reclamações o suficiente, a empresa vai parar com essa prática?

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

BlowsFXP

Tv paga antigamente nao tinha propaganda, hoje tem porque o povo aceitou.. eu cancelei..... assistir filme com propaganda como na tv aberta ? nem em sonho. Assino Netflix agora

Tony Lins
Não, não são a mesma coisa, mas a AMD tem contribuído no desenvolvimento e suporte dos módulos (drivers) abertos do kernel (Linux). E pra quem quer saber o estado atual do suporte no X.Org: https://www.x.org/wiki/RadeonFeature/ E a performance dos módulos abertos do kernel está comparável com os antigos módulos proprietários para várias GPUs. Veja mais em: http://www.phoronix.com/scan.php?page=article&item=radeonsi-cat-wow&num=1 (e possivelmente melhor performance pode ser esperada, já que o benchmark do link é de Setembro de 2015 e desde então, a AMD tem melhorado o desempenho e aumentado as placas gráficas com suporte nos drivers livres) Recomendo que teste o Chakra Linux, Manjaro ou o Linux Mint 18.1, o desempenho pode ser satisfatório. Adicionalmente, leia também: Comentário de um usuário da R9 270 https://www.gamingonlinux.com/articles/ubuntu-1604-dropping-the-ati-catalyst-fglrx-driver.6786/comment_id=56030 Comentário de um usuário da R9 390 https://www.gamingonlinux.com/articles/ubuntu-1604-dropping-the-ati-catalyst-fglrx-driver.6786/comment_id=56034 Eu tenho uma APU (com Radeon) no meu laptop, e eu tenho um (relativamente) bom desempenho gráfico para um TDP de 10W, mas eu não jogo muito, no máximo eu rodo um ou outro jogo antigo (com configurações no máximo, via wine) no meu notebook com Arch Linux. Aproveitarei e vou comentar sobre o Office: É possível instalar e usar o Office 2013/2010/2007 no GNU/Linux via wine, mas não se importe muito, pois o LibreOffice (www.libreoffice.org) nas suas versões mais recentes (5.2.x/5.3.x), tem dado um show de compatibilidade com os formatos do Office (*.docx,*.pptx,*.xlsx,*.doc,*.xls,*.ppt...), e ambas as suítes de escritório têm recursos idênticos/parecidos e únicos para cada uma, veja mais em: https://wiki.documentfoundation.org/Feature_Comparison:_LibreOffice_-_Microsoft_Office (versão em inglês atualizada entre Office 2016/365 e LibreOffice 5.3.1)
Tiago
Desde o lançamento oficial do Windows 10, eu fico estudando a possibilidade de migrar... Eu nunca usei. Mas toda vez que vejo notícias como essa, a única coisa que a Microsoft consegue é me desencorajar ainda mais.
Paulo Carinhena
O maior apelo de uma TV fechada é que eles não deveriam ter comerciais, justamente porque pagamos por eles. No começo não tinha, eram paradas curtas, do tipo ir no banheiro ou beber uma agua. Ja hoje... vc faz janta, janta, lava a louça, come uma sobremesa e quando volta, ainda espera mais alguns minutos... pra voltar do comercial.
Lucas Mota
A positivo ja fez isso também.
Daniel Tavares
A MS só está cavando a própria cova ultimamente, e está abrindo espaço para a popularização do Ubuntu.
angourakis
Pensei que a Nvidia estava bem melhor. Bom, pelo menos vocês possuem drivers feitos pela fabricante. AMD descontinuou os drivers proprietários no Ubuntu 16.04 e recomenda usar os abertos, que infelizmente, não são a mesma coisa =(
angourakis
É.. eu tenho visto em um site que participo sobre Win7 EFI e drivers e etc. E apesar de achar o Win7 um ótimo S.O, planejo há tempos sair mesmo da Microsoft. Acho que temos muita coisa a ganhar quando usamos um sistema aberto onde todo mundo pode contribuir, ao invés de um proprietário que tu fica a mercê da fabricante (mesmo ela tendo melhorado exponencialmente nos últimos anos). Usar Linux é mais uma questão de adaptação e de força de vontade (no meu caso) do que propriamente problemas. Eles existem, claro, mas podem ser contornados (minha última instalação do Mint estava bem bacana). Preciso abrir mão do Windows, do Office... e achar alternativas para outros softwares que eventualmente preciso. Não da para usar meio Linux (me refiro ao Office via Wine... acho porco e não fica a mesma coisa). Quando eu puder, vou dar mais uma chance para o Linux e buscar alternativas ao invés de correr de volta para o Windows. Obrigado pela sugestão ligeira, Ligeiro =P
Marcus Araújo
Eu não sou fã do macOS, mas é por essas e outras que dizem que quem nasceu pra ser Windows jamais será macOS (nem falo do Linux porque o tão popular Ubuntu já aderiu aos anúncios da Amazon faz tempo). Dá pra desativar ambos? Dá, mas depende de conhecimento que nem sempre o usuário "comum" possui ou pelo menos lhe é apresentado na hora que lhes jogam uma propaganda na cara. Enfim, pra quem anda cobrando 810 reais numa licença do Windows Pro, o mínimo de respeito que deveriam apresentar é ao menos PERGUNTAR se o usuário deseja habilitar esse tipo de patifaria.
Molinex
Use o Edge, ele é mais seguro que o Chrome... Instale o office 365... Use o onedrive, para guardar seu arquivos em nuvem... Compre baton, compre baton, compre baton... Que piada maluco
Ligeiro
Poluição em comentários é que nem trânsito e poluição do ar: se as pessoas não se tocarem que são elas que colaboram com isso, vai continuar até a hora que todo mundo morrer por causa disto :p
Ligeiro
Sou do tempo que via Positivos e CCEs vindo com aquele "gadget" de propaganda no Windows XP... :p
Ligeiro
Volta para o 7. Existe uma versão EFI dele (pesquise por Windows 7 EFI). Talvez ajude :)
Ligeiro
O sistema mais barato do Windows que existiu foi o "Starter", que limitava o sistema para usar até 2GB de RAM e não tinha sistemas para compartilhamento na rede.
Arthur Dubeux
"A nova extensão do Tecnoblog está pronta.Baixe Agora!" Parece que o jogo virou, não é mesmo?
Exibir mais comentários